MENU

Thursday, 11 de June de 2009 - 19:43Indústria automobilística

SAAB SALVA

SÃO PAULO (ô feriadinho…) – Ueba, boa notícia me mandam os amigos suecos do site que foi criado alguns meses atrás para acompanhar a agonia da SAAB, ameaçada de encerrar suas atividades graças à incompetência da GM, que comprou a marca anos atrás para fazer não se sabe o quê.

A pequena (no tamanho) Koenigsegg, fundada em 1994, que faz superesportivos na Suécia, mandou uma oferta de compra junto com alguns investidores da Noruega. A negociação pode levar alguns meses, mas é alvissareiro saber que, se for vendida, a SAAB ficará nas mãos de empresários do país, que saberão dar o devido valor à história da empresa.

Meu Monte Carlo agradece. Ele estava com medo de ficar órfão.

10 comentários

  1. MSM says:

    Dúvida: a pronúncia e SAB ou SEB?

  2. Guga. says:

    Já pensou, um prototipo SAAB/Koenigsegg disputando a LMS, com uma etapa na monumental Gotland e seus assombrosos 26km?

  3. VaaaaLNeeeeY says:

    Eu também recebi este email

  4. Mário Mesquita says:

    Alvissareiro foi otimo. Dava pra alguem salvar a Chevrolet de GM?

  5. 5 palavras: novo-saab-sonnett-a-álcool.

  6. A. CESAR PARDINI says:

    A Saab merece destino melhor do que os destrambelhados executivos ( ou executados) da GM arrastaram-na. Esse negocio de globalização, só serve para nivelar por baixo a saudável competição comercial entre empresas concorrentes. Quero que a GM se expluda, sem arrastar empresas tradicionais, e que têem ainda um histórico a cumprir.

  7. Ótima notícia, vamos aguardar que a Saab volte a fazer carros diferentes e interessantes….. não un opel meio novo rico

  8. Guga. says:

    Pô, tão ai duas uma marca que eu sempre quis ver nas pistas.

  9. Jason says:

    E, além de suecos, os caras da Koenigsegg certamente gostam de carro.

  10. Mark Kweirotz says:

    Muito interessante!

    Mesmo que a Koenigsegg não conclua a compra (afinal, em meses de negociação muita coisa pode acontecer), já estão de parabens pelo que conquistaram em tão pouco tempo.

    Uma empresa que, com 15 anos de existencia, já demonstra capacidade de assumir um desafio desse, está de parabens!

    Tomara que o negócio saia, e será uma boa para a Koenigsegg, para a SAAB, para os consumidores e para aqueles que não mais perderão o emprego.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *