É PÉREZ

SÃO PAULO(vamos dar uma “americada”) – Hum, vamos ver como eu escrevo isso… Digamos que “lubrificado” por uma empresa mexicana oleosa, Sergio Pérez fechou com a Force India. Será o companheiro de Nico Hülkenberg no ano que vem. Esperem o anúncio.

Comentários

  • Hülkenberg e Pérez formam uma dupla explosiva, bem mais interessante que a dupla “café com leite” Sutil e Di Resta. Force India se deu muito bem, ainda mais com Pérez levando um bom dinheiro da Telmex, sem grana time mediano não tem como evoluir.

    Outra dupla do barulho, Maldonado e Grosjean na Lotus(fora Raikkonen e Alonso na Ferrari). O bicho vai pegar dentro e fora da pista em 2014. Se Massa tomar sufoco de Bottas, pode pensar em aposentadoria…

    Observe que pilotos da nova geração como Grosjean, Hülkenberg, Pérez e Maldonado se destacaram nas duas últimas temporadas, já o experiente brasileiro na Ferrari só foi fiasco.

    Coloco Grosjean como surpresa positiva em final da temporada(conseguiu nove pódios em 2012/13, contra três de Massa na poderosa Ferrari). Hülkenberg já provou que é muito bom, merecia lugar na Mclaren em 2014.

    Pela inconstância de resultados, Pérez e Maldonado ainda tem que provar que são bons pilotos(pelo menos, pra vaga de segundo piloto em time grande), se não conseguirem, ficam na F-1 até a grana acabar. Pegar companheiros em alta como Hülkenberg e Grosjean vai ser parada dura em 2014.

    Quem se deu bem mesmo foi Daniel Ricciardo, Vettel pode mudar de time nos próximos anos, mostrando serviço, Ricciardo pode sonhar um dia liderar a RBR…o problema é saber se Newey vai estar lá…

  • Algo me diz que entrou na equipe certa mas com o cara errado como companheiro. Pérez é rápido, sem dúvida alguma. Agressivo também, Button que o diga. Mas mesmo assim, creio que vai levar uma surra do Hulk, e não vai adiantar peitar porque o alemão não é um lord inglês. Alemão é tudo bicho chucro.

    Concordo com o comentário lá em cima, Vijay ganhou muito com esta dupla. Um cara rápido e com muito dinheiro e outro com velocidade, inteligência e regularidade. Hulkenberg é muito mais piloto que o Sutil e Di Resta, também é melhor que o Pérez. Vijay conseguiu unir o útil ao agradável, e olha que o útil também pode ser agradável. Fortes candidatos a 4 ou 5 força ano que vem.

  • en primera checo no cuenta con apoyo petrolero por parte de pemex!! pemex es una empresa completamente nacional (hasta el dia de hoy) por lo cual no aporta recursos a deportes! si no al gobierno federal el cual cuenta con un programa de apoyo a los deportes OLIMPICOS

    en segunda castrol (aceites) si aporta pero su patrocinio no alcansa para nada

    el patrocinio fuerte de checo es en telecomunicaciones en nombre de la empresa TELMEX que pertenece al grupo carso del cual es propietario el señor Carlos Slim

    • Sei não…. o Nasr esteve longe de ter uma grande temporada na GP2…se ele fosse agora pra F1 e não conseguisse acompanhar seu companheiro de equipe, talvez ficasse queimado e não tivesse outra chance.
      Acho que é melhor ele tentar o titulo ou pelo menos fazer uma grande temporada em 2014 pra chegar com mais moral e auto-confiança em 2015, talvez até numa equipe melhor que a Sauber.

  • Tá certo que existe a discussão quanto a qualidade dos pilotos, vez que hoje em dia basta ter apoio ($$$$$), que qualquer pilotinho chega na F1.

    Por outro lado, é indiscutível que hoje em dia praticamente um piloto só entra na F1 se tiver um baita apoio financeiro, seja de empresários, governos, estatais… e é incrível como no México os empresários tem apoiado o automobilismo, seja o setor privado ou o governo (misto ou não), diferentemente do que acontece no nosso país, que apesar de ter fortes estatais, tais empresas não tem gás para investir muito no automobilismo, e na minha opinião, muito por culpa da CBA, que não faz nada para o interesse crescer, e continua com sua política arcaica (com exceção do Banco do Brasil, que apoia o Felipe Nasr, mas que ainda assim não o garantiu a importância necessária para que ele uma vaga de titular) .
    A maior verdade é que a F1 está FALIDA, e as equipe precisam recorrer aos pilotos pagantes para sobreviver, com isso perde cada dia mais credibilidade e qualidade..
    Eu mesmo sou apaixonado por automobilismo, mas cada dia perco mais a tara nessa categoria.

  • Será uma dupla muito rápida.

    O problema para Pérez é que ele não terá mais o gentleman Button como companheiro de equipe, e sim um cara baterá de frente de maneira não tão polida, se precisar.

    Olho neles.

    Abs