CING X SING (4)

sin173

RIO(correndo) – Depois de ver Vettel na pole ontem e ficar em quinto no grid em Singapura, Hamilton disse, meio desolado, que só um milagre para vencer a corrida de hoje.

Pois milagres acontecem. Um dos que ele pediu aos céus foi chuva. Veio. Outro, que não sei se solicitou aos seus guias espirituais, seria uma batida na largada envolvendo Vettel — a única forma de impedir uma vitória do alemão. Veio também. E, assim, Lewis pode ter conquistado seu quarto título hoje em Marina Bay.

[bannergoogle]Se o inglês da Mercedes ganhar o campeonato, podem apostar: ao olhar o Mundial em perspectiva, terá sido este o GP decisivo de 2017. Pois Hamilton venceu e Vettel abandonou — pela primeira vez no ano. Numa temporada disputada ponto a ponto, uma abandono de um candidato à taça somado a uma vitória do outro costuma resolver as coisas.

A chuva pegou todo mundo de surpresa e teve papel importante no acidente múltiplo envolvendo Vettel, Raikkonen, Verstappen e Alonso antes da primeira curva. Como todos, vi e revi a batida um milhão de vezes, para não chegar a conclusão nenhuma no que diz respeito a uma eventual culpabilidade (palavra horrível). Ao menos nenhuma muito definitiva. Talvez apenas algumas convicções.

O que dá para afirmar é que tudo só aconteceu porque Verstappinho largou mal. Mas, nesse caso, não há dolo (outra palavra horrível). O jovem holandês deu uma vacilada e Kimi, que estava logo atrás, viu o espaço e foi para a ultrapassagem entre o carro da Red Bull e o muro. Até aí, tudo normal. Vettel, por sua vez, à direita de Max, levou o carro ligeiramente para a esquerda para proteger sua posição. O rubro-taurino, quando finalmente saiu do lugar, tinha uma Ferrari de cada lado. Ao perceber Vettel vindo para a esquerda, também fez um movimento leve para o mesmo lado. E foi atingido por Raikkonen.

sin178

O sanduíche de Red Bull com uma fatia de Ferrari de cada lado resultou no toque que fez Kimi atravessar na pista molhada e acertar o companheiro de equipe. Ajudou o fato de o finlandês ter passado com as rodas na parte pintada do asfalto, que era ainda mais escorregadia. Verstappen ficou vendido entre os dois. Alonso, que largara de forma excepcional e passava todo mundo por fora e faria a primeira volta em terceiro, foi acertado também — continuou na corrida, mas abandonaria depois com o carro todo estropiado.

Vettel ficou arrasado com o desfecho do episódio. Raikkonen, irritado. Max atribuiu o choque a Sebastian, dizendo que ele jogou o carro para a esquerda e que “quem luta pelo título não pode assumir riscos desse jeito”. Tendo a concordar com ele. No fim das contas, todos têm lá suas razões, especialmente Verstappen, o menos culpado de todos. Na minha visão, um acidente de corrida (a FIA achou o mesmo), dessas coisas que acontecem, e a pista molhada potencializou as consequências porque Kimi saiu escorregando e levando junto com ele tudo que apareceu pela frente. Em resumo, um azar desgraçado especialmente para Vettel, o único dos três que tinha realmente algo a perder com um acidente na largada.

[bannergoogle]A partir daí, Hamilton reinou sozinho. De quinto no grid, apareceu em primeiro logo de cara porque, além dos três envolvidos, outro que estava à sua frente no grid também largou mal, Ricciardo. E, assim, venceu pela 60ª vez na carreira, sétima no ano, terceira em Singapura. Saltou para 263 pontos, ampliando para 28 a vantagem que tinha sobre Vettel na classificação. O prejuízo do alemão foi tão grande que Bottas, terceiro colocado na corrida, está agora mais perto dele na tabela, 23 pontos, do que ele do líder. Para a Ferrari, a noite foi desastrosa.

A chuva inédita em provas noturnas fez com que alguns pilotos escolhessem pneus para piso muito molhado, e outros largassem com intermediários — caso dos seis primeiros no grid. Ninguém sabia direito o que esperar daquele asfalto citadino cercado de refletores por todos os lados. A opção por um ou outro nem foi tão relevante assim. Importante seria acertar o momento de colocar “slicks”, o que acabaria acontecendo na altura da volta 25, quando Magnussen deu uma de boi de piranha e arriscou. Como não saiu rodando, nem batendo em nada, todos fizeram o mesmo e na volta 32 já não havia mais ninguém na pista com pneus para pista molhada.

A corrida não foi grande coisa, exceto pelo caráter quase épico do abandono duplo da Ferrari logo na primeira curva. As posições da 15ª volta, quando uma nova relargada aconteceu após intervenção do safety-car por uma batida de Kvyat, praticamente se mantiveram até o final. Apesar do piso traiçoeiro, exceção feita ao russo da Toro Rosso, ninguém se atrapalhou demais e as disputas aconteceram do meio do pelotão para trás.

Nessa zona de pouco glamour, alguns pilotos foram muito bem. Entre eles o surpreendente Palmer, que chegou a andar em segundo e terminou em sexto, marcando seus primeiros pontos na temporada. Outro que mereceu aplausos gerais foi Sainz Jr., quarto colocado, sua melhor posição na carreira — ótimo cartão de visita para sua nova equipe, a Renault. Vandoorne em sétimo e Stroll em oitavo também podem se orgulhar do que fizeram, especialmente o jovem canadense. Largou lá atrás e conseguiu pontuar de novo, à frente de Massa — que teve atuação horrorosa –, numa pista que não conhecia e em condições difíceis. Definitivamente, fomos injustos com o rapaz no começo da temporada.

sin174

A prova acabou no limite de tempo de duas horas, com 58 das 61 voltas previstas percorridas — não se espantem com o número de pit stops, turbinado pelas passagens de todos pelo pitlane quando o primeiro safety-car foi acionado, da primeira à quinta volta. Uma terceira e última intervenção do carro de segurança foi necessária entre as voltas 38 e 41, depois de Ericsson rodar e deixar o carro parado na contramão, o que daria uma brecha para Ricciardo tentar uma reaproximação na relargada e eventualmente lutar pela vitória. Mas Hamilton não lhe deu chances. O GP de Singapura, assim, segue tendo 100% de presenças de safety-car em sua curta história de dez presenças no calendário. Normal, tratando-se de um circuito de rua.

E dizer o que mais?

Que estou com fome e que o sol brilha lá fora.

Comentários

  • Passando pelos comentários, não vi nada (nem ninguem) falando sobre os tais “pontos perdidos” do Lewis quando ele devolveu a posição ao Valtteri, algumas corridas atrás – onde o grande bafafá estava em “se ele perder o campeonato por 3 pontos” e bla bla bla… Acho que vale a regra do “aqui se faz, aqui se paga” – e agora são 28 pontos de diferença, em 6 corridas restantes… Que os 3 pontos não façam diferença!

    • Bem lembrado. Mas estava pensando nos pontos do Grande Prêmio do Azerbaijão, em que a FIA não desclassificou a Se Ferra-ri do Vettel por ter jogado o carro para cima do Hamilton em Baku.

      A Mercedes não precisa disto, Toto! Pilantragem é com a se Ferra-ri!

      Aqui se faz, aqui se paga!

  • É esperado que Max Verstappen não perca a oportunidade de cutucar e jogar a culpa no Vettel. Mais um ano na RBR e NADA de titulo. E levando uma boa lavada do companheiro de equipe na tabela do campeonato.
    Hamilton isentou o rival Vettel como causador/culpado do acidente/incidente.
    Lewis Hamilton: “Muitas vezes – quando você olha para a minha última largada em Monza – quando você larga, você não pode realmente ver o cara que está em segundo lugar. Eles geralmente estão em seu ponto cego se têm uma boa largada como você, e é difícil saber onde eles estão. Então, seu pensamento imediato é cobrir seu terreno, ir por dentro, proteger e desarmá-los, então eu suponho que é isso que ele (Vettel) fez.” ” Quando você faz isso, de repente eles aparecem no seu espelho para que você possa entender onde eles estão, ou (se eles estão) em sua visão periférica, mas às vezes você faz isso e você percebe que está à frente, então você realmente não precisava fazer aquilo. Eu não sei se Sebastian se sentia assim ou não. Eu só estava focado em tentar fugir mais rápido do que Daniel (Ricciardo). Eu vi Kimi, então fiquei de olho no que estava acontecendo no meu lado esquerdo e se algum drama acontecesse, eu teria que ir reto na curva 1 e não bater.”
    Quanto á Max Verstappen, é um IDIOTA. Tem ódio pelo Vettel por saber que mesmo seguindo os passos do alemão, saindo da STR para a RBR, ele NÃO VAI CONQUISTAR 4 TÍTULOS pela RBR e nem em equipe NENHUMA.
    Odeia Vettel pelas comparações que fazem entre os dois e ele sabe que não aguenta a pressão/comparação.
    E Kimi é um bocó sem noção. Bottas JAMAIS faria o mesmo tendo Hamilton na pole na corrida ideal para se garantir na liderança do campeonato.

  • – Dizer que o Ricciardo é pior que o Hamilton na chuva não muda nada, afinal choveu no máximo em 10% da corrida e depois, mesmo no seco teve safety car e ele voltou a comer poeira do Hamilton.

    – Eu não comparei o Bottas com o Frentzen em capacidade, mas em comportamento… São pilotos cheios de pódio mas que não fazem diferença alguma… Não tem perfil para ser campeão.

  • Lewis Hamilton diz após a corrida de ontem que “conversou com Senna” durante a corrida. Senna que disse certa vez “que conversava com Deus” (e ele respondia, batia papo, claro) numa corrida em Mônaco (curiosidade: nessa corrida acabou batendo sozinho. A ‘conversa’ deveria estar boa!).
    Acredita na cascata (ou não) quem quiser.
    Eu acho apelação de marketing pessoal. “Mais um messias” na F1?
    E é por essas e outras que torço para Sebastian Vettel.
    Não me identifico com o piloto inglês. Não é o tipo de pessoa/personalidade que coloco entre meus ídolos pessoais.
    Seu enorme talento na pista é outra conversa. É inegável.
    Mas Lewis Hamilton não me representa. Como também não me identificava nem me sentia representado por Ayrton Senna.
    E acho que Deus não me recrimina por isso. ;)

  • Cá com meus botões, que foi uma pancada bonita foi, uma pena é, não poderem cancelar a largada e todos pegarem carros reserva, uma pena. Essa nova gestão podia rever isto. No mais, o Kimidera ficou numa situação tipo Patrese e Piquet em Mônaco, ali era só acelerar e esperar a porrada, que foi bonita pacas rsrs.

  • Flavio, o narrador da Globo Luiz Roberto falou varias vezes que nunca as Ferrari se chocaram na largada entre elas, mas, se pesquisarem, no fatidico GP da Espanha de 1975, quatro carros bateram na largada, se a memoria não falhar e sem tempo de pesquisar, Andredetti bateu no Brambilla ou Brambilla no Andretii que jogou o Regazzoni em cima do Lauda.

  • Sobre o Strike: Vettel tinha 5 m de espaço à sua direita, Kimi tinha 1 m de espaço à sua esquerda, o único que não tinha pra onde ir era Max. Que foi meio inocente, após a primeira batida, porque o Kimi deixou o carro rolar pra dar no meio da Red Bull na curva. E eu tenho a impressão de que a Red Bull ainda não estava avariada, então se o Max acompanha o Kimi e se livra dele na primeira curva, ele tinha boas chances na corrida.

  • É cada comentário sem nexo e contraditório. Tipico de fã. Independente do culpado tem que ter um bom senso dos pilotos. Vettel talvez não devesse ter se colocado naquela situação, afinal ele que foi fechar o Max, concordo, movimento normal de quem larga na pole, mas na situação do campeonato ele não pensou. Tem piloto que pensa no campeonato e consegue segurar alguns ímpetos, Vettel não fez isso. Agora eu acho engraçado é gente aqui falando que o Max e Kimi por não disputarem o título não deveriam se intrometer na disputa por posição deste tipo. Ah pára né. Piloto quer acelerar e ganhar corrida. Sou fã do Alonso mas acho que ele fez mimimi contra o Petrov em 2010. O russo estava disputando posição em corrida que vale pontos, que vale dinheiro, que valia o emprego dele, que vale uma infinidade de coisas do ponto de vista esportivo e comercial. Até o Vettel já teve comportamento exemplar neste sentido quando passou Lewis no Brasil em 2008 dando o título para o Massa, mesmo que momentaneamente. O problema é que fã cego acha que os pilotos que não disputam título tem que estacionar o carro na pista quando quem disputa o título está perto.

  • Eu concordo com o Fernando Silva que escreveu um texto opinando sobre o incidente na largada de domingo aqui no site. O que aconteceu foi um acidente de corrida, mas Vettel ficou muito próximo da confusão ao tentar defender sua posição de Verstappen. Foi um azar incrível, mas deu mole, pois haveria muita corrida pela frente… De qualquer forma, o título está mais próximo de um piloto sensacional que conseguiu recuperar-se no campeonato muito disputado e contra um piloto difícil. O que valorizaria ainda mais esse provável título de Lewis. Vettel precisa seguir em frente…

  • Eu concordo com o Fernando Silva que escreveu um texto opinando sobre o incidente na largada de domingo aqui no site. O que aconteceu foi um acidente de corrida, mas Vettel ficou muito próximo da confusão ao tentar defender sua posição de Verstappen. Foi um azar incrível, mas deu mole, pois haveria muita corrida pela frente… De qualquer forma, o título está mais próximo de um piloto sensacional que conseguiu recuperar-se no campeonato muito disputado e contra um piloto difícil. O que valorizaria ainda mais esse provável título de Lewis.

  • TODO POLE POSITION “FECHA” PRA CIMA DO SEGUNDO DO GRID PARA DEFENDER A POSIÇÃO NA LARGADA, PARA TER MELHOR POSICIONAMENTO PARA A PRIMEIRA CURVA. QUALQUER PESSOA QUE ACOMPANHA COM ISENÇÃO A F1 SABE DISSO. VETTEL NÃO INVENTOU NADA.
    Essa é uma manobra comum e não ilegal no automobilismo. Procurem no youtube os videos de TODAS as largadas dos anos anteriores em Cingapura, Interlagos e vários outros circuitos e verão que O POLE POSITION PROCURA LARGAR Á FRENTE E SE POSICIONAR MELHOR PARA A TOMADA DA PRIMEIRA CURVA. Dependendo do lado da curva inevitavelmente o pole tem de sair da sua linha e fechar a porta do segundo do grid.
    Principalmente numa corrida decisiva para a disputa do título.

    • Não se questiona isso… foi um acidente de corrida e um terrível azar do Vettel… Difícil encontrar um erro do que aconteceu no domingo, mas se analisar friamente, poderíamos avaliar que Vettel ao fazer aquela manobra ficou muito perto da confusão onde duelava seu companheiro de equipe e o Verstappen. Acho que Vettel deveria apenas ter marcado Hamilton que estava no lado oposto e saiu ileso. Mas é só um achismo…

    • Vettel fez a Manobra errada, isto é fato! Não precisava levar o carro para a esquerda pra defender nada, pois nem Max e nem Kimi estavam ameaçando. O correto seria ele manter o carro na direita da pista a fim de fazer a melhor tomada para primeira curva, que é pra esquerda, no máximo ficar no meio da pista. Foi o que fez Hamilton e o que fazia Alonso..,…..por isso são os dois melhores pilotos do Grid juntamente com Ricciardo!

      Vettel continua sendo o mesmo pilotinho frufru de sempre

      • Não adianta, Sennafredo. Os Deuses ainda não esqueceram o Singapuragate, Alemanha/2010 e outras vigarices.
        Quando tudo parecia ir bem… sobrou para o espanhol.

        #VaiAposentarComoBi.

  • Quer dizer então que o POLE POSITION, além de pensar em defender sua posição para a primeira curva na largada TEM DE SE PREOCUPAR EM “NÃO ATRAPALHAR O TERCEIRO”, ou seja, O POLE NÃO PODE FECHAR A PORTA PARA NINGUÉM NA LARGADA? Essa é nova. Ai depois colocam a culpa “no regulamento” que torna a disputa SEM GRAÇA durante a corrida. “NADA PODE” então?
    Como que ninguém ENXERGA que o Vettel JÁ ESTAVA Á FRENTE DE VERSTAPPEN E RAIKONNEN E FOI TOCADO POR RAIKONNEN DEPOIS DO FINLANDÊS SE ESTRANHAR COM VERSTAPPEN? Colocar a culpa no Vettel é ir contra imagem que vemos no VIDEO!
    A largada em Cingapura é igual á de Interlagos. TODO POLE POSITION “FECHA” O SEGUNDO COLOCADO PARA SE POSICIONAR PARA ENTRAR NA PRIMEIRA CURVA NA FRENTE. Assistam o VT da largada de 2016, 2015, 2014, 2013 em Cingapura, e verão o pole position fazendo A MESMA MANOBRA DO VETTEL ontem.
    O Kimi vem desembestado pra cima de Verstappen e Vettel, ÚNICO DOS 3 QUE ESTÁ DISPUTANDO TITULO CONTRA A MERCEDES, o Kimi acerta o carro do Vettel NA LATERAL/TRASEIRA e a culpa é do alemão?

  • Os anti Vettel se pudessem fariam uma nova edição de imagens e colocariam o Vettel no carro do Raikkonen TOCANDO PRIMEIRO NO VERSTAPPEN E DEPOIS ENCHENDO A LATERAL DA OUTRA FERRARI.
    Porque quem culpa o Vettel nessa quer quer todos enxerguem que foi assim.
    O problema foi o azar do Vettel. largou ao lado de uma besta sem noção que já avisou no dia anterior que “não tinha nada a perder” e parece ter raiva do alemão (deve ser recalque), e um colega de equipe que tem m…na cabeça.
    Dali só Vettel tinha algo a perder. Os outros dois que não vão chegar a lugar nenhum mais este ano poderiam muito bem ter esperado o desenrolar da corrida para atacar o Vettel. E a FALTA DE VONTADE do Ricciardo em alcançar o Hamilton? Lamentável. Nem com bandeiras amarelas o cara fazia a mínima vontade de encostar no inglês. Covarde. A verdade é que Vettel não tem um companheiro de equipe reconhecido por ser decisivo na hora de ajudar um colega durante uma corrida, se o faz (o que é RARO), enche o saco da equipe pelo rádio o tempo todo, e pelo jeito Vettel vai ter de lutar não só contra Hamilton e Bottas, mas também Riakkonen, Verstappen e Ricciardo, que ontem podem dado o titulo ao inglês.
    A corrida depois das saidas de Vettel e Verstappen, com Hamilton á frente e Ricciardo e Bottas sem a mínima vontade de alcançá-lo virou um “jogo de entrega de faixas” para o inglês.
    Depois da primeira parada de boxes, vendo a INÉRICA do Ricciardo, desliguei a tv e fui lavar o carro.

  • Toda Viúva do Senna torce contra o Vettel e pilotos alemães. Por que será né? Esses bocós, se tivessem a DIGNIDADE de assistir todas as corridas de F1, saberiam que todo pole position larga buscando entrar no traçado para a primeira curva á frente do segundo colocado. Vettel JÁ ESTAVA Á FRENTE de Verstappen e Raikkonen quando foi tocado. Se Raikkonen não tivesse tocado em Verstappen não teria perdido o controle e atingido o Vettel, que estava Á FRENTE. Mas, as viúvas, que não entendem bulhufas de F1 e sofrem de recalque venenoso por alemães desde a era Schumacher, só veem a culpa do Vettel. Só enxergam contra o alemão. Patéticos.

    • Meu Deus, que fanatismo é esse, meu filho? Fez o Chupez parecer ponderado depois dessa, pior do que qualquer viúva. Agora até o pobre do Ricciardo tem culpa pelo fracasso do Vettel hahaha Só pode ser recalque pelo couro de 20154. Ridículo. Da próxima vez que pensar em vomitar asneiras desse tipo, pense melhor e vá lavar o carro outra vez. Ou a louça.

    • Ele não se conforma que o alemãozinho vai tomar pau do Hamilton até se aposentar.

      E se um dia Vettel declarar que Senna foi seu ídolo, ele escolhe outro piloto pra torcer e vem aqui falar mal dele e xingar para quem torce pra ele.

      Depois reclama que a mulher terceiriza!

  • O minimo que Raikkonen deveria ter era BOM SENSO, já que seu COLEGA DE EQUIPE QUE ESTÁ LUTANDO PELO TITULO estava na pole position e era uma corrida que não poderia deixar de marcar pontos, no minimo. Mas não, largou como uma besta sem controle. Quer dizer, o Vettel que estava focado na largada e na vitória tinha de largar pensando em “não atrapalhar” os idiotas Max Verstappen e Kimi Raikkonen, que não brigam pelo título, justo esses dois que esse ano VIVEM SE ENROSCANDO com outros pilotos por toda a temporada. O Bottas JAMAIS faria uma lambança dessa com o Hamilton…

  • Flávio,
    Independente de quem foi a culpa, na transmissão de ontem, o que foi MUITO TRISTE foi ver o Reginaldo Leme concordar com tudo que o Luís Roberto falava, sem dar uma opinião mais qualificada (Já é TRISTE vê-lo fazer o mesmo com o Galvão)!
    Ambos narradores costumam impor suas opiniões nas transmissões para que os comentaristas apenas concordem.
    Flávio! Você que é amigo do Reginaldo deve ter uma explicação.

    • Das transmissões da globo na F-1, o único que salva é o Burti. O Reginaldo tinha um bom nível, mas esse ano ele piorou terrivelmente. Vai entender, e assisto e ouço na globo porque é um divertimento. Luis Roberto narrou duas vitórias do Hamilton no mesmo GP, hilário.

  • O campeonato foi decidido ontém. Baita cagada do Vettel se arriscar daquele jeito logo na largada. A culpa foi dele. Mesmo que tivesse sido ultrapassado, teria a corrida toda para se recuperar. Coisa de piloto principiante querer decidir tudo na primeira volta.
    Alonso azarado. Quando a pista lhe favorecia, toma uma porrada e abandona. Já Felipe Massa assinou a aposentadoria ontém. Escolhas lamentáveis. Só não ficou atrás da Sauber.
    Enfim, pode passar a régua porque esse campeonato já tem dono….

  • Não achei que o Verstappen largou mal. O Kimmi é que fez uma largada espetacular e provavelmente faria a primeira curva na liderança (ou talvez passasse reto nela). Entendo que a defesa da liderança na largada existe e é normal. O que não é normal é o Vettel sempre querer espremer o adversário no muro. Não é a primeira vez. Na Red Bull mesmo ele quase causou um acidente catastrófico com o Webber tentando jogá-lo no muro, como todos devem se lembrar.

    • Melhor analise da largada que li até agora. Concordo plenamente, e para concluir, como Vettel luta pelo título, cabia a Raikkonem tirar o pé e pensar no companheiro e deixar o Vettel e o Verstappen resolverem o que fariam antes da primeira curva. Vettel exagerou na defesa, mas como pole ele tinha que fazer isso mesmo, acho que talvez no retrovisor ele não tenha visto que o Kimi tinha largado bem e estava no espaço que em tese Verstappen ocuparia nessa espremida do Vettel.

  • O Vettel disse que não foi o culpado, e só. Estranhei porque, normalmente, ele acusaria outro de maneira raivosa e pediria punição. Pareceu-me uma sutil confissão de saber que quem fez a lambança foi ele. Vettel quando pressionado sempre faz lambança, por erro ou por intenção. Se não faz lambança, sai xingando todo mundo e fecha a cara. Sempre foi assim. Lembrei-me de um acidente dele com o Webber, nos tempos de Red Bull, no qual ele provocou o acidente mas, ao descer do carro, ficou fazendo sinal com a mão de que o Webber era louco, numa atitude baixa com seu companheiro de equipe. Quando ele acha que está certo, dá chilique, quando não dá é porque sabe que não está certo, mas jamais assumiria isto.

  • A culpa foi de Vettel. Ele fez a mesma coisa em Spa/2016. Ele joga o carro pra fechar a porta de maneira desproporcional. E como em Spa/2016, ele prejudicou a corrida de Max e Kimi. Vettel não parece alemão, parece um italiano passional, ta disputando o título. Corrida não se ganha na primeira volta, mas se perde.

  • A culpa foi claramente de Verstappen, aquele que agora é protegido. Vettel fez o que todos que largam na pole fazem: mudar uma vez de direção para se proteger do segundo colocado e foi o que fez. Verstappen já tinha sido ultrapassado por Raikkonen (que já estava mais de meio carro a sua frente), quando Verstappen mudou de direção em sua direção. (para evitar o choque com Vettel ou para se defender de Raikkonen), o que causou o choque. Isso é claro. O correto seria Verstappen não mudar de direção e diminuir a velocidade, o que não causaria o acidente (mas talvez na cabeça dele não seria aceitável perder a posição para Raikkonen).

  • Bom, se serve de alento para o Vettel não entregar os pontos, lembremos da decisão da fórmula-e. Se ele teve azar ontem, o Hamilton pode ter azar em outra corrida. Mas a Ferrari hein….a sensação de ontem foi a mesma do Gp de Singapura de 2008 com aquele pit-stop desastroso do Massa e de Spa 2012, na batida do Grosjean no Alonso. E lá se vão 10 anos sem títulos

  • Eu sei quem roubou, mas não vou falar porém em ajudo a acusa-lo,,,,
    É o que o nazisboy tem na frente de seu espelho..
    Sabia que o Max é trolado…e mudou delicademente o seu trajeto prejudicando o holandes..que socou na goela do Kimi e deu no que deu……Nazisboy tá calado pois o pepino travou do boga e vai ficar de bico até o Japão…onde joga a toalha desse campeonado…esse pilotinho alemão tem que levar um pancão e ficar encostado uns anos,,, sabe aprovetar da loucura do Max..resumo…. Hamiltonnnnnnnnnnnnn campeão..kkkk
    E o Pig..vai de formula E…..kk vai de 120v..pois ele é contra altas velocidades;;rsss

  • nessa batida logo na largada uma coisa me chamou atenção: verstappen novamente se envolvendo num acidente…..começa chamar atenção o numero a meu ver excessivo e bem acima da média de acidentes e incidentes de corrida em que vem se envolvendo desde que chegou na F1…..se por acaso quiser ter a pretensão de que sua pilotagem (em termos de arrojo e competência) se compare a de um Gilles Villeneuve vai ter que mostrar que tem “muito mais braço” do que tem demonstrado……pô o cara só bate??!!

  • A FIA está certa.
    Foi acidente de corrida e ponto.
    Todos fizeram exatamente o que tinham de fazer, só que deram azar.
    Vettel fez exatamente o que deveria. Fechar a porta para o Max.
    Max ficou na sua e tentou ir para esquerda, primeiro para se livrar do Vettel e segundo para fechar pro Raikkonen.
    O Raikkonen viu aquele corredor aberto e foi com tudo.
    Acontece as vezes.
    A gente faz tudo certo, mas dá errado.

    • concordo com vc, revendo algumas vezes a largada tb cheguei a conclusão de que o acidente foi inevitável……e tb acho que para esse acidente “cabe como uma luva” aquilo que vc disse: “….acontece as vezes….a gente faz tudo certo, mas dá errado…” ,

  • Foi o Dia do Hamilton que pulou pra ponta de uma vez só naquela largada confusa e venceu, melhor do que isso só o Tetracampeonato! Os caras do Sport TV condenaram o Verstappinho, mas foi ele que levou uma leve fechada do Vettel tendo que da uma segurada vindo logo em seguida o Raikkonen que nem deu tempo de frear ocasionando o Strike. O Reginaldo Leme comentou que Verstappinho não subiu ao pódio esse ano, errou! Verstappinho tem um terceiro lugas na China apesar de agora ter uma nuvem negra em cima dele. O Massacrado se afogou na pista molhada mais uma vez com uma tática errada. O Stroll não chegou na frente do Vandoorne porque deu uma escorregada, poderia ter sido sétimo, mas do jeito que a Williams está o oitavo dele acabou sendo bom demais.

  • Olá FG e demais colegas deste blog, eu sou fâ do Vettel sem duvida e não vou mudar, o carra que com uma rbr que até então não era nada e ganhou quatro titulos disputando com alonso, buton, massa webber, kimi , hamilton etc…. um cara desses só pode ser bom, o único cara forte o suficiente para superara a mercedes???!!! Esse cara é sem duvida o melhor piloto da atualidade e o segundo melhor da historia ficando apenas atras do seu mentor!!!! MAS hoje Vettel pisou na bola pois assumiu um risco enorme sem necessidade, pois vejam bem: numa largado com pista molhada pneus intermediarios frios etc não se espreme ninguém e deve-se sim ficar o mais longe possivel de todos, mas o Seb foi pra cima do Ver numa atitute desnecessaria, se o ver passasse nao seria nenhuma catastrofe pois esse não tá na disputa pelo titulo então deixasse ele ir e como estava no começo daria facil pra reaver essa posição, Vettel deveria procupar-se só com hamilton e pronto!!!! Então ir pra cima do vERSTAPEN FOI UM PÉSSIMO NEGOCIO até porque todos sabem que ver nao alivia nunca, mas não foi algo desleal ou proibido culpavel punivel não, foi apenas uma cagada, um acidente de corrida entre tres pilotos afoitos e apressados. Vettel realmente nao podia adivinhar a posição do kimi, mas mesmo assim não justifica, creio que se Vettel me ouvisse daria razao, mas agora passou e nao ha de lamentar, mas vettel perdeu pelo menos trinta e cinco pontos, com os vinte e cinco que nao fez e os dez a mais que deu pro hamilton (previsao minha de hamilton terminar em terceiro) então o hamiltona agradece essa vitoria ganha de bandeija, o Vettel simplismente deixou o caminho livre! Vettel tem chances ainda? TEM!, mas um cartucho e o de maior calibre ele já disperdiçou! são seis corridas com duas pro mercedes e as outrs pro ferrari (umas mais outrs menos) mas tirar 28 pontos leva tempo e precisara conrtar que tudo de certo, mas tudo mesmo! Vettel continua precisando só de si mesmo, ou seja, chegar a frente de hamilto na maioriadasvezes, vamos ver,

    • Cara, finalmente alguem com cerebro em comentarios esportivos. Nao sou fa de piloto nenhum (talvez do raikkonen) e acho q o vettel mandou muito mal. acho q foi um incidente de corrida uma vez que varios fatores foram necessarios pra causar a batida, mas sendo o vettel o unico que disputava o titulo, cabia a ele mais prudencia. jogar o carro pra cima do verstappen foi inconsequente e agora ele pagou o preco. o vettel nao aprende com os proprios erros e por isso acho que merece perder o campeonato pro hamilton (ele fez a mesma coisa em spa 2015 ou 2016 nao lembro)

  • Flavio,
    o Vettel não largou bem e para se defender de Max exagerou na puxada para a esquerda; Kimi largou muito bem, melhor que os dois e foi otimista achando que conseguiria controlar tudo com aquele piso. Os três esqueceram que os carros estão com pneus mais largos e o strike foi inevitável.
    Pena que o narrador global, num ataque de “puxador de carroça” com viseira, o qual acha que o mundo é só aquele que ele vê e passou o tempo inteiro falando esta ser a primeira vez na história que dois pilotos da Ferrari se chocam e saem da prova na largada. A produção ou o Reginaldo (este cochilou ou ficou com vergonha de corrigir o colega) permitiram essa baboseira. Com minha provecta idade posso apenas citar o Trágico GP da Espanha de 1975 com Regazzoni e Lauda. Tocado por Mario Andretti, Rega bateu em Lauda e ambos não chegaram na primeira curva. Essa prova é bastante conhecida pois foi onde a Lella Lombardi marcou seu meio ponto na vitória do Mass após o acidente do Stomlemm (voou para o público) e do Moco.

    • Sempre que esse cara narra algum GP, eu baixo o volume no minimo, assim não sou obrigado a ouvir as asneiras que ele diz. A RGT ligou o foda-se para nós. A essa altura do campeonato, somente que gosta e entende um pouquinho de F1 se dispõe a acordar cedo no domingo para assistir uma corrida modorrenta de chata. E resolvem colocar um zé ruela que não entende nada sobre o que está narrando. É constrangedor…

    • Concordo… Entre os três, o que melhor largou foi o Kimi. Verstappen largou melhor que Vettel, mas ficou no meio do rolo. Nenhuma culpa do Max dessa vez.

      Se fosse apontar um culpado, eu afirmaria Vettel. Dá pra ver o carro dele no onboard do Kimi, que era o carro mais a esquerda. Portanto, fechou muito a porta.

      Não é a primeira vez que Vettel faz isso. Ele costuma ser muito agressivo em suas fechadas de porta. Numa situação de piso molhado, não tem como segurar o carro em cima da hora.

      Triste pelo Alonso que havia feito a melhor largada de todos eles. Aqui um link para assistir as largadas do Alonso desde 2011. O cara costuma largar bem em Singapura.

      https://www.youtube.com/watch?v=jfao1ZkkA3k

  • A FIA sempre defendeu a Ferrari, mas é óbvio que foi culpa do Vettel, é evidente que o carro dele veio que nem um pombo sem asa para o lado esquerdo da pista, nem sinal de freio!. Kimi estava em primeiro!. No alinhamento após a largada o Verstapen estava em terceiro pouco atrás do Vettel, que ao perceber que o Kimi estava à frente foi babando para fechar a curva em cima dele acreditando que o Verstapen estava ficando para trás e que iria frear para deixar ele passar com sua fechada. Avaliou mal o risco, pois Verstapen continuou tracionando na mesma velocidade, estando uma roda atrás, mas a FIA ainda faz o “favor” de isentá-lo de responsabilidade, talvez com medo de prejudicar o campeonato com uma possível punição. Vettel tentou recuperar o prejuízo de uma largada ruim, se deu mal e deu sorte que a FIA o ajudou, pois ninguém é obrigado a deixá-lo passar, pois ainda estava longe da curva, não justificando dizer que fez o traçado “correto”.

  • Max está merecendo ser rebaixado. Tá na hora da Red Bull subir Carlos Sainz Jr. para a equipe principal, e mandar o filho de Jos ir fazer companhia pro Daniil na Toro Rosso. Vettel deve estar arrependido de ter mandado rebaixarem o russo, pois colocaram um cara bem mais perigoso no lugar dele.

    E essa foi a melhor atuação da carreira de Jolyon Palmer na categoria, depois de várias corridas de lentidão e falta de sorte.

  • Culpado não o sei se houve, mas o único que poderia ter evitado a batida era o Vettel. Ele foi dar um chega pra lá no Verstapen sem saber que o garoto não podia mover 1 polegada.

    Agora, tá difícil assitir corrida na globo. Pelamor…. Como o Reginaldo aguenta esses malas?!?

    • Globo…
      Essa é phácil: Acione o mute.
      Já há diversos anos assisto corrida sem som. No começo, quando silenciei a narração do rádio, foi estranho. Tal e qual café sem açúcar.
      Agora eu gosto. Inclusive do café sem “doce”. Já que eu tenho a imagem não acho necessário alguém gritando no meu ouvido aquilo que NÃO é. Só sinto falta dos comentários do Reginaldo e do Lito.
      Tire o som e seja feliz!

    • Tardou para o Vettel, mas chegou cedo (como sempre) para o Alonso. O espanhol, quando finalmente conseguiu largar bem… SIFUBICOU mais uma vez, pegando os respingos do acidente!

      #MaisUmAnoNaRabeira!

  • O diretor da prova também tem culpa no acidente. O que esperar de uma largada com chuva em um circuito de rua? Se a largada fosse dada em movimento com o Safety Car, nada disso teria acontecido.

  • Ainda que possa parecer esquisito, simpatizo demais com o Palmer e vim aqui só para dizer que a corrida dele foi maravilhosa e o cara merece ficar até o fim do ano. Até porque boa parte dos resultados ruins foi por quebras.

  • Na minha avaliação, foi incidente de corrida. Mas, se tivesse de apontar um culpado, pra mim foi o próprio Vettel que não deixou espaço para a dupla de acidentados. Eu achei que foi o alemão quem largou pior entre eles (uma pocinha d’água mais profunda no seu spot no grid? com a pista molhada, não dá pra saber nem cravar uma culpa em alguém…). Não achei que Verstappen tenha largado mal, Raikkonen é quem foi bem demais! Desse modo, o holandês foi ensanduichado e abriu-se uma imensa avenida para Hamilton e Alonso passarem por todos, sendo este último abalroado no strike.
    Será que a Ferrari botou muita pilha no Kimi pra passar o Max e proteger o Vettel? “Vê lá, hein Kimi? Não deixa o pirralho dividir a curva com o Tião!” O finlandês teria cumprido à risca e deu no que deu, kkk…
    Verstappen tem razão: lutando pelo título, o Vettel não tinha nada de fechar daquele jeito, era muitíssimo arriscado, principalmente pelas condições da pista.

  • 1 – Achei que foi acidente de corrida, com largada à noite e na chuva. Mas se todos têm alguma “culpa”, a maior foi do Vettel. Verstappen não fez nada demais; Kimi tenha sido talvez muito otimista, dada as condições da largada.

    2 – A cagada da Williams foi absurda. Se foi ordem da equipe, todo mundo merece ser xingado até a próxima geração; se os momentos e as escolhas para as trocas partiram do próprio Massa, então tá na hora de pensar mesmo na aposentadoria. Particularmente, já vi a Williams dar muitos foras em termos de estratégia, então tendo a achar que a culpa é mais da equipe.

    3 – Alonso tá meio amaldiçoado, né? Coitado.

    4 – Por um instante, na hora da primeira curva, achei que o Vettel, já após a batida, ia meio que “jogar” o carro dele pra cima do Hamilton, pra saírem os dois juntos e pelo menos minimizar o prejuízo enorme. Felizmente me enganei. Acho que me acostumei com aqueles anos de Senna, Prost e, sobretudo, Schumacher.

  • O Flavio.
    O menino largou mal???
    Como o pole foi parar ao lado dele?
    Vetel foi ligeiramente para a esquerda?
    Olha a foto.
    Acho que o Kimi largou bem.
    O Vestapen largou normal e o Vetel largou mal.

  • Concordo com as palavras do Max, o erro foi dos dois ferraristas Kimi viu a porta aberta e tentou passar Max, Vettel jogou para a esquerda para fechar a porta de Max, e foi ensanduichado pelos ferraristas…Vettel pensou na vitoria na primeira curva, quando deveria se concentrar apenas em terminar na frente de Hamilton, agora é Hamilton que pode correr pra chegar e marcar Vettel de perto, acho que só perde o campeonato se o azar lhe cair na cabeça, como caiu na cabeça do Tião hoje.

  • Não que o Vettel tenha culpa, mas ele que começou a cagada tentando espremer o Verstappen no muro. Mas o Raikkonen passava a mil ali e a roda traseira direita se encaixou caprichosamente atras da dianteira esquerda da Red Bull. Merda na certa e puta rabo Hamilton.

  • Se somar o custo de todos os reparos do carro do Verstappen com a quantidade de pontos perdidos por ele, dá pra pagar o salário de qualquer piloto de F1. Esse cara dá mais prejuízo que o Stroll!!!

    O Vettel mudou de trajetória sim, mas foi de maneira limpa, tanto que ainda estava à frente do Verstappen. O Verstappen não aceitou ficar encaixotado e ignorou o Raikkonen ao lado. Quando se está encaixotado, não há outra opção, senão ficar quieto. Isso é básico no automobilismo. Mas esse Verstappen não aprende e ignora os adversários, seja na frente, atrás ou ao lado, assim fez na Itália, Hungria, e outras QUATROCENTAS CORRIDAS. Ele pilota como se estivesse no videogame, ignora os concorrentes, ou seja, ele é um ignorante.

    Outros pontos:

    – A corrida mais longa e chata da história da F1. Poderia ter durado só a largada.

    – Ricciardo não ganhou a corrida porque não “quis” brigar. Diante do que se esperava de brigas na corrida, mesmo tendo carro melhor que a Mercedes, passear em 2º foi lucro.

    – Bottas é o novo Frentzen da F1. Bom piloto que não fede nem cheira.

    – O Massa parece demonstrar o cansaço natural de um veterano não tem mais pique pra correr na F1. Perder pro Stroll – um piloto que mesmo quando anda na zona de pontos, segura meio pelotão e nunca consegue ter um ritmo bom com tocada limpa, mesmo depois fazer uns 800 milhões de quilômetros de testes – mais uma vez, não é normal.

    – O narrador da Globo é um lambedor de bolas do narrador “titular” e, por isso, quer passar uma emoção forçada que até surdo desaprova. E o comentarista, que desta vez teve mais liberdade para comentar, não acrescentou muito, mais uma vez.

    • Verstappen não foi culpado no acidente.
      Achei a corrida movimentada, e com boas ultrapassagens.
      Ricciardo na chuva não é melhor que Hamilton.
      Bottas é muito melhor que Frentzen.
      Massa adotou estratégia errada, e mesmo que estivesse com a certa, diga um piloto pior que ele na chuva??? (obs: sou torcedor do Massa)
      Stroll melhorou.
      A transmissão de ontem na globo estava uma piada.

      • – Dizer que o Ricciardo é pior que o Hamilton na chuva não muda nada, afinal choveu no máximo em 10% da corrida e depois, mesmo no seco teve safety car e ele voltou a comer poeira do Hamilton.

        – Eu não comparei o Bottas com o Frentzen em capacidade, mas em comportamento… São pilotos cheios de pódio mas que não fazem diferença alguma… Não tem perfil para ser campeão.

  • Se olharmos bem o vídeo da batida veremos que Vettel atirou seu carro para o lado esquerdo da pista esquecendo que havia um grid inteiro ao seu redor, erro feio e desnecessário do alemão que parece sempre estar andando sozinho.
    Pior que isso só o lamentável narrador da Globo, desinformado, histérico, deslumbrado e extremamente chato parecendo uma matraca descontrolada, as corridas de F1 já não tem a mesma emoção de antigamente e esse narrador as deixa insuportáveis.

  • Que me desculpe o escriba, de quem gosto muito, mas vc comenta que não gosta de palavras tipo”dolo” (nem eu, diga-se!), e no entanto, é capaz de escrever coisas do futebol do inicio dos anos 50, e que hoje eu acho que parece babaquice, mas os jornalistas adora.: RUBRO-TAURINO e coisas semelhantes com as cores dos times. Desculpe-me mais uma vez, mas é muita babaquice!