Comentários

  • Tem um mais detalhe nesse lance da Formula Indy em Brasília. De agora em diante, ate pelo mês de maio chove pra caramba na cidade. Dai mesmo que o Governo do Distrito Federal (GDF) resolva o problema da licitação, penso ser complicado reformar a pista do autódromo, que será a prioridade neste momento da reforma. Vai ter que rezar muito para São Pedro ajudar. kkkkkkkkkkk

  • O Governo do DF está falido. Não está pagando nem quentinha para os hospitais. A reforma do autódromo só sairá se alguma empresa assumir, mas não da tempo de fazer tudo até março de 2015. A Indy em Brasília vai micar. Viva o Brasil do PT!!! Nunca vi tanta incompetência.

  • Por nós, um podcast depois de cada corrida. Esporte a motor não tem muito conteúdo profissional. Pense nessa possibilidade e lute por ela, POR NÓS GEARHEAD abandonados!

    OBS: Adoro seus videos diários, ótima iniciativa!

    OBS2: Indiana Gomes, que saudade! Grava alguma coisa nos seus encontros. Faz um indiana improvisado quando der =]

  • preocupa não. para quem já passa vergonha sem coleta de lixo, sem transporte público e sem fornecimento de alimento para hospitais não vai se espantar de dispensarem a licitação para pagar uma fortuna por umas demãos de cal e uns retalhos de lona, dizendo que o autódromo foi reformado.
    adianta logo o clichê com a fala do dirigente: “a morte de um piloto por causa de um bueiro foi uma fatalidade.”

  • Eu sou de Brasília e acho que se o novo governador cumprir o contrato, acredito que só o fará porque a multa deve ser mais cara do que a realização da obra em si. O atual governador, ex-ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, acabou com dois mil cargos dois dias após perder o segundo turno. Os garis estão de greve e algumas empresas de ônibus cobram 15 milhões em valores atrasados. Nos hospitais, a empresa que serve refeições já cortou a alimentação de acompanhantes dos pacientes devido à falta de pagamento e por isso os funcionários são dispensados mais cedo. A festa da virada, no fim do ano, também foi cancelada devido à falta de dinheiro. Existem empresas que ainda não receberam valores por serviços prestados na época da Copa, uma vez que as cidades-sede eram responsáveis pelos custos das Fan Fest. Só se o governo federal intervir, porque todo o dinheiro que o meu governador tem aparentemente está sendo usado no “glorioso” estádio Mané Garrincha, já que novos aditivos no valor de 14 milhões foram assinados e o estádio já alcançou a marca de 1,7 bilhão de reais.