MENU

quinta-feira, 23 de agosto de 2012 - 23:57Brasil

ZERO ESPERANÇA

SÃO PAULO (já deu) – Ando bastante de moto em São Paulo. Não é algo fácil, nem tranquilo. Mas muitas vezes, é necessário pelo absurdo do trânsito numa cidade totalmente fora de controle. Ando pelo que se chama de “corredor”, também. Aquele espaço entre os carros. Só quando eles estão parados, devo dizer, o que necessariamente não me absolve. E ando devagar, tenho medo de bater nos espelhos dos carros, a ponto de irritar a maioria dos motoqueiros que têm o azar de ficar atrás de mim. Mas procuro não atrapalhar. Saio da frente assim que pinta uma brecha. Não quero encrenca. Na verdade, chamar de moto minha lambretinha é um exagero. É uma scooter que me serve bem para pequenos trajetos. Nunca passei por nenhum perrengue com motoristas de carros, ônibus, táxis, SUVs, nada. Os problemas são recorrentes com os motoqueiros. Sim, em sua imensa maioria, motoboys. Cheios de pressa, plenos de falta de educação, sem noção alguma de cidadania, segurança, respeito. Verdadeiros animais motorizados, que fazem o que bem entendem diante da total e absoluta inação do poder público. O poder público, em São Paulo, espalha radares pelas avenidas. Eles sabem se seu carro não fez a inspeção da Controlar, ou se estão rodando no horário do rodízio. Leem placas, fotografam, enchem os cofres da Prefeitura. Mas não leem placas de motos. Não reprimem o tráfego em altíssima velocidade pelos corredores. Os motoqueiros são seres à parte na cidade. Têm suas próprias leis, e seguem-nas da maneira que consideram adequadas. Veem todos os outros seres como inimigos em potencial, sejam eles motoristas, pedestres, outros motoqueiros. Lamento dizer, é triste pra caralho, mas acho que nunca notei um único gesto amistoso de um motoqueiro em São Paulo. Um único. É triste demais. Não são todos? Não. Mas são quase todos. E isso é triste pra caralho.

Me mandaram esse vídeo aí embaixo. O autor tem 491 vídeos publicados no YouTube. Tem nome e sobrenome. Tem loja de escapamentos, site e tudo. Tem nome, sobrenome e endereço. Tem 491 vídeos publicados no YouTube. Quando se leem os comentários postados nesses vídeos, de gente sinceramente admirada e excitada pelo que está vendo, perde-se totalmente a esperança em qualquer coisa. Quando se presta atenção nos monólogos do autor a bordo de sua moto quando resolve “botar terror” nas ruas e estradas, idem.

São 491 vídeos. Nome e sobrenome. Alguns mostram até que o rapaz tem lá suas ideias, alerta contra as drogas, contra o preconceito, contra o crime. Não vi todos, claro, foi por amostragem. Talvez tenha bom coração, família, mulher, filhos, sei lá. Não tenho a menor ideia. Mas um vídeo só, apenas um, esse aí embaixo, deveria ser suficiente para que as autoridades da cidade impedissem-no de dirigir qualquer coisa motorizada. Qualquer coisa. Não estou discutindo caráter, bondade, maldade, nada, nada disso. Não sei quem ele é, não tenho o menor interesse em conhecê-lo, espero apenas nunca cruzar com ele na rua, porque provavelmente vou me assustar, cair da lambreta e me estatelar no asfalto. Quem faz o que esse rapaz faz nesse vídeo aí embaixo é claramente alguém que não tem a mais remota noção do que é ser um cidadão que vive em coletividade. Ele não é único, claro. São milhões, e também ocupam carros, ônibus, táxis, scooters. Somos uma cidade de milhões de cretinos, idiotas, irresponsáveis, egoístas, estúpidos. Alguns deles postam 491 vídeos no YouTube. E fica tudo por isso mesmo. Donde se conclui que cretinos, idiotas, irresponsáveis, egoístas e estúpidos também são facilmente encontráveis entre as autoridades da cidade, medrosas, covardes, patéticas. Na cidade onde não pode gritar na feira, usar celular no banco, comer pastel, levar bandeira ao estádio, vender hot dog na rua, cantar na calçada, fumar no bar, deitar no banco da praça ou dar sopa a moradores de rua, andar no “corredor” da 23 de Maio a 150 km/h pode. Se uma polícia de uma cidade como São Paulo é incapaz de fazer algo contra alguém que faz o que esse rapaz faz no trânsito, nas ruas e nas estradas, fazendo o favor de dar nome, sobrenome e endereço para quem quiser encontrá-lo, esqueçam. Isso aqui não tem jeito, mais.

Parece que o vídeo foi tirado do ar, mas dá para ver aqui.

929 comentários

  1. Marcelo disse:

    e quase um ano depois, o tal tiozão continua barbarizando nas ruas e postando vídeos no youtube…ele nunca vai ser parado não?

  2. ALEX MARINGA disse:

    Não me impressiona o cara colocar esses vídeos, afinal, faz parte do ser humano e até mesmo dos animais tentarem se exibir… O que me incomoda mesmo é a quantidade de pessoas o defendendo !!! O que define oque é legal ou não se chama LEI… se a LEI diz que a velocidade máxima é 60 , 80 , 350 km/h, não importa… cumpra se…
    Quem defende esse tipo de pilotagem é tão imbecil quanto o próprio Kléber…
    Se ele gosta de moto potente… se tem talento pra pilotar… procure um campeonato de moto velocidade e dê vazão a isso…

  3. Gilvan disse:

    Parabéns pelo blog, cheguei a conhecê-lo somente hoje,
    sou motociclista também e lamento a situação.
    É contundente a observação de que “milhões de cretinos, idiotas, irresponsáveis, egoístas, estúpidos” circulam no nosso trânsito e que os mesmos tipos nos governam.
    Contundente não apenas pela afirmação em sí, mas por ser a pura verdade.

    Grande abraço!

  4. eron disse:

    Boa Noite caro Flávio Gomes, ao ver esta reportagem lembrei de você, aquele maluco que gravava vídeos em cima de uma moto, o tal de Kléber conseguiu matar uma pessoa. Segue o link com a reportagem do Jornal da Record.

    Um Abraço

    Eron Nascimento

    http://noticias.r7.com/jornal-da-record/videos/edicao/?idmedia=51142f486b71091a238701b1

  5. ANDRÉ disse:

    Se vc não precisa se arriscar para ganhar dinheiro, vc não sabe oq é ser um motoboy a maioria precisa de tempo, pois se não fizer o trabalho não tem o dinheiro para alimentar sua própria familia!

  6. guilherme disse:

    O cara não faz barbaridade, ele é ligeiro. Barbaridade faz quem nao tem anos na boleia, quem nao dá seta. O erro do cara é excesso de autoconfiança, e só. É como criticar taxista no trânsito pq ele deu uma “fechada”. Na minha opiniao, quem trabalha com transito por anos a fio conhece muito bem seu carro, e sabe onde cabe, e nao cabe. Me assusto muito mais com mulher que dirige prensada no para-brisa que taxista, ou como o tiozao, cara rato de cidade que veste a moto. Se cair, caiu…

    Agora, eu tenho uma moto como a dele, e dou graças a deus de nao morar em sao paulo, onde todo dia um coitado que se lasca pra pagar um sonho leva tiro na cabeça. Acho que isso poderia receber mais sua atenção.

    Reforçando: não ando como ele, não tenho “intimidade” suficiente com a máquina, mas meu escapamento é aberto tbm (o dele, inclusive rsrs). Assaltos no trânsito > Excesso de velocidade no corredor. Vc discorda?
    Abraços.

