MENU

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 - 18:00F-1

HÁ 40 ANOS, EMERSON

SÃO PAULO (grande lembrança) – Mil obrigados ao Fernando Figueiredo Mello, que não deixa passar nenhuma data importante em seu blog, o “Efemérides do Éfemello”. Hoje faz 40 anos da primeira vitória de Emerson Fittipaldi pela McLaren, e a segunda no Brasil.

Os jornais da época falavam em 150 mil pessoas em Interlagos. Pode ser um exagero, mas tinha gente pacas. Alguns desses 150 mil certamente frequentam este blog. Então, contem como foi!

Alguns detalhes, para quem não lembra… Começou a chover no fim e a prova foi interrompida na 32ª volta. Me pareceu meio patriotada da direção de prova. Afinal, faltavam oito, ainda. E oito voltas na velha pista de Interlagos representavam 20% do percurso total da corrida. E a chuva nem foi tão forte assim.

De qualquer maneira, lembremo-nos deste 27 de janeiro, de grande importância para o Brasil na F-1. Que bombava. Afinal, Emerson fora campeão em 1972 e vencera o GP do Brasil de 1973, o primeiro no país válido pelo Mundial. Tempos promissores para o mundo da velocidade por aqui. Que duraram bastante, afinal.

9 comentários

  1. Caipira disse:

    Interlagos era pra macho. Curvas 1 e 2 inclinadas tipo Indy, a milhao. Retao de + de 1Km e curva 3 que enganou muitos craques. Na ferradura, lembro das Tyrrell de 6 rodas com as 4 da frente guiando e o carro de lado, Peterson e Depailler, acho. Curva do Sol. sol na cara, Sargento e Laranja, onde so laranja tirava o pe, dai o nome. Depois veio essa geracao meio fresquinha, TV e Bernie, business….. Aleijaram Interlagos e a F1, dai vieram os campeoes figurantes, Hill, Villeneuve Jr, Mika, Schumi “bom de pitstop” e os bundinhas brazucas. Viva Tilke, Viva Hungaroring. Parabens a todos.

  2. Luc Monteiro disse:

    Em tempos de reviravolta na “regra” dos números, me chama atenção Peterson usando o número 1 na Lotus, na temporada seguinte ao título de Stewart pela Tyrrell.

  3. Antonio disse:

    A atravessada do Peterson em 01:15 vale por todo o vídeo. Muitos falam da patriotada no famoso GP de Monaco de 1984, mas esta ai acho que foi mais descarada ainda.

  4. Fabio Amparo disse:

    Isso é o que eu chamo de fazer curva “pendurado”.

    Hoje em dia qualquer piloto do grid não domaria um carro desses.

    Abraços.

  5. Paulo Emilio disse:

    Não acredito em patriotada ! Lembro que em 1974 as provas se decidiam nas pistas e não nos boxes ! As equipes não tinham o costume de trocar pneus durante a prova e a verdade conquistada na pista ficaria comprometida, vide o que aconteceu em Mosport no ano anterior ! Além do mais a classificação da prova já estava bem definida e sempre haveria o risco de acidentes com os grandes pneus slicks da época !

  6. Jayme disse:

    Cada vez que vejo imagens do Interlagos original fico com mais raiva da mutilação que fizeram na pista.

  7. Zé Maria disse:

    Coisa mais linda de se ver era o pessoal (notadamente o Ronnie Peterson. . .) abusando do power slide tanto no antigo Sol como no Laranja. . .as baratas vinham atravessadas, escorregando nas 4. . .quanta saudade da pista antiga. . .
    Para o Emerson foi uma dupla redenção, vide a faixa que aparece no vídeo, com os dizeres “Emerson remember Monza” , bem como deu a volta por cima após o fiasco involuntário que havia sido a estréia na Argentina, quando o Ford Cosworth da M23 ficou com 7 cilindros, tirando-o da disputa da prova que coincidentemente marcaria a última vitória da carreira do companheiro de equipe Denny Hulme, a k a “The Bear”.

  8. Caro Flavio,

    Eu que te agradeço mil vezes pela divulgação e apoio!

    Grande abraço,

    Fernando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>