MENU

quarta-feira, 6 de agosto de 2008 - 23:05Pequim 2008

OS INVENTORES

PEQUIM (quente, de novo) – Uma das grandes muletas dos historiadores é a China. Quando não se sabe quem inventou tal coisa, é batata: foram os chineses. Foram os chineses que inventaram a pólvora, o macarrão, a pipa de empinar, o leite longa-vida, o desodorante roll-on e o grill elétrico — cujo projeto foi roubado da Manchúria pelos japoneses na Segunda Guerra e, recentemente, vendido ao George Foreman.

Outra muleta é a dinastia Ming. Todos os vasos antigos de porcelana do mundo são da dinastia Ming. Os templos mais bonitos, também. Jóias fabulosas, tradições milenares, quimonos de seda, manuscritos misteriosos, é tudo da dinastia Ming.

Fazia estas reflexões hoje pela manhã enquanto preparava meu café da manhã e derramei o leite que colocava na cumbuca cheia de sucrilhos em forma de estrelas, sendo obrigado a recorrer ao rolo de papel-toalha para limpar o que sujei, e aí me lembrei de frase lapidar de meu amigo José Henrique Mariante que, um dia, na Bélgica, afirmou sem deixar muita margem a dúvidas: o papel-toalha é a maior invenção da humanidade.

De fato é uma grande invenção, pois limpa o que sujamos. Lenços também o fazem, assim como trapos e esponjas, mas nada limpa com a eficiência e a urgência do papel-toalha, a quem recorremos, normalmente, em situações emergenciais, e ele está sempre lá. Talvez tenha sido inventado também pelos chineses, que tudo inventaram na história da humanidade, eles e Leonardo da Vinci, a terceira muleta a ser citada neste texto, já que quando os historiadores não têm a menor idéia sobre a origem de determinados artefatos, apontam o dedo para Da Vinci sem medo de errar, pois foi ele que inventou o helicóptero, a asa-delta, o moinho de vento, o tanque de guerra e a banheira de hidromassagem, além de ter sido o responsável pelos primeiros estudos de que se tem notícia de anatomia humana, astronomia, numerologia e capoeira como terapia ocupacional.

Mas uma coisa que os chineses não inventaram foi a caipirinha, e ontem tomamos algumas no jantar numa churrascaria num hotel chique, em todo lugar tem churrascaria. Nesta havia um cearense servindo, Beto, que está há dez anos na China correndo o espeto.

Quem fez as caipirinhas foi uma chinesa, que precisa ser mais treinada. Mas já tomei piores, e no Brasil. E eles também não inventaram essa viadagem da água norueguesa Voss, servida com uma “bolacha” metálica com leds no centro. Quando você coloca sobre a “bolacha” a garrafa que tem forma de frasco de perfume Calvin Klein, coisa mais brega, os leds se acendem. Aí tem-se uma garrafa com o rabo iluminado. E é bom que os noruegueses tratem de patentear logo essa viadagem, porque senão os chineses o fazem e daqui a mil anos os historiadores dirão que as garrafas com o rabo iluminado foram inventadas na China, durante a dinastia Ming.

16 comentários

  1. Lionel disse:

    Gostei da estoria do grill…dos vasos e da agua..sem du’vida o Gomes tem uma veia no HUMOR muito boa ….Eu que nao gosto de escrever e de lër …..estou me acostumando .por que tem certas mate’rias que são imperdi’veis . . . .parabens Gomes …..mais humor . . .

    PS. A Globo fez uma super mate’ria com esse cearence e com outra brasileira que tem um restaurante super sofisticado…gostei muito e fiquei contente que Vocë ja’ conheceu…..mande mais mande mais…..coisinhas diferentes….

  2. Nick B. disse:

    Conde, my friend.

    Essa do Amex foi boa demais!

    Fez-me lembrar de meu pai mandando minha mãe fazer o nome do pai em frente a uma agência bancária.
    Minha progenitora, toda inocentona, questionou:
    Ué, querido, por que fazer o nome do pai justo aqui?

    O véio se deliciou:
    -Porque é aqui que estou enterrado, meu amor!

    E o perdulário Nick ficou bem quietinho pra não sobrar um pitinho básico. Bons tempos!

    Abraços a você e sua querida família!

    Nick B.

  3. Conde disse:

    Rafa ,

    Foram os Chineses que inventaram o Da Vince .
    Nick ,
    Vc está iqual a minha fatura do Amex depois das férias : Impagável ! :0)
    Abraço , Conde

  4. Homônimo/Ce disse:

    Toda mundo sabe que foi uma cearense que recepcionou Armstrong, quando da sua chegada ao nosso satélite.
    Excelente cobertura, porém ja me dou por satisfeito por “achar” um dos nossos!
    Saudações tricolores!

  5. Lccnunez disse:

    Caipirinhas no jantar? O restaurante era no próprio hotel, ou ai em Pequim não tem lei seca?

  6. Mateus disse:

    Essa água voss, eu tomei nos EUA em recente viagem… custa 7 dolares a garrafa de meio litro la, ou coisa assim, pq la as coisas sao medidas em onças… onças… haha

    abraços, e boa Olimpíada Gomes!!

  7. Rafa disse:

    Leonardo da vince era chines?

  8. Eric disse:

    Blogueiro de rabo iluminado….hahahahhahahahaha

    Esse Nick é phoda…..Nick V…agalume!!!!!!!!!!!!

  9. Nick B. disse:

    Gente, cada dia é uma novidade neste mundo, não é mesmo?!

    Blogueiro de rabo iluminado vocês já conhecem, certo?!
    Mas garrafa?

    Que maravilha!

    Fla, adorei a viadagem!

    Bitocas.

    Nick V., quer dizer, B.

  10. Sérgio Santana disse:

    Kct Flávo, você tá conseguindo ser melhor na cobertura olímpica do que na F1.

    Quando eu tiver uma concessão de Rádio/TV/Jornal, vou te contratar (aceita ticket?).

  11. luis disse:

    se for remedio

    eles podem dizer que foi a alemanha sem medo…

  12. Z.zaum disse:

    “Aí tem-se uma garrafa com o rabo iluminado.”

    aehuAEHuaehuaehaeueh

    to rindo até agora….hahahahaha

  13. Paulo André disse:

    Boa Flávio Gomes,
    Impressionante como as “viadagens” chegaram até na China!!!!

    Estou adorando sua cobertura das Olimpiadas!!

    Embora seja um frequentador assíduo de seu blog a pelo menos um ano, resolvi me manifestar pela primeira vez!!

    Parabéns e abraços!

  14. Marcelim disse:

    Ô Gomes, por acaso esse restaurante não estaria tocando bossa nova ou similares?

    O pessoal da Ásia tem mania de colocar bossa nova como som ambiente de locais ditos cool, modernosos…

    Seu você ainda não ouviu, prepare-se para ouvir bossa nova de fundo em qualquer restaurante, livraria ou similar.

  15. Wilmor Henrique disse:

    Rá! Como se os chineses dessem importância para patentes!!

    Procura direitinho aí que você acha a genérica!

  16. disse:

    Maior barato, inventaram no séc. 7 o papel e a impressão.
    Depois de centenas de anos, a imprensa mundial está tendo a maior chance de mostrar a China.
    O Big Mac é igual daqui?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *