ENCHE O TANQUE | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 15 de novembro de 2017 - 11:42Arquitetura & urbanismo

ENCHE O TANQUE

RIO (saudades do que não vi) – Sigo uma página com fotos da DDR no Facebook e às vezes pingam coisinhas lindas como essa aí embaixo. Me parece um “posto de gasolina noturno” — as aulas têm sido proveitosas. Só não sei direito como funcionavam essas coisas. Talvez as caixinhas guardassem galões já com óleo misturado e em quantidades determinadas. O do cara parece de 5 litros. Uma moedinha para abrir a bagaça e pronto, ninguém ficava sem gasolina quando os postos estavam fechados.

A Alemanha Oriental era demais.

nachttank

16 comentários

  1. Rui P. Piva disse:

    Flávio, para onde envio uma foto?
    Abraço

  2. Ricardo Bigliazzi disse:

    Outros tempos. Porém meu Pai do alto de seus 84 anos quando questionado sobre o passado nem deixa acabar a frase, a resposta é pronta e esta sempre na ponta da língua: “Tempo bom é hoje”.

    Claro, é uma questão de visão de mundo.

    Obs.: Um cidadão com 84 anos no Brasil viu toda a revolução da aviação, o surgimento da energia nuclear, se espantou com um negócio chamado bomba atomica, viu os computadores aparecerem, compraram computadores, tiveram rádios, tiveram televisões pela primeira vez, tiveram televisões coloridas pela primeira vez, compraram telefones, alugaram telefones para os que não conseguiam comprar, viram a industria automobilística nascer, normalmente compraram um Fusca como primeiro carro, viram o surgimento das geladeiras elétricas no Brasil, do fogão a gás (alguém já imaginou isso?) viram um monte de ruas de terra, viram as ruas de terra serem calçadas por paralelepipedos, viram os paralelepipedos serem trocados pelo asfalto, viram os primeiros foguetes, viram o homem chegar a Lua, viram o surgimento, o apogeu e o declínio do futebol brasileiros, viram os tres maiores pilotos de F-1 do Brasil a conquistar as maiores glórias do automobilismo mundial, viram o Michel Jordan, viram todos os grandes tenistas, viram a Nadia Comaneci e o primeiro “10″ em uma Olimpíada, viram o nascimento da internet, viram as principais revoluções industriais, viram o nascimento de toda a corja de políticos que infestam o Brasil de hoje, esses cidadãos VIRAM DE TUDO E VIRAM TUDO!! Essa turma que tem a idade de meu Pai são os seres humanos que vivenciaram a maior revolução de conhecimento que a humanidade viveu até hoje, para a sorte do meu Pai ele mantem uma boa saúde e trabalhava formalmente até meados do ano passado, quando se aposentou forçosamente para cuidar de maneira mais próxima do grande amor de sua vida, minha mãe! Esse Cidadão de Ouro viu muita coisa… por isso mesmo é que concordo com a opinião dele: “Tempo bom é hoje”

  3. Rafael Rego disse:

    Flávio, sobre as aulas de alemão: eu tb estou estudando.
    Você conhece o http://www.duolingo.com?

    Eu uso o aplicativo no celular pra estudar, faço uns 3 exercicios por dia…é muito útil pra vocabulário.

  4. Ellen Lemos disse:

    Sim, era tão bom que quando o muro caiu, todos quiseram sair de lá.

  5. Willi Dieter Dombrowski disse:

    Os postos Minol disponibilizam tanto combustível quanto óleo para motor através destes “Nacht-Tank-Boxen”, que eram abertos por meio de uma pequena chave, adquiridas durante o dia nos postos que eram equipados como o sistema de abastecimento noturno.

  6. Jader disse:

    O seriado que tu citou esses dias, Deutschland 83, mostra que a Alemanha Oriental não era assim tão legal…

  7. Fernando disse:

    E a gente achando que as viúvas do Senna eram as piores, vejam só.

  8. Edison disse:

    A Alemanha oriental era demais mesmo, pena que acabou.

  9. Leon Neto disse:

    Aqui nos EUA também ninguém fica sem gasolina; é tudo eletrônico e self-service, 24/7. Os EUA são demais…

  10. rafaelle disse:

    Meu Senhor Jesus porque não fazem mais carros com retrovisores assim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>