MENU

domingo, 11 de abril de 2010 - 16:19Rádio Blog

THE END

SÃO PAULO (nunca haverá nada igual) – Ontem, dia 10, fez 40 anos que Paul McCartney anunciou o fim dos Beatles. Vi na TV. Não dá para passar em branco, claro. É simplesmente a maior banda de todos os tempos, e nem a música, nem o mundo foram os mesmos depois que eles apareceram.

Já se escreveu tudo, talvez até mais do que necessário, sobre os Beatles. Não serei eu a escrever mais. No máximo, indico este pequeno vídeo com pequenas entrevistas dos quatro sobre o fim. E mais a série de três vídeos sobre o concerto no teto da Apple, no meio de Londres, um momento mágico (aqui, o primeiro deles).

“Não é nenhum desastre. Nada importante. É apenas o fim de uma banda de rock”, diz John no minidocumentário acima.

Para nós, não foi só isso.

41 comentários

  1. fabio disse:

    caramba,voces falando de beatles,nós temos que falar da fantástica música que nossos pagodeiros e sertanejos fazem.gostem mais das coisas do brasil.

    • Geraldo disse:

      Meu caro, comparar pagodeiros e sertanejos com os Beatles é a mesma coisa que comparar o nakagima com o Senna ou Schumacher, por favor fale sério da próxima vez…

    • Leonardo de Lara disse:

      pagodeiros e sertanejos fazem musicas simples não fenomenais. Se for pra amar musica brasileira, amemos a verdadeira MPB, como grandes poetas Chico Buarque, Tom Jobim, entre outros, esses sim tem que serem valorizados. Respeito tambem Renato Russo. A musica tem que ser trabalhada. Somente os genios se sobresaem e fazem historia. E dizer que algum sertanejo ou pagodeiro é Gênio é ousadia. Se fossem não seria tão facil fazer letras como a que eles fazem.

  2. Leonardo de Lara disse:

    Fala Flavito. Tudo em riba??Então, somente uma constataçao, poxa as vezes vejo comentarios seus a quem é fã do Senna criticando a quem idolatra e no texto vejo aqui mostra admiraçao pela banda Beatles. Essa sensação e emoção demonstrada pelos fãs é a mesma pelo Senna, por isso não acho ruim a pessoa achar ele melhor de todos, ou achar que não havera igual. Concordo que ha muita bitolagem, mas ja vi criticas a quem comparasse o Senna a um Heroi ou um ser maior que nos humanos. Acho que devemos considerar da mesma forma que aceitamos esse amor aos Beatles que ninguem critica e acha normal. Abraço.

    • Jose Elano Martins disse:

      Beatles são UNICOS. Pilotos igual ou melhores que o Senna tem pelo menos uns 10: Nelsão, Shumi, Prost, Alonso, Lauda, Stewart, Brabhan, Clark, Emerson, Fangio, Rubinho (Kkkkkkkkkk)…..

      Beatles apenas aqueles 4 caras geniais de Liverpool: John, Paul, George e Ringo…..

    • Leonardo de Lara disse:

      Sera mesmo???eu adoro beatles mas não acho os melhores. A minha opinião já é inversa da sua. Na F-1 teve otimos pilotos, mas geniais foram poucos. Isso é questão de ponto de vista. Por isso fiz o comentario e acho q devemos respeitar os gostos de cada um.Abraço pessoal.

  3. E o poster do Senna pendurado na parede ali atrás, na última cena…

  4. Sgt. Pimenta disse:

    Agora John e George podem descansar em paz, Sua Santidade Papa Bento XVI acaba de conceder perdão aos Beatles, pelas músicas satânicas e diabólicas que criaram.

  5. Nunca é demais falar de BEATLES!! Preciso comprar um PS3 pra tero RockBand deles…

  6. Tudo que desaparece no auge de sua forma, fica, de certo modo, marcado indelévelmente na alma das pessoas que admiram o objeto. Vide Elvis, James Dean, Marilyn Monroe e, por aqui, Elis, Mamonas, Senna, Pace e, e, quem mais mesmo? Os Beatles influenciarm e continuarão influenciando gerações de fãs e músicos, categoria na qual humildemente me incluo, creio que para sempre.

  7. Antonio Cesar disse:

    Talvez, já se tenha dito tudo sobre os Beatles.
    Eu gostaria apenas de deixar registrado meu muito obrigado a John, Paul, George e Ringo!

  8. Mário Mesquita disse:

    Mesmo estando com 6 anos quando a banda acabou, já gostava, um primo tinha a coleção e ouvia sempre. Depois, adolescente comprando os discos (que tenho até hoje). E como tinha banda boa nos 60/70. Dos oitenta pra cá, foi caindo, caindo… Hoje, pouca coisa realmente boa aparece. Ou estamos velhos e musicalmente datados…

    Claro que eu fui nos shows do Paul, os dois do Maracanã.

    Beatles Forever.

  9. Flavio Bragatto disse:

    Lennon estava certo.

    Não era nada demais mesmo… só o fim de uma banda de rock (a maior de todas).

    Eu acho que ele não tinha idéia que os Beatles iriam continuar fazendo tanto sucesso por tantos anos depois do fim.

  10. Lucas Carioli disse:

    Na minha opinião, a maior banda de todos os tempos anunciou seu fim numa manhã fria de Dezembro de 1980, quando Jimmy, Robert e Jonesy anunciaram que seria impossível continuar sem o companheiro, morto em Setembro, depois de uma década superando todos os recordes dos Beatles.

    Mas compreendo vocês. É triste quando uma banda com a magnitude dos Besouros, se dissolve.

    • Geraldo disse:

      Lucas, compreendo seu comentário pois tecnicamente não houve banda melhor que o Led, porém nenhuma outra banda afetou tanto culturalmente e socialmente o mundo como os Beatles além do que suas músicas nos maravilhosos álbuns gravados abrangem rock, hard-rock, folk, blues, baladas. vaudeville e tudo o mais.

  11. Cyro De Cicco disse:

    Hum, entendi… O poster do Ayrton na sala no fim da entrevista… Devia ser a casa do George Harrisson, fã de f1!

  12. Pedro Jungbluth disse:

    Quanto tempo duraram? 7 anos?
    Foi bem pouco. Mas foi significativo, por que foi muito intenso. Tudo que é intenso dura pouco. Absurdo Paul culpar a Yoko pelo fim dos Beatles. Ele foi o culpado, ele era tão exigente, queria inventar tanto, os outros eram ótimos músicos, mas que chegaram num ponto que não aguentavam mais a exigência. Ou seja, a mesma coisa que os deu uma carreira genial foi o que acabou com eles.

    Muito melhor do que se tivessem sido medíocres e duráveis.

    Mesmo sem Yoko estava claro que os Beatles iam acabar.

    Teve música que o Paul brigou com todo mundo e gravou tudo sozinho. Todos os instrumentos. Que banda dura assim?

  13. Raphael disse:

    Reparem aos 6:10 e 6:26 o quadro ao fundo… McLaren de Ayrton Senna!!! Seriam eles fãs dele? (Pode ser só por causa da equipe por ser inglesa tbm, né?)

  14. Luis Albertyn disse:

    Para quem quiser saber mais detalhes do período final dos Beatles (e o início das carreiras solo de John e Paul), recomendo veementemente o documentário “Composing Outside the Beatles – Lennon & McCartney 1967-1972”, por enquanto disponível só lá fora mas que será lançado em breve no Brasil pela gravadora Biscoito Fino. Lá, os estertores da maior banda que já pisou o planeta Terra são dissecados por gente muito próxima aos dois, como Klaus Voorman (baixista da Plastic Ono Band e amigo de John desde os tempos de Hamburgo) e Alan White (baterista da Plastic Ono Band e posteriormente do Yes) e Denny Seweill, baterista dos Wings, além de biógrafos de John e Paul.

    Eles relatam, em resumo, que o fim dos Beatles foi todo um processo que teve início em 1969 e que, neste mesmo ano, John já havia “desistido” da banda e buscava outros rumos musicais ao lado de Yoko Ono, mas coube a Paul a inglória tarefa de fazer o anúncio oficial. O filme tem outras passagens muito interessantes, como as histórias por trás de “How Do You Sleep?”, a música em que Lennon desanca Paul McCartney, e uma entrevista de Lennon ao jornalista Elliott Mintz em 1973, onde ele afirma que as rusgas com Paul faziam parte do passado que não descartava uma volta. Fala sobre o envolvimento de John com a contracultura estadunidense, os Panteras Negras e até com o IRA, o auto-exílio de Paul com a família em sua fazenda na Escócia, enfim… Não deixem de assistir, é um registro emocionante e serve para desfazer vários mitos em relação aos Fab Four…

    Um abraço beatlemaníaco,
    LA

  15. Juvenal Jorge disse:

    Vou ver se ouço alguma música daqui a pouco. Estou sem sono e preciso dormir, Beatles sempre foram um santo remédio para a insônia.

  16. hugo disse:

    A canção que eternizou a frase: “O sonho acabou”.

    God

    Pode chocar alguns…

  17. JT disse:

    O que eu tinha para escrever sobre os Beatles está neste link:

    http://www.jeantosetto.com/2007/11/para-sempre-beatles.html

    40 anos depois tem muita gente reverberando o som deles!

  18. arnaldo disse:

    tenho uma puta bronca deles porque a banda acabou bem no auge que comecei curtir eles e os bailinhos.

  19. João Vitor disse:

    Viva a memória dos Beatles, mas sou mais Paul McCartney, afinal tenho 27 anos e ele ainda está em atividade, arrebentando muito… Mas, não dá pra não comentar, no final do vídeo tem um poster do nosso Senna, os Beatles são fãs do Senna!

  20. Guilherme Prata disse:

    Beatles 4ever!!!!

  21. Maja disse:

    Eu nunca fui muito chegado em Beatles. Curtia muito mais os Stones, até entender que os Stones não eram necessariamente opostos aos Beatles. Enfim, faltava mais conhecimento sobre a música e o que era a época na qual eles surgiram, como se fosse uma lacuna na minha formação.
    Aí eu li o “The Beatles, a Biografia”, do Bob Spitz. E comecei a sincronizar a leitura com os álbuns, como se eu estivesse vivendo naquela época. Resultado: adorei os caras. Uma puta banda, música excelente, e todo um comportamento que fazia pensar, nos acertos e nas cagadas. Só lamento não ter nascido uns 15 anos antes.
    Abs/Maja

  22. Detalhe para o poster do Ayrton Senna, aos 6 minutos e 32 de vídeo, no canto superior direito da tela

  23. Alexandre Salvador disse:

    10 de abril também é o dia do meu aniversário (êbaaaa!). Fiz 31 anos (que fato relevante….).

  24. Alexandre disse:

    a semifinal do paulista rolando, e o fg postando sobre os bitols. é mole?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *