SIM, ACABOU

SÃO PAULO (seguimos) – Ontem, segunda-feira, o “Fox Nitro” foi ao ar pela última vez em exibição inédita — ainda houve uma reapresentação hoje. O programa se despediu da programação dos canais Fox Sports depois de 4 anos, 8 meses e 2 dias, segundo a conta do nosso Thiago Alves. Ele que apresentou o “Nitro” ontem — as duas últimas edições, na verdade, porque estou de férias e só volto quinta-feira.

Tínhamos sido avisados que o programa seria extinto o dia 18 de novembro, sem maiores explicações — a fusão dos canais da Disney está sendo comandada da Argentina. Neste ano, chegamos a ficar alguns meses fora do ar por conta da paralisação das competições automobilísticas, mas voltamos em julho, junto com a F-1 e a MotoGP. Desde então, fizemos o programa em “home office”, como se diz. Nunca mais voltamos ao estúdio, e não voltaremos mais.

Foram quase 200 programas, quase todos eles com a presença dos meus queridos amigos e colegas Rodrigo Mattar, Felipe Motta, o já mencionado Thiago Alves e a lenda Edgard Mello Filho. Dezenas, centenas de entrevistas, depoimentos, selfies de pilotos brasileiros no exterior, uma linda jornada.

O que dizer nessas horas? Não sei direito. É uma pena, claro. São raríssimos os programas regulares sobre esportes a motor na TV brasileira, aberta ou fechada. Lá atrás, em 2012, quando eu estava na ESPN Brasil, também tivemos nosso programa “Limite” tirado da grade depois de seis ou sete anos no ar — fazíamos eu, Mauro Cezar Pereira e João Carlos Albuquerque, e era uma delícia.

Acho que faz parte de nossas vidas profissionais, lidar com as perdas. Mesmo quando a gente não entende bem as razões de algumas mortes, como a morte de um programa. As pessoas gostavam, sempre tratamos o esporte com o devido respeito que merece, gostávamos muito do que fazíamos — tanto que, putz, passamos anos insistindo numa segunda edição, às sextas-feiras. Tivemos até críticas favoráveis, colunistas falando bem da gente! Audiência, não sei. No Fox Sports, parece que era razoável. Quando, neste ano, passados ao segundo canal da emissora, desconfio que caiu bastante.

De qualquer forma, pensamos numa despedida digna quando soubemos que o programa do dia 29 de novembro seria o último. O clipezinho com “Faster”, de George Harrison, ficou bonito. Dá para ver aqui, acho que pode até baixar. Foi o último bloco do último “Nitro”.

Toda corrida acaba, uma hora.

Comentários

  • Para mim foi o melhor programa automobilístico apresentado pela tv, deixa uma legião de órfãos, deveriam pelo menos criar um link para apresentar um programa similar via Net.
    Valeu enquanto durou, parabéns a todos pelo empenho.

  • Prezado F&G : O programa muito bom ( Fox Nitro ), ainda essa turma toda tem muita gasolina para queimar, parabéns para toda equipe. O futuro é um pequeno passo a frente. Haverá sempre boas novidades.

  • Como comentei em post seu no Twitter, e no blog do Rodrigo, é uma lástima.
    Infelizmente ficamos órfãos desse programa super plural, como fora o Limite.
    Ainda bem que não perdemos o GP.
    De minha parte, a Disney pode continuar com seus jabás na midiazona que não me convencem mesmo.
    E desejo a ti e seus amigos e colegas força e que sigam iluminados em vossas caminhadas.
    Forte abraço.

  • Amante de automobilismo, em algumas situações, até torce para uma saída de cena para preservação, como o Kimi e a Willians.
    Mas em outros casos como Senna ainda no topo, Jacarepaguá ainda em boas condições e o Nitro cheio de fôlego, é doído!

  • Triste, bem triste Flavinho , estava órfão desde o LIMITE ,o Fox Nitro era ainda melhor mais bem elaborado ,com convidados (apesar do “IndianaGomes”,que era ESPETÁCULAR) programa de Automobilismo parece que não dá ibope mesmo,infelizmente .

  • Que pena ter acabado. Como você mês.k disse , são poucos os programas no Brasil que cobrem velocidade. Acho uma sacanagem, mas espero que vocês já tenham um novo programa. Abraço

  • É uma pena. Gostava de assistir o FoxNitro. Apesar de não ser fã de automobilismo, gosto de bom jornalismo esportivo. Graças ao programa pude conhecer o Edgar Mello Filho, passei a acompanhar o Grande Prêmio e voltei a assistir a F-1 depois de muitos anos.

  • As tristezas das despedidas… Mas ainda temos vocês no youtube, nas “mídias”. Não temos mais o Tunico, que foi belíssima e discretamente homenageado nas imagens. Parabéns pela sensibilidade! Obrigado por tudo!

  • Para nós amantes do Automobilismo só restará o YOUTUBE com os canais especializados.

    Obs.: É impressionante o que acontece no Youtube. Por ele também dá para perceber a força do futebol no Pais quando um “influencer” consegue reunir mais de 1.000.000 de inscritos e mais de 80.000.000 de visualizações em seu canal no Youtube. Vivemos realmente em “tempus mudernus”.

    O FOX Nitro teve mais de 80.000.000 de visualizações na TV fechada? Vivemos num pais do futebol, azar de todo o resto que luta para sobreviver.

  • É uma pena. A Fox tem a Formula E, a Moto GP , a Nascar e mais outras corridas e jogam fora um programa bom com um time de primeira, Agora que tinha um horário descente 20 horas. Fica aqui o meu protesto. Será que vão colocar no horário um futebol da segunda divisão da Ucrania ou do Azeraijão?

  • É uma pena.

    Existe a possibilidade do programa ser “embalado” em um outro formato existente no Mundo?

    Fica a torcida que isso aconteça. Num Pais em que o Futebol é o esporte nacional todo o resto acaba sendo tratado como um “nicho”, isso acontece com o Basquete, Volei , Tenis, outros “esportes americanos” e o Automobilismo. Acho que as transmissões desses eventos esportivos sempre acontecerão, mas um “programa de resenha” desses “outros esportes” acaba sendo pressionado na grade diante das centenas de eventos esportivos que acontecem no Mundo. Só de futebol a grade pode apresentar o Futebol Brazuca, Alemão, Inglês, Espanhol, Italiano e outra liga qualquer. Isso daria centenas de jogos, dezenas de resenhas (se bobear, diárias).

    Entre passar uma “resenha de automobilismo” com audiência “X” o cara fica tentado a passar o “tape” do Barcelona com audiência “2X”, ou mesmo uma resenha qualquer sobre o futebol (é obvio, mas é incrível o tamanho do futebol no Pais, maior do que a paixão é volume de grana que rola nesse negócio chamado futebol).

    • Nossa, nisso você tem razão.
      Quanto tem um Barça x Real parece que o VT do jogo fica em loop na grade da emissora. Mas ter um VT de uma corrida é muito difícil. Talvez sejam contratos, não sei.
      Mas pior mesmo é ter um milhão de mesas redondas de futebol que eu não sei onde arrumam tanto assunto pra falar sempre da mesma coisa.

  • Não tenho TV a cabo faz uns bons anos, então nunca assisti ao Nitro. Mas mesmo assim eu lamento o fim do programa. É uma pena ver o automobilismo perdendo ainda mais espaço na TV – sei que é algo de nicho, mas não imaginava que esse nicho não seria suficiente para sustentar sequer um programa em uma emissora esportiva. Tomara que a fusão junto a ESPN não diminua ainda mais esse espaço…

  • Eu tinha uma mania de pensar na minha cidade 100 anos antes, eram outras pessoas ,como se fossem invasores do passado …… claro , puxava este papo no fim de uma madrugada qualquer regada a muito vinho, com os poucos gatos pingados que sobravam a poucos minutos do sol querer dar depressivamente as caras.

    Quando penso em Chico City , Planeta dos Homens , pra colocarmos no esporte que tal a Grande Jogada da Manchete , por lá era marcante a presença do Edgard mostrando pra no´s de forma inesquecível o DTM ……..eita, e por ai vai!
    A velocidade dos tempos de hoje me deixa pronto, o filme tá passando , tem começo meio e fim , não sei bem onde estou nele .
    Mas fiquei muito mal hoje , queria ver mais do Nitro . Puta merda!!!!

    • Seu comentário não faz o menor sentido, a fusão dos canais ESPN e Fox já ocorreria mesmo antes da pandemia. É triste ver o programa acabar e com isso eu temo que todo o pacote de automobilismo da Fox Sports suma pois a ESPN trabalha basicamente com futebol e esportes americanos.

      Mas ao criticar as medidas corretas contra a pandemia e usar o termo “vírus chinês” assina o recibo de onde você vem e só posso dizer que pasto com cloroquina não cura Covid. Quando pegar boa sorte e não mate um idoso inocente.

      • Não se espante se chegar gripado ao hospital e o médico te ministrar hidroxicloroquina, azitromicina, zinco e heparina…. mas se isso acontecer, diga pra ele que não quer tomar o remédio do BOZO, que prefere, novalgina.

    • Por que na FOX eles tem salário e direito de imagem de varias categorias para ilustrarem seus programas.

      No youtube nao teriam nada, teriam que fazer um bate bola sem nenhuma imagem/video das corridas e viver da monetizacao do YouTube. Não paga as contas, se for dividir ainda a monetizacao em 4 ou mais apresentadores.

  • Saudações Flavinho Gomes, Edgard Mello Filho, RodrigoMattar, ThiagoAlves e Felipe Motta…

    Que notícia ruim para os fãs do automobilismo e dos esportes a motor !

    O Fox Nitro foi tudo de bom enquanto esteve no ar, e agora deixa uma lacuna sem tamanho na tv, visto que só nos restará o Supermotor e suas corridas de Motocross e Rallye do sertão, coisa horrível demais…

    Tenho certeza, que vocês voltarão e parabenizo o último programa, que deu um show de cobertura sobre o GP do Bahrain e o acidente do Grosjean, levado ao limite máximo de explicações sobre o ocorrido.

    Uma pena !!!
    Abs