MENU

segunda-feira, 12 de junho de 2017 - 17:42F-1

SOBRE ONTEM À TARDE

3can179

A foto do dia é do carro de Alonso onde ele anda melhor: quebrado, sobre uma plataforma

RIO (muito amor)A discussão entre Pérez, Ocon e dalits da Force India pelo rádio foi um dos pontos altos do GP do Canadá. Gostei da atitude do mexicano. “Deixem a gente correr, pô!”, foi o que ele disse depois de um papo furado interminável sobre as chances de Ocon passar Ricciardo, a possibilidade de devolver a posição depois, essa baboseira toda que, muitas vezes, contamina equipes de F-1. Deixem de bobagem. Quer passar, tenta. Se conseguir, ótimo. Se não conseguir, azar. Desde que um não seja sujo com o outro, o resto é cascata. Além do mais, nenhum dos dois passaria Ricciardo.

Sobre o tema, André Avelar  discorre no GRANDE PREMIUM, falando um pouco mais sobre os perfis do francês e do mexicano. Ambos são bons. Esteban é um nome para o futuro da Mercedes. Pérez busca um lugar ao sol em equipe grande de novo, ele que já teve sua chance na McLaren. Cada um que cuide de seu nariz. Por enquanto, a Force India diz que vai continuar com a política de não interferir muito nas disputas. A ver. É o ônus de ter dois pilotos rápidos.

Legal também em Montreal foi a volta da tradicional corrida de barcos na raia olímpica, uma farra divertidíssima que deixou de acontecer anos atrás — me lembro dela no início da década de 90, mas depois, um dia, não foi mais realizada e caiu no esquecimento diante da coxinhização que se acelerou na categoria.

As embarcações são construídas com restos de box como pneus velhos, latões, asas batidas, divisórias de escritório, galões de óleo, o que estiver à mão. Os mecânicos são os protagonistas, mas neste ano até Ross Brawn participou, com megafone e tudo. Tomara que nunca mais deixem de fazer. Neste vídeo aqui tem a prova na íntegra. E a McLaren ganhou! O mais legal: teve geração de imagens da FOM, com legendas, pódio e tudo a que temos direito.

Ponto para a Liberty, mais um.

E Verstappinho? Ficou irritadíssimo com a quebra logo na 11ª volta, depois de uma largada estupenda. “Tenho tido muitas decepções ultimamente. Sei que corridas são assim, mas às vezes isso cansa”, falou, para depois resumir: “Está tudo uma merda“. É, meu rapaz, nem tudo são rosas. Ainda mais quando seu companheiro de equipe faz um bom campeonato, caso de Ricardão. Ontem o australiano chegou ao pódio pela terceira vez seguida. Abriu 67 x 45 sobre o jovem holandês na classificação. E Pérez, com o quinto lugar de ontem, já aparece no seu retrovisor, com 44.

O Piloto do Dia, pela votação do amigo internauta, acabou sendo Vettel. Que foi, também, o piloto a atingir a maior velocidade do dia em Montreal: 344,1 km/h no ponto de medição conhecido como “speed trap“. Falando em velocidade…

O NÚMERO CANADENSE

317Pois é, enquanto Vettel voava a 344,1 km/h, Alonso não passou de 317,6 km/h no mesmo ponto, o que levou o espanhol a decretar que seu carro é temeroso. “Eles passavam a gente no meio da reta, isso é até perigoso. Fora que vou ter de largar provavelmente em último em Baku. As coisas não vão bem.” Fato. Vamos ver até onde vai a paciência do espanhol, que participou no sábado à noite da transmissão da Indy pela TV e disse ao narrador que considera, sim, a possibilidade de mudar de categoria em 2018.

A tragédia da McLaren em 2017, talvez até pela súbita volta de Alonso aos holofotes depois de sua participação em Indianápolis, vem sendo notícia constantemente na mídia especializada.

Os comentários sobre um rompimento de contrato com a Honda são cada vez mais fortes. Na equipe, a chefia fala abertamente em “buscar opções diferentes” no mercado.

O problema é que não há tantas assim. Esses motores complicadíssimos da F-1 não são encontrados em qualquer loja de autopeças. Hoje são apenas quatro fabricantes que se aventuraram nessa tranqueira híbrida: Ferrari, Mercedes, Renault e Honda.

As três primeiras têm times oficiais de fábrica. Cada uma delas com suas próprias preocupações. A Honda, no ano que vem, vai equipar a Sauber, também — não sei se isso vai ajudar muito. De quem a McLaren poderia comprar motores? Da Mercedes? Será que a Mercedes vai querer fortalecer um time que tem o histórico da McLaren e um piloto como Alonso? Ferrari, esquece. Renault poderia ser uma possiblidade, se não fosse o fato de os franceses já fornecerem para outra grande, a Red Bull. Então, esquece também.

