MENU

sábado, 5 de setembro de 2009 - 12:25Lambretta & cia., Rali

MEXEU NO VESPEIRO

SÃO PAULO (putz) – Essa para mim é nova. Vocês sabiam que o Paris-Dacar de 1980 teve entre os inscritos quatro Vespas? E duas delas chegaram ao final? Incrível, a história! Está neste link aqui, enviado pelo arqueólogo Humberto Corradi, o maior colaborador deste blog (dos mais de 10 mil posts, certamente uns 300 têm o dedo dele).

23 comentários

  1. Rogerio Brandao disse:

    Autodromo de Interlagos, este trecho é a subida e a reta do boxe atual…

  2. Edilson Vieira disse:

    Caraca, fico imaginando os caras atravessando o Tenéré. Aquelas dunas…. com essas rodinhas….

  3. Dalton Cota disse:

    Os intrépidos aventureiros devem ter cruzado a linha de chegada unas 02 semanas depois do encerramento do rali, certo?

  4. Daniel Herrera disse:

    Tenho duas Vespas PX200, e em 12/2005 fui com ela a Ushuaia (Terra do Fogo) uma viagem de mais de 11.600km entre asfalto, rípio, chuva, frio, calor, sol, neve,… experiência única.
    A Vespa realmente é um trator, excelente postura de dirigibilidade e resistência, mec6anica fácil (quando exige), porém com pneus não indicados para estardas off-road (como as q passamos – Ruta 40).
    Tenho a matéria da viagem publicada na Revista Duas Rodas, se alguém quiser dar uma olahda, me passa um e-mail q encaminho.
    ABraço e avanti vespas!

  5. Jambo e Ruivão disse:

    Rubinho na vespeta, solitário (em último ou em primeiro?)

    hehehehehe
    Brincadeirinha, Rubinho! Vamo lá, que ainda dá prá ser campeão esse ano!

  6. joao disse:

    an unfair disvantage, pelo menos chegou no final, mas deve ter chegado umas 5 horas depois da ultima moto de verdade.

  7. mardruck disse:

    Que coisa sensacional.

  8. Eric disse:

    Esses ai tem 3 bolas no saco…e quando acabou o rally so duas….eheheheheheheh

  9. lambretta_65 no twitter disse:

    Se fossem 4 Lambrettas, além de todas chegarem no final, ainda venceriam na ‘geral’ e na categoria 150 cm3

  10. Mark Kweirotz disse:

    Sensacional!!

    Aposto que quando os caras contaram que iriam participar do Dakar com Vespas, devem ter ouvido aos montes: “Você é louco, isso nunca vai dar certo”.

    E ainda, duas das quatro chegaram ao final! Eu gosto de gente assim, que abraça uma idéia contra todos e consegue realizá-la com sucesso.

  11. Carlão BSB disse:

    O que mais impressiona é o fato de duas chegarem ao final. Criaram uma categoria específica? Foram premiadas?

  12. Rodrigo Moraes disse:

    Gomes tá virando casaca pras Vespas? Gostei!

    Mas, em relação ao Dakar, o grande mérito é dos pilotos, e não das Vespas. Diz a lenda que os caras empurraram as motinhos metade do caminho.

  13. Túlio Parodi disse:

    Caro Flávio,

    Tive uma Vespa PX 200 87 (de segunda mão) que era uma beleza. Se pudesse continuaria com ela até hoje.

    Desconhecia essa proeza da Piaggio no segundo Paris-Dakar. Realmente a confiabilidade e resistência mecânica da Vespa é veridica, pois a minha rodou entre o primeiro dono e comigo por 8 anos sem dar nenhum problema mecânico grave.

    O duro era encarar rodovias de alta velocidade, além de longos percursos com ela, mas para o seu propósito urbano ela era perfeita. Nesse aspecto esses caras daquele Dakar foram muito determinados.

    Torço para que a Vespa volte para o Brasil e quem sabe possa ter outra novamente.

    Abç´s, Túlio.

  14. rafael jorgens disse:

    Então o Like é a vespa dos carros?

  15. Thiago Azevedo disse:

    Um barato a idéia dos aventureiros!
    O bom de uma empreitada dessas é que 100% das pessoas torcem a favor.

  16. Mário Mesquita disse:

    Milton:

    Desculpe discordar. Pra mim fusca das motos é a Honda CG. Vespas são muito manhosas, é ruim de pegar, dirigibilidade estranha… Eu gosto da PX200, queria uma, mas pra ir na padaria, no jornaleiro… viajar, nem fu**ndo…

  17. jaison disse:

    Isso sim é uma verdadeira aventura!
    não vejo a hora de colocar a mão na minha Px200 novamente…

  18. ALEX B. disse:

    I don’t believe it! Get out of here!!!!!!!!! Putz, estes “vespeiros” eram mais doidos que o das Romi-Isettas!!!! E eu ainda reclamando do piso das ruas da minha cidade no tempo da minha Vespinha…
    Parei! (by Trajano!)

  19. Dionisio disse:

    Só podia ser coisa de português.

  20. Guerwin disse:

    Tem doido prá tudo.

  21. Mário Mesquita disse:

    É muuita coragem! De BMW, KTM, Tenéré é mole! Até de DT… Mas de Vespa? Imagina a bunda do sujeito…

  22. Milton disse:

    Vespa=o FUSCA das motos…

  23. disse:

    Era um barato.
    Dakar, F1, rolimã, mudou tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *