MENU

Tuesday, 27 de September de 2016 - 18:46Museus & coleções

PARABÉNS, VOLKSWAGEN!

SÃO PAULO (todas deveriam ser iguais) – Vocês não fazem ideia da minha alegria ao ler este texto do Alexander Gromow, maior especialista brasileiro em Fuscas e maior entusiasta da marca que conheço. Ele desvenda os mistérios da incrível coleção que hoje forma um pequeno museu na fábrica da Volkswagen na Via Anchieta, em São Bernardo do Campo. E é iniciativa de abnegados funcionários e ex-funcionários, que conseguiram construir um acervo de valor inestimável para que se conte a história da indústria automobilística brasileira.

O museu, pelo que entendi, não é aberto ao público e apenas visitas guiadas são permitidas. Vou tentar saber mais. E vou tentar visitar, claro! Porque além dos carros, há documentos, projetos, fotos de época, protótipos…

Que bom que a VW mantém essa coleção com tanto carinho. Cada montadora deveria fazer o mesmo, e não é exatamente o que acontece no Brasil. Parabéns, de verdade, aos que lutaram para que ela existisse, aos que brigaram para preservar algo tão importante. E parabéns ao Gromow pelas informações.

AG-57-Foto-16

35 comentários

  1. Marcelo Aranha says:

    Vamos fretar um daqueles antigos Cometa e organizar uma excursão dos leitores do blog!

  2. Farid Salim Junior says:

    Como o assunto é acervo de fábrica de automóveis, lembro de que a GMB também tem um acervo semelhante e, que foi cedido ao extinto museu da Ulbra. Não sei o que aconteceu com esse acervo após o ocorrido com o citado museu. Soube que o Sr. André Beer é ou era o curador desse acervo…
    Se houver alguém que saiba algo além disso e puder informar, fará felizes muitos admiradores da marca da gravatinha… Ou, o nosso “Indiana Gomes” pode retornar à ativa e apurar tudo isso. O que acha, Sr. Flávio Gomes?

  3. Thiago Lima says:

    Impossível ouvir ou ler o nome de Alexander Gromow e não lembrar das vezes em que, com sua generosidade e competência, ministrou palestras na Escola de Engenharia da Universidade Mackenzie, a convite do também muito nobre professor Paulo Shinzato. Abria as palestras falando de Fusca, obviamente, e era um deleite compartilhar de sua paixão. Uma oportunidade única que eu, ainda estudante à época, aproveitei e apreciei muito bem. É um prazer vê-lo ativo, com saúde e ainda com o mesmo nível de energia e paixão. Um abraço caro colega Alexander Gromow!

  4. Juca Vasconcelos says:

    A VW Podia aproveitar esse esforço e vender peças de carros antigos sob encomenda…

  5. Rafael Mafra says:

    Cara, como eu tenho curiosidade de saber histórias da época sobre protótipos, projetos que não vingaram etc. Mas quem gosta mesmo de carro pira com um lugar desses.

    Quando o assunto é Volkswagem e Brasil o assunto vai longe. Quanta coisa aconteceu e não aconteceu como O Brasilia com motor dianteiro, SP3 com motor a água, Santana Techno, By, Passat II (Santana Hatch) , Pine e vários outros que com certeza eu não sei.

    Boa sorte Flavio, vamos torce para que tudo de certo pra ti fazer essa visita lá e quem sabe uma matéria bem legal.

  6. Rafael Mafra says:

    Parabéns a todos os envolvidos. Tomara que tu consiga Flavio, TOMARA MESMO!!!!!!!!!!!!!!

    Será que alguém já fez uma matéria lá?

  7. Marcos Henrique Barbosa Reis says:

    Será que só eu vi o golzinho em escala? Será que é 1:2?

    • Marcelo Pacheco #49 says:

      Não sei a escala é foi feito para o casal de anões do Beto Carreiro. Na época era Bordô mas acho que fizeram mais de um pois este amarelo eu vi no salão do automóvel. Por entro ele é perfeito, idêntico ao de rua em todos os detalhes e o motor e cambio é do mini buggy Fapinha, se nao me engano.

  8. Renato de Mello Machado says:

    Isso não tem preço,meus parabéns a todos envolvidos.

