MENU

terça-feira, 10 de junho de 2014 - 18:30F-1

ÁUSTRIA!

RIO (adorava) – A Áustria volta à F-1 daqui a dois finais de semana, o que no fim das contas é a melhor notícia do ano para mim. Finalmente um país de verdade, um circuito de verdade, nada daquelas bobagens artificiais do Oriente que Bernie adora. O vídeo acima é muito bacana. Vettel e Berger trocaram de carros em Zeltweg/Spielberg, agora Red Bull Ring. Sebastian nunca tinha pilotado um F-1 com três pedais e câmbio na alavanca. Esse carro é o de 1988, que ganhou em Monza. Gerhard curtiu o Red Bull de Vettel, também. Pena que está em alemão. Mas aqui tem uma parte com legendas em inglês.

48 comentários

  1. Fernando disse:

    Como fica ridiculo o Vettel com aquele capacete na Ferrari f1-87. Agora o Berger com o capacete dele dos anos 90 na RBR ficou show. Como sao feios os capacetes de hoje em dia. Eu nao sei a diferenca do capacete do Vettel para o Ricciardo, para mim e um monte de rabiscos de crianca com o simbolo da Red Bull em cima. Cade a identidade do piloto?

  2. Snowmeow disse:

    Só eu notei que as faixas do capacete de Gerhard Berger estavam na horizontal, como no de Roland Ratzenberger, ao contrário de na vertical, como era de costume?

  3. Marcos Alvarenga disse:

    Detalhe que o Berger está usando o macacão da época, com a Marlboro como patrocinador.

    Nesse mundo mesta e politicamente correto isso não é comum de se ver. Nem mesmo em eventos assim.

    O do Vettel dando cabeçada e arranhando nas trocas de marchas foi impagável.

  4. Marlo Lemos disse:

    Impressionante mesmo foi o Berger entrar no Cockpit da RBR. :0

  5. Allez Alonso! disse:

    Idioma feio de se ouvir, mas falando sério, dirigir uma Ferrari traz um sorriso no rosto, né Vettel? E o Vettel tem mais a falar sobre o carro que o Berger, sem dúvida, antigamente tinha que ser muito mais piloto!

  6. Ubaldir Jr. disse:

    O macacão XG do Berger está chamando a atenção… rs.

  7. Fabio Tust disse:

    Demais o vídeo!

    Muito linda a Ferrari com os adesivos originais, assim como o macacão do Berger também. Chega dessa frescura de esconder os patrocinadores antigos ligados ao tabaco.

    Pareceu realmente muito divertido para ambos!

  8. tô indo na hora certa para o lugar certo. ano que vem estarei lá!

  9. Marcelo Citadini disse:

    Flávio, não há jeito de se arrumar a tradução das falas? Quero saber o quê Vettel diz a respeito da Ferrari. Algum tempo atrás, Hamilton testou a MacLaren da Ayrton deste mesmo ano, e parece que se deu melhor na pilotagem. Como disse o Berger uma vez; estes são carros para homens!

  10. Filipe disse:

    5 x 0 pro câmbio. rsrs

  11. Elmo Rosa disse:

    1- Sensacional a Ferrari ainda com os adesivos originais da Marlboro. Deve pertencer a algum particular pois, assim como faz a McLaren, a escuderia de Maranello, salvo engano, também tem o hábito de removê-los.

    2- Ver um tetracampeão errando o tempo de todas as marchas não tem preço.

    3- Como consegue-se os pneus para esses fórmulas antigos?

  12. Gustavo disse:

    Vamos combinar que esse circuitinho aí esta muito longe do saudoso circuito de de Osterreichring. A pole do Nelson Piquet em 1987 foi a 256,6 km/h de média. Na última vez que estiveram lá, a pole de M. Shumacher foi em 225,2 km/h de média. Ainda bem que tiveram a decência de mudar o nome do circuito na época do Shumacher para Spielberg. É mais um circuito de retas longas e freadas fortes, longe dos curvões de alta tendo o muro como zebra da década de 80.
    Circuito que ainda inspiram respeito é Spa e não lembro de outro.
    O último grande prêmio do Canada, ver o Rosberg cortando caminho na freada que errou e ainda ganhar vantagem, é ridículo. Também havia um “S” de alta no início daquela reta que foi removido, enfim, tão muito chatos os circuitos.

  13. Antônio disse:

    Mesmo este Ferrari de 1988 não sendo um dos Fórmula-1 da era turbo dos mais potentes por conta da restrição de pressão no turbo em apenas 2,5 Bars naquela temporada o som é realmente Animal, nossa quando a turbina enche… E o desenho do carro ? Baixo, largo, porém com a carroceria bem estreita. Fiquei saudoso agora…

  14. Leandro Ferreira disse:

    Bom, pelo menos o Vettel pode falar que já pilotou uma Ferrari na carreira hahaha

  15. André Micheloto disse:

    Meu, com essa fonte nova do seu blog as vírgulas parecem pontos. Tá estranho pra caralho.

  16. Glauson disse:

    Sebastian é um cara aparentemente gente boa. Não é carrancudo nem tem ar de superioridade como Michael tinha (ou tem) .Ele se diverte c as baratas e com o que faz.

  17. Glauson disse:

    Acho q os carros deveriam voltar a ser mais largos como antigamente. Hoje os pilotos perderam o poder do vácuo. Ao invés de asa móvel , DRS, etc., deveriam voltar os carros mais largos para tentar ultrapassagem usando o vácuo do competidor à frente.
    Muito bom o vídeo.

  18. Mavex disse:

    Essa ferrari não é videogame não, as marchas são duras, só entram na rotação certa, precisa de punta-taco na redução, embreagem dura que nem pedra. Se o Vettel aprender a manejar corretamente essa alavanca capaz que dá pau na sua redbull de hoje. É bonito ouvir a turbina encher.

  19. perna quebrada disse:

    Quando o Berger vir o vídeo e ouvir a troca de marcha do Vettel, vai pedir uma caixa de câmbio nova.

    —-
    Agora, essa propaganda da tal Empiricus fazendo campanha pro Aécio aqui do lado merecia proibição da Justiça Eleitoral.

  20. Cláudio R disse:

    O Berger é um dos pilotos mais altos na F1 em todos os tempos, com 1,88 m se me lembro direito. E o homem visivelmente tem levado uma boa vida…

    Como é que conseguiram enfiar ele numa Red Bull ????

  21. Thiago Sabino disse:

    Muito bom o video (mesmo em das alemanen…)

    Salvo engano, essa não foi a última Ferrari de câmbio manual, e que foi a única que quebrou a hemegonia das MPs em 88?

    Daí pra frente, em 89 com Mansell/Prost já eram os “semi-automáticos”, correto?

    Se eu estiver enganado, por favor, me corrijam.

    Agora, a hora que o V12 sai do box, aí sim, é de ver que existem sinfonias de motor, e existem “barulhos” de motor….

  22. Jayme disse:

    Algumas coisas, primeiro vai precisar trocar o câmbio da Ferrari, arranhou todas as trocas e segundo eu quero o ronco dos motores de volta, a Ferrari de 1988 era turbo e tinha um belo ronco, não essas furadeiras de hoje!

  23. Glauco disse:

    Acho um saco quando fazem isso, mas não encontrando jeito melhor, viu este comercial da Mobil?
    http://vcarros.com/vcarrosnoticias/mecanicos-da-formula-1-surpreendem-pessoas-em-estacao-de-lavagem-de-carros/

    Em tempo, Zeltweg era um dos mais divertidos circuitos até no videogame.

  24. Gustavo Lucena disse:

    Destaque pra propaganda da Marlboro bem escancarada.

  25. Chupi Alonso! disse:

    Deve ser por isso que o Al Onso está indo para Le Mans.

    Allez Mans!

  26. Pablo disse:

    Bem legal ver este vídeo com a Ferrari de 1988. Gostaria que a F1 voltasse a ter mais corridas na Europa. Quero a volta de circuitos tradicionais como Estoril, Ímola, Magny Cours ou Paul Ricard. Aproveito a oportunidade Flávio, para dizer que está sendo bem legal os programas pela Fox cobrindo a seleção, hoje o programa com vc, o Benjamin Back e o Oswaldo Pascoal e o Sormani foi muito bom e engraçado. Parabéns a vc e a todos da Fox.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>