GRANDE RICARDINHO

SÃO PAULO(meu professor) – Ricardo Maurício, campeão da Stock Car, é o grande entrevistado desta semana no Grande Prêmio. A primeira parte do papo com Marcelo Ferronato está aqui. Ele fala sobre os anos de Europa, a importância das categorias de base (foi campeão da F-Ford brasileira) e o início na Stock.

Ricardinho (o diminutivo se aplica, ele tem a minha altura) foi, digamos assim, quem me deu a primeira chance de guiar alguma coisa rápida. Ele tinha 14 anos. Depois de ganhar mais um título no kart, me convidou para dar umas voltas na sua baratinha. Essa foto é daquele dia, em novembro de 1993. Não me esqueço nunca. Consegui capotar o kart dele em Interlagos! Ainda de cabeça para baixo, quando ele chegou correndo para ver o que tinha acontecido, eu não sabia nem como pedir desculpas. E o garoto, ainda um adolescente, me deu a lição: “O importante é que você está bem. Kart a gente compra outro. A vida é uma só!”. Pode?

Depois disso, acompanhei muito de perto sua carreira europeia, especialmente na F-3000. A Stock representou uma ressureição para ele, num momento em que as portas para os monopostos haviam se fechado.

A segunda parte vai ao ar amanhã. Não perca!

Comentários