A MAIOR DA HISTÓRIA

vw-logoSÃO PAULO (não é possível…) – O que a Volkswagen fez é a maior cagada da história da indústria automobilística mundial. As ações da empresa estão derretendo. Fico me perguntando por que uma montadora desse tamanho se arrisca a ser pega no pulo em algo tão estúpido — emissão de poluentes, algo que se controla fácil, com tanta tecnologia à disposição. Um software foi desenvolvido especialmente para enganar aparelhos usados nas inspeções dos motores a diesel. É inacreditável. Alguém fez isso sabendo muito bem o que estava fazendo. Em nome do quê? Para economizar quanto? Sob ordens de quem? E quem garante que isso não foi feito com outros motores? E a Audi? E a Porsche?

As consequências serão pesadíssimas. E esqueçam a F-1 por enquanto. Não vai ter grana. Não tem cabimento. Serão anos para limpar a barra, o nome, a reputação. Serão anos para recuperar as fortunas que irão para o ralo na forma de multas e recall.

Meus Fuscas estão com vergonha. Os Passats, a Variant, o TL, o Karmann-Ghia, a Kombi e os Gols também.

Comentários

  • vW é sinônimo de arrogância e auto confiança na indústria automobilística. Agora esperem que a corda irá estourar no lado mais fraco, podem contar com as demissões no México, Brasil, Argentina, Espanha, Republica Tcheca e Hungria. Tempos difícies aguardam esta gente. E digo, não é de hoje que quem é da área desconfia das práticas desta gente de Wolfsburg.

  • A Suzuki deve estar nas nuvens. Depois de se livrar da incômoda parceria com a VW, vê hoje a empresa alemã se debatendo na lama da fraude dos motores a diesel. Exatamente os motores a diesel que foram o pomo da discórdia entre as duas empresas. A VW, tempos atrás, no meio da aliança, acusou a Suzuki de violar o acordo se continuasse a comprar motores a diesel da Fiat. A Suzuki bateu o pé, não aceitou a ingerência, não queria ser controlada. Depois da separação, o presidente da Suzuki, Osamu Suzuki, veio a público e declarou: “Ao longo desses anos, percebi que existem empresas diferentes de nós”. Obviamente, ele estava falando do ponto de vista ético. Como disse Has Greimel, editor na Ásia da Autonews, “Mr. Suzuki deve ter claramente visto algo de que não gostou”.

  • Minha gente, esses caras vão colocar a culpa num fornecedor menor e sem importancia, pagar uma multa e vai ficar por isso mesmo.
    Agora a pergunta que fica é, se fizeram isso la nos States e aqui nas terras tupiniquins?

  • Isso que dá provocar os ianques. lembram-se quando a Toyota foi a maior montadora do mundo? Ano seguinte escândalo de segurança com os tapetes (origem da denuncia: EUA).
    2014 VW maior montadora do mundo. em seguida, denuncia dos EUA quanto à fraude no sistema de emissão de poluentes.
    Futebol, etc…. os caras mandam no mundo, possuem uma capacidade de investigar até o limite para fazerem com que seus interesses sempre prevaleçam, procuram e encontram pelo em ovo se for preciso….

  • Acho que muita gente não tem noção da verdadeira enormidade dessa maracutaia. Se for comprovado que a VW driblou o teste de emissões na Europa e em outros mercados, o império vai desmoronar. Os acionistas já estão debandando, as multas vão pegar na faixa das centenas de bilhões e os governos (principalmente europeus) vão cobrar outras centenas de bilhões em impostos que foram sonegados ao longo dos anos, através dos incentivos a motores menos poluentes. E os governos europeus precisam urgentemente dessa grana.

    Porém, isso acabaria destruindo a VW e acabando com uma infinidade de empregos. Ao mesmo tempo, isso significaria passar a mão na cabeça dos corruptos. O que fazer? Sinuca de bico, essa. Aguardo ansiosamente os próximos capítulos.

    • O mais surpreendente, é como uma maracutaia desta dimensão ficou em segredo dentro de uma empresa, que tem nada menos de 590 mil funcionários? Como a informação foi controlada para que um engenheiro ou secretária envolvida no esquema, ou alguém mais graduado, não tivesse aberto o bico? Ou um ex-funcionário não tivesse denunciado o esquema, publicamente?
      Que forças foram estas, que mantiveram em sigilo um escandalo destas dimensões.

  • fico impressionado e entristecido com a baixa auto-estima ou ignorância de alguns brasileiros – diria nelson rodrigues, com complexo de vira-lata – que vendo qualquer trambicagem realizada no mundo logo recorrem a comparações com fatos acontecidos aqui. como se apenas no brasil acontecessem erros, trapaças e corrupção. o presidente da empresa se demitiu, certamente alegou que desconhecia o fato e muitos acreditaram. curiosamente, muitos dos quais, aqui, acreditam na teoria do domínio do fato, ou seja, que lula não poderia ignorar nada que se passava a respeito da ação penal 470. possivelmente, os mesmos que também acreditam que dilma não poderia ignorar a corrupção na petrobras.
    pobres coitados, pobres inocentes úteis… bando de idiotas e cretinos.
    esse erro da vw – um dos muitos que essa empresa e outras do seu setor – cometeu lesando consumidores só prova o quanto é possível se esconder do povo e o quanto o marketing e a propaganda podem enganar.
    bem feito para os que acreditam na imprensa. bem feito para os que acreditam na propaganda.

    • Antonio, nem marketing nem propaganda podem ser culpadas. Temos de enterrar este fetiche, que sempre a culpa é de marketing, até na política brasileira. Se não, por analogia, você desmerece o seu comentário “logo recorrem a comparações com fatos acontecidos aqui. como se apenas no brasil acontecessem erros, trapaças e corrupção”

  • Está quase tudo dito. Mas há um problema não abordado (nem o vi na imprensa): na Europa comunitária existe um imposto que se aplica aos automóveis e é função do nível de emissões. Na Espanha chama-se “impuesto de matriculación”. Os carros que emitem menos de 120g de CO2 por quilômetro estão isentos e a partir desse valor, há uma tabela de penalização. Portanto, se os motores em causa ( EA189 Diesel), que são muito pouco usados nos EUA – só 3% dos carros de passeio têm motores Diesel naquele mercado, enquanto na Europa, representam 50%, e onde o referido motor é muito usado, tiverem sido beneficiados pela maracutaia da VW, podem imagina a enooooooorme evasão fiscal que isto representa.
    No final das contas: a VW vai gastar uma brutalidade, a Sra. Merkel, vai dar uma ajudinha, e dentro de 5 anos ninguém se lembrará do caso (mais ou menos como ocorre na política).
    De qualquer forma, a penalização tem de ser exemplar, para que os outros fabricantes não se sintam tentados a fazer o mesmo.

  • Estão levando tudo a ferro e fogo e a VW vestiu a carapuça deixando a situação pior ainda para a montadora. Não deixaria de comprar um carro VW por causa disso, apenas se o “migué” envolvesse segurança.

  • Bom dia Flavio…

    Viajando em teorias da conspiração… essa “revelação” tem algo a ver com a possível entrada Volks na F1 ?? Uma das concorrentes – Renault/Fiat – poderia ter divulgado informações privilegiadas aos orgãos competentes para pegar a Volks com a boca na butija ??

    Faz sentido ?? Ou é muita conspiração ??

  • 1
  • 2