NAS ASAS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

segunda-feira, 8 de outubro de 2018 - 0:04Nas asas

NAS ASAS

SÃO PAULO (vou encontrar) – Linha de montagem do Consolidate B-24 Liberator o bombardeiro mais bonito de todos — e aquele que teve a maior produção da história, 18.842 unidades durante a Segunda Guerra. Estou doido atrás de um kit desse para montar. Quando eu era criança e montava esses bombardeiros, ficava fascinado pelas cabines no bico e no alto da fuselagem — não sei se isso se chama cabine, mas enfim… Sei que pintava os bonequinhos que operavam os canhões e metralhadoras com muito cuidado e ficava imaginando como era a vida deles ali, com aqueles vidros enormes, vendo tudo à volta. Montar kits é um negócio meio mágico.

b24assembly

44 comentários

  1. edubassan disse:

    Oi Flávio! Recebi essa dica de um amigo e lembrei de você. Já viu o último lançamento da Deagostini? Não é de avião, mas desconfio que você vá se interessar por esse modelo! ;) Abraço!

    https://www.planetadeagostini.com.br/modelismo/construa-o-vw-samba-bus

  2. Renato disse:

    Quer uma leitura fascinante sobre o cotidiano das tripulações dos B-24 durante a segunda guerra? Azul sem Fim de Stephen E. Ambrose …..

  3. Fernando disse:

    Estes kits da revell são incriveis. Eu compro pros meus filhos pequenos e eles me “ajudam” a montar. Eles escolhem os Modelos primeiramente.

    Agora se quiserem saber quantos avioes foram construidos durante a 2. guerra, este video deste excelente canal mostra com detalhes
    https://m.youtube.com/watch?v=lYq32Obof28

  4. Yuri disse:

    Flávio…. tenho um amigo que tem uma loja em Ribeirao Preto – SP…. ele consegue para você este modelo: http://www.plastickits.com.br/loja/

    Dá uma olhada no site, certeza que você vai achar outras coisas interessantes também…

    Abraço

  5. Rafael Alves disse:

    Sei que o post é sobre o avião da foto, mas olhando os kits para compra acabei achando este kit desta simpática Trabant 601 coisa mais linda!
    https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-869120561-revell-trabant-601-universal-124-model-set-67070-_JM

  6. Pedro disse:

    Concordo com o Roberto Torres. Acho o bombardeiro B17 mais bonito. E inclusive assisti o filme. Menphis Belle, a fortaleza voadora.
    O filme é muito bom, e mostra como a vida era efêmera diante dos horrores da 2 guerra. Vale a pena assistir!

  7. Felipe Toniato disse:

    Discordo caro Gomes. O mais bonito e charmoso bombardeiro desta época é o Boeing B-17 Flying fortress. Entre os caças Curtiss P-40 ou Mustang P-51. Concorda?

  8. Marcelo Luiz disse:

    Vc tem toda razão, Flávio. Montar um kit é algo maravilhoso. Também montei vários kits de aviões da 2a. Guerra, principalmente caças.

  9. Gabriel Bastos disse:

    Estas cabines se chamam Carlinga.

  10. André Oliveira disse:

    Montar kits…fantástico! Saudades…

  11. Marcos Margoni disse:

    Oi Flavio, acho que arrumo um kit desses, vi um 1/48 da revell em uma loja alguns dias atras, se te interessar so entrar em contato.

    abcs

  12. BRUNO ABILA disse:

    Cabine é o espaço onde a tripulação opera e aquela parte que fica exposta é a Nacele, no caso, as naceles.

    • Fernando Monteiro disse:

      Eu acho que cabine é o espaço destinado a tripulação, já a nacele é onde fica o piloto no caso de aviões monopilotados – tipo caças – já aquelas gôndolas dotadas de metralhadoras espalhadas pelo corpo da aeronave como possui o B24 liberator se chamam carlingas.

  13. Ricardo Bigliazzi disse:

    Montei muitos e muitos KIT´s da Revell.

    Montei o B-24, e pensar que entre o espaço das derivas do leme podia passar (bem apertadinho) um ME-109.

    Coisa antiga mesmo, mas muito legal. Saudades do porão da casa do meu Pai onde as “aves” e barcos eram montados

  14. Mauro Oliveira disse:

    A parte de cima é onde ficavam os pilotos.

    A da frente é onde ficavam os artilheiros da dianteira e onde ficava o “bombardier” o cara que usava a Mira Norden(tem uma dessa no museu da TAM)

    Como era a vida? Bom, quando os Caças Fw-190 alemães descobriram que o cara que soltava as bombas ficava no nariz eles ultrapassavam, vinham de frente e atiravam no vidro matando todos alí

  15. Binotto disse:

    É surreal imaginar a quantidade de recursos do planeta gastos em …….guerras. Mais surreal seria o Hamilton pilotando um ME109 com motor MERCEDES e partindo pra cima deles ……………Toto Wolf dando as ordens pelo rádio.

  16. Pepe disse:

    Essas máquinas sim eram espetaculares. Naquela época, com a tecnologia que tinham fazer esses monstros voadores e na quantidade que foram feitas, é realmente de tirar o chapéu e voavam mesmo faltando grandes pedaços, crivados de balas, eram algo digno de se respeitar e muito. Parabéns por nos lembrar dessas máquinas maravilhosas, pena que fossem para matar, nesse caso, um mal necessário, inevitável, pois, só rezar não adiantava, era a lei do mais forte. Obrigado !!!

