O GRANDE BRASILEIRO

SÃO PAULO (adoráveis barcas) – Para quem não viu ontem, segue o link da matéria para o “Limite”, da ESPN Brasil, sobre o Galaxie. No sábado, foi lançado o livro “Galaxie, o grande brasileiro”, da editora Alaúde, autoria de Dino Dragone e Paul Gregson. Livraço. Para marcar o lançamento, um bando de galoxeiros se reuniu na Frei Caneca, concessionária Ford no Morumbi.

Um mais lindo que o outro.

galoxa

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Raimundo Neto
Raimundo Neto
11 anos atrás

É UM CARRO REALMENTE INESQUECÍVEL , EXELENTE , TENHO CINCO DELES EM CASA !!!!!!!!!!

pedro bresson
12 anos atrás

don gomes, quem mora no exterior como eu nao consegue assistir esses videos. nao roda aqui nao sei por que.

teria como vc ou alguém postar o video no vocêtudo tb?!

obrigado e te mando as contas hoje

Álvaro Azevedo
Álvaro Azevedo
12 anos atrás

Parabéns amigo pelas matérias, vi essa e outras, inclusive a do Maverick. Enfim, como pedir não ofende…queria sugerir uma matéria com o Opala 72/74 Gran-Luxo com Ar condicionado, direção hid e câmbio aut. Ou seja: Uma mosca branca, se puder avise-nos. Um abraço.

Watson
Watson
12 anos atrás

AAAAAhhhh… Então, o Landau tem teto de vinil e visibilidade traseira menor e o LTD não, agora entendi…

Mas… Que eu me lembre, sempre vi Landau com os 4 faróis dianteiros horizontais e grade vertical
OO ||||||||||| OO, procede? O LTD teria versões mais antigas cuja frente é igual à do Galaxie? (faróis dianteiros na vertical e grade horizontal) :::=======:::

Dionisio
Dionisio
12 anos atrás

Flavio, suas apresentações de raridades no LIMITE são fantásticas. Pra quem gosta de carro é um enorme prazer.
Muito legal. Você é muito bom em tudo que faz . Parabéns.

(obs: Tudo que faz como jornalista, porque na pista…)

Roberto Fróes
Roberto Fróes
12 anos atrás

Minha opinião:
Apenas por questões mercadológicas existem os 3 carros.
Sem levar essas questões em consideração, é um carro com 4 níveis de acabamento – se bem que não na mesma época: o chamado “Pé de Camelo”, o 500, o LTD e o Landau. Mas são todos Galaxie.
O livro, eu comprei em pré lançamento, e já li todo.
Interessante para quem gosta de carros, imprescindìvel para quem gosta de Galaxie.
Chega a ser ligeiramente chato (desculpem-me os autores e os apaixonados pela marca) para quem não é Galaxeiro, pois descreve ano a ano, detalhe por detalhe, parafuso por parafuso, cada mínima alteração ocorrida no automóvel. Mas não chateia não, a gente simplesmente pula o parágrafo. Gostaria que o livro do DKW fosse detalhado assim!
A grande diferença é que a Ford ainda existe, e teve os elementos para fornecer aos autores.
Já a Volkswagen não guardou os elementos dos DKW…

Pinas
Pinas
Reply to  Roberto Fróes
12 anos atrás

Pé de Camelo ou Pé de Boi… rs

Carro sem ar ou direção, mas é um 500, a versão mais bela que já fizeram deste belo carro.

Não comprei o livro. Farei isso em breve…

Por outro lado adquiri um Galaxie 500 ano 70 recentemente. Azul escuro com interior creme. Paixão de criança!!! Quem anda num desses nunca se arrepende… Alguns colegas perguntaram se eu estava com dinheiro sobrando. Escutaram um sonoro: “Sonho não tem preço!!!”.

Forte abraço.

vitão
vitão
12 anos atrás

por falar em trilha sonora, das duas vinhetas do programa , prefiro a quem bateria nervosa do que a das guitarras distorcidas (foi a triljha de encerramento do programa de 08/09 )

Watson
Watson
12 anos atrás

Flávio, (ou amigos blogueiros que estejam dispostos a responder)

Assisti a matéria, mas até agora não sanei uma dúvida que tenho desde sempre: afinal, qual é o LTD? Acho que nunca vi um!
Quais são os detalhes que diferenciam o LTD em relação ao Landau?

Reinaldo Silveira
Reinaldo Silveira
Reply to  Watson
12 anos atrás

Watson, boa pergunta. Vamos tentar esclarecer:
O LTD surgiu em 1968 como versão mais bem equipada do Galaxie, inclusive com motor mais forte e opção de transmissão automática.
Em 1971, o LTD ganhou a versão Landau, com melhor acabamento, novas calotas e estofamento, além da vigia traseira menor, para conferir mais privacidade aos ocupantes do banco traseiro.
Já em 1976, com as alterações na carroceria e introdução do motor 302, o mesmo utilizado no Maverick GT, a linha passou a três três versões: Galaxie, LTD e o Landau, versão específica, mais luxuosa.
A identificação é fácil: o galaxie tem grade dianteria inteiriça, com frisos horizontais; o LTD te o Landau têm grade vertical, não alcançando os faróis, enquanto que somente o Landau possui a vigia traseira menor, sempre com teto de vinil.
Há outras diferenciações, como as calotas, que no Landau são de aço escovado e as cores – o Landau sempre teve cores exclusivas, como o prata continental, em 76 e 77, cinza executivo em 79 e o azul clássico, a partir de 1980.
Espero ter ajudado.

Assis
Assis
12 anos atrás

+ uma vez, clap clap clap, e só pra constar, não parece, eles TEM sim alma ! :)

Reinaldo Silveira
Reinaldo Silveira
12 anos atrás

ao Juca: o Mavera que você se refere é um Grabber norte-americano, do Paul Gregson, um dos autores do livro (e autor do livro do Maverick).

ALEX B.
ALEX B.
12 anos atrás

Otima materia! Pena que foi meio curta, né? O Canalha tem força na ESPN, credo!

Patrick Murisset
Patrick Murisset
12 anos atrás

Fala Flávio

Eu sou o cara que te cumprimentou lá no bar no último Sábado à noite…

Assisti e gostei do programa na Terça.

Só uma pergunta: não poderiam voltar a por a trilha sonora no programa? O rock que ficava tocando ao fundo era bem legal, principalmente quando era hard rock…

Abraços.

Juca Vaconcelos
Juca Vaconcelos
12 anos atrás

TInha um Maverick no Fundo, um branco, ou foi impressão minha? Nunca vi daquela pintura, sabe alguma cosia daquele carro hein FG?

Assis
Assis
Reply to  Juca Vaconcelos
12 anos atrás

Era um Grabber, maverick americano .

Reinaldo Silveira
Reinaldo Silveira
12 anos atrás

Grande festa, até o meu apareceu (quase nada, apontado como exemplo de Landau de vigia traseira estreita).

E o homem apareceu lá de Wartburg!

Abraços.

Arthur Cerri
Arthur Cerri
12 anos atrás

Flavio. Muito bom assistir a essa reportagem.
Minha família foi proprietaria de uma revenda Ford durante 56 anos, assim sendo, meu avô era um fã do Galaxie, inclusive, enquanto era fabricado teve vários. Se não me engano foram 5. Na família foram 7. Ele e o Sr Arno, da Novocar, eram amigos. Sempre se encontravam nas reuniões da marca. Ainda tenho alguns chaveiros da Novocar em casa.
Até o cheiro do estofamento do Galaxie me voltou à cabeça, foi ótimo rever os grandes carros. Considerei uma homenagem indireta, já que nessa semana se completa um ano de saudades do meu avô, o Sr Edyr.
Abraço

Paulo Trigueiro
Paulo Trigueiro
12 anos atrás

excelente matéria.
parabéns.

Fábio André
Fábio André
12 anos atrás

Ah ia esquecendo!! Sugestão pra um indiana gomes é a Kombi Diesel!! Que por sinal tenho uma!!

Fábio André
Fábio André
12 anos atrás

Parabéns pelas matérias, do Indiana Gomes, que por sinal é vc e pelo respeito ao horário do programa, que pelo menos é fixo na grade da emissora, diferente de outros que tu nunca sabe que horas começa, pena que é só um por semana mas já vale!!

vitão
vitão
12 anos atrás

vou comprar o livro. A reportagem foi muito boa, embora a diferença entre Galaxie 500 (base) , LTD ( intermediário) e Landau (topo) não tenho ficado muito clara, mas não por culpa sua, FG. O LTD 69 cinza granito é um dos meus feitiches. Agora, a menina do Rio (uiii, foi sem querer) ficou devendo conteúdo, porque dizer que carro europeu é pequeno e americano é grande, foi um primor ! Tenho dois desejos : O SM grafite e o Lincoln Continetal MArk II . E o Joca foi até simpático, embora esteja na hora de aposentar aquela camisa roxinha ” Fred Mercury” .

Aliandro Miranda
Aliandro Miranda
12 anos atrás

Eu compraria um Galaxie preto, restaurado, parecendo zero.

Se tivesse grana, claro. Inclusive para mantê-lo.

Marcelo Liberatori
Marcelo Liberatori
12 anos atrás

Uma pergunta. Assistindo ao Limite ontem vi uma reportagem sobre os 90 anos da Citroen e a mesma foi apresentada por uma certa Carla Gomes. O sobrenome é mera coincidência?

Aproveitando, faltou mostrar/mencionar o DS que apareceu muito rapidamente de relance. Este sim, um dos marcos da indústria automobilística.

Flavio Gomes
Flavio Gomes
Reply to  Marcelo Liberatori
12 anos atrás

Gomes não é um sobrenome tão raro. Não somos parentes. A Carla está na ESPN há mais tempo do que eu.