BRASA, MORA (2) | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 27 de agosto de 2012 - 1:28Turismo

BRASA, MORA (2)

SÃO PAULO (parabéns!) – Lembram do Ney Mello Júnior, que em julho saiu de Araraquara para dar um rolê de Brasília por vários países da América do Sul? Pois ele já voltou. E deu tudo certo. Danilo Rizzo mandou a boa notícia.

Tinha como não dar?

10 comentários

  1. Matuck disse:

    Retirado da reportagem do G1: “Por isso, o apelido “Velhoster” dado ao carro, uma brincadeira com sua Brasília e o potente carro sul-coreano.” A piada NÃO é a Brasília, fica a dica.

    Admiro essa galera que toma coragem e encara aventuras assim. Vontade sobra, mas disposição falta.

  2. Tevez disse:

    “E os argentinos são gente boa…Contrario do que se pensa” Logico nem…É só esquecer o que o Galvão diz no futebol e fazer uma viagem pelo interior

  3. Zeno disse:

    leiam tudo no blog dele, desde a primeira pagina, vale a pena, aventura incrível e a Brasa foi parcerona durante a viajem toda….

  4. Rodrigo Moraes disse:

    Show de bola! Excelente escolha do veículo!

  5. Ricardo Otto disse:

    Fiz uma viagem de turismo para a Bolivia em 83. A Brasília, na época, era o carro brasileiro mais comprado pelos bolivianos. Deve ter algumas rodando por lá até hoje…

  6. Fabio Aguilera disse:

    A Brasília foi o primeiro carro no qual eu entrei. Nasci em 79, meu pai tinha uma Brasília branca 75. Ela foi furtada em 1991. Era um carro excelente; mesmo com uma boa idade, bastavam alguns cuidados mínimos para que ela permanecesse com a forma de zero km. A placa era KJ-6770. Se alguém tiver notícias, entre em contato! rsrs

  7. Mauricio disse:

    Brasilia, o melhor VW de todos os tempos!
    Tive uma, como a dos Mamonas, amarela e com todos os trecos que cantam na música..
    Podia não correr muito, chegava mal e mal a 130km/h e tinha uma estabilidade mais ou menos no asfalto, que eu compensava no braço (cheguei a dar pau em Fiat 147 1300cc e só não alcançava Passat).
    Porém tinha um motor 1600 dupla caburação com um torque que até hoje sinto falta.
    Andava em estrada de terra que nem notícia ruim. Ninguém alcançava, nem mesmo jipe.
    Lembro uma vez que consegui superar um trecho de estrada de terra após uma chuva onde até trator tava atolado, para assombro e raiva da turma de uma kombi, dois ônibus, um trator tipo motoniveladora, um trator tipo agrícola e uma rural willis. Todos muito bem agarrados na lama.
    Foi meu primeiro e inesquecível carrinho.
    Quanto ao Ney parabenizo-o pelo feito e creio que tenha se divertido muito fazendo esse passeio pela América do sul. Parabéns pela coragem.

  8. Fernando Rodrigues disse:

    Top! Aqui tá o link do blog do cabra….viagem sensacional, vida longa a brasa!

    http://neyjunior52.wix.com/rap/apps/blog

  9. disse:

    Apronta o carro, checa tudo e fala: Vou até ali e já volto.

  10. Para esse tipo de aventura com pouca $$ ainda é a melhor opção, veiculos que tem o conjunto mecanico como , Brasilia, Fusca e seus derivado ano passado fizeram o mesmo a bordo de Variant 1972 e tenho um amigo que mora em Natal que fez melhor a bordo de Br 800 chegando a Val Paraiso e retornando para Natal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>