NAS ASAS

SÃO PAULO (onde foram?) – A elegância da pintura é o máximo… Como sempre, deixo aos blogueiros a tarefa de descobrir o avião e o aeroporto. A Transbrasil era uma das minhas companhias aéreas queridas. De um tempo em que o Brasil tinha quatro “grandes”: Varig, VASP, Cruzeiro e Transbrasil, se não me equivoco. Pelo menos é o que a memória alcança.

Sem entrar na discussão sobre o fim de cada uma, porque o que vale é a memória afetiva, só sei que depois elas foram se fundindo e fechando. E vieram as “newcomers” TAM, GOL, OceanAir, WebJet, Azul, essas que controlam hoje o tráfego aéreo do país. E que servem barrinhas de cereais, argh.

E pensar que já voei para a Europa de Transbrasil e VASP… Elas operavam destinos menos expressivos (a Varig sempre dominou tudo, tinha mamata que não cabia mais) como Bruxelas, Munique e Viena, se não estou enganado. Aviões novinhos, horários interessantes, comida boa.

Desapareceu tudo.

Subscribe
Notify of
guest
59 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
carlos alberto dias de campos
carlos alberto dias de campos
11 anos atrás

Omar Fontana, ex-boxeador, pianista de mão cheia, piloto competente,voava desde Curtiss Comander até os 767-200, o avião + moderno em 1983, as cores eram lindas,as dos Bac- One Eleven, as dos 727-100, Paulocci (Carlo), fostes comissário na TR????….se psvo….aki ,Carlãoda turma de Celso (gerente)- GIG , Coelho, Amiltes, Cristina, Gilson, Gilberto (Giba) , Ronaldo Ropa , Milene, Milady , Walmir, turma da Nova-Divineia ( Aeroporto provisório ) . A Transbrasil, inovou em vários setores à época, uma senhora Empresa !!.

Edison
Edison
11 anos atrás

Prabéns Gomes. O rapaz aí acima não gosta de Nostalgia. Que pena. Acho que nunca viajou.
As simples barrinhas já o divertem e se sente saisfeito. Alias acho que vou passar no mercadinho e comprar algumas, já que tenho umas moedinhas no cofrinho.
Abraço Gomes e continue sempre assim e conte comigo

Gilberto
Gilberto
11 anos atrás

Tenho umas 20 fotos de todas as pinturas que foram feitas em aeronaves da TBA (TR) , e tambem todas as aeronaves catalogadas , e fotografadas com seus respectivos prefixos , tenho ate as fotos dos 767 que estavam no aeroporto de brasilia e tiveram sua instrumentação toda furtada . quem quiser basta me enviar o email que eu mando fotos .

Charles
Charles
12 anos atrás

Há uma história interessante ligando a BAC-British Aircraft Company, fabricante do BAC-1-11 da foto, com o automobilismo.
Fundada em 1910 por Sir George White, fabricando o avião Boxkite, foi a pioneira e, por várias décadas, a maior industria aeronáutica britânica, tendo inclusive fabricado muitos aviões que participaram intensamente das 1ª. e 2ª. Grandes Guerras.
Ao final da II Guerra Mundial e com uma imensa queda na demanda de aviões militares, a BAC contava com cerca de 40.000 funcionários, ameaçados pelos desemprego.
Neste momento, Sir George Midelton Stanley White, neto do fundador da BAC e apaixonado por carros, propôs a fundação de uma fábrica de carros esportivos, exclusivíssmos e de alto desempenho.
Foi fundada assim, em 1945, a Bristol Cars que, visando mostrar o caráter esportivo de seus carros, criou uma equipe de competições, patrocinada pela BAC que, entre outras, participou das 24 Horas de Le Mans em 1953, 54 e 55, tendo feito 1º., 2º. e 3º. em 54 e 55, na categoria 2 litros.
Retiraram-se das pistas em 1955 após o terrível acidente com Pierre Levegh em Le Mans, onde o piloto e quase 90 espectadores foram mortos.
Tendo atingido seu objetivo de comprovar o alto desempenho de seus carros, julgaram como negativo associarem sua imagem com acidentes em competições, mesmo não tendo se envolvido no acidente de Levegh.
A Bristol Cars existe ainda hoje na Inglaterra, embora não mais em mãos dos fundadores ou seus descendentes, mantendo-se firmes, desde de suas origens, na postura de desenvolverem carros exclusivamente segundo seus conceitos, sem seguirem quaisquer tendências de mercado.

Charles
Charles
12 anos atrás

Há uma história interessante ligando a BAC – British Aircarfat Corporation, que fabricava o BAC 1-11 da foto, com o automoblismo.
Ela começou como BCAC – Bristol and Colonial Airplane Company, pioneira e por décadas a maior industria aeronáutica britânica, foi fundada em 1910 fabricando o Boxkite e fabricou também aviões que participaram das 1a. e 2a. Grandes Guerras.
Após a II Gerra Mundial e, com a imensa queda na demanda de aviões militares, ocasião em que contava com cerca de 40.000 funcionários, o neto do fundador da BAC, Sir George Midelton Stanley White, apaixonado por automóveis, propôs a fundação de uma empresa para fabricar carros esportivos exclusivíssimos e de alto desempenho, ocupando parto dos funcionários da BAC.
Assim foi fundada a Bristol Cars, em 1945 e, visando mostrar o alto desempenho de seu carros, montaram uma equipe de competições patrocinada pela BAC que, entre outras, participou das 24 Horas de Le Mans de 1953, 54 e 55, na categoria 2 litros, tendo feito 1o., 2o., e 3o. em 54 e 55.
Abandonaram as corridas após a terrivel acidente com Pierre Levegh em Le Mans1955, onde quase 90 espectadores mais o piloto foram mortos, após julgarem terem atingido o objetivo de mostrar o alto desempenho de seus carros.
A Bristol Cars existe ainda hoje na Inglaterra, embora não mais sob controle de seus fundadores, como fabricante de carros exclusivíssimos e que primam por seguierem seus próprios conceitos e não seguirem tendências de mercado.

Francisco de Paiva
Francisco de Paiva
12 anos atrás

Já voei num 707 da Transbrasil.. Faz tempo isso! Abç

Luiz Fernando
Luiz Fernando
12 anos atrás

Bac One Eleven – Galeão

Side Show Bob
Side Show Bob
12 anos atrás

Acho que a maioria sabe, mas a TransBrasil, surgia das Linhas Aéreas Sadia.

Isto mesmo, da mesma família que formou a indústria alimentícia, recém adquirida pela Perdigão.

Patrick
Patrick
12 anos atrás

FG, algum problema por a Varig ter tido o domínio das principais rotas internacionais dentro do Brasil?
A Varig era uma ´´mamata´´ como vc diz, como todas as outras foram e como hoje é a TAM, GOL.
E aviões novinhos havia mesmo era na Varig…

E por falar em Bac One Eleven, meu pai voou muito esse avião na Trans…