ANÚNCIOS, ANÚNCIOS, ANÚNCIOS

RIO(ainda atrapalhado) – A sexta-feira começou com uma série de anúncios oficiais em Singapura* já esperados, mas que sempre têm um impacto quando finalmente emergem:

A McLaren se divorciou da Honda. Terá, pela primeira vez, motores Renault. O acordo é de três anos. Ótimo para os dois e para Alonso, que vai acalmar e seguirá na equipe.

– A Honda vai para a Toro Rosso. Bom para a Honda, que sem pressão de time grande poderá trabalhar com mais tranquilidade. Para a filial da Red Bull, meio que tanto faz. O que pode estar acontecendo, na verdade, é um ensaio de uma parceria futura dos japoneses com a equipe principal. A Renault já teria avisado à Red Bull que no fim de 2018 não renovará o contrato.

Sainz Jr. vai para a Renault. Palmer dançou, e agora a questão é saber quem a Red Bull colocará na Toro Rosso. Gasly é o candidato mais provável.

Rosberguinho será empresário de Kubica. Quer ajudar o polonês a voltar à F-1. Que história mais doida…

Já voltamos.

* Passamos a grafar o nome do país com “S”, de acordo com o acordo ortográfico entre Brasil e Portugal, que unificou a forma de escrever “Singapura”. Até 2016, as duas grafias — “Cingapura” e “Singapura” — eram aceitas.

Comentários