Sei não. Só sei que as queixas se tornaram públicas e escancaradas depois do décimo abandono das duplas maclarianas em sete etapas do Mundial. O que nos leva à…

FRASE DE MONTREAL

zakdahonda

Brown: onde compra motor?

“Não podemos ficar simplesmente sentados esperando que as coisas fiquem bem, temos de ser proativos neste sentido.”

É o que disse Zak Brown, o chefe da McLaren sobre a possibilidade de procurar alguém que lhe venda motores bons. Nunca é demais lembrar que o time é o único que ainda não pontuou no campeonato.

Pontos que a Force India tem feito aos borbotões neste ano, tendo chegado a 71 com o quinto e o sexto lugares de ontem no Canadá. É mais do que Toro Rosso, Williams e Renault somadas. Os force-índicos estão em quarto no Mundial, 42 pontos à frente da quinta colocada — a filial da Red Bull. Sensacional, o desempenho.

Falamos o bastante ontem sobre a simpatia de Patrick Stewart nas entrevistas do pódio? Creio que sim, mas reforço: legal colocar essas figuras para conversar com pilotos depois de um GP. Só não se pode correr o risco de tudo virar piadinha, porque às vezes acontecem coisas constrangedoras.

Se o convidado tiver alguma familiaridade com a F-1 e com aquilo que acontece no campeonato, é melhor. Por enquanto está funcionando. Sir Stewart, ator premiadíssimo que não deve ser tomado apenas por seus papéis nos filmes/franquias mais populares, como “X-Men” e “Star Trek”, foi muito bem — principalmente quando tomou champanhe na sapatilha de Ricciardo.

A propósito, por que esse troço se chama “shoey”?

Para terminar, registre-se que o 1-2 da Mercedes ontem foi apenas o primeiro dos prateados na temporada. Quem diria que iria demorar tanto, depois de três anos de domínio absoluto com 11 dobradinhas em 2014, 12 em 2015 e oito no ano passado…

Agora vamos ao que o povo gosta. E que não gosta, também.

3can171

Stroll: o povo curtiu

GOSTAMOS…

…bastante da atuação de <<< Lance Stroll, que saiu de 17º no grid para terminar em nono e marcar seus primeiros pontos na carreira. “Foi como uma vitória”, comemorou Paddy Lowe, da Williams. O jovenzinho caiu nos braços da torcida canadense em sua primeira corrida em casa. Foi bem e limpou um pouco sua imagem.

3can177

Sainz Jr.: bobagem imperdoável

NÃO GOSTAMOS…

…do que fez Carlos Sainz Jr. >>>, ao fechar Grosjean na primeira volta, bater e levar Massa de troco. “Foi muito perigoso”, reclamou Grosjean, com razão. Carlito tomou uma punição mais do que justa: três posições no grid de Baku. Ele disse que não viu o carro do francês, que estava no ponto-cego de seu retrovisor.

E o encerramento deste pós-corrida, como já se tornou tradição, é a visão da prova by Maurício Falleiros, nosso cartunista oficial. Está difícil escapar da McLaren, a grande piada do ano…

Falle1ros

canadáfalleiros

40 comentários

  1. Jr. disse:

    Tô contigo, Flávio, nessa patacoada de deixar passar…
    Quem tá mais rápido, que ultrapasse e vá embora… O Ocon quis ganhar essa no grito e o Checo fez o certo. Se aceitasse, iria perder moral.

    Gozado que todo mundo reclama das ordens de equipe, e quando aparece alguém que vai contra, aparece gente pra ir a favor. Vai entender…

  2. Se houver uma rixa na pista entre Ocon e Pérez sem interferência da equipe quem ganha é o público. O Verstappinho está numa fase meio ruim agora, e quem ganha com isso é o Ricardito! O Vettel foi o piloto do dia, mas quem roubou a cena no final foi o Alonso indo pra Galera. A McLaren está´no fundo do poço mesmo com o Nanico Motor Honda, e só restaria voltar pro Motor Mercedes de onde nunca deveria ter saído.. Aquele acidente do Carlos Sainz Jr. foi feio girando feito um peão acertando o Massacrado que teve o seu parceiro Lance Stroll chegando em nono conquistando os primeiros pontos como grande surpresa do dia, principalmente.por ter sido em casa.