  17. Allan disse:

    Boa tarde Gomov, tem no mercado livre, por 300 e poucos temers golpista… só digitar b-24 que já acha, vendedor de São Paulo… kit da revell… espero ter ajudado

  18. Paulo F. disse:

    Depois da II W W vários foram vendidos como “surplus” (sobras, excedentes) e convertidos para cargueiros.
    Na Bolívia creio que 03 operaram regularmente transportando carne.

  19. Danir disse:

    Olá Flavio. Se você quer montar um B-24, sugiro que compre via internet, pois é difícil achar em lojas de brinquedos. Você pode escolher a escala, que pode ser desde 1/48 que fica enorme ou a mais conveniente que é em 1/72. Os kits japoneses são de excelente qualidade. Difícil é escolher a versão. Se você clicar b-24 liberator, achará um monte de informação. As cabines que você citou, são torretas de artilheiros, usadas na auto defesa contra caças inimigos, e quão mais longe vai a versão ao longo do alfabeto, maior a quantidade de torretas e recursos de autodefesa. Meu Hobby é avião, e a B-24 é uma de minhas preferidas. Antigamente era comum encontrar um modelo produzido pela Revell fora de escala, hoje este modelo é raro de encontrar. Embora fosse capaz de transportar uma carga muito maior do que a da B-17, um ícone da segunda guerra; tinha um tempo de produção maior e em alguns aspectos era mais vulnerpável. Não obstante foi um cavalo de batalha dos aliados na segunda guerra. Nos ataques contra as fábricas de rolamentos em Schweinfurt, sofreram um número enorme de baixas. Existem versões navais com a deriva diferente e alguns dos esquemas de pintura são absolutamente fantasticos. Procure The Dragon and his tail. Ou então pesquise B-24 nose art. O assunto é tão interessante quanto automobilismo. Em São Paulo tente a Horiginalmodelismo. Saudações

  20. Montar kits transporta a gente para outra realidade.

  21. Toni Righi disse:

    Lindas máquinas. Impressionante a linha de montagem.

    Impressionante também é pensar a soma absurda dispendida em equipamento militar de guerra nesta época. Imaginar o que foi gasto apenas na WWW II e durante a Guerra Fria. Facilmente seria grana para sanar todas as mazelas da humanidade. Várias vezes. Idealizando que assim fosse aplicada.

  22. mauricio disse:

    Voltei no tempo.
    Montei um B24 quando tinha 10 anos, e sempre q o vejo nas páginas sobre a WWII, lembro da experiência.
    Lembram muito mais do B17, muito mais bonito na minha opinião, e o Liberator fique sempre meio esquecido.

  23. Antonio Luiz Siqueira disse:

    O avião é bonitão mas tinha uma péssima reputação, Um singelo apelido de caixão voador.

  24. Carlos Véras disse:

    Falou tudo FG…
    Montar kits é uma parada fantástica…
    Vivo no Japão, onde o plastimodelismo é bastante difundido. Se achar um desses, vou te enviar com certeza…
    Um grande abraço!

  25. Flavio Padilha disse:

    Saudações Flavinho!
    Voou até 1968 na Força Aérea da India. Um clássico pois substituiu a fortaleza voadora b17.
    abs

  26. Leonardo disse:

    Tem um ainda voando nos EUA, dá para voar por meia hora por uns $300. Procure por The Collings Foundation…

  27. wallace carvalho disse:

    Foto do mal

  28. Marcelo disse:

    Já que você anda meio saudosista dos tempos de outrora, dá só uma olhada nesse vídeo que eu descobri hoje, é incrível:
    https://youtu.be/DIv0a5xbHF8

  29. Jefferson Farias disse:

    Bom dia, Flavio. Em Curitiba tem uma loja muito boa de modelismo. Vou deixar o link aqui, espero que seja permitido. Lá deve ter e, se não tiver o B-24 especificamente, tem uma infinidade de outros modelos de aviões de guerra e civis.

    http://www.limahobbies.com.br/?gclid=Cj0KCQjwgOzdBRDlARIsAJ6_HNmj-zgjrirD2nEmfUER8ltU-SUmjqgJc_Ozipu9jsPDT_goqr844mYaAiLpEALw_wcB

    Abraço!

  30. Thiago disse:

    Você tem toda a razão, preciso voltar a montar alguns também, antigamente era mais fácil de encontrar estes kits para comprar.

  31. Ricardo Lopes disse:

    O que mais me impressiona é o layout de chao de fabrica pra abrigar a linha de montagem de varias unidades simultaneamente… numa epoca de muito menos ferramentas de auxilio eletrônico, tudo era calculado “na mao” com regra e compasso pra definir as estações de trabalho de cada um em cada aeronave. Show!

  32. Jbchaves disse:

    Flavio, o correto, no lugar de cabine, não seria “carlinga”?

  33. ClaudioR disse:

    A planta de Willow Run foi construída pela Ford especialmente para fabricar os B-24 no conceito de produção Ford. Chegaram a fabricar quase que um bombardeiro por hora. Procure no Youtube por “Story of Willow Run”

  34. rogerv disse:

    Hiper dimensionados…. bons motores… peladão por dentro…devia ser muito interessante voar!!! O fascínio de voar é mágico….

  35. Mika disse:

    Sensacional a imagem!
    Verdade, montar kits tem sua magia. Não minto um a muitos anos e esse assunto irá me fazer procurar um belo kit para montar, pena que estou bem enferrujado! Rsrs

  36. Roberto Torres disse:

    Acho o B17 muito mais bonito, você já viu o filme Memphis Belle? É fantástico.

Deixe uma resposta para Pepe Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>