MENU

quinta-feira, 24 de setembro de 2015 - 18:59F-1

BORRACHA, BORRACHA…

SÃO PAULO (haja confusão) – Vamos tentar entender. A Pirelli hoje faz quatro tipos de pneus slick: duros, médios, macios e supermacios. Dois são escolhidos por corrida. Cada piloto tem de usar ambos em pelo menos algum momento da prova.

Ano que vem: serão cinco tipos. Além dos já conhecidos, haverá um super-supermacio (querem foder com o uso do hífen, só pode ser). Para cada GP a Pirelli vai levar três, não dois. Mas cada equipe terá de escolher dois dos três, sendo que um deles será obrigatório para todo mundo.

Confuso, né? Mas vamos dar um exemplo. Corrida em Suzuka. Serão levados médio, macio e supermacio. O médio será obrigatório. O segundo tipo de pneu terá de ser escolhido entra as outras duas opções oferecidas. Assim, teremos times usando médio e macio, e outros usando médio e supermacio.

Deu para entender, ou entendeu sem dar?

Abre-se uma nova possibilidade para cada carro, um segundo tipo de pneu como “option”. Só isso. Não sei bem o que pensar. Teoricamente, pode ser legal. Vai ter carro que gasta menos, e portanto poderá optar por um mais macio que os adversários. Ainda acho que uma boa disputa entre marcas seria mais interessante, com alguns limites para os custos não chegarem na estratosfera. Mas eles devem saber o que estão fazendo.

19 comentários

  1. Daniel disse:

    Flavio aquela ideia de um super super macio para a classificação por enquanto não vai rolar ?

  2. GUSTAVO RANGEL disse:

    Pra mim o ideal seriam 3 tipos de pneus bem distintos entre si. Um muito macio, um muito duro e um médio. Os 3 compostos estariam disponíveis para todas as equipes, respeitando o limite de jogos por carro, e, o principal, cada piloto poderia montar no carro pra treino e corrida, a combinação de compostos que bem entendesse e, durante a corrida, não seria obrigatório usar outro composto, o que, na prática, deixa de gerar obrigatoriedade de pelo menos 1 pit. Assim, nenhum piloto teria absoluta certeza sobre o que o rival mais próximo planeja fazer.

  3. rama disse:

    Deveriam liberar logo é todos os 4 tipos pra cada um usar do jeito que quiser e a fábrica parar com essas simulações. Eles que simulem e descubram na pista, andando em todos os treinos, e façam a festa de quem paga ingresso, ora bolas!

  4. Ricardo Talarico disse:

    O salário dos caras que bolam as regras deve ser baseado na quantidade de páginas do regulamento.
    Cada vez mais e mais complicações.
    Depois não entendem a queda na audiência.

  5. Guilherme disse:

    Sinceramente, parece mais uma daqueles casos de “solução para um problema que não existe!”, mas pode ser só impressão minha!

  6. leandro tullii disse:

    VAI SER BOM PRO MASSA, ELE ECONOMIZA PNEU.

  7. Mauricio disse:

    Eu acharia melhor um tipo de pneu só por corrida, abriria possibilidade de maluquices, sem pit stop obrigatório, para quem quer…

  8. Adolfo disse:

    Deviam fazer aquele pneu, tipo de borracha… Um pra seco, outro pra chuva, que dure 20-25 voltas e que se dane…

  9. Mário Faria disse:

    “Mas eles devem saber o que estão fazendo” provavelmente foi a frase mais dita antes das maiores tragédias da humanidade…

  10. Cláudio F1 disse:

    Super-supermacio??? Se é pra reforçar a maciez do produto, por que não chamar o pneu logo de hipermacio ou ainda ultramacio, só pra não ficar com um nome tão redundante.

  11. Carlos Lins disse:

    Ai chega a turma da simulação computadorizada e fala que Y é melhor que X e todo mundo vai de Y. Parece que é uma falsa liberdade de escolha…

  12. Rodrigo Lamonato disse:

    Sabe o que me ocorreu? Complicado.
    Complicado demais. Acompanhar Fórmula 1 vira cada vez mais uma coisa distante por demais das pessoas.

    Você precisa ser um iniciado com bagagem pra destrinchar uma corrida. Ok, eu faço isso. Mas quem vai se motivar do zero?

  13. Ricardo Cardoso disse:

    Para q simplificar se pode complicar mais? Mas mesmo com toda essa confusão até que tem potencial pra sair coisa boa disso.

  14. Bruno Flávio disse:

    O problema dos pneus, para mim, é que se gasta trocentos milhões com aerodinâmica e motor, para ganhar 0,3 segundo por volta. Um pneus de $ 5 mil representa 1 segundo, às vezes 2…

  15. Ron disse:

    Teoria da conspiração na Mercedes: Super-supermacio obrigatório? Seria para ajudar a Ferrari depois do episódio Cingapura? Estranho.
    Deveriam liberar os três (ou até os cinco) tipos e cada equipe que se virasse na estratégia, respeitando a especificação de segurança da Pirelli.
    Outro fornecedor realmente seria bem melhor.

  16. Rafael Bilibio disse:

    Eu to bem animado com essa ideia. Ja imaginou a Mercedes ou Ferrari escolher o pneu errado para um final de semana, e outra equipe escolhe o certo? Sei la, uma Force India….

    Vai ter alternativas. Vai embaralhar um pouco o grid de vez em quando. Vai ser divertido. Ainda mais no início.

  17. Silvio Rodrigues disse:

    Acompanhando a F1 há décadas, penso que uns três fornecedores deixariam tudo muito mais interessante.

  18. Paulo Travaglini disse:

    Não dei. Ou melhor, não deu.

    A sessão de perguntas já terminou, mas aproveitando… kkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>