MENU

sábado, 8 de agosto de 2009 - 13:02Antigos em geral

COISAS QUE ODEIO

SÃO PAULO (tolerância zero) – Quem tem carro antigo, sabe. Além de um ou outro olhar de admiração e um ou outro sorriso que a passagem de um velhinho motiva, tem sempre as duas perguntas clássicas quando você para num farol. O cara do carro ao lado, geralmente à sua direita, faz um sinal, você é obrigado a se inclinar, abrir o vidro e escutar: 1) que ano é? 2) vende?

A primeira pergunta tem por objetivo assegurar ao cidadão o direito de se virar para o lado e dizer “te falei?” ao/à acompanhante. Se for mulher, é demonstração tola de erudição. As mulheres estão cagando e andando para o ano de um DKW ou de um Fiat 147. Se for homem, alguém dado às mesmas necessidades de demonstrar conhecimento amplo sobre a indústria automobilística, pode ser que se inicie uma animada discussão sobre o sentido de abertura das portas, o fato de ser a álcool ou a presença/ausência de frisos na tampa do porta-malas (portamalas, portammalas, sei lá).

A segunda pergunta, “vende?”, é retórica, porque o indigitado não vai comprar seu carro mesmo se você lhe disser que sim. Se não há um cartaz de “vende-se”, é porque não está à venda; se há, a pergunta torna-se desnecessária. Mesmo assim, o cara sempre pergunta “vende?”, esperando uma resposta para se virar ao/à acompanhante e dizer “se eu tivesse um dinheirinho sobrando, comprava” ou, em tom mais baixo, “esse cara tá louco, não vale a metade”.

Mas a resposta é sempre “não”, tirando do cara a chance de fazer seu comentário besta ao/à acompanhante, o que leva à terceira intervenção do vizinho do carro ao lado, quando o sinal está prestes a abrir, o que é um alívio. “Meu pai teve um desse. Vemaguet, né?”, ou a variável “Gordini, né?”, e não, não é Vemaguet, nem Gordini, provavelmente é um Belcar, e o cara ainda diz “três marchas, né?”, e não, são três cilindros e quatro marchas, mas aí o farol abriu e tchau.

Só que nada irrita mais do que quando o cara te pergunta “é econômico?”. Como é que alguém pode perguntar a alguém que está andando de DKW se ele é econômico? O que leva a tal pergunta? Será que o cara acha que eu tenho um DKW, ou uma Variant, porque é econômico/a? Se eu responder “sim”, ele vai vender seu Fiesta ou Corolla para comprar um DKW ou uma Variant, de modo a realinhar seu orçamento?

À pergunta “é econômico?”, nunca tenho resposta.

155 comentários

  1. sergio castro disse:

    Vc se esqueceu de outra coisa chata, que me tira a paciência e me deixa puto;
    É o cara encostar no meu antigo que encontra-se estacionado e dobrando os dedos começa a bater por toda a lataria, TOC,TOC,TOC e no final diz, não tem nem massa…

  2. Henrique E. Reginaldo disse:

    Amigos,

    Possuo uma Mb 280s 77 w116 branca.

    Acerca do ano, eu não ligo. Engraçado que na semana passada me perguntaram todos os dias nesse trãnsito caótico de Sp qual o ano da minha MB. Até um guarda rodoviário me parou na estrada para perguntar do ano da minha MB.

    Acerca das perguntas, a que me irrita!
    – Quer vender?
    Puxa vida, se o carro não tem nenhum papel colado nos vidros, é obvio que não está à venda! Certa vez teve um cidadão num Clio sedan emparelhou comigo no farol e me perguntou se estava à venda. Simplesmente respondi:
    – Negativo. O cidadão ficou tão sem graça com minha resposta que até deixou o carro morrer na saída do farol!

    Além disso, outra coisa me irrita no trânsito!
    Esse pessoal que anda de Corsa, Celta, Fiesta “Flex” e outros descartáveis que não conseguem ficar atrás de um clássico(MB, Fusca, Opala, etc) no trânsito. Como nossos clássicos já tem uma certa idade, não podemos ficar esticando marchas e freando bruscamente…
    Acho que como compraram em prestações de 84 meses(o prazo aumentou…hehe…)…deve ser o stress para pagar a prestação que fazem eles não suportarem nossos antigos na ruas….hehe….

    ps…Como já li algumas vezes adesivos colados em alguns carros antigos…É VELHO, MAS TÁ PAGO!

    Forte abraço à todos vcs!

  3. Ricardo Hilgenberg disse:

    Tivemos e ainda temos Ford Galaxies na família. Um saco, toda vez, perguntam os “experts”… “quantos kms faz por litro?” É incrível, tenho 33 anos, desde que me lembro por gente eu escuto esta mesma pergunta…

  4. retka disse:

    tenho um gol gti 89 original esses dias um cara perguntou se eu nao vendia o volante 4 bolas que e original! pode isso cada um sem noçao que aparece!

  5. Claudio Aun disse:

    Em tempo ,neste papo de economia,,,,,,,como o DKW é 2 tempos ,pode garantir que a ultima vez que abasteceu o carro foi quando colocou o oleo e nem contrala esse negocio de consumo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>