MENU

quinta-feira, 14 de novembro de 2019 - 0:09Gomes, Grande Prêmio

GP ÀS 10: UMAS IDEIAS…

17 comentários

  1. Luiz Oliveira disse:

    Perde o ponto de ultrapassagem no fim fã reta

  2. Mauricio da Rocha Camargo disse:

    Muito legal.

  3. Tiago Oliveira disse:

    Seria legal se alguem fizesse esse tracado num desses simuladores pra sentir o hype.

    Eu gosto da configuracao atual, a descida do lago costuma dar novidade; é uma curva onde se pode ganhar ou perder muito tempo.

    Talvez o antigo curvao seja problematico pela falta de area de escape, tem uma rua logo atrás, e entre o espaco de uma arquibancada + area de escape o tracado acabaria passando pelo lago (uma ponte seria legal).

    Talvez algo modular (ambos tracados mantidos) fosse uma boa.

  4. Ricardo Bigliazzi disse:

    Basta ressuscitar o “velho Interlagos”. Teríamos novamente um “Santuário do Automobilismo Mundial” com a grandeza de uma Spa, Monza ou Nurburgring.

    O resto é resto… acho que a “ideia brilhante” de amputar Interlagos se rivaliza em gênero, número e grau a idiotice de construir Deodoro.

  5. Carlos Senos disse:

    A pista ficaria ótima, porém o trecho entre a antiga curva 3 até a metade da nova reta em direção à antiga ferradura seria inviável, pois hoje serve como entrada (Portão Z) das mais de 100 carretas que trazem os contêineres marítimos e os equipamentos e carros que vem nos 7 aviões. Além de estacionamento de guindastes, e demais máquinas pesadas utilizadas no GP.
    Portanto, além de recapear a antiga pista, precisaria achar uma nova entrada (portão) e um novo caminho para as carretas.

  6. Samuel Barrocas disse:

    Seria excelente se acontecesse, mas a gente sabe como o Brasil funciona, nenhum projeto simples como esse é aprovado por pouco dinheiro, sem que haja muito dinheiro para que os políticos consigam desviar uma parte… Triste realidade do Brasil.

  7. Jose Leao disse:

    E ainda tem o anel externo.que pode ser utilizado.

  8. Adolfo disse:

    Sugestão do FG : “ah, legal, vamos dar uma olhada…”
    Sugestão do Hermann Tilke : “quando começamos”

    O problema da sua sugestão é que é muito fácil de ser feita, tá tudo lá – no Brasil o pessoal quer coisa difícil, que leve muito tempo e que de preferência, custe muito dinheiro… E que tenha grife.

  9. Wander disse:

    Com esta ideia, poderiam ser 3 as opções de traçado. O atual, a proposta do Flávio e a terceira com o traçado externo (emendando a antiga curva 3 com a junção).

  10. Alvaro disse:

    Muito boa proposta, pista com 4,3km e volta em torno de 1:08 é totalmente sem sentido para a F1, realmente pista com 5,4km e aproveitando boa parte do que já existe seria muito bom. Aqui no Brasil essa mania de pistas engessadas com poucos traçados e algumas tipo Interlagos com somente um, são coisas antiquadas, tem que evoluir.

  11. Flavio Padilha disse:

    Saudações Flavinho Gomes !!! Muito bom…
    As 5 provas que assisti foram no traçado antigo e jamais iria, depois de assistir do retão corridas épicas em que víamos grande parte da pista, pagar um ingresso caríssimo onde cartazes de todos os tipos cegam a visão dos espectadores, que só assistem o carro passar como se estivessem em Mônaco…
    Eu acho vergonhoso, mas quem vai a Interlagos hoje em dia, não conhece a F1 “raiz” de um dos autódromos mais lindos do mundo, admirado por Jack Stewart e onde aconteciam brigas sensacionais entre os que acampavam de paraquedas no retão e a polícia escorregando com seus cavalos na lama. Era uma festa só…
    Seu traçado, pelo que conheço de política, só com muita reza .
    Abração! e boa cobertura.

  12. RAFAEL PIQUEIRA CHININI disse:

    Lembro na época que essa ideia surgiu porque também se queria construir novos boxes na reta oposto e trocar o ponto de largada (assim como fizeram em Silvestone), o que gerou mais e mais discussões etc…
    Ainda bem que não o fizeram. Essa idéia ai de traçados alternativos é boa mesmo.

  13. Sérgio Troncoso disse:

    Traçado excelente! Creio que só teria que “apertar” um pouco mais a curva a direita no fim da reta oposta, deixando mais próxima de 90º G, a fim de permitir mais ultrapassagens e diminuir ainda mais a velocidade da chegada na antiga curva três.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *