MENU

segunda-feira, 21 de setembro de 2015 - 17:52Automobilismo internacional

WEC 2016: SEM BRASIL

SÃO PAULO (nome não é tudo) – Saiu o calendário do Mundial de Endurance do ano que vem. E se alguém esperava ver Interlagos de volta, esquece. Não teremos etapa no Brasil. As 6 Horas de São Paulo, que aconteceram em três edições (2012, 2013 e 2014), evaporaram. A novidade é a entrada do México, formando um campeonato de nove corridas — oito delas de seis horas de duração e as 24 Horas de Le Mans.

E por que não tem Brasil, se Emerson Fittipaldi, o promotor das três anteriores, garantiu que em 2016 a corrida voltaria, depois das obras em Interlagos?

Bem, digamos que a cúpula do WEC não gostou muito de várias coisas que aconteceram aqui em 2014. Entre elas, além de problemas de infraestrutura, muitas reclamações de fornecedores que não teriam sido pagos pela organização local.

Dei uma busca rápida em ações em andamento no Tribunal de Justiça de São Paulo para checar se, de fato, tem gente se queixando de Fittipaldi e suas empresas.

Tem. Bastante.

51 comentários

  1. Paulo Rogério Gaeta disse:

    ALERTA PARA OS INCAUTOS
    Lamentável essa notícia.
    Como sou recém-investidor no segmento de leilão judicial de imóvel, coincidentemente constatei na semana passada, verificando uma matrícula de imóvel, de que o imóvel no qual Emerson Fittipaldi mora atualmente irá a leilão em breve.
    Trata-se de um apartamento triplex de 730m2 área útil, na região do bairro do Morumbi, em São Paulo, avaliado em R$ 9 milhões.
    Emerson Fittipaldi alienou o imóvel a um banco e deixou de pagar as suas prestações.
    Somente nesse imóvel a dívida cobrada dele é de R$ 5,9 milhões.
    Aproveitei a minha surpresa para verificar se existiam outras execuções contra ele no Tribunal de Justiça de São Paulo.
    Pasmem, verifiquei que existiam mais de 33 execuções, na maioria de bancos, que somam aproximadamente R$ 30 milhões, incluíndo a do imóvel em que ele mora, agora já retomado pelo banco credor.

  2. Alessandro Ribeiro disse:

    A prova de 2014 realmente estava muito desorganizada (também fui nos 3 dias e com o ingresso mais barato) ….já na sexta era visível isso…. tive acesso a todos os setores sem ninguém falar nada.No sábado a visitação aos boxes até que foi organizada mas no domingo eu fui obrigado a furar a fila pois ninguém estava respeitando nada. Na corrida foi terra de ninguém e cada um ficava aonde queria, no meu caso foi uma vantagem pois tive acesso a tudo, mas aqueles que pagaram a mais devem ter ficado muito chateados. Inclusive como foi comentado por outros leitores do blog, também fui ao Fittipaldi Lounge (Vip) por uma escada paralela sem que ninguém me parasse tamanha era a desorganização. Fico triste que o WEC não volte para Interlagos, foi um evento bonito e de bom público, tinha tudo para dar certo, era só ser bem organizado.

  3. Paulo Roberto Guedes disse:

    Não seria interessante ouvir o que o Emerson tem a dizer?

  4. Como disse o Tom Jobim, o Brasil não é país para amador…

  5. Marina Vieira disse:

    Li alguns comentários de outros internautas e dei risada ….. em 2014 comprei o ingresso mais barato e fui nos três dias (sexta, sábado e domingo) ….na sexta já percebi que os setores não seriam monitorados pois assisti os treinos dos boxes kkkk….No Domingo foi uma festa …. assisti a corrida de todos os setores e para finalizar lah pela 4h hora de prova eu e uns amigos resolvemos subir a escada de serviço do Fittipladi Lounge (setor vip) ….entramos….ninguém falou nada…comemos …bebemos cervejas artesanais……..sofazinho……ar condicionado….assistimos o resto de lá kkkk pois 6 horas é muita coisa para ficar na dura arquibancada de interlagos….Obrigado Fittipaldi pela desorganização mas infelzimente perdemos o WEC

  6. Alex Couri disse:

    Fui em todas edições do WEC em interlagos, realmente fora das pistas a organização foi uma zona… na última então vc podia entrar em qq arquibancada independente do setor comprado! Mas o pior foi que inventaram uma tal ficha para comprar água, cerveja e alimentos o que gerava filas gigantescas… uma para comprar a tal ficha e outra para tentar pegar os produtos.. zona total, já a história do Hélio é só ler a biografia do próprio, qse ele fica a pé por conta da “capacidade empresarial” de nosso “campeão”..