  7. Paulo disse:

    Pelos comentários que vi aqui Flávio, sugiro que você aproveite o alcance do seu blog e abra uma sessão para ensinar às pessoas sobre leis de trânsito e cidadania. A coisa ta ficando cada vez mais feia. Quanta gente desnorteada…

  8. DIEGO disse:

    TODO RESPEITO A OPNIÃO DO FLAVIO GOMES MAIS SOU FÃ DO KLEBER MAIS EU QUERIA DIZER UMA COISA MOTO ACIMA DE 4OOCC É SÓ PRA QUE TEM O TALENTO DE ANDAR E VOCÊ DEVE COMETER ERROS PIORES QUE O DO TIUZÃO INTÃO PARA DE QUERER IBOPE COM O NOME DO CARA

    • Andre disse:

      O senhor cheirou o escape da moto demais. E como ousa estuprar a língua portuguesa, fã de motoquero irresponsável?

    • toninhosom disse:

      CONTINUA ADMIRANDO ESSE BABACA AI Q NO DIA 28 ULTIMO AVANÇOU O SINAL VERMELHO E ATROPELOU O MEU AMIGO ANTONIO FARIA Q VEIO A FALECER HOJE DIA 05/ 02…ENQUANTO EXISTIR BABACAS COMO VCS OS PAIS DE FAMILIA PAGA A CONTA COM O Q A D MAIS PRECIOSO A VIDA …

    • kkkkkk adianta não, no brasil quem quiser ser alguem que faça a sua parte e se vire,porque dementes de cultura e ingnorantes de mente como o senhor DIEGO infelismente são a maioria no nosso Pais, e isso faz com que o desenvolvimento fique totalmente defasado no brasil. O cidadão assume que é fan de um puta zero a esquerda que compra uma motinha de 36 mil e acha que é piloto, eu tenho uma de 80 mill dou pra ele se no circuito onde realmente se mostra um piloto se pelo menos uma volta ele ficar menos 100 metros átras. Sou brasileiro, mais confesso, é triste.

    • Roberto Fróes disse:

      Seria cômico, se não fosse triste! Volte para a escola primária, aprenda a escrever, depois faça um bom tratamento psiquiátrico, e, se não ficar internado compulsoriamente para sempre, apareça por aqui de novo. E aprenda a usar letras minúsculas.

    • Ricardo Silva disse:

      Diego

      Por favor vá para a escola.

  9. pedro afonso scucuglia disse:

    Flavio, myboy. Tô contigo! Suas respostas são supimpas, arrazadoras, demolidoras. E muito engraçadas también.

  10. Délisson Alves disse:

    Flavio Gomes, você viu somente um vídeo do Kleber e começou a julgar ele. Uma coisa que ele tem e que é muito importante numa pessoa é a humildade. Ele tem humildade de sobra, um tipo de pessoa educada, ele pode não falar palavras bonitas como você, mas ele tem a um bom caráter. Ele tem mais de 30 anos de experiência com moto, ele respeita faixa de pedestre, sinal vermelho e tudo mais. Acho que ele sabe muito bem o que faz. Me diga quantas vezes você já parou no semáforo e deu um bom dia ao motorista do ônibus. Quantas vezes você já chorou por ver aquelas pessoas na cracolândia? Sua intelectualidade não quer dizer nada. Agora para de ser polêmico criticando o que Kleber faz ou deixa de fazer. Garanto que se você tivesse uma moto de 600cc, com toda certeza, você não iria andar a 60km/h numa rodovia.

    • Flavio Gomes disse:

      Puxa, ele para em faixa de pedestre e respeita sinal vermelho? Caramba! Só me diga uma coisa… Isso aí é alguma grande vantagem, transforma alguém em santo? Porque eu também faço isso. Que eu saiba, as regras de trânsito devem ser respeitadas. Andar a 150 km/h no corredor, por exemplo, é algo que você acha legal, também?

      • Marcelo disse:

        Eu fico pensando aqui com meus botões, a solução deste problema é simples, se o Kleber, Flávio, Márcio, Asdrubol, etc etc, não verem nas vitrines das concessionárias motos que atingem 150 km/h em primeira marcha à venda e pronta para serem emplacadas, Tava” resolvido o “pobrêma”!
        Ninguém compra uma moto que atinge 300km/h, para andar a 60km/h.
        Assisti alguns videos do KLE621, e uma coisa ninguém pode negar, o cara é feliz e tem muita alegria em viver.

      • Flavio Gomes disse:

        As pessoas que ele pode matar também têm alegria de viver.

      • Marcelo disse:

        Concordo com você Flavio .
        Tenho certeza que você nunca tirou um “raxxinha” na rua e sempre respeita todas as regras, (tanto as gramaticais quanto as de trânsito), à propósito eu cometi um erro no texto anterior, coloquei “verem” onde deveria ser virem, correto? (perdoe meu português errado).
        Eu não estou concordando com o que ele faz, e nem ele concorda com o que ele faz, pois em seus videos ele sempre comenta que sua pilotagem não é exemplo pra ninguém, mas ele tem habilidade.
        Tem uma porrada de pessoas que fazem grandes cagadas no trânsito e que dirigem diariamente sem problemas, ninguém fala nada ( vai me dizer que você nunca tomou uma fechada no corredor daquela tiazinha que trocou de faixa sem sinalizar e nem tomou conhecimento da sua existência no corredor?) Eu ando de moto em SP e isso é rotina pra mim.
        A maioria de nós somos pecadores, a diferença é que exitem os pecados expostos e os que guardamos conosco, aquela história do macaco que senta em cima do próprio rabo e aponta pro rabo do outro.

      • Flavio Gomes disse:

        Não, nunca tirei racha na rua.

      • Marcelo disse:

        Então você pode mesmo atirar a primeira pedra. ( Eu não posso).
        Um abraço !

    • andre disse:

      Entendi, se o cara é humilde pode barbarizar no transito. O maníaco do parque também é humilde, e ai?

  11. Rafael disse:

    Tenho certeza que tem muito mais tiazinhas sem noção alguma andando a 30km/h que causa mais acidentes que uma pessoa que sabe e conhece seus limites, ta errado? tá… mas antes de criticar alguem que claramente tem habilidade pra fazer o que esta fazendo é se preocupar com varias pessoas que bebem e dirigem, irresponsaveis por não olhar no retrovisor, andar falando no celular, nao prestar atenção no que esta fazendo, não dando seta, fechando os outros… enfim, apontar o erro dos outros é facil, garanto que com a scooter do autor do texto andando com “respeito” deve causar muito mais confusao…

    • Flavio Gomes disse:

      Não, minha scooter não causa confusão alguma.

      • Thiago.GDS® disse:

        Não querendo defender o Kleber, mas o Flavio, pra que a hipocrisia. Não sei se você tem alguma moto potente, mas meu querido, ninguem que me compra uma moto acima das 500cc aqui no Brasil vai andar abaixo dos 90Km/h. Nem mesmo você… Quanto as infrações de transito? Eu também não concordo que ele as faça. Porém, eu cometo uma de vez em nunca, você também comete e creio que devemos nos preocupar mais com o nosso alto indice de pessoas que dirigem bebadas do que com uma pessoa que comete infrações que são leves perto da infração de dirigir embriagado.

      • ANDRE disse:

        Mesmo mimi de sempre pra defender quem esta fazendo merda.

      • MArlon Andrew disse:

        como não causa confusão vc msm disse que os motoboys que estão trabalhando e tempo é dinheiro para ele tenque perder tempo atrás de vc, seu invejoso, é bem loko pra ter um 600 e pode andar de moto, vc não corre nos corredores pq não tem moto pra isso…

      • Flavio Gomes disse:

        Vivendo e aprendendo. Acabo de ter meu primeiro contato com o verbo “tenquer”. Conjugação irregular.

      • Claudio disse:

        É foda ver pessoas querendo popularidade nas costas dos outro, não é mesmo senhor Flávio Gomes? Há, e se tiver algum erro de português, por favor me corrija, péla saco.

      • Flavio Gomes disse:

        Dos outro, péla. Dois erros. E esse Há. Três.

