MENU

sábado, 22 de agosto de 2009 - 17:19F-1

VALENCIANAS (8)

SÃO PAULO (siberiana) – Já é dada como certa a separação de Williams e Toyota. Parceria nunca levada muito a sério, diga-se. Serviu, nos últimos anos, para dar um carro a Nakajima e ajudar Frank a ter um motor a custo baixo. Salvo engano, nunca se viu escrito na carenagem dos carros da Williams o nome da marca japonesa.

Há dois caminhos para o time de Grove em 2010: Cosworth ou Renault. A Cosworth foi fornecedora recente, depois que a BMW resolveu alçar voo solo — e se afundar sozinha, também. Não creio que volte. Já tem clientes demais para o ano que vem. As conversas com a Renault é que andam fortes, entre outras coisas porque a Red Bull vem sendo namorada pela Mercedes.

Williams e Renault fizeram uma das parcerias mais bem-sucedidas da F-1, entre 1989 e 1997. Nesse período, foram cinco títulos de Construtores e quatro de Pilotos. Eram quase imbatíveis. A ponto de Frank Williams se dar o luxo de demitir campeões sem a menor cerimônia, como fez com Mansell, Prost e Hill.

Seria legal rever Williams e Renault juntas, embora imaginar que elas possam reeditar o que fizeram no passado seja um pouco de ingenuidade. Os tempos são outros. A Williams não tem mais a força que tinha, nem a Renault se interessa por corridas como se interessava.

22 comentários

  1. Muller disse:

    Como alguém já escreveu bem, não fui uma dupla vitoriosa, e sim um trio vitorioso. Renault, Frank Williams e Adrian Newey. Os motores incríveis, um chefe de equipe que sacou fácil a lógica da eletrônica embarcada, e um projetista louco (e gênio) que abraçou essa mesma idéia praticamente criando um carro do zero.

    Dupla por dupla, a Reault-Newey na Red Bull já é uma pequena prova do poder que o trio teve.

  2. JT disse:

    Eu acredito que, de certo modo, a F1 está retornando aos tempos dos garagistas, guardadas as devidas proporções, é claro, mas o fato é que em médio prazo, talvez não tenhamos mais as grandes corporações, por diversas razões, inclusive ambientais, como o próprio FG postou recentemente.
    Assim, teremos como remanescentes dos velhos tempos somente Williams e Ferrari.
    Acho que será bom para o esporte.
    Um abraço

  3. Gabriel de Amorim disse:

    http://img72.imageshack.us/i/016754680ex00yl2.jpg/#q=williams%20f1%202009%20side

    Tá ali, ó!!! Embaixo do logotipo da RBS… Tudo bem que tem que ter uma boa vontade do caralho pra ver isso. Mas o Renault na Red Bull também está nessa posição e não se lê Mercedes-Benz na BrawnGP ou na Force India… Sinto saudade do tempo em que o nome do motor que empurrava o bicho era tão importante quanto os daqueles que mantinham os motores e os pilotos nos carros…

    Abraços!!!

  4. Rodrigo Duarte disse:

    É verdade, vai ser muito legal, e eu sempre achei esse carro bonito.

  5. MSM disse:

    Tem sim o nome Toyota na carenagem do carro, fica bem na traseira do carro, meio escondido. Sou mais a Renault fornecendo o motor, mas se a própria equipe não se decide se vai continuar na categoria, fica difícil fazer um prognóstico sobre a participação em 2010.

  6. Rodrigo Ribeiro disse:

    Flávio,

    Acho que fica(va) escrito sim, estrategicamente escondido atrás do escape dos carros do Tio Frank.

  7. Mark Kweirotz disse:

    O problema da Williams é quebrar um ciclo vicioso meio complicado. Falta resultados e, por consequencia falta, quem invista forte na equipe. Na falta quem invista forte na equipe, não há resultados…

    Essa debandada das equipes de montadora pode ser favorável a equipe. Acho que, em no máximo 5 anos, todas as montadoras vão embora. Ficaria só a Ferrari. Mesmo a Mercedes, duvido que continue como uma das donas da McLaren por muito mais tempo. Se continuar na categoria, deve ser apenas como fornecedora de motores.

