MENU

quarta-feira, 24 de junho de 2015 - 18:45Arquitetura & urbanismo

ENCHE O TANQUE

SÃO PAULO (digam que sobreviveu, please)Em julho do ano passado o Jean Tosetto mandou a dica. A excepcional “Acrópole”, revista de arquitetura, urbanismo e decoração que foi editada de 1938 a 1971, havia sido digitalizada pela FAU-USP. Folheei várias delas, mas o Dú Cardim achou algo que me escapou: estes dois postos de gasolina de Santos, um Texaco e um Gulf.

Nenhuma das bandeiras existe mais no Brasil, o que é uma pena. Ficamos relegados, basicamente, a Shell, Petrobras e Ipiranga. Eu adorava a variedade. Esso, Atlantic, Texaco, São Paulo… Dos que me lembro. Quem lembrar mais, que conte.

Mas eu falava dos postos, e eles são inacreditavelmente belos. O Texaco, então, com aquele painel a óleo pintado por Irênio Guerreiro Maia (um discípulo e ajudante de Di Cavalcanti, se bem me lembro das aulas de História da Arte; não, não fui ao Google, se vocês quiserem podem ir e me digam se acertei), é uma obra de arte.

Será que esses postos sobreviveram? Vocês aí de Santos, o que me dizem? Vamos procurar no Google Street Fucker pelos endereços? Estou sem tempo, façam o trabalho sujo e coloquem os links nos comentários. E se, por acaso, algo sobrou deles, peço à blogaiada da Baixada para mandar umas fotos.

12 comentários

  1. Sara Venda disse:

    Boa tarde a todos. Sou estudante universitária e estou a realizar um trabalho sobre este fantástico posto de abastecimento da Texaco. No entanto, a internet carece de informação… Gostaria de perguntar se algum dos internautas possui mais alguma informação sobre este posto, ou se me sabem informar quem estará mais apto para me ajudar neste assunto. Além de informação mais detalhada, estou à procura de desenhos técnicos, como pormenores construtivos.

    Muito obrigada a todos,
    Cumprimentos portugueses!

  2. Luis Filipe disse:

    SALEMCO PATROCINOU UMA DAS NOSSAS MELHORES CAMPANHAS !!! {PERDOE O CAPS< PC ZOADO DEMAIS}

  3. Daniel disse:

    Extremamente bonitos os postos. O da foto 3, pela disposição do morro no fundo, chutaria o posto antes do túnel no sentido centro.

  4. Antonio disse:

    Duas singelas bombas da Texaco sob a cobertura com o lindo painel. Hoje qualquer posto chinfrim tem 18 bombas de gasolina, gasolina aditivada, gasolina pódium, alcool, etanol, diesel, diesel não sei que número, etc.

  5. Eugenio Chiti disse:

    É de uma tristeza ver como regredimos…

  6. Costa disse:

    Bonito, mas pouco funcional: não protege do sol nem da chuva.

  7. Renato Soares disse:

    PETROMINAS ” sempre com o motorista”

  8. Paulo disse:

    Nasci em Santos e por lá vivi por mais de 30 anos, Nunca vi estes postos. Tem um posto próximo da Balsa, pode ser este da Gulf, mas acredito que esteja bem descaracterizado. O da Texaco pode ser no centro ou próximo a entrada da cidade, por conta da vista do morro ao fundo… mas só especulando.

  9. Claudio Bassi Elias disse:

    Santos tem dois fatos interessantes sobre o assunto: lá foi instalada a primeira bomba de gasolina no Brasil e também ainda existem bombas de gasolina instaladas na rua.

  10. JT disse:

    Uma das lacunas da minha carreira de arquiteto, que já passa dos 15 anos, diz respeito aos postos de combustíveis, que ainda não projetei, pois garagem particular com bomba antiga não vale.

    Sobre a revista Acrópole, vela ressaltar a elegância de seus textos, concisos e complementares à qualidade gráfica do projeto editorial, sem as amarras que ditam os modismos atuais, tal qual as fachadas dos postos de hoje em dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *