OU FORD OU SAI DE SIMCA | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 29 de junho de 2015 - 20:25F-1

OU FORD OU SAI DE SIMCA

SÃO PAULO (mas decide) – Sempre gostei de equipes de fábrica na F-1, embora concordasse com o que dizia Max Mosley na época em que ele fazia o possível para estimular os times independentes. O argumento do ex-presidente safadinho da FIA era que as montadoras entravam e saíam ao sabor do que decidiam seus conselhos diretores, sem que houvesse real comprometimento com o esporte.

Por isso, Max queria mesmo era um monte de garagistas apaixonados, uma visão um tanto romântica — alimentada menos por convicção, mais pelas eternas disputas de poder naqueles tempos em que as fábricas queriam assumir o comando da bagaça toda.

Fato é que o tempo foi passando e muita gente foi tirando o time de campo. Toyota e Honda, por exemplo, tinham equipes próprias. A primeira sumiu do mapa. A segunda voltou agora — e muita gente acha que era melhor ter ficado onde estava. A Jaguar — leia-se Ford — também pulou fora, mas pelo menos a Red Bull comprou. Mas a BMW nunca mais voltou. Já a Mercedes fez o caminho inverso e de fornecedora de motores virou equipe.

Resta a Renault, que vai e vem, não sabe de Ford ou sai de Simca. Nos anos 70, chegou com tudo instituindo padrões de excelência de motores turbo que as outras equipes tiveram de perseguir. Depois saiu em meados dos anos 80, ficou um tempo observando o cenário e voltou no final da década como fornecedora, fazendo enorme sucesso nos anos 90 ao lado de times como a Williams e a Benetton. Aí, resolveu ter equipe própria de novo. Esse movimento de ioiô durou até 2010, quando picou a mula novamente para concentrar esforços numa cliente, a Red Bull.

Tudo isso para dizer que a ideia do momento é comprar uma equipe, ou então se pirulitar. É assim que o brasileiro Carlos Ghosn, presidente da montadora, encara o futuro da marca na F-1. As coisas com Red Bull e Toro Rosso não andam nada bem. A matriz não passa um dia sem criticar os franceses. Reclamam até do design do novo Twingo e não se conformam com a feiura do Logan. Tudo é motivo para uma alfinetada.

Por outro lado, a Renault se sente limitada em várias frentes. Não pode se meter na vida da equipe — ou das equipes, embora na Toro Rosso a crise tenha dimensão bem menos ruidosa –, tem peso político bem menor que as concorrentes e está cansada de levar porrada sem ter como se defender. Com um time próprio, talvez dê para retomar o caminho de anos passados. Talvez. Mas é preciso, também, entender para que lado a F-1 vai nos próximos anos.

Em resumo, a impressão que Ghosn passa é que ou a Renault assume uma equipe, e a Toro Rosso é o alvo mais óbvio, ou vai cuidar de outras coisas. Se fizer isso, pode começar com o design do Logan.

A foto abaixo é do último Renault puro. Kubica no Bahrein, 2010. Era linda essa pintura. Ainda mais com o emblema da Lada na lateral.

kubica2010

15 comentários

  1. Roberto Fróes disse:

    Foi feita uma enquete, algum tempo atrás, para escolher o carro mais feio do Brasil.
    O Logan “ganhou” disparado!
    Na minha opinião, o Clio empataria, ou até “ganharia” apertado.
    Pois o Logan evoluiu de “merda muito fedorenta” para “merda fedorenta” com as novas lanternas traseiras.
    Ficou com cara de mesmice, mas menos assustador…
    E o carro mais feio do Brasil, em todos os tempos?
    Para mim, “ganha” fácil e disparado o TL de 4 portas.

  2. Marcos José disse:

    O Carlos Ghosn não está preocupado com os rumos da F1 no futuro, para ele a marca francesa nem estaria mais na categoria. O que pesa é a imagem vitoriosa da marca que ficou arranhada desde 2014 pelos novos propulsores anotados pela categoria. As propostas feitas por Toro Rosso (muito baixa na visão do dono dos energeticos), Lotus (por ser a antiga proprietária achou que o Grupo Genii já a venderia), Force India (aproveitando do desespero de Mallya por dinheiro para manter a equipe na F1) e a Manor (por ser a mais que necessite de dinheiro neste momento mas uma “suposta proposta de fornecimento de motores” pela Honda mudou um pouco este panorama na equipe inglesa) não a levaram a nada até agora mas veremos o que o Ghosn decidirá até 2016 quando encerram os contratos de Red Bull e Toro Rosso com a marca francesa!

  3. Jason Vôngoli disse:

    A verdade é que o Carlos Ghosn odeia Fórmula-1. Não curte, não entende, acha desnecessário, sei lá…

    Lembro que Ghosn foi alçado a CEO em meados de 2005 – em pleno apogeu da Renault F1 (campeã com Alonso em 2005 e 2006). Os caras estavam muito empenhados e na maior animação.

    Não demorou para Ghosn jogar um balde de água fria na equipe (declarou que não via sentido em gastar tanto dinheiro com F1, falou em “custo ambiental” e outros bichos…). Em 2009, a vitoriosa Renault F1 foi passada nos cobres.

  4. Ricardo Bigliazzi disse:

    Se não mudarem o regulamento técnico não adianta nada. O que adianta ter uma equipe se o desenvolvimento do motor esta controlado?

    Alem de uma equipe a Renault precisaria gastar uma baba de dinheiro para criar um novo motor (nem sei se o regulamento permite). Para mim o grande problema da Renault é esse regulamento técnico de merda.

    Agora, a F-1 está em baixa mesmo, tão em baixa que não vemos nenhum patrocinador Chines por lá. Os chineses são grandes mercadores, e um bom mercador não gasta dinheiro bom em negocio ruim. E para piorar a situação, a primeira Equipe Campeã da F-1 é da China. Uma equipe que acaba de entrar para a historia do automobilismo Mundial.

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      “Campeã da Formula-E”

    • Ricardo Bigliazzi disse:

      “Formula-E”

    • Marcos José disse:

      A Renault ainda não aprendeu e parece que não quer melhorar a perfomance de seu propulsor (seria isto uma maneira de dizer “tchau” sem mudança no regulamento eu estou caindo fora). A Ferrari tinha uma situação ainda pior na sua unidade de potência no ano passado e neste ano deu um salto e hoje é a segunda em potência da categoria e o porque da não melhora da Renault? Qual a razão de prometer muitas melhorias se isto não ocorre ,a Red Bull não tem razão em criticar a marca francesa por causa disso (só promessas e nada de melhorias, chega um momento em que você perde a paciência por achar que está sendo enganado)? Provavelmente Ghosn já se decidiu pela F-E mas o tiro poderá sair pela culatra se alguém desenvolver uma bateria melhor que o da marca francesa e o Carlos também decidir sair da F-E por causa disto (ou começar com a mesma conversa para mudar o regulamento da F-E para a Renault permanecer, como estamos ouvindo hoje na F1)!

  5. Cláudio F1 disse:

    Diante das circunstâncias, acredito que a Renault esteja mais pra sair de vez da F1 do que pra voltar a ter uma equipe de fábrica.

  6. Rafael Chinini disse:

    acho muito louco quando as equipes não são de montadores.
    é muito legal na Fe por exemplo ler um nome “Dragon Racing”. Era demais Benetton, própria Williams etc..

  7. Sanzio disse:

    Acho que nessa época a Renault já era controlada pela Genii.

  8. Gustavo disse:

    Acho que vai cuidar de outras coisas… F-E é uma grande possibilidade.

  9. O LEGISLADOR disse:

    Logan pode até ser feio, (pra essa gentinha que adora ostentar – a famosa esquerda caviar). Eu gosto. Carro sem frescura. Feito pra essa buraqueira de ruas e estradas que vivemos. O novo Logan então, vai desbancar toda a concorrência.. É só aguardar.

    Patéticas e ridículas essa gente que defende a esquerda e só anda de BMW e afins. Como jo sábio dito popular diz: “No Brasil, traficante é viciado, puta goza e comunista é milionário”

    • Renato F1 disse:

      Feio! Muito feio! Aliás, todo carro feito pela Q-horror é horroroso! Q-horror Pio: feio, Q-horror Pensa que é John Logan: feio, Q-horror Cara de Pandeiro: feio, Q-horror Pôster: muito feio!!!

      O som motor parece uma panela com pipoca! Os desenhos são os mais feios do mercado. E, ainda por cima, quando não são os reis da cocada preta, ficam choramingando e querem pular fora!!! Muito feio!!!

      Ainda bem que acabou aquela frescura no comercial de motor campeão! Só ganharam porque Adrian Newey fez um avião de cabeça para baixo! Até de motor Cosworth ganhavam os títulos!

      Por mim, ficam! Assim, apanham mais dos motores Mercedes-Benz!!!

      • O LEGISLADOR disse:

        Ok. Você é livre para escolher o que é feio, ou bonito. E eu sou livre pra escolher o que é eficiente, correto, e digno. Você comparar Mercedes com Renault? Uma marca popular, com uma marca da elite? Vai lá e compra um carro “popular” da Mercedes. Tipo o Classe “A”. Lembra? Bonitinho, mas extremamente ordinário. Misturar F1 com carros de rua, dá nisso. Eu também queria uma Mercedes com preço justo. Mas, acho que você escolheu o país errado. Aqui não tem Taxi Mercedes. Tudo bem você achar feio. Beleza é algo muito pessoal. O que é feio para você, pode não ser para mim. O que você não pode dizer é que o Logan é um carro ordinário. Ah! Isso você não pode dizer, não

  10. André disse:

    Espero que compre e volte com essa pintura! E que saudades dessa F1, isso pq eu não gostava daquele V8, mas comparado com agora, putz… E como vc disse em outro post, nem faz tanto tempo assim, pra sentir saudades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>