  9. Luiz says:

    É uma pena que não seja aberto ao público

  10. Estimado e recém casado Flávio Gomes,
    Senti falta do epiteto “inoxidável”…
    Grato pela divulgação deste meu trabalho, que quanto mais divulgado melhor, para que se crie um “egrégora” formado pela vontade dos Antigomobilistas que o lerem sentido de “energizar” quem decide para que este trabalho ímpar, primeiro, não se perca, segundo, realmente desague em um museu aberto ao público (se com entrada paga ou não vai depender do respectivo “project finance”).
    Infelizmente a sua interpretação não está correta. A primeira vez que o acervo foi aberto foi para a revista Käfer Magazin” – que é da quase centenária Gute Fahrt (que é ligada o Grupo Volkswagen desde as calendas – estava “tudo em casa”). Depois a grande exceção foi para este grupo de 80 aposentados – fato inédito até então. Pesos pesados do jornalismo automobilístico já tiveram seus pedidos de visita e fotografia negados… Sim, pois é um acervo, não é um museu, carece da estrutura necessária para o atendimento ao público, ainda.
    Mas aceite o meu amplexo fraterno e os votos, tardios, porém cordiais, de núpcias eternas e amorosas…
    Alexander Gromow

  11. Carlos says:

    Bem, se tiver também algum arquivo sobre a história da fábrica, aproveite, por favor, para conferir se consta algo sobre o incêndio que aconteceu na fábrica na década de setenta.
    Meu pai trabalhava na Petrobrás na época e, justamente, naqueles anos, trabalhou na refinaria de Capuava, lá por perto. Estava ele e toda turma comemorando o aniversário da refinaria quando, de repente, chega o aviso que deveriam ir até a Volkswagen com um guindaste, que serviria para levantar a laje da fábrica que havia desabado com o incêndio. Como diz meu pai, está até hoje esperando para saber quem pagará as horas extras trabalhadas por lá, a Volks ou a Petrobrás… .

  12. Felipe Garcia - F2G says:

    Esse golzinho pequeno… que estranho!

  13. GARRET says:

    Tem até um APOLO lá atrás kkk que na verdade é um ford (verona/escort) com motor vw.

  14. Marcelo says:

    Realmente Parabéns a VW. Li a reportagem completa no seu FB e fiquei impressionado com a historia deste museu. Uma pena que não é aberto ao público.
    A historia do jipinho é muito bacana (quase um segredo de estado), os relógios da linha de montagem, fotos da época. Bacana de mais.

  15. Espetacular!!! Espero que seja aberto ao público algum dia.

  16. EDER CASAGRANDE says:

    Cara…. Sensacional !!! Se tiver uma vaga, me chama que eu vou kkkkk

  17. Frank says:

    Olá FG, tudo bem? Poxa moro no Japão, próximo à Motegi onde logo mais terá motogp, nunca assisti o paddockgp ao vivo e como tinha que ir ao consulado do Brasil em tokyo resolvi tirar a quarta feira pela manhã para folgar e ir lá e aproveitaria para assistir ao programa ao vivo, mas….. Cadê o programa?! Foi adiado,kkkkkk mas Td bem , espero para assistir depois no YouTube ,rsrs, abraço a todos, desculpe escrever o programa nesse post. Não tenho redes sociais…

  18. Vinicius LMS says:

    Eu lembro desse Gol pequeno, ele apareceu na Bienal do Livro no Anhembi, só não lembro o ano, mas foi entre 2008~2010.

    Eu tirei umas fotos dele na época, ele também tinha bancos e o painel reduzido igual ao carro de produção.

  19. Alexandre Santiago says:

    É uma coisa completamente irracional não termos museus de automóveis nas próprias fábricas/montadoras. Em Stuttgart temos museus da Mercedes e da Porsche, em Munique o da BMW.
    Na hora de fazer propagandas as montadoras gostam de exaltar a paixão do brasileiro por carros. Tivemos tradição no automobilismo e ainda não consigo entender o motivo de não termos acervos oficiais contando a história dos automóveis no nosso País.
    Assim como eu não entendo o museu do Ipiranga ser o que é, o córrego aonde nosso país ganhou sua independência ser um córrego abandonado e por ai vai.
    Quando brasileiro vai ao exterior fica todo abestado louvando os museus e a preservação da história feita por eles, mas aqui tudo não passa de uma breve lembrança.
    Triste.

  20. Victor says:

    De que adianta um museu privado? Que mesquinharia.

  21. Pedro Teixeira says:

    Belas máquinas. ..só destoa a senhora encalhada.

  22. Willian says:

    cara, lembro desse gol pequeno, só não me recordo o pq dele ter sido criado…
    achei bacana.

    e aproveitando o gancho, você viu o museu virtual da Citroën?
    http://quatrorodas.abril.com.br/materia/conheca-o-imperdivel-museu-virtual-da-citroen
    http://www.citroenorigins.co.uk/en/cars/zx

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *