FOTO DO DIA

Lambretta_Geneal

Faz um tempinho que o Gustavo Sirelli mandou. Guardei para um dia em que estivesse com fome, como agora. A Geneal voltou (vivo falando desses hot dogs aqui, fazem parte da minha memória afetiva do Rio), até onde pude me informar. Mas não sei se é a mesma coisa. Ainda é, blogaiada do Rio?

Comentários

  • SIm, tem os quiosques em alguns lugares, mas não tive coragem de comer, pra não correr o risco de estragar o sabor do passado. Além do mais, nao vi ninguem comentar aqui, mas a geneal também tinha outros sanduiches que eram bem legais, como os de salada (maionaise) de ovo e salada (maionaise) de presunto, que era o meu preferido.

    Na praia do Leblon tinha um “piloto” de Geneal que era baixinho. A gente ia la “comer’ tare da noite (tarde, naquela epoca, era 10 horas / 10 e meia) pedia o sanduiche, e quando o baixinho ficava na ponta dos pés e se curvava para pegar o sanduba no fundo do bau da Vespacar, a gente segurava ele pelos fundilhos e saiaandando devagar com o carro, puxando o baixinho. O baixinho protestava, mas nunca ficava puto: “Pô gente, de novo não, me deixa trabalhar em paz, eu vou acabar caindo e me machucando….” Logo depois a gente voltava lá e pedia o sanduba, deixava até uma gorjeta gorda, pra compensar.

    Antonio

  • Eu gostei da volta do Geneal. Não é perfeito (nada é….), porque não tem os carrinhos de antes e as bisnaguinhas de apertar o ketchup e a mostarda, substituídos pelos sachês sem graça.
    Mas o gosto é o mesmo, ou pelo menos muito parecido com o que me lembrava. Na primeira vez que comi, nesse retorno, deu uma satisfação bem gostosa de reencontro com o passado.

  • Sim, voltou com o mesmo sabor, mas sem o mesmo apelo pop de outrora (!?…)…
    E, as Vespacar fazem falta hoje! Abrahão Kasinski tentou trazer de volta, mas era caro e foi mal recebido… Cheguei a fazer um test drive em um aqui em Nova Friburgo, há uns 13 ou 14 anos. Era desconfortável, mas muito valente! E, não tinha portas…

  • FG, mesma apresentação, mas comi recentemente e o sabor não me pareceu. Pode ser que eu tenha mudado meu paladar… Achei um pouco longe daquele que comia aos baldes no Maraca.
    Pelo menos não foi gourmetizado. O preço foi semi gourmetizado.

  • Ainda é a mesma coisa. Difícil entender como um simples pão e salsicha faz tanto sucesso há décadas. Para quem não conhece, é apenas pão e salsicha, sem nada mais. O pão é sensacional.

    De qualquer forma o Geneal me remete a praia e a Maracanã.

    abs.

  • Não é, Flavio. É uma rede de franquias em quiosques que só aceita dinheiro (no mundo de hoje?) e vende um Hot Dog meio industrializado. Não comi. Mas tem cara de sanduíche de loja de conveniência…

  • Igual, Gomes. Semana retrasada comi 2 no Maracanã. Vem no saco plástico, como antigamente, com aquele pão meio úmido, sem molho nem nada. É só tacar mostarda e ketchup e mandar ver. Você pode encomendar pra festas também. Os caras mandam num cooler com determinada quantidade. Agora, nessa onda de food trucks, deviam ressucitar esses triciclos.

  • É o ancestral dos atuais food-trucks, alias moda besta esta.

    O Geneal voltou sim e muito bom. Comi muito nestes ” triciclos” . Só para constar foto, feita na calçada da praia do Leblon, bons tempos.

  • Acho que não. Experimentei no quiosque de um shopping e não achei a mesma coisa. Não sei dizer, Acho que o ambiente de praia , misturado com a fome danada , dava um gosto especial a aqueles cachorros quentes.

  • Só não é a mesma coisa porque já não existem os carrinhos com os vendedores pelas ruas do RJ. Lembro especialmente na praia e no Maracanã. Não sei se voltaram ao Maraca, porque eu também não volto lá há décadas. Mas na praia não existem mais os tais carrinhos.

    A gente encontra Geneal em alguns quiosques dentro de shoppings e ocasionalmente em postos de gasolina. Mas o incrível é que o gosto é exatamente o mesmo.

    Outra coisa que mudou são a mostarda e o ketchup que agora são nos detestáveis saches.

  • Tem alguns anos que voltou. Cresci com a minha mãe falando o quanto era delicioso comer um Geneal depois da praia. Não sei se a memória afetiva de vocês é benevolente ou se pioraram a receita, mas o Geneal que vendem hoje em dia é uma bela bosta. É uma das poucas opções de comida do Maracanã (só pão e salsicha, e tome ketchup pra fazer o negócio descer) e de grandes eventos como shows.