  3. Celio disse:

    Flávio,
    Esse regulamento de motores vai dar M…, porque ao romper com a Honda e ficar sem motor, a Mclaren vai ficar na mesma situação da Red Bull um tempo atrás e vai disparar marimbondos contra a categoria (e com total razão, qual motor comprar para competir se cada equipe de fábrica faz o seu e não vende a um concorrente forte),?? Então vai ser forte a pressão para a Fia rasgar o acordo de motores que está ratificado até 2020 e permitir algo emergencial como os V8 para equipes sem fornecedor de motor… imagina o furdúncio!

  4. Junior disse:

    Como a transmissão no Sportv é bem melhor do que na Globo. Antes da prova eles passaram o desfile dos pilotos em carros antigos e a regata entre as equipes. Depois da corrida passou a íntegra das entrevistas no pódio, o que a Globo nunca faz. Deste jeito acho melhor mesmo que a Fórmula 1 fique apenas na TV paga,

  5. David Félix Krapp disse:

    Flávio, cabe lembrar que o Alonso abandonou as 500 milhas por problemas no motor Honda também… rsrsrsrsrsrsrs

  6. ags disse:

    Aqui..
    O Pig fez uma declaração do jornal Italiano….com a seguinte ilustre palavras..
    No resumo desta temporada até a prova do Gp DU Canada..
    estamos indo 100% de acordou com nossos planos..
    Só faltou algumas vitorias…e eu ainda confio que iremos ficar entre os 5 primeiros equipes até o fim do ano..e vejo que vou estar entre os 5 primeiros no fim da temporada…
    O carro é bom.. tem força..corre de mais..e por isso que vou devagar para não ter gastos de peças…e minha vida………..Ciao

  7. Felipe Toniato disse:

    Ola Flavio! Curiosidade sobre o Stoll: ele foi o primeiro piloto canadense a marcar pontos na F1 e que não se chama Villeneuve. Incrivel!

  8. Edmilson disse:

    Verstappen arrancou um pedaço da asa de Vettel e este não reclamou, como fez com Kvyat. Se esse contratempo lhe custar o campeonato, Vettel vai se arrepender de ter ajudado a colocar Verstappinho na Red Bull.

  9. Gabriel P. disse:

    Muito legal a participação de Patrick Stewart mas, só soubemos que entrevistou os pilotos porque corrida foi transmitida pelo Sportv, pois se fosse pela GLOBOsta a gente nem teria sabido disso.
    Aliás, seria ótimo F1 fora da Globo, com essas porcarias de transmissões.

    Em nenhum momento Ocon demonstrou que poderia passar Perez, que dirá Ricciardo.
    Aliás o que fez foi atrapalhar a corrida de Vettel assim como Kimi que nem para passar as Force India e pressionar Ricciardo prestou.
    Isto sem dizer nos comentários canalhas, que diziam ser ordem da Ferrari para ele abrir para Vettel. e precisa??? O que ele tem que fazer é não atrapalhar a corrida de quem é mil vezes melhor.

  10. Marques disse:

    Além de ter custado o pódio ao time (Ocon teria passado Ricciardo), pode ter certeza que depois disso teve seu nome riscado na listinha de Maranello, eles não vão aceitar isso. Foi absolutamente arrogante, não tava brigando por vitória, defendeu duramente contra o companheiro e estendeu tapete vermelho para Vettel passar. Atitude mimada que só fez mal a ele e a equipe. Por causa dessas coisas que foi chutado da Mclaren, onde o achavam extremamente arrogante (e pra Mclaren achar isso a coisa deve ser feia, pq de arrogância eles entendem).
    Mclaren é bem lenta de reta mesmo, mas Hamilton não passou de 323 na corrida… então…

  11. Hassan disse:

    A primeira vez q o ricciardo fez o “shoey”, ele explicou q ele nao tinha comecado a moda, ele copiou de uma turma da australia (pescadores, surfistas, etc…) q viajavam juntos e inventaram a moda de beber cerveja do sapato aonde iam…(se nao me engano foi uma aposta q ele pagou, ou ele leu e curtiu a ideia…) o nome em si é tipo uma maneira de apelidar o sapato mas com o sotaque ingles australiano q eh bem mais puxado…

  12. Bola da Vez disse:

    Malharam tanto o garoto que ele finalmente fez bonito chegando em nono. E agora, vão malhar quem?

  13. Mário_Fpolis disse:

    Pára com essa merda não, porra!
    Chorão do caralho!
    Das vezes, quase sempre, teus posts são melhores do que as corridas, caceta.
    Não vi essa, mas curti demais tuas postagens, como sempre.
    E que pusta final de semana tivesse no Rio, hein? Orgias gastronômicas e o caralhoa4. Como é que permaneces magro, hein? Só correndo e fumando?

  14. Alexandre disse:

    Isso de a Force Índia mandar o Perez trocar de posição e se não desse certo o Ocon devolveria parece uma piada. E, o Ocon teve muitas voltas e não conseguiu chegar perto a ponto de ultrapassar – chegou perto a ponto de abrir a asa, mas sem ameaçar Perez, a não ser na volta que Perez defendeu sua posição. Uma pena Perez manter a linha de fora antes da chicane do muro dos campeões quando Vettel estava atrás dele na reta do cassino. Não se defendeu de Vettel como se defendeu do Ocon.

    Uma particularidade da pista do Canadá e também da pista de Baku é que há apenas um ponto de medição para a abertura do DRS e duas zonas de abertura. No minuto 4:34 do vídeo da Formula 1, Vettel ultrapassou Perez antes da chicane com o DRS acionado, a asa fecha na freada, ele contorna a chicane e abre a asa estando na frente do Perez e o Ricciardo está a mais de 1s à sua frente. Isso aconteceu porque no ponto de medição (que é antes do hairpin), Vettel tinha no máximo 1s de diferença para Perez o que permite ele abrir de novo na Zona 2 – depois da chicane. Isso vai acontecer em Baku também: quem é ultrapassado na primeira zona do DRS não vai poder abrir para tentar recuperar a posição na segunda zona.

    https://youtu.be/YwL19BaHY2w?t=4m34s

  15. Romeo Nogueira disse:

    “As embarcações são construídas com restos de box como pneus velhos, latões… E a McLaren ganhou!” A McLaren ganhou?!?. Pronto! Alonso fica em 2018! Kkkkkkkk

  16. Thiago Azevedo disse:

    Eu acho que o Verstappen vem fazendo um campeonato bem melhor que o Ricciardo.. Não tem terminado, mas tem andado muito forte. Guia demais o moleque.

  17. Rafael Rego bh disse:

    A charge ficou demais!
    Da corrida eu gostei do Ocon. Puta cabeça no lugar que o menino tem, além de muito rápido.
    Ontem fiz questão de votar nele pro piloto do dia, primeira vez que voto.

    E o Ricciardo, que carisma.

  18. Victor Manoel disse:

    Sensacional essa regata aí com os barcos comandados pelos mecânicos, não conhecia! :D

    Flávio, você acha que essas especificidades todas exigidas dos motores são a razão de não entrarem mais equipes na Fórmula 1?

    • Wanderson Marçal disse:

      Motores complicadíssimos, predomínio de equipes de montadoras, que gastam os tubos, regras complicadas, muitas corridas, audiência global em queda, problema para lavar dinheiro (não é mais tão fácil como nos 90 e agora a atividade mais fácil pra isso é o futebol), proibição do cigarro. Isso é o fundamental que dificulta a entrada de novos times.

  19. Fabrizio disse:

    Então para que essa merda não acabe, aí vai meu comentário: Essa visão mais liberal e com menos frescuras do Liberty sem dúvidas está trazendo o “sal e tempero” que a categoria tinha perdido. Pilotos soltando palavrões com certa liberdade faz parte do automobilismo e tem hora que o público não espera ouvir nada diferente de um “ele fodeu minha corrida” ou “hj foi tudo uma merda”.

    Por último, o Raikkonen já deu, corrida ridícula (outra), comportamento em geral idem (exceto o menino Thomaz que certamente não foi iniciativa dele), e no final vejo que já faz anos que esse cara é superestimado na categoria e por parte da mídia pelo jeitão desinteressado e seco. Mas são muitos milhões e uma puta vaga pra quem não entrega grande coisa faz tempo. A Pole de Mônaco não valeu merda nenhuma já que a palavra tema é essa hoje. Abs

  20. Garlet disse:

    Após o pódium HAmilton disse: “Demos um duro golpe na ferrari, estamos de volta”.
    Depois de assistir o VT em casa: ” Alô pessoal, que merda é essa o cara saiu de ultimo e chegou em quarto, reunião amanhã. Ninguem me avisa isso?”
    Resultado totalmente atípico. Vettel teria chegado em segundo tranquilamente. Sorte ou azar o tempo dirá.

  21. Pangaré 14 disse:

    É tão bonito ver o carro do Alonso, assim, sereno, suavemente levado para o seu lugar de direito… a garagem dos boxes.

  22. Tulio Parodi disse:

    Muito legal a corrida de barcos! Bela gincana!

  23. Raphael Felipe disse:

    Hamilton foi o melhor para mim. Ocon foi muito bem, se Perez tivesse deixado ele passar, talvez não perdesse o 4° lugar para o Vettel. E Massa é muito azarado, meu Deus, como pode ?

  24. Flavio Bragatto disse:

    Ocon e Strol (quem diria) foram os melhores.
    E Alonso que deu um show fora das pistas. Acho até que os pilotos tinham q fazer mais isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *