MENU

Wednesday, 1 de August de 2012 - 0:23Nas asas

NAS ASAS

SÃO PAULO (parabéns, filho!) – um Douglas C-47 que caiu na Sibéria em 1947 foi encontrado em ótimas condições. Amo essas histórias. Está no Sala de Guerra, com um monte de fotos. Dá para acreditar num Douglas soviético?

23 comentários

  1. Mauro Oliveira says:

    Visitem o museu da TAM, seus otários! tem isso e muito mais lá. Até uma trinca de migs.

  2. Zand says:

    Em ótimo estado tava aquele b- 29 que os restauradores destruiram na Iceland, e aqueles Spitfires achados na Africa. Esse ai só não está destruido, ta longe de estar em bom estado.

  3. Diogo Silva says:

    FG,
    museu russo de aeronaves…
    fotos fantásticas…
    http://zhulyany-ah.livejournal.com/1132.html

    Abx

  4. Ricardo Bigliazzi says:

    Muito normal a existencia de aeronaves e outros equipamentos americanos na União Sovietica. Chego a dizer que sem isso a Russia talvez não resistisse ao avanço da Wermacht.

    Não podemos esquecer que os Russos também colocaram as mãos em equipamentos sofisticados dos Americanos… digno de nota foi a possibilidade de copiar a tecnologia dos B-29 que acabaram por pousar em terrritorio sovietico depois de atingidos em raides sobre o Japão. Na inicio da decada de 50 a força aerea Russa voava aviões identicos aos B-29… copiados na integra das aeronaves americanas.

    Copias dos armamentos alemães também foram feitas sem a minima verganha… digo até que o AK-47 é uma copia do fuzil de assalto fabricado pelos alemaes (Stg44)… os russos apenas simplificaram o desenho espetacular de arma que os alemães criaram.

    Segue o jogo… hoje todo mundo usa esses recursos de copia… inclusive nós.

    Imperador

  5. Roger says:

    Cara, vc já visitou o DC-3 que tem em São Bernardo, na Cidade das Crianças???

  6. Esforço de guerra dos EUA para com os soviéticos, jeeps com estrelas vermelhas eram comuns e quando os nazistas interceptavam trens de suprimentos mais para o fim da guerra, ganhavam suásticas tb!

  7. Carlos Miguez says:

    Ví as fotos no link, a matricula correta é 232892.

  8. Carlos Miguez says:

    Por favor atenção aos comentários antecedentes:
    1 – o DC-3 somente voou a partir de 1936;
    2 – este da foto tem visível a matricula original americana na cauda, como se faz até hoje;
    3 – Matricula 232832: o primeiro nº indica o ano fiscal em que foi encomendado o equipamento, no caso 1942, os outros 5 (cinco) números correspondem a quantidade de aviões pedidos até aquele momento naquele ano;
    4 – ou seja: este DC-3 foi o 32.832º avião encomendo no ano de 1942;
    5 – a numeração mudou na década de 60, se fosse em 1961 seria 61-?????;
    6 – existem DC-3 ativos até hoje na Colômbia atuando contra as FARC como AC-47.

  9. Celso Lauer says:

    Você que gosta de coisa antiga, da Alemanha e tbem de rock , acho que vai achar legal
    http://youtu.be/pq-urQ_WRmo . É um grupo de rock antigo.

  10. Glauber says:

    Eles também foram construídos sob licença por lá com o nome de Lisunov Li-2.

  11. LBM says:

    Recentemente acharam um caça da II Guerra Mundial em pleno Saara. http://creditorial.com.br/Portal/noticias/DetalharNoticias.aspx?id=2450

  12. Marcos Sartori says:

    Sim Flavio e possivel um Dc3 estar na Russia em 1947
    Em 1946 o governo dos EUA colocou a venda quase mil avioes DC3 a preco de 3.500,00
    dolares cada um, com dois motores de reserva menos os bancos de passageiros, pois se tratavam de avioes militares.
    As vendas eram livres e qualquer pessoa podia comprar, tanto que a REAL Aerovias do
    querido e saldoso Comandante Vicente Mamana comecou com 10 avioes adquirido la.

    Abracos Saudacoes Aeronauticas

  13. Gerson Treml says:

    Impressionante ter sido encontrado só agora, 65 anos depois do desaparecimento e em ótimo estado para as circunstâncias!

  14. Chico Ponte says:

    Desculpem!!!!
    Japão NÃO!!!

    Inglaterra!!!

  15. Chico Ponte says:

    No esforço de guerra os DC3 foram fabricados em diversos países tais como Japão e Russia.

  16. rafael cruz says:

    FG

    O C47 na versao russa era o LISUNOV LI2.

    Abracao

    RAFAEL CRUZ – SBRF

  17. Carlone Papa says:

    Os C47 ou “DC3 militares” foram produzidos pelos russos sob licença na II Guerra por uma concessão dos americanos ao aliado, já que não tinham uma máquina tão boa no seu arsenal. De tão bom, foi considerado uma das razões dos Estados Unidos teram vencido a II Grande Guerra, junto com o Jeep..

  18. victor freire says:

    dá, ué. teve muita colaboração entre americanos e soviéticos durante a segunda guerra. o c-47 mesmo foi produzido sob licença na urss, como linusov li-2.

  19. Jason Vôngoli says:

    Não só havia centenas de C-47 made in USA na URSS, como também foram fabricados milhares de Lisunov Li-2 (os C-47 / DC-3 soviéticos) durante o esforço de guerra.
    Entra no Airliner.net bota HA-LIX no quadradinho de busca vê que lindo um Li-2 que voa até hoje na Europa envergando (opa!) as cores da Malév.

  20. Clésio Luiz says:

    O DC-3 foi fabricado sob licença na URSS pela Lisunov, como Li-2, com motores russos, de 1929 até 1952.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Lisunov_Li-2

  21. Guilherme Cintra says:

    Meu avô conta que voou num desse pra Brasília quando fazia parte da aeronáutica. Pelo que enteni, foi assim que levaram os cem primeiriros soldados pra lá.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *