MENU

sexta-feira, 8 de abril de 2016 - 17:10Automobilismo internacional

ÚLTIMAS DO FRONT

striking-towers

SÃO PAULO (seguimos) – Caso Emerson, as últimas:

- A construtora e incorporadora do condomínio Park Grove afirma que Fittipaldi comprou, sim, uma cobertura no ano passado no empreendimento de Miami, no valor de US$ 2,8 milhões. A assessoria do piloto continua negando e diz que ele apenas participou do lançamento. Mais não podemos fazer. Ouvimos os dois lados. O lado A diz que sim, o lado B diz que não.

- Para quem quer saber como é o condomínio, aqui estão as informações.

- A prestação de contas das 6 Horas de São Paulo de 2014 à Prefeitura foi rejeitada duas vezes, informou o blog do jornalista Eduardo Ohata, do UOL. Aí tem dinheiro público envolvido. É bom ficar atento.

- As três etapas do WEC promovidas por Fittipaldi em 2012, 2013 e 2014, contaram com verbas municipais, assim como acontece com a F-1. No caso das provas organizadas pelo ex-piloto, foram R$ 23,5 milhões, em repasses publicados no Diário Oficial da cidade.

- Fittipaldi vai pedir na Justiça a devolução dos dois carros apreendidos em seu escritório — que também chama de museu –, um Copersucar e um Penske Chevrolet. Os carros estão em poder do Banco ABC Brasil, um dos credores.

26 comentários

  1. Antonio disse:

    Só quer lembrar que comprar nos EUA significa dar uma entrada de 5% e financiar o resto em 20/30 anos. Não sei se é o caso, mas…

  2. Thiago disse:

    Aí fica realmente difícil de defender… Nego deve uma vela para cada santo aqui no Brasil e esbanja com mansões e coberturas no exterior. Poxa, Emerson, se ajuda um pouco…

  3. Zé Maria disse:

    Maior palhaçada do senhor “Rato” Fittipaldi!
    Ficou todo indignado quando o assunto (já antigo) veio à baila, invocando seu passado e suas glórias, dizendo estar sendo vítima de campanha difamatória e blábláblá!
    Deu inclisive entrevista à Veja tocando nesse ponto.
    Agora vai no “Fantásmico” e posa de coitadinho, dizendo estar envergonhado e outros quetais!
    Ora bolas, se tem patrimônio superior ao montante das dívidas, porque não pagou logo, ao invés de empurrar vários credores ao buraco ou tentar justificar um carrinho de rolemã de R$ 4.500,00 na prestação de contas da bolada que recebeu da Prefeitura?
    Juntando alhos com bugalhos, começo a dar razão aos que dizem que ele sempre foi o maior “171″!

  4. Ricardo Fernandes disse:

    Como é que faz pra conhecer o “Museu do Fittipaldi”? Onde fica? Qual é o horário de funcionamento? É de graça? Estudante paga meia? Francamente ….

  5. MARCOS ANDRÉ disse:

    Está parecendo a história do famoso sítio de Atibaia e do triplex do guarujá

  6. Elvys disse:

    Banco ABC Brasil? Anos atrás existia um banco que se chamava Banco ABC Roma, que dizia pertencer ao falecido Roberto Marinho (daí o nome Roma). Existe alguma relação?

  7. John Player disse:

    ” A construtora e incorporadora do condomínio Park Grove afirma que Fittipaldi comprou, sim, uma cobertura no ano passado no empreendimento de Miami, no valor de US$ 2,8 milhões. A assessoria do piloto continua negando e diz que ele apenas participou do lançamento. Mais não podemos fazer. Ouvimos os dois lados. O lado A diz que sim, o lado B diz que não.”

    Só falta o Fittipaldi vier dizendo que o apê “é de um amigo” e que o que estão fazendo com ele “é um golpe” na sua imagem.

    Aí vai ser decepção demais pra mim.

    Que fase hein?

  8. Ricardo disse:

    A cobertura que estão fazendo é pertinente e, acima de tudo, sensata.

    Flávio ouviu os dois lados. a pendenga se refere a automobilismo, não à vida pessoal.

    Como Emerson é figura pública cuja imagem é ligada ao automobilismo e com dívidas vinculadas ao automobilismo, que é assunto do site e do blog, não faz sentido reclamar.

    É uma pena que as notícias sejam essas, mas são notícias relevantes e devem ser publicadas.

    cordialmente

    Ricardo

  9. Ju disse:

    Pensem, observem. O tesao com o FG aborda o tema. Lamentavel.

  10. ms disse:

    no caso de emerson, fica a pergunta que não quer calar:…..emerson está escondendo toda sua grana em algum paraíso fiscal ou através de “laranjas” ( parece ironia mas emerson já foi um dos maiores produtores de suco de “laranja” desse país….) pra não pagar o que deve a seus credores ou realmente não tem grana pra pagar……

  11. AC disse:

    Eu estou ficando impressionado com a quantidade de coberturas a procura da aceitação de seus donos.

    Estas coitadas, desprezadas habitações vão ter que fazer terapia, coitadas.

  12. FL disse:

    Nos USA a informação de propriedades é publica, é só ir no site do Tax Collector do condado e a informação estara lá, Miami fica em Miami Dade County, só fazer um search do nome Emerson Fittipaldi no site e verão todas as propriedades no nome dele, Só tem uma, que esta no nome dele e fazem alguns anos. Se comprou ou ainda não fechou o contrato ou não esta no nome dele.
    https://www.miamidade.county-taxes.com/public/search?search_query=Emerson+Fittipaldi&category=all

  13. Pedro Moral disse:

    Estou gostando do tema e principalmente do destaque e aprofundamento comandado pelo escriba.
    Na segunda teve ““Enfim, é triste para todos. Mas a condição de ídolo não deve ser encarada, por ninguém, como salvo-conduto para o que quer que seja. E tomara que todos aqueles que se sentiram prejudicados por ele tenham suas demandas avaliadas e julgadas com isenção e justiça.”
    Agora uma noticia de compra de uma “cobertura” num empreendimento “no litoral”, com o respectivo “jornalismo investigativo”.
    Também “A prestação de contas das 6 Horas de São Paulo de 2014 à Prefeitura foi rejeitada duas vezes. Aí tem dinheiro público envolvido. É bom ficar atento.”

    Qualquer semelhança com outra situação “pulsante” no país, terá sido mera coincidência … agora o posicionamento do escriba mostra “flexibilidade”

  14. Antonio disse:

    Acho que só a fazenda dele de laranjas em araraquara já paga essa dívida.
    No mais , empresas tem risco de quebrar e Emerson já quebrou e voltou.
    Desejo sorte a ele na resolução dos problemas.

  15. Thiago Leal disse:

    Aliás, algo que achei curioso na cobertura da Record e agora você mencionou, esse papo de “museu”. Um funcionário do escritório lá, quando da retirada dos carros, alegou que eram patrimônio público, pertenciam ao museu… Como assim, patrimônio público? Quer dizer que qualquer um pode entrar naquela propriedade para visitar, ver os carros? E se é um museu, por que está para alugar? Eu, hein… Deviam apurar isso.

  16. Bruz disse:

    Ok Gómes, desculpa que pergunte de novo, mas a prefeitura pagou ou não pagou??
    Eu realmente não entendo, pelo que parece devem ter pago, porque até falam que podem processar o Emerson pela prestação de contas, o que sería ridiculo, porque uma quota de patrocinio se paga se o evente foi feito.
    Nunca vi ninguem querendo saber en que gasta o Bernie a grana que dão sem falha para que o circo da F1 aconteça em SP. Ahhh, para o ingles não ha rolo, mas para o Emerson tem que sacanear de algum jeito.
    O que você acha, pagaram ou não pagaram? Agradeço que me tire dessa duvida.

  17. Motos Antigas disse:

    Emerson faz parte dos grandes nomes que fizeram do Brasil um pais vitorioso no automobilismo. Desejamos que ele consiga se restabelecer com todos os seus méritos.
    Hoje eu tenho 56 anos e quando eu tinha 10 anos na parede do meu quarto tinha um poster da Lotus do Emerson.

  18. SYLVIO SOUZA disse:

    Acho que apagaram meu post….
    Flavio gostaria de passar algumas informações sobre esse caso. Como faço?

  19. AirTiger disse:

    Flavio como posso anexar (ou enviar) algumas imagens para você?

  20. Luis felipe disse:

    Assisti o tem ao Paddock .. Acho ridiculo voce ter que se explicar porque esta “cobrindo” esta história.. Estranho seria é se nao estivesse falando sobre .. É como vc disse (nao nestas palavras), se ele fosse pego comendo um travesti ou cheirando pó é uma coisa, agora fazer o que fez com tanta gente nao dá.. Tem que ser divulgado sim , e vamos cobrar posicionamentos dele e ponto..

  21. Mickey disse:

    Fiquei surpreso por saber que houve quem reclamasse da cobertura do Grande Prêmio dessa situação do Emerson Fittipaldi.

    No meu entender, faz parte da editoria de automobilismo tanto quanto uma notícia sobre a renovação de contrato de um piloto. É assunto extrapista que é pertinente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>