MENU

quinta-feira, 7 de agosto de 2008 - 6:25Pequim 2008

SECURITY, SORRY

PEQUIM (amanhã será pior) – Fui dar um passeio na hora do almoço até o Ninho. O Parque Olímpico é comprido e parece o Plano Piloto de Brasília. Largas avenidas, sem carros, rasgam o que seria o Eixo Monumental e levam às principais instalações. À direita, um ginásio para esgrima e o Cubo. À esquerda, o Ninho, cercado por uma praça enorme. Um pouco antes, a torre que abriga estúdios envidraçados das emissoras de TV mais ricas (a NBC americana, por exemplo, trouxe duas mil pessoas a Pequim; está lá na torre também, claro).

Às minhas costas, o IBC (International Broadcast Center) e os “motorhomes” (gostei) dos patrocinadores oficiais: Omega, Coca-Cola, lenovo, Kodak, Samsung e por aí vai. São “lounges” gigantescos que, suponho, vão receber milhares de convidados nos próximos dias. Por enquanto, só têm seguranças. Não sei se essa área tem nome. Deve ser Village Alguma Coisa.

Quando chegava ao Ninho, dei de cara com o Exército chinês. Os caras vinham fazendo um pente-fino na direção oposta à minha e foram tirando todo mundo de lá, inclusive os voluntários. Depois, cruzei uma tropa camuflada com detectores de metais, e cães, e caminhões militares. Fiz alguns vídeos, mas estou tendo alguma dificuldade para colocá-los no YouTube. Daqui a pouco consigo.

Tantos cuidados com a segurança se explicam pela proximidade da cerimônia de abertura. Como o presidente George W. Bush estará aqui, todo o esquema de segurança do evento é submetido às autoridades federais americanas. Na prática, são eles que dão as cartas. Se não for assim, o presidente dos EUA não vem e acabou. Pequim, amanhã, estará sitiada. Já nos avisaram que apenas a entrada principal de nosso condomínio estará aberta. As demais serão fechadas a partir da meia-noite. Há muitos americanos vivendo nos prédios onde estamos hospedados, e Bush vai inaugurar uma nova embaixada amanhã, nas redondezas. Bush vai me atrapalhar, em resumo. Mala.

Abaixo, mais uma pequena galeria de fotos. Agora vou ver o Brasil jogar.

11 comentários

  1. Belair disse:

    Pessoal, óbviamente não vivo lá, mas desde 95 , eu NUNCA ví o sol em Beijing. E naquela época nem havia tantos carros assim, creio que era mais poeira das demolições para novas construções.

  2. Claudio Ceregatti disse:

    Além do cinza reinante, impressiona a solidão e o silencio.
    Espaços imensos e vazios de vozes e pessoas.
    Pra compensar, FG: Não tem jeito de pegar um metrô e se deixar perder por ruas desconhecidas? Cair no mundo real, com ruas estreitas, pagodes pra todo lado, placas inenteligíveis e bandos de chinesinhos se trombando?
    O Trajano ia adorar…

  3. Raul disse:

    A “poderosa” televisão do Brasil tem espaço junto da NBC ou vai transmitir tudo de um hotel de 3a que foi locado só para eles?

  4. Tiago S. disse:

    Ridículo, o cara antes de entrar em qualquer lugar do planeta tem que mandar evacuar o local inteiro.

  5. Nick B. disse:

    A foto mais bonita do post é a que aparece o Fla.
    Que cabelos!
    Que olhos!
    Que expressão macha!
    Que credencial special!
    Que inclinar de cervical wonderful!

    10, Nota 10! (Como berrava Carlos Imperial na apuração dos desfiles de escolas de samba do Rio).

    Abração apertado.

    Nick B.

  6. Aliandro Miranda disse:

    A cidade é sempre assim, cinza? Não é possível que isso seja poluição.

  7. disse:

    É um Hummer legítimo, ou um Hummel como eles costumam copiar.
    Não entendi uma coisa.
    Dizem que os organizadores estão caindo de pau nos produtos piratas dos mascotes, souvernirs alusivos e tal.

  8. Eric disse:

    Tira uma dúvida FG:
    O céu é sempre dessa cor por aí?Ou está nublado?

    Deve estar calor pelo seus comments….então suponho que seja uma PUT….poluição.É isso mesmo?Parece Cubatão….

  9. Marcos° disse:

    Impressionante, não se vê o ceu nem o sol,

    Qual a temperatura ?

  10. Marcelim disse:

    Por essa foto 100-0976, percebe-se como a Ásia é toda parecida. Poderia ser Seoul, alguma cidade da Malásia ou alguma cidade japonesa. É impressionante a capacidade dos asiáticos de se criar complexos inteiros do nada, sempre com suas placas de trânsito azul, jardinagem perfeita, paisagismo e urbanização padronizadíssimos, etc.

  11. Ellery Souza disse:

    heheh na foto q vc tirou do caminhao do exercito, parece q vc é algum tipo de fugitivo se escondendo atras das moitas!!

    ta muito legal a cobertura Kamarada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>