    Enfim, tudo pode voltar a ser um pouco como era nos anos 1980, em que a participação das montadoras ocorria atraves do fornecimento de motores e na parceria tecnica com uma das equipes já estabelecidas na categoria.

    Se isso acontecer, aí a Williams pode ter uma chance de voltar a ser grande de novo…

  8. Marilia Compagnoni Martins disse:

    ah foi nessa época áurea da Williams que comecei a ler e me interar mais sobre F1. Dá saudades…

    outra coisa que lembrei: final de uma corrida e o Mansell empurrando o carro pra linha de chegada devido a pane seca…

    a F1 já foi divertida

  9. Jean Paul Jones disse:

    Cá entre nós, esse FW-15 é lindo, um dos carros mais lindos da Formula 1!

  10. Peterson Ferraz disse:

    Calma turma a Toyota nao vai sair da F1, pelo menos por enquanto, ela só não vai fornecer mais motores para a Williams, e quem poderia entrar nessa ouvi dizer que além da Renault poderia ser tb a Mercedes, ai sim seria um salto de qualidade, pois mudar de Toyota para Renault é trocar 6 por5,5 .

  11. Rael disse:

    Puxa Flávio, como você pode esquecer que boa parte do segredo da Williams e Renault dos bons tempos era o Newey?

  12. Kaio disse:

    “BMW resolveu alçar voo solo — e se afundar sozinha, também. Não creio que volte. Já tem clientes demais para o ano que vem. As conversas com a Renault é que andam fortes”

    Hã?! Flávio, não entendi… Renaut usando motores BMW?! Como isso seria possível?! Me desculpe se estou deixando passar algo…

  13. Sergioo disse:

    Assim como não tem mais Piquezão nem Mansell…

  14. Claudio Aun disse:

    com certeza o retorno oferecido pela F1 não esta condizente com os gastos necessarios para manutenção de uma equipe.
    é preciso rever tudo muito urgentemente ,retiraram países tradiconais do campeonato e foram em busca de novos mercados que não tem afinidade com a categoria e estão pagando o preço da inovação .
    Achar que a estagnada toyota vai continuar na categoria depois que sua arquirival puxou o carro é no minimo otimismo demais

  15. Seven disse:

    Quando o comentario do corintiano (!!!???) das 18:16 chegar ao topo, você vai entender. Sorry, I love you, but what a fucking thing is is this, man?

  16. Seven disse:

    Se você ler isso (último comentário) vai achar que é briga e organizadas. Se não me fiz bem entender, pérolas aos porcos…e “não fales aos ouvidos do tolo, porque desprezará a sabedoria das tuas palavras”

  17. Marcelo Campos disse:

    Viu o comentário do Fábio Seixas na Folha de hoje? Já sabia daquele rolo todo?

  18. Eduardo Melo disse:

    Imaginem como será bom para todos, os donos de equipes que realmente se interessam pelas corridas podem continuar seu trabalho; as montadoras param de gastar rios de dinheiro e talvez até tenham um lucro nesta história, vendendo motores ou aparecendo na tv sem a necessidade de bancar toda uma equipe, afinal podem colocar seus motores em vários times, assim os segundos de exposição na telinha aumentam.
    Já vão tarde!!!

  19. Lucius disse:

    Motor da Red Bull não é Renault? Problema dela é fazer carro, não o motor.
    Por outro lado a Williams vem crescendo nos últimos anos. Acredito que em 2 anos volte a disputar títulos.

  20. Seven disse:

    Parece que um corintiano usou meu computador anteriormente. Desculpe-nos a nossa falha.

  21. Seven disse:

    Oh, hé u siguinti mano: Vorta comu tava antis ô nus vão invadi;.
    sacô mano?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *