MENU

sábado, 8 de novembro de 2014 - 18:11F-1

S DA SALVELINA (16)

massanagalera

SÃO PAULO (pode vir) – Com esse negócio de usar o mesmo título para todas as notinhas de um GP, às vezes algumas informações importantes ficam escondidas.

Então é o seguinte: AINDA TEM INGRESSO PARA A CORRIDA!

O público hoje foi modesto, calculo coisa de umas 30 mil almas, mas os organizadores só vão passar esses números oficiais amanhã. Quem veio curtiu o terceiro lugar de Massa no grid. Os setores B, F e D estão esgotados, mas há entradas disponíveis para os demais e para algumas áreas VIP. Para quem quiser vir, as bilheterias de Interlagos estarão funcionando das 7h às 12h amanhã.

Toda a turma da organização e do autódromo está, com razão, orgulhosa do trabalho que foi feito na primeira etapa das reformas. Ninguém reclamou do asfalto, ao contrário, e sobraram elogios para a nova entrada de box e para a área de escape do S do Senna. O engenheiro-chefe do GP do Brasil, Luis Ernesto Morales, informou que além de ter sido quebrado o recorde oficial da pista para a pole-position (aquela de 1min09s822 de Barrichello não conta, neste caso), as velocidades máximas atingidas na Reta dos Boxes (338 km/h) e na Reta Oposta (333 km/h) também superaram as marcas anteriores de 326 km/h e 323 km/h.

A equipe de engenharia do GP Brasil trabalha na F-1 desde 2001. “Levamos 14 anos para alcançar esse patamar. A parceria com a Secretaria de Obras funcionou com perfeição e o resultado foi a excelente marca no treino de classificação”, disse Morales. Beleza pura.

Ontem conversei com Chico Rosa sobre a próxima fase das obras. O administrador do autódromo contou que só vai sobrar a estrutura dos boxes atuais, que serão redimensionados. Sobre eles será construído um prédio que, provavelmente, vai abrigar camarotes e torre de controle. Debaixo do heliporto, interditado pela Anac há anos, ficarão os boxes da FIA. O paddock será alargado e atrás dele vão erguer um novo edifício para abrigar escritórios das equipes, sala de imprensa e sei lá mais o quê. O vão entre os dois prédios será coberto. Pelo que vi do projeto, tudo muito funcional e sem grandes luxos.

Gozado que ontem a Evelyn conversou com Christian Horner sobre as reformas e o chefe da Red Bull disse que a única coisa que jamais poderia ser modificada em Interlagos era justamente o paddock. Apesar do aperto e da confusão, “é o único paddock da F-1 onde a gente fica perto do pessoal das outras equipes, onde se pode encontrar todo mundo, a gente conversa, almoça perto um do outro, vê os amigos, é o tipo de coisa que não pode mudar nunca”.

Palavras de quem sente falta de calor humano, algo que realmente não existe nos autódromos mais modernos. Aqui é uma zona, mas é o maior barato. E acho que vai continuar sendo, espero, depois das reformas.

51 comentários

  1. Robertom disse:

    Que o Bernie, a Rede Globo e o Jean Todt enfiem os ingressos que sobrarem no rabo.

  2. Leandro disse:

    A matematica é simples. O brasileiro ganha 5 vezes menos que um europeu, e o ingresso aqui custa 5 vezes que mais uma do que em um corrida na Europa.
    Meu dinheiro não levam, meu ingresso para o WEC já esta comprado.

  3. Robson Leandro disse:

    Outro assunto triste: a cobertura do GP pelo rádio. CBN e Jovem Pan praticamente de fora. Só sobrou “a rádio oficial” cuja qualidade da transmissão nesse ano foi ladeira abaixo. Desde ontem as pautas são, nessa ordem: chuva, o que tem pra comer na Ferrari, a cor da calça d um dos repórteres e amenidades sobre os espectadores. E com grandes comentaristas como Marcelo Tas. Fora o narrador que, não se sabe bem até hoje o porque, tem obsessão em falar mal do Felipe Massa. Ok, não precisa torcer como o Galvão Bueno, mas já partir do princípio de que o cara vai mal é no mínimo estranho. O único na equipe que cobre F1 o ano todo e por todos os circuitos tem pouco espaço para falar. E depois reclamam da Globo…

  4. Rogerio C disse:

    Olhando essa foto, é engraçado pensar na corrida do ano passado, e pensar na sorte que Massa e Bottas deram esse ano… O carro no momento só é pior que as Mercedes, e esse uniforme é bonito pra c…! Torcendo muito pro sucesso do Massa nessa corrida.

  5. John Player disse:

    Vi um programa no Sportv com o Emerson e sua carreira na F1, quando chegou na McLaren, porque saiu da Lotus (Collin Chapman não permitiu a Emerson ultrapassar seu companheiro de equipe e tirou de Emerson uma vitória que garantiria pontos para um título de campeonato), etc.

    E querem saber? A F1 SEMPRE TEVE DISPUTA DE CAMPEONATO ENTRE 2 OU NO MÁXIMO 3 CARROS (equipes) com chande de ser campeão. O restante do grid é coadjuvante.

    Foi assim desde a época de Fangio. Foi assim na época de Fittipaldi (Lotus) x Stewart (Tyrrel), depois Fittipaldi (McLaren) x Ferrari (Lauda e Reggazoni), Feerari (Lauda) x McLaren (Hunt)….Na época de Piquet (Brabham x Williams), (Brabham x Lotus)…Depois anos de Williams x Williams (Piquet x Mansell), McLaren x McLaren (Senna x Prost), McLaren x Ferrari…Depois Williams sobrando com Prost, depois Mansell (Até o Damon Hill foi campeão!)…depois Benneton (Schumacher) x Williams… o Dominio Ferrari dos anos Schumacher até a Renault (ex-Benneton) ressurgir com Alonso…3 anos sobrando com Alonso….Depois a dupla McLaren (Alonso x Hamilton)….

    Ou seja, quem conhece um pouquinho de história da F1 e não tem preguiça de pensar não fica nesse mimimi TODO ANO reclamando que só uma equipe domina o campeonato.

    Sempre vai ter uma ou no máximo duas equipes dominando um campeonato. POR COMPETÊNCIA.

    Vamos deixar de mimimi e enxergar que ao contrário da era Senna ou mesmo da era Schumacher/Ferrari, os últimos anos mesmo com dominio de RBR e agora Mercedes, tem trazido muito mais disputas, boas brigas, boas corridas do pelotão do terceiro colocado até o intermediário.

    E o nível dos pilotos jovens (pagantes ou não) é bem melhor que da década de 90 e começo dos anos 2000.

    Vamos curtir mais e ficar com menos mimimi.

  6. Brabham-5 disse:

    Essa da bateria no carro do Alonso é típica mancada Ferrarista.
    Não tem como tirar a italianada dos boxes e deixar só japonenes com os macacões da Ferrari?
    E aí chama o Alonso de “chorão”, que reclama demais, etc,etc…
    Tem de largar essa bomba e sair falando um monte mesmo.
    “Piquetar” , mesmo. Declarar pra todo mundo ouvir: “Tá/É uma merda!” e pronto.

    http://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/resignado-alonso-diz-que-esperava-oitavo-lugar-e-da-bronca-em-equipe-via-radio-por-causa-de-bateria

  7. FÃ CORRIDAS disse:

    Frequento Interlagos há mais de 30 anos e já fui a muitas corridas de F1 mas depois de assistir algumas corridas de Indy, Nascar e LeMans ao vivo inclusive todas da Indy no Anhembí é fácil entender porque a F1 apesar de toda sua tecnologia recebe cada vez menos público. Corridas com vencedor praticamente definido antes de iniciar, ingressos CARÍSSIMOS, desconforto total nos setores mais baratos, SOMENTE 18 CARROS. Corridas americanas e de endurance tem muito que ensinar à F1 atual.

  8. fernando disse:

    Niki lauda diz a mesma coisa, ja faz um bom tempo, q gosta muito do ambiente dos paddocks de interlagos. Mas me parece q estes nao decidem nada.

  9. Ferdinandes disse:

    Tambem, com a fortuna que enterrram nas reformas…

  10. Rodrigo disse:

    O recorde só foi quebrado porque os carros tem a “asa móvel, pneus slicks e recuperação de energia” o que ajuda a “esconder” como são lentos esses carros atuais.
    Para quem não se lembra, em 2004, nada disso existia. Logo, entendo que a comparação é errada, mas se torna oficial, porque não existem critérios.
    O público é ruim há alguns anos, preços abusivos e etc. Mas todo mundo esquece e fica quieto…
    abs

  11. Rodrigo Correa disse:

    Flavio, esse ano senti falta das suas fotos mostrando bastidores do fim de semana de GP Brasil

  12. Rafael Chinini disse:

    pergunta é, quanto vai estar o ingresso amanhã, só para o domingo?!
    se fosse baratinho, até dava pra ir!

    criança menor de 5 anos entra?

  13. Felipe disse:

    FG, Massa bateu os 342.9 km/h…

  14. Chupez Alonso disse:

    O grande problema da F1 é o alto preço dos ingressos. Se vc for de outro estado, sai mais caro ainda a brincadeira.

    O último ano que fui foi ano passado e paguei se não me engano 1.450,00 cobras para ficar na reta principal, de frente pros boxes.

    O lugar é legal, coberto, diferente do setor G, vc vê toda a movimentação das equipes nos boxes, tem as ultrapassagens no final da reta, porém, não se vê mais nada do circuito, escondido atrás dos boxes, que li no outro post que não serão demolidos, ao contrário, vão construir ainda mais em cima. Isso é um absurdo!

    Outra, vc tenta comprar ingresso para alguns setores, como o de frente pro S do Senna, e no site está sold out. Assim como nas bilheterias. Mas no dia da corrida, os locais estão absolutamente vazios! Outro absurdo.

    Isso se dá porque milhares de ingressos são dados (ou comprados, sei lá) às empresas patrocinadoras que distribuem para seus funcionários que nem sempre, ou até geralmente, não vão.

    Aí também cria-se um mercado paralelo onde muitos desses revendem esses ingressos que lhe foram dados, que custariam 1.500,00 cobras, mas como não vão, revendem por 500,00.

    Conheço muitas pessoas que usam deste artificio. Coisas de Brasil.

  15. Paulo Pinto disse:

    As “traídas” estão fazendo a festa em Interlagos. Bonito de se ver!

  16. Sanzio disse:

    Sigo tudo quanto é piloto no Twitter. Tem duas pistas onde eles geralmente são unanimes em elogiar: Spa e Interlagos.
    São os últimos resquícios da época de ouro da F1 como esporte. Depois que virou bussiness, perdeu a graça. Pra nós e, como deixou bem claro o Horner, pra eles.

  17. Jacomi Gomes disse:

    Ok, o ronco é feio. Mas aquelas trapizongas andam que é uma barbaridade!!!!

  18. Fernando disse:

    O campeonato está 99% decidido, só tem uma equipe de F1 e o resto que veio e tempo de GP2, ameaça de três não correrem, duas falidas. Tempos economicamente difíceis, carros horríveis, sem som, sem estética. O maior mote é uma luta pelo terceiro lugar no pódio para o Massa. Tava na cara que não iria lotar. No final do mês tera WEC que é muito mais corrida por um preço bem mais atrativo. Talvez isso ajude explicar o Pq ainda tem ingressos

    • Monier.,.,., disse:

      No mínimo quinhentos reais para sentar em um banco de concreto, que não é garantido porque não é numerado, na chuva, com um acesso difícil, e ver a turma “vip”/corporativa comendo caviar no coberto sem nem saber o que se passa?
      Só se for muito aficcionado ou muito tonto. O homem médio não tem por que ir.
      Por gostar bastante, já fui em dia de treino livre no setor A, por módicos 40 reais de estudante. E já está de bom tamanho. Estou pensando em dar um passeio de moto ao redor, só para ouvir o ronco do motor turbo.
      Teve quem fez as contas tempos atrás e viu que o ingresso do GP aqui era mais caro que em Londres, que é das cidades mais caras do mundo.
      Sem contar que esse negócio de só vender pacote para 3 dias cheiraria a venda casada, se o Procon não fosse administrado pelo mesmo cara que cuida da nossa água da torneira.
      Resumindo, arquibancada vazia pela mesma lógica do grid vazio: um sujeito querendo lucrar muito, mesmo que poucos participem e isso torne o espetáculo menor.

  19. Allez Alonso! disse:

    Pois é tive oportunidade pra ir, não fui e me arrependi. Esse negócio de barulho é relativo, todo mundo que eu conversei, que foi na pista tá gostando. Os carros estão mais rápidos fazem tudo gritando, fritando pneus, turbo assobiando… É mais legal de ver que a pole de 2012.
    2014:
    http://youtu.be/u0AbzRPtyy4
    2012:
    http://youtu.be/YZIWgNYWxTQ
    Comparei com 2012 porque o Hamilton é mais piloto que o Vettel e em 2013 choveu.
    Pole de 2013, daqui a alguns anos, ficará provado que era os engenheiros do Vettel que guiavam a RedBull!
    http://youtu.be/0XEThDexeds

  20. Galvão disse:

    E a Veja, de babaquice, falando que aqui é a “favela da F1″. Ô revista mequetrefe.

  21. Marcelo disse:

    Alguém sabe porque Barichello nem apareceu em interlagos.
    Será q a Globo vetou?

  22. Max Morais disse:

    Flavio, Sou de Bsb e estive hj no autódromo pra ver o treino e a classificação. Penso q cada vez a F1 no BR tá ficando melhor. A organização do Autódromo de Interlagos tbem tá melhor a ada ano. Hj cona tateia muita polícia o q te deixa mais seguro, tbem a limpeza melhor muito, enfim tudo está melhor. Acho q ao fim da reforma no próximo ano teremos um autódromo quase perfeito. Parabéns aos paulistanos.

    • Veríssimo disse:

      Todo ano aquilo tem reforma. Parece casa de madame, que tem que mostrar algo novo todo ano, e tem sempre alguém de olho para faturar um extra nisto. Pelo menos neste ano fizeram algo mais útil com o orçamento, ao invés de ficar retirando asfalto ruim para colocar um menos pior, ou desmanchar algo “mais ou menos” para colocar algo “meia boca” (este ano parece que fizeram algo “definitivo”).

  23. Paulo Travaglini disse:

    As arquibancadas estão vazias por culpa do seu post sobre o barulho dos motores, que a F1 acabou etc. Agora é tarde prá ficar fazendo propaganda do encalhe de ingressos. Fim de feira isso.

  24. Leonardo disse:

    O fato de ainda ter ingressos disponíveis para os setores A e G na véspera da corrida é a maior prova da merda que virou a Formula 1.

  25. Flavio Gomes disse:

    Não sei, sua senhora veio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>