BARRICHELLO, 10

SÃO PAULO (merecido) – Rubens Barrichello mereceu nota 10 de todos os integrantes do Grande Prêmio que avaliaram os pilotos no GP da Europa. Desconfio que foi seu primeiro 10 desde que a gente começou a dar notas em grupo. Não lembro quanto tirou no ano passado em Silverstone. Eu ia tirar uns décimos porque ele chegou à pista com a camisa do Corinthians, ma relevei.

O segundo melhor foi Kimi Raikkonen, com média 8,5, seguido por Lewis Hamilton, com 8,4. A turma foi implacável com Jenson Button, média 3,8. O pior, esse é fácil: Luca Badoer, com média 0,8.

Button segue na liderança geral. Daqui a pouco a página será atualizada com as médias depois de 11 etapas.

Gostou das notas? A turma foi justa? Exagerada? Os comentários, aqui…

Comentários

  • Justo!! Mas faria algumas correções.
    O Badoer merecia zero. Grosjean receber 4 também é um exagero. Merecia nota 2. Mas exagero, mesmo, foi a do Kovalainen. Para mim, o pior piloto da F-1 atual.

  • Considero que a média está justa quando vemos o Nico Rosberg, por exemplo, à frente de Barrichello.

    Rubens não está sendo constante no campeonato, mas mereceu este 10. Foi uma corrida impecável, nenhum erro sequer.

  • Flávio, muito justas as notas. Gostaria de informação: quantos motores já foram detonados, por cada piloto. Seria interessante saber para considerar as punições, visando campeonato. Grato.

  • sendo rigoroso, deveriam ter considerado a pole, que não veio. Mesmo sendo estratégia estar mais pesado, a posição de honra vale alguma coisa.
    Mas o 10 não deixa de ser justo, também.
    Outra vez que vi Rubens correndo tão bem, sem estratégias afetadas (que as vezes funcionam) foi em Silverstone, em 2003. Onde ele teve pole, mas o sistema de classificação era outro.

  • ESCLARECIMENTO

    O critério de notas teve uma modificação. Seguimos a máxima de que nada é imutável.

    O fato de Rubens Barrica ganhar uma corrida após longos quase cinco anos de jejum aliado ao fato de ser a centésima vitoria brazuca fez com que ele merecesse um 10 geral.

    Alíás o fato de ser a centésima vitórai brazuca não nos diz nada, mas fica politicamente correto e faz uma média com a galera.

    O critério abaixo vale somente para os demais pilotos. Na próxima corrida valerá para todos.
    Até mesmo para o Barrica, caso ele ganhe a corrida e não faça a pole, melhor volta.
    Ah! E o fator simpatia será rigidamente usado.

    Critérios para notas:

    Pole com carro ruim: 2 pontos
    Pole com carro bom: 1 ponto
    Boa corrida com carro ruim: 5 pontos
    Boa corrida com carro bom: 3 pontos
    Ganhar posições com carro ruim em cima de carro ruim: 1 ponto
    Ganhar posições com carro ruim em cima de carro bom: 2 pontos
    Ganhar posições com carro bom em cima de carro bom: 0 pontos
    Ganhar corrida com carro ruim: 5 pontos
    Ganhar corrida com carro bom: 3 pontos
    Melhor volta: 1 ponto
    Pole+melhor volta+ pódio: 1 ponto
    Pole+melhor volta+1º lugar: 2 pontos
    Ser brazuca: – 1 ponto
    Ser Barrichelo: -3 pontos
    Soma tudo. Multiplica por PI. Divide pelo numero de Avogrado. Multiplica pela força G do carro nas curvas de baixa * a mesma força em retas * a mesma força em curvas de alta. Divide pelo tempo gasto nos pits.
    A este valor soma-se um fator X, onde tal fator é a simpatia que se tem pelo piloto. Subtrai-se um fator y, onde tal fator é a antipatia que se tem pelo piloto.
    Adiciona constante Z, onde tal constante e determinada pelo fator clima. Tempo bom = 0. Tempo mais ou menos = +1. Tempo ruim=+2. Tempestade=+3.
    Se o resultado maior que 10. Reutilize o fator Y.
    Por aproximação escolhe-se um número inteiro encontado.
    Fácil!
    E vocês ficam aí questionando tudo sem saber de nada.

  • Pela nota do Grosjean dá para perceber como pegam no pé do Nelsinho, Nelsinho nunca esteve envolvido em acidentes, fez belas ultrapassagens, evitou que carros mais velozes o ultrapassassem, e tem média de 3,7. O Grosjean bate e roda na mesma corrida, não faz mais nada e já teve nota maior. O termo “circo” para F-1 é bem aplicável para as palhaçadas destas notas. Típico de professor que se deixa influenciar na nota pela “simpatia” ou não com o aluno.

    E o mais engraçado é o medo de serem chamados de “pacheco” dos “professores” avaliadores do ranking. Tem dó.

    Esta “banca avaliadora” está mais para julgamento de escola de samba do que para F-1, é chegada numa fantasia, e não fazem a mínima idéia do que é necessário para avaliar a “evolução” e sentem prazer em tirar pontos da Mangueira, para passarem a impressão de “elite”.

    Se fosse elite estariam na pista (de carro ou desfile) e não sentados dando notas do que não entendem.

  • O Rubens é um piloto nota 10, o que o atrapalha, infelizmente é esse negócio de ser corinthiano, isso da uma urucubaca danada….rs.rs.rs.rs….. O Schumacher por exemplo na alemanha não torce pra ninguém e aqui é Santos FC., deu uma sorte danada ! Chegou até a bater uma bolinha na Vila, pra se energizar ! rs.rs.rs.rs……..

  • Discordei da nota do Lewis Hamilton.

    Particularmente, o que lhe cabia fazer, ele fez: melhor no qualy e vinha controlando a corrida de modo que o incidente causado no pits, não era de sua competência. Até então, vinha claramente poupando pneus e carro até sua segunda parada problemática.

    Ele não deve ser sacrificado por controlar a corrida, se até então, sua situação lhe permitia sem eventualidades póstumas. Ele fez por merecer essa condição de impôr o ritmo e isso deve ser considerado.

    Se não fosse o erro da McLaren e, mesmo que chegasse em segundo lugar, sua nota teria sido maior, não é vero?

    Portanto, daria 9,5 pro Lewis, pois andou muito, de novo.
    Isso sim é piloto.

    Rubens, por melhor que tenha sido sua corrida e, por mais extasiados que estejam os torcedores dele, está em um carro vencedor e sua vitória era questão de tempo e não de talento. Merece 10 também, mas a vitória, no meu ponto de vista era uma obrigação desde o início da temporada. Finalmente ele o executou, como se esperava desde o início da temporada.

    abraços

  • RUBINHO 100% DE TODOS NÓS
    Rubinho não conquistou apenas a centésima vitória em GPs de Fórmula 1. Foi 100% perfeito. Lutou contra desafios que pareciam ignorá-lo. Pneus, curvas perigosas, freadas. Confirmou a fase madura para a disputa de um mundial. Um campeão autêntico no seu brilho e humilde na sinceridade de brasileiro que segue à frente. Independentemente de críticas ou de elogios. “O que importa é que está sendo lembrado”, afirma. Seu choro rendeu-nos a vitória. E novamente só, Rubinho vence como o único brasileiro na pista. Delicioso é o sabor da vitória, principalmente quando Rubinho ergue-se, com sua simpatia e leva cada um de nós juntos. Parabéns Rubinho, 100% vencedor, 100% Brasil. E estamos 100% no seu coração.
    Pinheirinho é divulgador cultural é maranhense, a partir de Brasília. – E-mail: pinheirinhoma@hotmail.com

  • Só por curiosidade, se a diferença do renaking fosse aplicada à classificação do campeonato, a diferença deveria ser de 13 pontos entre Button e Barrichello (67 x 54 ou 72 x 59). Só que aí, nem Weber, nem Rosberg, nem Vettel estariam atrás dele no campeonato.
    Só por curiosidade (e para promover a discórdia).

  • Nada mais justo no meu ponto de vista, afinal ele andou como deveria ter andando sempre, durante todo esse tempo de F1…Quem sabe ele continua a andar assim nas proximas corridas, não vi nada demais para que não conseguisse.

    Abraços.

  • Justo.
    Estava só esperando para ver se alguém não daria 10 por ele não ter feito a pole. seria demais …
    Já houve isso em outra ocasião, não lembro com quem, mas considerei totalmente injusto, lembrando que o peso de combustível faz parte da estratégia da corrida… Em 2010 ok, não fazer a pole pode ser fator para tirar pontos..

  • Caramba… agora que o tempo estava começando a firmar, vai chover… Vocês deram 10 para o Barrica? Vai chover…

    Brincadeiras à parte, desta vez acho que as notas estão mais parecidas com as que o “povão” pensa, talvez porque o Rubinho estivesse iluminado e os outros brasileiros não correram… Aí fica fácil agradar a todos!

    Abraços!

  • Realmente foi uma corrida sem falhas, portanto, o 10 é merecido. Flávio, essa semana saíram notícias sobre a possibilidade de Rubinho permanecer mais um ano no Brawn. Você irá comentar sobre o assunto ou irá esperar um pouco?

    Abraços.

  • Sutil, Rosberg e Alonso mereciam notas mais altas.
    O Rubens, na minha opiniao, ja mereceu 10 muitas vezes, mas faz declaracoes que o obrigam a levar 10 sempre. Seus maiores erros sao com a lingua, nao com o braco.
    Merecidissimo ser o dono da vitoria # 100, provavelmente vai dar a largada # 300 e, quem sabe, ser o brasileiro com mais podiums da historia. Ja para ganhar um campeonato, ta dificil…

  • Perai! De one é que vcs tiraram o 8 do 0,8 do Badoer? Ele foi lento onde deveria ser rapido, rapido onde deveria ser lento, rodou onde deveria ir reto e acelerou qndo deveria parar!!! O unico lugar que ele poderia ganhar pontos e na carteira de motorista!!!

  • Só não concordo com uma nota. 2.8 para o Naka. Deu trabalho mais o Jaspion conseguiu ser pior que o Badoer. O zero deveria ser dele, mas consideram também o treino na formação da nota.
    Vai ser ruim assim na…. deixa pra lá.