MENU

segunda-feira, 12 de setembro de 2016 - 20:26Foto do dia, Stock Car

FOTO DO DIA (2)

Segundo os organizadores, foram mais de 40 mil almas em Interlagos para a Corrida do Milhão da Stock, vencida por Felipe Fraga depois de lindo duelo contra Barrichello. O que é um grande alento para o automobilismo brasileiro. É preciso entender o que levou tanta gente ao autódromo. Para tentar replicar por aí. Quanto à prova, esse menino parece ser especial. Mas está sem carro para o ano que vem, já que será substituído por Cacá Bueno na Cimed. Deve arranjar algo logo, porém. Se alguém está pensando em Andreas Mattheis, acho que corre o risco de acertar. A bandeirada para Fraga foi dada pelo medalhista Arthur Zanetti.

293637_637778_dudabairros_4239

17 comentários

  1. O Felipe Fraga tirou a cereja do bolo do Rubinho nessa vitória na corrida do milhão.

  2. Alexandre disse:

    Flavio, sei que a Stock é hoje patrocinadora do seu site mas vamos ver se você pública isso. http://ruiamaraljr.blogspot.com.br/2016/09/e-bandalheira-continua.html, vai te explicar muita coisa sobre porque o público não vai ver mais corrida.

  3. Lico disse:

    Muita gente ganha o ingresso da stock mesmo, mas uma categoria aonde o preço é acessível, tem disputa e ronco a chance de dar público é muito maior. Tava ” Sapiando” os preços no site da f1 ontem. É absurdamente caro….700,00 em setor descoberto, setor M 1500,oo pra ver uma corrida que já sabemos qual carro vai ganhar, sem barulho, sem respeito nenhum a quem pagou o ingresso numerado, pois ja fui 2 vezes e simplesmente ignoram os numeros dos bancos…” Pegaram o meu também…se vira”.
    Cerveja mais cara que no bahamas….aí num dá ne chefe??? Fico em casa…ligo o Home…abro uma Orignal comprada no mercado…vale muito mais a pena…Tem que melhorar muito f1 pra levar gente à interlagos de novo…e não só em interlagos…temos pistas tradicionais no mundo todo vazias.

  4. Luis disse:

    Uma curiosidade que eu tenho é saber se o Arthur Zanetti e o Otávio Mesquita são parentes.

  5. Marcos Abreu Ferreira disse:

    Mas seriam 40 mil almas pagantes ou 40 mil almas convidadas?

  6. Edison Guerra disse:

    Fui com ingresso via Quatro Rodas. Há muito não via o Templo com tanto público, até mais do que na última prova de 2015. Tanto que publiquei na minha página do FB. Creio que o sucesso se deve aos ingressos corporativos, que levam muitos com camisetas e bonés dos patrocinadores, vale-lanche. Se bem que logo após a prova da Stock Car, muitos vão embora. O evento contou com a Mercedes-Benz Challenge, Brasileiro de Marcas e Fórmula 3, Exposição de Antigos do Veteran Car Club do Brasil, um clube de Opalas, o Clube dos Mercedes-Benz, além de stands da GM, Renault, Mercedes.

  7. eu estava lá. dentro do autódromo esta muito bom, fora foi uma desorganização estrema, uma bagunça, ninguém para orientar na troca dos ingressos, foi a lei do mais forte, eu por exemplo cheguei lá por volta das 8:30 consegui entrar após a largada, na terceira volta, isso ainda porque deixei o kit que teria direto pelo ingresso mais caro para trás.. uma vergonha… e a emissão que manda não fala nada apresenta que foi tudo maravilha….

  8. Ricardo Cardoso disse:

    Em dado momento da transmissão da Globo o Reginaldo Leme disse que a equipe onde o Fraga está atualmente vai criar um “time B” e que o Fraga já era um dos pilotos dessa equipe e que estavam buscando um outro piloto jovem para fazer a dupla.

    Como não sou dos maiores especialistas em bastidores da Stock acho que o futuro é mesmo por lá.

  9. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    O incrível: O Estado de São Paulo só falou da Corrida do Milhão. Nenhuma linha sobre as outras corridas do dia. E olha que a Copa Petrobras teve uma panca bonita na largada lançada.

  10. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Meu irmão e eu fomos.
    Conseguimos ingresso grátis via Revista Quatro Rodas.
    Alguns problemas que eu aponto:
    1) Depois da Corrida do Milhão o autódromo foi esvaziando. Foi triste ver poucas testemunhas para a segunda corrida da Fórmula Três. Exemplo: a equipe Eurofarma (Ricardo Maurício e Max Wilson) trouxe umas cem pessoas com camiseta e boné. Depois da Stock elas foram embora.
    2) Água a R$ 5,00 e cerveja a R$ 8,00. Precisamos rever os preços ou permitir que as pessoas tragam de casa (principalmente a água). Vendedor autorizado (com colete e preço na geladeirinha).
    3) Aí já é mais subjetivo: um vendedor não autorizado trouxe cerveja de outra marca que acabou agradando mais que a do autorizado.
    4) Falta de divulgação dos ônibus e bolsões de estacionamento. Estacionar perto do autódromo só em estacionamentos muito suspeitos. Ou ter sorte em conseguir uma vaguinha em alguma rua próxima.

    Coisa boa: desfile de carros antigos.

  11. André Lima disse:

    Na transmissão da globo, ouvi os caras falarem que a equipe dele vai montar outra estrutura para ele correr…

  12. Alberto disse:

    Eu acho que na verdade temos de olhar mais para onde estamos errando para tentar evitar tais falhas. Casos de sucesso podem ser algo enganoso.

  13. JCS disse:

    O garoto é bom…muito bom mesmo.
    Não lidera o campeonato por acaso.
    É o melhor piloto da atualidade na Stock.
    Duvido ele ficar sem carro o ano que vem.

  14. Leandro Freitas disse:

    Li em algum lugar que a CIMED vai criar uma segunda equipe tipo o próprio Matheis tem e nela colocará Fraga é um estreante ainda mais jovem. Algo tipo RedBull e ToroRosso na F1

  15. Renato de Mello Machado disse:

    Quando o espetáculo é bom,quê mal há de ir lá e da uma moral.

  16. Rodrigo Borges disse:

    Meu palpite é que a resposta está na arquibancada ao fundo, toda amarelinha. Ingressos corporativos distribuídos por patrocinadores. Muita gente foi pq ganhou ingresso. O que não é necessariamente ruim: com autódromo cheio, algumas pessoas podem se descobrir apaixonadas por automobilismo. O importante hj é colocar pessoas nos autódromos, e elas atualmente não estão dispostas a pagar 30, 50 dinheiros por isso. É preciso recriar a cultura automobilística no brasil e bons espetáculos e uma boa quantidade de ingressos distribuídos por patrocinadores e em ações de marketing é fundamental.

  17. Alexandre disse:

    Simples, divulgação, fizeram bastante, e poderiam ter feito mais, na Radio e internet também, ainda são fracos nisso, a Vicar, e os promotores de corridas de carros no Brasil tem de tomar aula com o pessoal da Motovelocidade que enche o autodromo sempre, sem ter comercial em tv, além de tratar muito melhor o público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>