      • Roberto Ceconello disse:

        Hahahahahahahahaha!
        Claudio, mas você é um cabaço mesmo!
        Espero ler logo sobre sua morte numa queda de “Rórneti”!!!

      • Eduardo disse:

        Ué… Eu tinha uma Bandit 650 N até poucos meses atrás, e na estrada não passava de 115 km/h, só em ultrapassagens. Na cidade, máximo 60 km/k e sexta marcha, suave suave. Velocidade me deixa nervoso e dispara crise de enxaqueca, isso sim. Pra mim, moto 4 cilindros só tem vantagem por ser mais macia e silenciosa (quando original) porque essas monocilindricas por aí parecem batedeiras…

    • ANDRE disse:

      Maldita mania de brasileiro de apontar outros erros pra justificar o que esse elemento faz. O cara tá errado e ponto final.

  12. Victor disse:

    Acho que a polícia tem que se preocupar mesmo é com os bandidos que tiram os seus bens.
    Os que te matam por 10 reais.

    No transito todos nós estamos correndo riscos, e se ele pilota assim, é problema dele.

  13. Kevin disse:

    Infelizmente esse é o problema do Brasil, muitos pra falar mal e apontar problemas, e ninguém pra resolver!

  14. andre disse:

    O cara tá famoso. O ingênuo foi chamado para ir no sbt, gravou um entrevista, achou que ia pagar de bonzão, se deu mal:
    http://www.youtube.com/watch?v=ZcYEEdT_his
    Quero ver no que vai dar.
    Espero também que o futuro do brasil não esteja na mão desses moleques que seguem esse sujeito.

    • Silvio disse:

      Pior que tem um monte de desocupados apoiando este marginal (carinhosamente apelidado de ex-noinha por mim). É o mesmo que um traficante postar videos vendendo e usando drogas e com a bandeira anti-drogas.

      • Alisson disse:

        Quem são vocês pra julgar esse rapaz ?
        Ou falar algo sobre ele , como no próprio texto o rapaz da scooter fala , ele anda com cautela cuidando todos os movimentos feito por ele sobre a sua lambretinha (scooter) se ele faz o papel dele pra que se preocupa com o dos outros? vocês tem que ter uma cria de gato pra ver se ocupa o tempo que tem, fala de politico ladrão , policial corrupto , governo que é um lixo vai fala de quem ganha a vida se arriscando também ? vão todos procura oque fazer isso é não so o trabalho dele como o de muita gente que não rouba nem mata pra levar oque come pra sua família então acho que vocês que critica oque ele faz deveria cuida mais dá própria bunda.

      • Flavio Gomes disse:

        Agora sim, esclarecedor.

      • ANDRE disse:

        Mesmo blabla de sempre pra defender esse homicida em potencial.

      • Roberto Fróes disse:

        Matam sim! Regra básica da civilização: Respeito ao próximo.
        Esses idiotas não respeitam nem a si próprios, quanto mais aos outros.
        O caos urbano se inicia no momento em que cada idiota resolve determinar o “limite” que deve respeitar.
        Como cada um tem seu próprio limite, vive-se nessa loucura!
        Sou – e sempre fui – a favor de limites coerentes. Nada de limitar a 60 km/h uma via como uma Marginal Tietê ou Pinheiros, ou uma rodovia como as paulistas – ótimas, por sinal!
        Mas andar com uma moto nessas vias a mais de 200 km/h deveria dar cadeia!
        E sou a favor também da tolerância zero!
        Farol apagado à noite, lanterninhas azuis, buzinas noturnas ou para apressar o motorista da frente, contra-mão, avanço de sinal, bêbados ao volante, isso tudo – junto com a maioria dos motoqueiros – deveria estar vendo o sol nascer quadrado.
        Engraçado, nos países do 1º mundo – que, graças a Deus, tive a oportunidade de conhecer alguns – as pessoas não se estressam, as motos com mais de 500 cc não são “obrigadas” a voar nas ruas, você absolutamente não vê essa quantidade de idiotas, enfim, talvez as leis da física de lá sejam diferentes… tsc, tsc, tsc…

  15. Andre disse:

    Ei! Passou uma reportagem no sbt sobre esse cara!
    http://www.youtube.com/watch?v=RxPauIS0C5U
    E olha só nos comentários o monte de chorão tentando justificar o injustificavel, típico papo de vagabundo, lamentável.
    O motolouco postou um vídeo fazendo mimimi, hilário.

  16. Marcello Dias disse:

    Meu Deus. O apoio ao motociclista é mais absurdo que as insanidades dele.

  17. Maumau disse:

    olá Flávio!
    Não venho aqui para comentar sobre o Klebão, que faz o que quiser com a moto dele e as autoridades estão aí para julgá-lo, se for necessário.

    Venho lhe dar esta resposta para lhe dizer que sendo vc o proprietário desta página e sendo jornalista, que aliás hoje em dia qualquer mané pode ser, não deveria ter respondido desta maneira dizendo ao Sergio Libre que aqui não é seu lugar.

    Aqui é uma página pública, a internet é livre e vc tem a obrigação e o dever de tomar as críticas como impessoais.

    Afinal, vc detonou tanto o Klebão e quando uma simples alusão a sua Burgman caiu no seu colo vc reagiu da maneira mais maniqueísta possível, demosntrando extrema falta de gentileza e sensibilidade no trato com o público.

    Em outras palavras…….depois dessa, vc não tem moral nenhuma pra falar do Klebão ou qualquer outro motociclista…..vc, sem moto demonstrou ser pior que qualquer cachorro louco que anda no trânsito de São Paulo

    Favor públicar essa resposta pois estará postada em vários posts(…aqui eu errei, deveria ter escrito….Forum) de motos dos quais participo, sendo que mais de 100.00 usuários, em todo o Brasil tomarão conhecimento desta nossa conversa refletindo a sua covardia ou a sua atitude digna de publicar uma crítica sem ficar nervosinho.

    abs

  18. Tiao disse:

    Putz, o Brasil talvez seja o único lugar do universo conhecido onde um maluco anda a 150km/h numa via regulamentada para 60km/h (ou 80, que seja!), fazendo um monte de besteiras, falando um monte de impropérios e fragilizando a segurança de terceiros, e um contingente de iletrados aparece pare defender o infeliz.

    A atitude do motoqueiro é indefensável, moçada! Perceber normalidade nesse tipo de coisa é de um desrespeito profundo e sombrio, que independe de classe social e percepção econômica (e a propósito, o Flávio volta e meia critica os “filinhos-de-papai-e-seus-carrões” por aqui também!). A justificativa da defesa é muito rasa e cabe na categoria do “político que rouba, mas faz”. Então tá, se o Tiozão motoqueiro pode andar a 150 km/h em Sampa, a turma de termo de Brasília pode fazer horrores com seu imposto, certo?? Afinal, político não mata ninguém?!

    Enfim, querer muito que essa trupe acéfala entenda os mistérios da vida em comunidade, da ação cidadã e do bem coletivo. E a próxima geração parece que vem mais ‘preparada’ ainda…

    • Roberto Fróes disse:

      Klebão, e essa turma que o defende, é tudo farinha (podre) do mesmo saco, um defende ao outro. Montanha de idiotas!
      O que eu acho um saco – neste e em outros blogs – é aturar os comentários desse tipo de gente (gente?).
      Por isso raramente escrevo, por medo de me misturar, sei lá, isso pode pegar…
      E fiquei de saco cheio, vou sair.

  19. Oliveira disse:

    Parabéns ao “reporter”. ele fez uma puta matéria, e mostrou mais uma das atrocidades existente em sampa. Só faltou ele dá a sentença sobre o caso .

  20. walyson disse:

    Meu caro Sr Flavio Gomes, você tem um poder absurdo nas mãos na condição de “Jornalista”, sendo assim, penso que tu seria mais útil escrevendo sobre os constantes roubos de motos que estão acontecendo por toda a cidade e estado de São Paulo, e mais ainda, poderia escrever sobre a máfia dos desmanche a céu aberto na general osório.
    Você pode ser mais útil, teria coragem de escrever sobre isso?