  7. Kbça disse:

    Não precisa dar muitas voltas para que as empresas do Fittipaldi repercutissem negativamente.Um amigo meu, daqui de Ribeirão, comprou uma ninja kawasaki em 2010, se não me engano, em uma loja da capital cujo o dono ou um dos donos era ou é o Emersom.
    Só sei que se recusaram a tranferir para o nome do meu amigo e ele já havia pago R$ 40.000,00.No final, depois de muita dor de cabeça, e um bom tempo depois, conseguiu, na justiça recuperar o dinheiro, mas sem juros ou correção e danos morais.
    Pesado!!!

  8. Acarloz disse:

    PQP que capivara !! O cara é mesmo um campeão !

  9. Fernandes disse:

    Luciano do valle levou um balao do emmo c formula indy, depois q o tal quebrou acordo c bandeirantes e levou a indy, nao lembro se manchete ou sbt. Luciano do valle disse q so sentaria a mesa junto c emmo se este estivesse c macacao de piloto.
    Me parece este eh o sentimento de muitos por ai.

  10. Renato disse:

    Provavelmente ele nem vai mais pisar no Brasil depois dessa. Vai gerenciar as carreiras dos filhos em Miami e olhe lá.

  11. Pedro disse:

    Sim o Emerson deu algumas mancadas de pagamento. Porem não é isso que tirou as 6 Horas de SP do calendário. E sim a incompetência de uma prefeitura que não poderão garantir a data de março para a categoria por cauda das reformas que não ficaram prontas esse ano. E pelo que parece só ficará totalmente pronta na Formula 1 de 2016. O buraco é mais embaixo..

  12. Guilherme disse:

    em 2014 , ganhei uma promoção pra dar uma volta com o emerson em interlagos, acabou que não rolou NADA, foi constrangedor , na entrada ninguém sabia de nada, la dentro quiseram enrolar o pessoal, adiando a volta que acabou não acontecendo
    o evento foi uma zona, vi até mendigo entrando lá pra pedir esmola
    pessoa que comprou arquibancada A entrando no vip e comendo salgadinho
    teve gente que veio do nordeste, levou filho, e máximo que encontrou foi uma roda gigante velha haha
    enfim, foi muito constrangedor, me senti lesado

    • Robertom disse:

      E os cartões pré-pagos para comprar comida e bebida?

    • Marina Vieira disse:

      Eu li seu comentário e dei risada ….. em 2014 comprei o ingresso mais barato e fui nos três dias (sexta, sábado e domingo) ….na sexta já percebi que os setores não seriam monitorados pois assisti os treinos dos boxes kkkk….No Domingo foi uma festa …. assisti a corrida de todos os setores e para finalizar lah pela 4h hora de prova eu uns amigos resolvemos subir a escada de serviço do Fittipladi Lounge (setor vip) ….entramos….ninguém falou nada…comemos …bebemos cervejas artesanais……..sofázinho……ar condicionado….assistimos o resto de lá kkkk pois 6 horas é muita coisa para ficar na dura arquibancada de interlagos….Obrigado Fittipaldi pela desorganização kkkkkkkk

  13. Jefferson disse:

    Nem todos os processos são contra ele evidentemente, tem alguns homônimos/homenagens, mas a quantidade de calotes é realmente assustadora.

  14. Sil disse:

    Este Emerson é o maior picareta fora das pistas…

  15. Gus disse:

    Na época em que a equipe de F-1 dele supostamente faliu; ele e o irmão estavam construindo uma lancha incrível em um estaleiro do Rio, coisa muito fina e muito cara, mas pensem em algo caro de verdade…li isso na Motor 3 da época – se é verdade ou não…
    De todo modo, que vergonha essas ações judiciais, existem facetas dos ídolos (a quem se presta a idolatrar, sou avesso a isso, apenas respeito profundamente) que são verdadeiramente escuras.

  16. Julio Lima disse:

    Como disse um amigo num comentário anterior, em que se ressalve a importância dele para o automobilismo brasileiro, o caráter realmente é de se questionar.

    De minha parte, sempre o achei muito marqueteiro, um cara que nunca dá uma opinião diferente das que já são ouvidas, tenta sempre não emitir nenhuma opinião que possa ter o mínimo de polêmica, acende vela pra deus e pro capeta.

    Além do episódio citado pelo amigo com relação ao resgate, tem aquele famoso do suco de laranja nas 500 Milhas de Indy.

  17. Hurricane81 disse:

    Pergunta do Helinho o que ele acha do Emmo como pessoa.

    • Indignado disse:

      Pergunte pra qq funcionário do fittipaldi que um dia descobre que apesar de estar registrado em carteira (clt) não está recebendo nenhum dos benefícios obrigatórios por lei (inss, fgts) e que ainda vai ter prestar contas pro leão pq o dito cujo EMBOLSOU O IMPOSTO DE RENDA RETIDO NA FONTE que tinha que passar para o governo o que ele acha dessa pilha de lixo. Podre e desprezivel não chega nem perto.

  18. Bruno Schossland disse:

    a primeira edição foi otima, nao tinha frescura, tinha comida simples, boa, bebida, diversao etc. na terceira eu resolvi levar minha esposa, era a chance de convencer que um evento de corridas era legal, enfiaram “food trucks” em um buraco longe, preço alto, comida tosca, cara, sem estrutura, ela desanimou e eu tambem. O inicio da ideia de ser um evento mais barato e divertido que a F1 foi cagado por excessos e pessimo planejamento. .

  19. Minoru disse:

    E é por essas e outras que nunca me desceu goela abaixo aquela estória dele da reforma dos Copersucar feita pela Dana, onde o carro teve a sua aparência modificada em relação ao original.

    E deixando registrado o meu parabéns à Dana pela sua preocupação em preservar a história mas que essa preservação seja feita respeitando a forma como eles eram na época em que competiam, tal qual foram exibidos os Formula Um quando do GP da Áustria, quando guiados por lauda, Berger, Piquet, Prost entre outros… eles estão hoje tal qual eram quando corriam, sem nenhuma “liberdade artística” ou censura a patrocinador imposta por quem quer que seja e isso para mim é preservar a história.

  20. Gabriel O'Neill disse:

    Mas só existe o Emerson Fitipaldi no Mundo capaz de “organizar” uma corrida?

    Devido ao sucesso não seria sensato a WEC procurar outros caminhos?

  21. Flavio Costa disse:

    Não sabia que o Emerson, era tão sem caráter assim! Me parece que ele já tinha aprontado com o Helinho Castroneves também.

  22. Gabriel P. disse:

    Flávio
    Depois dessa, a pergunta é:
    Será que ele também já fazia isso de não pagar fornecedor na época do Coopersucar?
    Sendo FG um jornalista deve ou deveria saber.
    Emerson já era caloteiro naquela época??????
    De qualquer forma, nada de anormal, já que sabemos que os ricos Brasileiros tem mesmo essa “mania” de ficarem ricos às custas dos outros e não pagando suas contas.

  23. Hayrton disse:

    MUITO TRISTE. Muito triste mesmo. Uma pena. Estive nas três edições… Gostei tanto que mesmo não sendo “rico” dei um jeito de “baixar” para Le Mans. Pior que agora, com tudo caro, nem sei se vai dar para retornar a La Sarthe em 2016…

  24. pedronha disse:

    O Emerson é panqueca das idéias……um estelionatário de carterinha pelo jeito! vai dar nó no povo assim na pqp!

  25. Rodrigo Lamonato disse:

    Pelo que estou sabendo, de amigos que trabalham com eventos, a corrida de 2013 ainda tem muita coisa em aberto. E 2014 também. Teve empresa de catering, familiar, com algumas décadas de existência que fechou por causa do balão que o figurão deu.

  26. Gustavo Segamarchi disse:

    Mancada do Emmo!

  27. penataba disse:

    Comecei a desconfiar da sua sanidade mental quando “abandonou” a F1 prá se aventurar naquela bosta açucarada.

  28. Eduardo Britto disse:

    Nossa, tem que provar agora que é rápido… correndo de oficiais de Justiça!

  29. Rodrigo Moraes disse:

    Flavio Gomes, na busca que você fez, pegou vários homônimos do Emerson. Tem um tal de “EMERSON FITTIPALDI RIBEIRO ABREU”, por exemplo, que tem 28 processos. Os do piloto são 64. É um número grande, de toda forma.

    • Flavio Gomes disse:

      Eu sei. É que a busca traz todo mundo, inclusive alguns homônimos. Mas está bem claro qual ação é de quem. Não tem como fazer a busca sem que venham os homônimos. Deve ter um monte de homônimo meu, também, cheio de processo.

  30. Rafael Chinini disse:

    poutz que merda….uma corrida muito legal, que valia a pena.
    mais um fazendo promessas que não serão cumpridas.

  31. Zé Maria disse:

    Essa batata já estava assando faz tempo, muita gente quebrou por culpa do calote tomado!
    Vergonha alheia!

  32. Adilson disse:

    Só para complementar, como disse um amigo acima, são 109 processos, mas note que nem todos são contra ele. Por isso acho que devemos ter cuidado em publicar esse tipo de pesquisa, com nome do executante/executado.

  33. Airton Silva disse:

    Com todas as vênias decorrentes da sua importância no automobilismo, eu tenho uma pulga atrás da orelha em relação ao caráter de Emerson Fittipaldi desde aquele episódio em que, embora tenha sido resgatado do acidente de ultraleve e levado ao hospital com filho Luca por pessoas comuns, ele foi garoto propaganda de empresa de resgate médico ou plano de saúde empolgando o suposto trabalho da empresa no seu salvamento,

  34. Fernando Lima disse:

    Aconteceu o que já esperávamos: A infraestrutura do autódromo era um problema, mas não o maior…a “pá de cal” nas 6h de São Paulo foram os inúmeros problemas da empresa do Emerson Fittipaldi com fornecedores desde a primeira edição de 2012, e isso uma hora ia estourar a ponto do CEO da categoria expressar sua indignação publicamente…era nítido que ele não estava mais disposto a retornar ao Brasil mesmo com o grande público da última edição, ano passado. Lembro que lá, antes da largada, foi anunciado que retornaria como prova inaugural da temporada 2016 mas isso soou apenas como uma declaração para não ser indelicado.
    Sorte dos mexicanos…azar nosso. E pensar que há dois anos atrás São Paulo era a única cidade do mundo a receber F1, Indy e WEC. Acabaram com tudo.

  35. Tomitão disse:

    Cara, tá feia a coisa pros lados dele… abri um dos processos aleatoriamente (1038717-36.2015.8.26.0100) e o cara fez um acordo dando o Formula Indy de 1993 para quitar uma dívida de uma operação de “agiotagem” (palavras do advogado dele, na defesa). Tá osso pra todo mundo, não reclamo mais!

  36. Igor Freire disse:

    E pior que tem um monte de ações criminais tramitando contra ele, mas não tive paciência de ver do que se trata.. são 109 processos no total!

    • Paulo Emilio disse:

      Mais cuidado com o que diz ! 109 processos é o total de feitos ajuizados no Estado de São Paulo contra pessoas cujo nomes começam com “Emerson Fittipaldi ” e terminam em Abreu, Silva, etc . Justa homenagem prestada por seus progenitores ao grande piloto dos dos anos 70 e 80 !

  37. Sergio SP disse:

    Pode-se dizer que o Emerson é tão regular e constatante fora das pistas quanto era dentro delas.

  38. eduardo disse:

    Quando o Helinho assinou com a Penske saiu reclamando do Emerson que era seu empresario não ter feito nada para ajudar sua carreira ,ídolos são gente com defeitos e virtudes como todo mundo e não seres mitológicos como muita gente trata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>