  21. henry martins disse:

    Dignissimo tua nao tens mais o que fazer? vai te preocupar com coisas mais importantes na cidade de são paulo, do que um pobre motoboy assalariado rapaz, temos a violencia saltandonos aos olhos, a miseria de tanta gente e a cracolandia que por sinal é um problema nao resolvido! gostaria de ver no seu blog textos que valessem a pena e não o carissimo amigo discutindo com os motoboys DATAVENIA dignissimo faço votos que vossa pessoa reflita e coloque materias a sua altura e a altura do bom publico e nao bate boca com motoboys,

    muito obrigado pelo espaço e espero boas materias e que se ponha um ponto final neste mate boca! SUGIRO ATE QUE DELETE ISSO QUE ESTA SUJANDO SEU BLOG

    ABRAÇO

  22. Victor disse:

    Zero Esperança?

    Veja quantos comentários de pessoas corretas, que respeitam as regras de trânsito impecavelmente, não arrumam briga, não fecham, etc..

  23. J.Ramalho disse:

    O mais legal de tudo no Brasil é que, com a ignorância campeando e sendo fomentada, subverteram-se completamente os malditos valores, e os “chatos”, os “invejosos”, os que deveriam reclamar de “coisa mais séria”, somos nós!!!!
    O herói é o cara que anda a 120 km/h. pelas ruas da Vila Madelena!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Porra!!!!!
    Será que ninguém enxerga que o safado do rei está completamente pelado????!!!!
    Uma país sem lei, sem justiça e, mais triste de tudo… SEM EDUCAÇÃO!!!!!

  24. Oda disse:

    Quem posta vídeos como este na net tem que assumir o que faz e arcar com as consequencias disso. Em qualquer outro Pais mais sério ele já estaria preso. Não vi no texto do blog nenhuma mentira ou denuncia descabida sobre o cara, apenas a mais pura verdade. Ele pode ser um cara bacana, bom filho, bom pai e tal… mas estes vídeos são estúpidos e irresponsáveis. Suas habilidades deveriam ser aproveitadas no autódromo, em provas de moto velocidade e não nas ruas de uma cidade como a de São Paulo.

  25. Lucas Valle disse:

    Flavio Gomes,
    Li parte da sua matéria e algumas da suas respostas.
    Lamentável um cidadão com um blog de conteudo JORNALÍSTICO e professor de uma instituição como a FAAP dar respostas ao seu nível, criando intriguinha. Mantenha a postura e defenda seus ideais sem desrespeitar o próximo.
    Comparação sem nenhum cabimento né ? Comparar um estuprador com um cara que anda de moto rindo brincando e falando sozinho. Não tenta comparar um grão de areia com um deserto inteiro, tenha bom censo.
    Quanto ao Kleber Atalla admiro pela coragem e verdade em seus videos. Em todos os videos que assisti dele sempre notei algumas coisas que o torna diferente de tudo que você disse. Sempre de capacete e luva, sempre devidamente equipado e sempre frisando e deixando claro para ninguém fazer o que ele faz, porque se ele faz aquilo é porque tem total consciência do que está sendo feito.

    Agora me responde, qual o problema dele andar com sua moto e fazer videos em seu monologo que diverte e ajuda tantas pessoas ?

    E pra finalizar, o mundo simplesmente não vai pra frente por causa de gente se preocupando com coisas BANAIS como esta, ao invez de cuidar de denunciar segurança publica, ajudar alguém passando fome ou fazer ai sua ação boa ação ao próximo.
    Ta na hora de acordar e cuidar da propria vida.

    • Flavio Gomes disse:

      Quando ele atropelar sua mãe você volta aqui.

    • J.Ramalho disse:

      Realmente, Lucas…

      Isso só se tornaria um “assunto mais sério” se ele perdesse o controle da motoca dele e atropelasse sua mãe… ou seu pai… ou um filho seu… ou você mesmo!
      E te digo que ficaria “um assunto ainda muito mais sério pá cacete” depois de ele ser “julgado” pela justiça e condenado a pagar algumas cestas básicas em compensação por ter matado um familiar seu.
      Lucão, meu brother, a morte só gloriosa em Hollywood e no PROJAC.

      • Lucas Valle disse:

        Caro J.Ramalho, você já perdeu algum famíliar em acidente de moto ? e o sr Flavio Gomes perdeu sua mãe em algum acidente ja que ele tanto diz sobre isso ? Antes que me perguntem te adianto que sim, ja perdi um familiar em acidente de moto. Sabe como ele pilotava e como ele morreu ? Andava rapido, andava no corredor como qualquer outro motociclista e morreu parado em um semáfaro. Um carro esbarrou e ele desiquilibro caindo debaixo de um caminhão que coincidentemente não poderia trafegar naquela rua.
        E ai quem é o imprudente ? por causa de uma FATALIDADE vamos crucificar todos os caminhoneiros ?
        Acho engraçado falarem um monte do Kleber pelo jeito que ele anda mas ninguém elogia a atitude dele em aconselhar jovens.
        O cara ta conseguindo abrir os olhos de muita gente, conseguiu fazer por elas o que outras pessoas não conseguiriam.
        Ele é imprudente ? Cada um ve da forma que quer, mas até ai quem nunca foi que atire a primeira pedra.

        “Para morrer basta estar vivo”

      • Flavio Gomes disse:

        Eu também dou conselhos de graça, se você quiser. No mais, lamento sinceramente pela perda de seu familiar.

      • Lucas Valle disse:

        Já que tem conselhos poderia usa-los para ajudar o próximo, o que acha ?

      • Flavio Gomes disse:

        Lucas: não fume, não beba, não caia no mundo das drogas, coma bastantes frutas e verduras e não diga palavrões na frente dos seus pais. Use camisinha e atravesse na faixa. Quando fizer frio, leve um agasalho. Tome três copos d’água por dia e não esqueça de escovar os dentes e passar fio dental antes de dormir.

      • André disse:

        Cara isso ta ridículo, vamos nos preocupar com o que realmente vai fazer diferença na sociedade, como o Lucas Valle disse. condenar o motoqueiro não vai alterar em nada minha vida, nem a tua, nem a de ninguem.

      • Flavio Gomes disse:

        Até algum passar a 150 km/h no meio de alguém que você conhece… E ninguém é obrigado a ler meu blog, amigo. Se não gosta, se manda.

      • ex- leitor disse:

        estou desistindo de ler seu blog depois de tanta futilidade e coisas inuteis, deverias usar teu tempo melhor até

      • Lucas Valle disse:

        Ex-Leitor faço das suas as minhas palavras…

        falta muito argumento para defender as teses aqui descritas…. o unico argumento é “quando sua mãe for atropelada”. Como se isso tivesse acontecido com algum deles.

      • Flavio Gomes disse:

        É um ótimo argumento. E não há NENHUM argumento aceitável na defesa de quem faz o que esse motoqueiro faz. E antes que responda, “ele dá conselhos” e ele “aconselha ninguém a fazer o mesmo” não são argumentos. Não perca seu tempo.

      • Robson disse:

        Lamentamos pela perda…mais meu amigo Lucas tem vários canais no youtube q os meninos estão imitando o modo de pilotar do Kleber,xingando os motoristas e tudo mais,isso é o bem q ele esta fazendo?!?!Ñ podemos apoiar esse tipo de pilotagem!

      • J.Ramalho disse:

        Bem, Lucas…

        Deixa ver se entendi. O fato de você ter perdido um familiar em um acidente de motocicleta lhe da, segundo percebo, mais legitimidade para dar pitacos do que a mim? Seria isso? Não deve ser, claro, pois seria muita tolice sua e uma argumentação bastante infantil.
        Pra simplificar o raciocínio – se você não entender eu posso desenhar e enviar “por fax” – o que o Kleber faz nas ruas; o que esse camarada aí faz nas ruas; o que os outros caras que fazem nas ruas e estradas e postam É PROIBIDO!!!!! Você consegue entender isso? Ou precisa desenhar e mandar “por fax”?
        Não interessa se você, o Kleber, o João das Couves ou Diabo que Chupa Manga acham bonitinho, emocionante ou coisa de “matcho”. É proibido!!! O fato de as autoridades só estarem afim de arranjar grana ao invés de reprimir esses abusos não é justificativa, é agravante!
        O fato de haver na cidade crimes mais ou menos importantes também não é. Experimente uma entrevista com os familiares do cara que foi morto por um Land Rover um tempo atrás. Experimente uma entrevista com as duas mulheres esmagadas no muro por babaca cachaceiro sei lá exatamente onde. Experimente uma entrevista com a família da advogada que levou uma porrada de bestalhão num Porsche. Acha realmente que você é especialmente legitimado para dar pitaco?
        O Kleber pode ser, facilmente, o causador de uma morte similar. Esse idota da CBR também. E não há lei nem justiça que puna depois.
        NO BRASIL, SÓ PERDE QUEM MORRE, malandro!
        “Pra morrer basta estar vivo” é realmente uma frase genial, mas, lendo você, ouso mudar o chavão: “PRA MORRER OU MATAR INOCENTES, BASTA QUERER”.

      • Lucas Valle disse:

        Acho que quem precisa de um desenho é o sr que não me lembro de em nenhuma das minhas respostas dizer O KLEBER FAZ O CERTO, mas sim disse que a ATITUDE dele mandar uma mensagem aos jovens e conseguir ajudar os mesmos deveria ser vista também.
        O fato de eu ter perdido um familiar não me dar mais poder para dar palpites como vc diz, mas me da base para o que eu falo.
        Caso da land rover, porsche e tantos outros assim como o cara da cbr o proprio kleber, eu e você assim quando pegamos o volante de um carro ou subimos em uma moto estamos vuneraveis a sofrermos ou causarmos acidentes. Essas pessoas assumem riscos, riscos que quaisquer que sejam elas, somente ELAS responderam juridicamente.
        Entendo o ponto de vista de todos e respeito, e não tiro a razão dos que querem cuidar da vida alheia e melhorar a sociedade.

      • Roberto Fróes disse:

        E para matar, basta encontrar alguém vivo?
        Deixa de ser otário, mané!
        Eu andei de moto por mais de 40 anos, sem problemas.
        Conheço e conheci vários que andavam como eu. A maioria nunca teve problemas.
        E no meio das 2 rodas, conhecemos também, além dos motociclistas decentes, um bom lote de motoqueiros irresponsáveis, tanto do padrão motoboy, como no estilo imbecil do tal Klebão.
        Os dois estilos têm em comum que eles sofrem e provocam N vezes mais acidentes que os tranquilos; e a grande diferença é que a maioria os motoboys morre sozinha, e os klebões não se contentam em morrer, mas fazem questão de matar também…
        Cretinos! Num país decente, os que sobrevivessem estariam atrás das grades…

      • Roberto Fróes disse:

        Não basta estar vivo.
        Ajuda bastante, se houver um idiota como esse que você – e outros iguais – tanto elogiam.

  26. André disse:

    Nossa, cara deixa o tiozão em paz, ele é gente fina, o modo que ele pilota não é adequado, isso é fato, mas ngm é perfeito, assim como tu também tem os teus defeitos, e o kleber ta fazendo muito mais o bem do que o mal, quem acompanha os videos deles tem conciência disso, eu mesmo sou exemplo, apesar da conduta dele, eu melhorei a minha no transito graças aos conselhos que ele nos dar, e eu não sou o único tenho certeza. E existem várias histórias de pessoas que tão deixando de fumar, que voltaram a estudar… graças aos conselhos do kleber. efim essa é minha opinião.

    • Andre disse:

      É incrível como tem elemento que defende esse sujeito. Pode inventar o que for, mas nada justifica o que essa pessoa faz. Dane-se se o que ele faz, é como defender um assaltante que posta vídeos e diz “não fume”! Vocês, amantes do motoquero, são lametáveis. E o pior, são na maioria pirralhos de 15 anos.

  27. Sergio disse:

    E ai Flavio Gomes, esse sujeito cujo o nome é Kleber “TIOZÃO” ele pode até ser imprudente no transito, porem ele é uma pessoa de bom coração e humano. Porque ao invés de criticar, julgar, e condenar, você não faz uma entrevista com ele pra sabermos um pouco mais da sua vida, dos seus principios. Pelo pouco que o conheço pessoalmente, ele não iria negar essa entrevista e não julgue as pessoas sem pelo menos saber quem são !!!

  28. Agosto disse:

    Todo mundo tem a sua parcela de culpa nessa confusão, uns mais, outros menos. É obvio que o que o sujeito que fez a filmagem faz pelo menos 10 infrações a cada video, mas ficar repreendendo e julgando, só fará com que ele tenha uma postura mais agressiva contra motoristas. E o que o caro Flavio fez, foi escrever um texto, dando a entender que seu carater no transito é o correto, ofender toda uma classe de trabalhadores que nunca teram o direito de fazer uma réplica, criticar o sistema público e publicar um video privado sem prévia autorização. Se você acha que isso é diferente da falta de educação no transito, caro Flavio Gomes, fique sabendo que esse simples texto o coloca em igualdade com esses “animais motorizados”.

    • Flavio Gomes disse:

      Não ofendi ninguém.

      • JARDEL disse:

        e a parte q vc diz ” São milhões, e também ocupam carros, ônibus, táxis, scooters. Somos uma cidade de milhões de cretinos, idiotas, irresponsáveis, egoístas, estúpidos. isso não é ofender ninguém até vc mesmo se incluiu …

      • Flavio Gomes disse:

        Gente do céu, é exasperante tentar se fazer entender. Tá legal, amigo, é isso aí, ofendi todo mundo. Agora pode ir.

      • Roberto Fróes disse:

        Amigo Flavio, este seu blog é muito bom! Você tem uma quantidade incrível de seguidores. Infelizmente, a QUALIDADE desses seguidores deixa muito a desejar. Não vou nem dizer que é maioria, mas é uma quantidade incrível de cretinos, idiotas e imbecis. E não estou me referindo aos erros de grafia não, mas às IDÉIAS.

  29. bruno herrera disse:

    concordo q ele não dirige da maneira correta. mas em seus vídeos ele mesmo adverte para que não tentem nunca jamais imitar ele, pois admite que está errado, mas é necessário para manter seu emprego e sua vida. ele é um cara de bom coração que sempre nos dá conselhos, e quer o bem de todos. enfim é isso que tenho a dizer, se estão querendo imitar ele é porque querem, ele não incentiva ninguém a praticar este tipo de pilotagem.

  30. Thiago Gomes disse:

    Apartir do momento que existir uma legislação coerente qual trate a motocicleta de forma diferenciada dos veiculos mais pesados, como uma “motovia”, criando exclusividade e segurança em excluir o transito entre veiculos pesados, pode ter certeza amigos, que acidentes de todos os tipos ligado ambos veiculos diminuirá MUITO.

    Afinal de contas o que o C* tem haver com as calças?

    Em vez de criarmos polemicas entre nós usuarios das vias, porque nao exigir uma mudança drastica e já mais do que necessaria aos orgãos competetens?
    Escolher melhor nossos representantes politicos !

    Porque é pra quem tanto anda de moto ou carro , caso não esteja imunizado espiritualmente, é MUITO FACIL se irritar com qualquer um…

    Pois infelizmente ninguem é perfeito, e isso reflete diretamente no transito, onde ninguem tem a perfeita pericia de dirigir. Apesar de existir uma avaliação prévia para emissão de uma habilitação.

    Enfim.

    • Rodrigo disse:

      Amigo, seu modo de pensar não faz sentido. Mas eu respeito, é sua opinião. Vou dar a minha agora.

      Existem leis de trânsito para que os diversos meios de transporte possam circular “em harmonia”. Pra isso existe a lei, o código de trânsito, e tudo mais que foi criado para que o asfalto não se torne um campo de batalha.

      Mas como a grande maioria das pessoas não segue a lei, vc está sugerindo criar alternativas. Já que as pessoas não conseguem dividir o mesmo espaço civilizadamente, então vamos criar uma pista só pra quem acha que tem que chegar mais rápido que os outros, por exemplo.

      É isso que vc está dizendo?

      Vc não acha que o correto é fazer as pessoas seguirem o bom senso em vez de criar alternativas que facilitam a vida de quem não está nem aí pros outros?

  31. Guilherme Gomes disse:

    Flavio Gomes, eu sempre assisto o video dele, e acompanho direto o canal kle621, porém nunca fiz nada de grave no transito tanto na moto como no carro, mas acompanho porque ele é um cara gente fina, leva a sua vida, da muitos conselhos, inclusive, de não fazer o que ele faz, ele faz os videos normal, para divulgar seu site e nada mais

  32. Ricardo disse:

    Calma pessoal. Todos nós temos defeitos e qualidades. Em tempos de tanta violência, vamos buscar a paz e um consenso comum. Tanto o sr. Kleber, quanto o sr. Flavio Gomes e o sr. Alexandre vulgo ADG tem suas qualidades e seus defeitos também. O sr. Kleber pilota muito bem a sua motocicleta e ninguém pode negar a destreza que o cara da moto tem. O sr. Flavio Gomes tem um blog muito legal o qual eu acompanho a algum tempo pelo fato de ser fã de automobilismo e frequentador assíduo do Autódromo de Interlagos nas provas de Formula 1 que acontecem anualmente, e por sua vez o sr. Alexandre que tem ótimas dicas a respeito carros, peças etc. Galera eu particularmente curto muito esse blog o canal do sr. Kleber e o sr. Alexandre apesar deste último eu ter conhecido a pouco tempo e consequentemente ter visto muito poucos seus videos. Então pessoal, vamos deixar de brigas, denuncias, etc.

    O Canal do cara da moto pode sair do ar e com certeza ele vai colocar de novo porque gostando ou não ele chama atenção pelo modo de pilotagem tem quase 30.000 inscritos e é um ídolo dos adolescentes, da umas dicas interessante sobre motocicleta, drogas e tal e na minha opinião é válido.

    O Flavio Gomes gostem ou não também, tem uma opinião a respeito dos videos do cara da moto e opiniões as quais são diferente da minha e da de vocês. Mas temos que respeita-lo como grande nome do jornalismo automobilístico.

    Então galera vamos deixar disso. Deixa o cara da moto postar os videos dele, deixa o Flavio postar suas sempre boas matérias que garanto que todos serão mais feliz.

    Um forte abraço

    Ricardo

    • Roberto Fróes disse:

      Antigamente se faziam merdas, e se dizia: “Faça o que eu digo, não faça o que eu faço!”.
      Nunca funcionou…
      O exemplo VISTO sempre foi muito mais seguido que o FALADO.
      Esse bandido, o tal Kleber, faz é APOLOGIA DO CRIME DE TRÂNSITO, ainda posta essa bosta (deu rima) em vídeo para que um bando de moleques ainda fedendo a merda das próprias fraldas o sigam.
      Por mim, merece cadeia, tanto pelas merdas no trânsito, como pelos vídeos.
      E quem o apóia, duvido que passasse num exame psicotécnico sério…

  33. Lúcido disse:

    Hipocrisia é o nome do que vocês (motoristas e motociclistas) estão fazendo. Discução inútil que mais uma vez terá vários prejudicados e nunhuma resolução. E ainda bem Flávio, que este blog é pessoal, pois na minha mediocre opininão, ninguém em sã consciência teria coragem de te pagar para escrever algo tão irresponsável ao ponto de causar problemas irreversíveis nas vidas dos afetados. Deculpe a revolta, mas já que posso comentar.

    (Me reverso o direito de preservar minha identidade pois não quero ser julgado por gente hipócrita)

    Já ia esquecendo, Albert Einstein também era considerado Débil na escola onde estudou na infância. Então por favor, ache outro adjetivo.

  34. Jefferson disse:

    Olha,eu concordo em parte com seu texto,é arriscado para ele andar daquele jeito,mas eu não vi nenhuma materia sua aqui falando sobre drogas,alcool,dando conselhos pra mulecada.O jeito dele pilotar é imprudencia si,mas ele já é um senhor de 51 anos,ex-alcólatra,ex-fumante,ex usuario de drogas.Não sei se você assistiu mais algum outro video dele,onde a maior parte da pilotagem ele conta sobre a vida dele e da conselhos pra galera,pois esse é o jeito que ele consegui obter atenção do pessoal jovem.Esse é apenas o que eu penso,quando você estiver fazendo coisa melhor pelas pessoas,aí eu irei concordar com vc.

    • Flavio Gomes disse:

      Ele poderia ser também ex-maluco do trânsito. Tomara que o faça antes de morrer moído.

    • renato disse:

      até respeito os conselhos dele(ainda que tenha alguns meio besta, como escovar dente, alimentaçao e etc)
      mas o que ele faz é apologia ao crime, incentiva os adolescentes a fazerem o mesmo,
      eu sei que ele fala que nao é pra copiar, mas continua incentivando.
      e os conselhos sobre droga, alcool acabam ficando de lado( 1min de conselho e 29 min correndo e buzinando achando o dono do mundo)

  35. Lerdão disse:

    Bom Dia, sobre o Kleber tenho o seguinte a dizer, tenho amigos que andam de moto, 3 deles se inspiram no Kleber como se ele fosse o cara, possuem motos de 500cc e 600cc, todos tem escapamento esportivo igual ao kleber, detalhe o que ele usa nao chega a ser escapamento esportico, simplesmente é um pedaço de cano… voltando, esses meus amigos seguem a risca os videos do kleber, andam a 120-150 na cidade, qualquer coisa ja ficam cortando giro se acham os donos da rua… ai o que acontece ? 2 deles se acidentaram com suas motos e estavam bem acima do limite de velocidade… por mais que o kleber fale que nao é para fazer igual ele o pessoal vai fazer, eles veem ele como um herói e uma coisa que esta acontecendo com os motoboys, grande maioria quer agora comprar uma 500-600cc e fazer igual ao kleber… a maioria que defende ele tem 125-250cc e sonha em pegar uma Hornet igual ele…

    • Nogueira disse:

      Boa noite,
      reparei no sue comentário e cheguei a uma conclusão.O Kleber pede nos videos dele para que as pessoas o copie no volante? Me desculpe mais vivemos em um Pais onde fazemos o que gostamos e o Kleber não colocou uma arma na cabeça de ninguem e pediu para sairem que nem loucos com suas motos pela cidade a fora.
      Sou motociclista e acompanho os videos do Kleber, creio que ele faça coisas erradas e creio que ele faça coisas certas, ok? quem não faz coisa errada aqui que atire a primeira pedra? talvez voce não corra no transito, mais trai a sua esposa? é um alcóolatra?um usuário de drogas? trata algumas pessoas mal? tem ganancia ou soberba? então meu amigo, não podemos julgar as pessoas pelos seus atos a não ser Deus, pois se alguém faz alguma coisas errada pode ter certeza que voce vai fazer em outra area da sua vida.
      Temos que parar de cuidar da vida das pessoas, a não ser que alguém esteja lhe causando algum problema,prejuizo ou prejudicando seus filhos ou familia, precisamos ter mais tempo para cuidarmos de nossas vidas, pois se voce acha que o kleber esta prejudicando algumas pessoas, o que voce me diz dos prefeitos,gornadores e presidentes do nosso pais? eles roubam, eles matam? e nós? vamos roubar? Vamos matar?
      Portanto volto a dizer, pessoas são pessoas, onde existir ser humano hávera pessoas boas e ruins, e piores são aqueles que se fazem de santos e por tras são víboras das piores espécies como tem muitos deles que fazem videos de carros no youtube, digo por experiencia própria, fui xingado no meu email e muito bem xingado, não dei muita moral não e minha vida continuou assim mesmo. Creio que se nós tomarmos conta do que é nosso, nossas vidas seriam mais leves e mais faceis de se viver, e se algum dia voce vir encontrar com o motociclista/Kleber que voce acha doidão, ao invés de insultalo converse com ele, procure intender porque que ele faz as coisas que voce acha errado, demonstre sua satisfação ou insatisfação com o assunto mais com total respeito e dando conselhos de que acha correto, abencoe a vida da pessoa para que ela seja feliz e não amaldiçoe com palavras e pensamentos…Deus nos deu a vida e o livre arbitrio para cada um buscar/fazer/escolher o que bem entender, se são paulo só tem loucos, o Brasil é imenso e existe lugares maravilhosos para se morar…Fica na paz….abrss

  36. Robson disse:

    Caramba a coisa esta pegando fogo aqui.
    Bom Pessoal eu sou inscrito no canal dele,ele tem bom coração,só q em cima da moto potente ele acaba abusando e colocando terceiros em risco.
    Fico admirado como uma maquina potente muda o perfil de uma pessoa,teve um dia q ele postou um vídeo dele andando de Burgman e sumiu aquela personalidade agressiva rsrsrs viu só como são as coisas as pessoas se sente donos da rua quando estão abordo de uma maquina potente.
    Tenho um canal no Tube e tem um vídeo q eu falo sobre como eu ando de moto e aconselho q todos façam o mesmo…eu ando igual carro na faixa,deu para passar eu dou seta passo e volto para faixa,corredor é só quando o transito esta parado ou muito lento,sera q é difícil fazer isso?!?!
    Dirijo moto,carro e caminhão e sei dos pontos cegos e dificuldades de cada veiculo.
    Abraço

    • André disse:

      Cara, não sei qual moto vc tem ou em qual cidade mora, mas em são paulo não dá para ficar morgando no trânsito não. Andar muito devagar com moto é arriscar a ficar sem ela. Infelizmente no Brasil os bandidos tomaram conta e cada um tem que se virar. Lógico que tudo tem um limite e pilotar igual ao Kleber é arriscado (ele mesmo fala isso), mas não pode bobear, fora que os carros passam por cima se andar devagar em marginais ou outras vias de trânsito rápido. No caso dos roubos, se ainda não viu, procura no youtube pelo vídeo “assalto na avenida salim maluf”.

      • Robson disse:

        Sim temos q tomar cuidado!Moro em Sp e tenho uma twister,ñ ando correndo mais fico ligado,quando vejo uma moto suspeita com garupa começo a entrar em varias ruas c eu vejo c o cara esta me seguindo,mais graças a Deus nunca passei susto…abraço

  37. andre disse:

    Senhores.

    Esse sujeito, no referido vídeo, arrancou o retrovisor de um carro, eu estava atras do carro da senhora é vi esse sujeito passando e gritando, totalmente descontrolado. Anotei a placa e repassei para a senhora, espero que ela dê queixa, embora ache dificil. Encaminhei denúncia com vídeo e a placa do elemento para a secretaria de segurança pública, infelizmente não posso colocar a placa por motivos legais. Mas recomendo ás pessoas que se sentiram prejudicadas encaminhem denúncia á policia. Ainda há experança.

  38. Alexandre - BH disse:

    Tomei um Sonrisal e consegui assistir mais alguns vídeos do “conselheiro”. Ele te chamou de jornalista prego e piloto lacraia (e tava debochando do seu Lada. Isso sim, é insulto grave! Rsrsrs!). Num outro vídeo o sujeito fala que estava reinstalando o escapamento original, pra passar na inspeção veicular no dia seguinte. Ou seja: ele caga decibéis nos ouvidos dos outros o ano inteiro, se passa por certinho na vistoria e depois volta com aquela merda de barulho. Isso sem falar nas 300 mil buzinadas. Belos exemplos “pros moleques”, hein? Muito honesto isso. E depois os hipócritas somos nós. Se manca, “comédia”!

    Em tempo: Que dialeto é aquele? E que sotaque chato pra cacete.

    • Ulysses disse:

      Seje ouvido para ser visto!

    • Claudio Marcelo disse:

      Ola Sr. Flavio Gomes.Gostaria de levantar algumas questoes:
      - Escreva um(1) acidente causado pelo Sr. Kleber Atalla.
      - Nos mostre aonde ele se auto-classifica como “Heroi”.
      - Excesso de velocidade, eh classificado como atrocidade?
      Bom, eu assisto os videos do Sr.Kleber Atalla, nem por isto acho que sou doente, e muito menos que preciso de tratamento como voce citou! Chegou a ver o video que ela fala sobre a Cracolandia? Alias sao varios os videos que ele tenta ajudar nossos jovens a nao entrarem no mundo das drogas. E voce? O que faz para ajudar? Ahn tudo bem nao eh sua obrigacao, mas fique tranquilo assim pensam nossos politicos tambem.
      Se o Sr. Kleber Atalla andasse de bicicleta, pode ter ctz que continuaria a ser admirado por seus “sequidores”, pois o mesmo tem conteudo no que diz!

  39. sergio libre disse:

    putz, o cara é jornalista, dulbe,escritor e professor e anda de burgman. trágico ! no mínimo uma 300 já o cara hornet é motoboy e anda de 600 isso que é inversão de valores. Flávio você ainda esta aí kkkkkk

  40. Daniel disse:

    Olha o exemplo que ele dá que tanto falam:

    http://www.youtube.com/watch?v=o7l7HhrLDWU&feature=related

    Vídeo de homenagem para ele. A parte que ele xinga prostituta é bem didática. A humildade com os outros motoboys, incentivando a direção perigosa também.

  41. Caco disse:

    Caramba! Quase 800 comentários!! Seria esse o posto mais comentado da história do seu blog?

  42. Machinist disse:

    FG, dá uma olhada nisso aqui..

    http://www.mundomoto.esp.br/?p=37010

    Obs: Não achei lugar melhor divulgar essa excelente iniciativa..

    Abç!

  43. Poxa vida… ver tanta gente assim querendo e desejando que motoboys, ou quem anda de moto se ferre no trânsito é irresponsabilidade do senhor professor de jornalismo da FAAP. O trânsito já é difícil pra todos, de moto ou de carro, aí surge um profissional da área, com postura “Datena”, por fim prejudica todo mundo… Um texto mal escrito tem o poder de fazer com que motociclistas fiquem mais putos com motoristas de carros, os chamando de frescos, etc. e faz com que motoristas de carros queiram que motociclistas morram, que percam suas vidas debaixo de uma roda de um caminhão. Parabéns senhor Flávio Gomes, por exercer de forma responsável sua profissão de jornalista, parabéns por não saber o que é imparcialidade, parabéns pelas linhas escritas sem nenhum compromisso com pesquisa, ou caráter informativo, mas sim de denúncia e nada propositivo (não que devesse ser). Tenha certeza que existirá uma mudança das pessoas que tomam contato com este seu texto de blog, é será pra pior, pra todo mundo, de todos os lados… Se eu conduzisse automóveis, não ia querer cometer um erro e prejudicar um motociclista que teve contato com este seu texto… E andando de moto, não quero topar com algum condutor de automóvel que tenha lido esse seu texto… Mesmo não querendo que essa situação não aconteça, ela pode acontecer, e certamente haverá reação… possivelmente nada positiva…

    O senhor julga e discorre sobre o perigo do condutor da motocicleta no vídeo, não? Quem o julgará pelo ato de transformar as relações entre condutores de veículos em algo pior do que já era? Ninguém né? Você sai dessa impune e com a consciência tranquila, né?

    Jornalismo denúncia, nada informativo e nada de imparcialidade…

    • Andre disse:

      Completamente fora do Foco.
      Incrivel, leia de novo o texto.

      Criou-se no Brasil uma classe de trabalhador por consequencias da inaptidao do Estado, orgaos publicos etc.. de manterem um transito decente, a dos Motoboys. Que arriscam suas vidas desrespeitando leis de transito pra poder manter a eficiencia.

      E completamente errado costurar ou andar entre faixas, os carros tem pontos cegos e a velocidade com que as motos costuram nao possibilita que o motorista tenha tempo habil pra fazer espaco, fora que existem pessoas com habilidaes diferentes, idades diferentes, reflexos diferentes dirigindo carros.

      Moto seja qual for, tipo motoboy ou o espertinho analfabeto do video devem ocupar o espaco de um carro e obedecer as mesmas regras de ultrapassagem.

      Nao ha nenhum outro pais de primeiro mundo onde este tipo de comportamento ocorre. Canada, EUA, Europa as motos respeitam o espaco dos carros e tomam o espaco de um carro dentroda faixa e nao entre faixas, enquanto no Brasil tem que torcer pra nao arrancarem seu espelho e se arrancarem nao voltarem chutando sua porta por acharem que ainda estao certos.

      Faixas foram feitas pra andar no meio nao sobre elas.

      • Ulysses disse:

        Eu concordo com o que foi dito pelo Carlos Gonzalez. E outra aqui em São Paulo, todos os motoristas de carro, caminhões, etc… deveriam agradecer aos motociclistas, pois senão fosse as motos o transito ja teria travado a muito tempo. Ja parou pra pensar se todos andassem de carro ou as motos ocupassem o espaço de um carro aqui no Brasil? E realmente o texto acabou piorando a “treta” entre os motoristas e motociclistas que acompanham este site.

      • Paulo Ferreira disse:

        Sou motorista e motociclista, mas andar de moto não me faz um retardado ignorante assassino. Esse sujeito do vídeo e tantos mais como ele, e você, são a “treta” desse país.

      • Então devemos nos voltar contra o poder público, correto? Buscando normas mais rígidas da emissão da CNH e uma fiscalização eficaz… Precisamos também resolver o problema da educação descontinuada e eleger melhor os que nos representam… Mas isso não muda o fato do ilustre profissional, professor de jornalismo da FAAP, ter feito um texto tendencioso, pouco informativo e com caráter de denúncia… Isso não muda o fato de eu ter lido mais de 200 comentários de motoristas de carros desejando a MORTE de quem anda de moto. Ou não muda o fato de ter feito com que os motociclistas tenham pegado mais birra de quem anda de carro…

        Não questiono como fulano ou sicrano dirigem seus veículos, sejam carros, motos, ou caminhões… O que afirmo é que o trânsito já é difícil, que existem divisões por categorias de veículos e rusga entre as mesmas, e este texto tal como estruturado, só fez piorar a situação, em nada ajudou, foi um material para botar mais lenha na fogueira, coisa de moleque. E isso é total falta de responsabilidade de quem o escreveu e o publicou… Principalmente se o mesmo possui títulos que podem legitimar suas frases e sabe da responsabilidade que têm nas mãos.

      • Paulo Ferreira disse:

        Não que caiba a mim dizer isso, mas já que fala em reestruturação você deveria aproveitar essa situação e pensar em restruturar a sua própria vida e sua compreensão do que se passa.

        Mais ainda me perturba que esteja cursando “um mestrado” vendo suas respostas e comentários. Repare que você esta defendendo alguém que põe a vida de incontáveis pessoas em risco a troco de nada. Na verdade a troco de auto promoção.

        O problema não são as motos, os motoqueiros, motociclistas ou motoboys, caminhoneiros, motoristas. O problema são os retardados que se sentem no direito de por a segurança de outrem no mais alto risco (não lembro de ter visto nenhuma resposta aqui desejando “a morte” de nenhum condutor responsável). Lembro inclusive que esse blog denunciou o comportamente assassino semelhante de um sujeito com um Porsche há tempos.

        Me decepciono muito mais ao ver alguém que tenha sido educado nessa defesa impensável, que os pobres coitados que vieram aqui escrever qualquer coisa.

    • Sérgio Balbino disse:

      Meu, tú é doente. Não sabe ler textos e muito menos interpreta-lo.

      • Estou fazendo um mestrado… Devo saber ler e interpretar muita coisa…

      • Paulo Ferreira disse:

        Talvez saiba, mas não demonstrou em momento algum aqui.

      • Sérgio Balbino disse:

        Amiguinho, isto aqui é um blog PESSOAL e o cara escreve o que ele quiser. Mostrar indignação com o que este babaca deste cara do vídeo faz é alguma “denúncia”?

        Expor uma opinião PESSOAL em um blog PESSOAL é denunciar algo ou um desabafo de um cidadão que, como tantos outros apaixonados por automóvel/motos/caminhões ou o que andar sobre rodas, não aguenta mais esta insanidade que se transformou andar de carro em São Paulo?

        E desculpe, escrever que faz mestrado não justifica a sua visão distorcida que teve do texto do cara.

    • Mauricio disse:

      Na realidade não está sendo feita uma apologia ao acirramento das relações contra os motoboys. Muitos deles já tomam essa iniciativa durante o dia, todos os dias. Não precisam de ajuda nenhuma.

      E só para constar, o vídeo apresentado pelo FG. O único motoboy que estava barbarizando em TODO o percurso era o Tiozinho…..

      Ou seja tem muito trabalhador consciente nesta profissão. Acho que os verdadeiramente doidos são até minoria.

      A reportagem vale pelo alerta contra a loucura que se pensar ser indestrutível. É necessário tirar das ruas essas pessoas que se acham inatingíveis. Que se acham superiores aos outros. Em suma, esses suicidas potênciais, verdadeiros terroristas urbanos.

      • Maurício, você chegou a ler a quantidade de comentários de motoristas de carro de desejando a morte, a queda, etc de quem anda de moto? Chegou a ler os comentários dos motociclistas batendo boca com os condutores de automóveis? Isso meu amigo é reflexo da lenha que o distinto formador de opinião (não vou chamar de jornalista) jogou na fogueira. Particularmente, espero que isso fique apenas no bate boca digital. Não vale a pena qualquer pessoa perder uma perna, a vida (no caso de motociclistas), ou ter seu carro arranhado, ou espelho quebrado (motoristas de carro), por conta de certa influência que este tipo de conteúdo possa criar.

      • Flavio Gomes disse:

        Você também já me encheu o saco. Cai fora, vou jogá-lo na temida caixa de spams.

      • Sérgio Balbino disse:

        Se Fangio estivesse vivo, comentaria aqui:

        “Babacas son babacas”…

    • João disse:

      Vc só está defendendo o “jão vida loka” pq ele é seu amigo pessoal. Tudo o que o Ilmo Sr. Flávio Gomes escreveu é verdadeiro. Aproveite e vá com seu amigo no fonoaudiólogo, pq sua voz de Marília Gabriela é tão estranha quanto a dele.

      • Rafael disse:

        Voz de Marília Gabriela. Essa foi interessante.
        Saiba você, João, que a voz da Marília Gabriela é considerada por FONOAUDIÓLOGOS, uma das melhores.

        Pesquise primeiro antes de falar merda na internet.

  44. Marcos disse:

    Foi muito bom você, com toda a audiência que tem, ter chamado a atenção alheia a respeito disso.

    Justiça seja feita, tenho motivos de sobra pra odiar a categoria, mas é importante que se diga que alguns motoboys são bastante prestativos no trânsito. Já vi diversos casos de acidentes, panes no meio da rua, dentre outros incidentes envolvendo carros, nos quais os primeiros a pararem pra ajudar, empurrar, dar carona pra pegar gasolina, entre outros, foram os próprios motoqueiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>