LINEA & FUTURE

SÃO PAULO (mas amanhã é que importa) – Bom dia, macacada. É fim de semana de corrida, então perdoem se este blog ficar meio intermitente. Daqui a pouco tem treino aqui em Interlagos. Mas de manhã deu para cumprir minhas obrigações profissionais. Gravamos matéria para o “Limite”, da ESPN Brasil, com os carros do Trofeo Linea e da F-Future, ambas as categorias criadas pela família Massa & colaboradores (a foto é do parceiro Erik Arruda, companheiro de equipe do Meianov).

Deu para dar uma voltinha com o carro da Linea, num evento da Shell para imprensa. O Felipe me pediu para falar bem do automóvel. E falou que eu teria dificuldades para alcançar os pedais. Pequeno canalha. Muito alto, ele, verdadeiro pivô de basquete.

Nem precisava pedir, mas de qualquer modo mandei para ele os números da minha agência e conta. O carro é bem legal, mesmo. Muito bem preparado, 215 hp, turbo, câmbio sequencial de seis marchas, e carro de verdade, que é o mais legal. O Titônio, que Galvão Bueno adora chamar de Papa Massa, apelido horroroso, contou que as 22 vagas para a abertura do campeonato, no Rio, estão preenchidas. E vão correr pilotos conhecidos, como Cacá & Popó, Thiago Camilo e companhia bela. Vai ser um campeonato muito divertido para quem correr e para quem assistir.

Mas mais interessante que o Linea é a F-Future. Finalmente um formulinha-escola, não muito caro, a 280 mil reais a temporada de 12 corridas (seis rodadas duplas), carro bem desenhado, motor 1.8, 160 hp, câmbio no volante, telemetria, controle interno de balanço dos freios, e prêmio para o campeão fazer parte do programa de desenvolvimento de pilotos da Ferrari. O Dudu, irmão do Felipe, contou também que pai de piloto está proibido nos boxes. Os meninos terão assistência técnica coletiva, acesso à telemetria dos mais rápidos, para aprender, e muito mais.

É uma luz no automobilismo brasileiro.

Subscribe
Notify of
guest
94 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
geraldo nunes
geraldo nunes
12 anos atrás

Pai de piloto só perde para mãe de miss…

geraldo nunes
geraldo nunes
12 anos atrás

Será que o Kamarada Gomes vai trocar de modalidade? Lada, Togliatti, Fiat, tudo a ver…

Du Carmo
Du Carmo
12 anos atrás

Muitos parabéns pela iniciativa e mais por proibir a estadia nos boxes dos papás dos pilotos, muito bom mesmo, porque papá de piloto só incomoda quem trabalha!
A CBA deveria regulamentar o mesmo em especial nas categorias menores do Karting.

MSM
MSM
12 anos atrás

Se não tiver imprevistos, estarei em Jacarépaguá no dia 29/05 para conferir a estréia, terá também corrida de motos 600cc. Tomara que dê certo, com o incentivo do Massa e com bons patrocinadores, tem tudo para dar certo. Parece que o Sportv vai transmitir.

Lucas
Lucas
12 anos atrás

Que venha a Formula Ford, no estilo europeu, onde o piloto sai do kart e da continuidade a sua carrera sem ter que colocar um caminhao de dinheiro.
Onde estao os HOMENS do nosso automobilismo que nao veem isso.
Porque nao reeditar a FFord, nao deve custar mais que 150 mil por ano, o mesmo que uma temporada de kart

Moncho
Moncho
Reply to  Lucas
12 anos atrás

Alguém devia combinar com a Ford…

luiz salomao
luiz salomao
12 anos atrás

putz, tao sabotando os planos da cba!

Joca
Joca
12 anos atrás

Será que avô pode ?

Orlando Salomone
Orlando Salomone
12 anos atrás

Automobilismo não é barato. Nós é que somos pobres.

Ladis
Ladis
12 anos atrás

280 pila? Barato? Até pode ser louvável a atitude do Massa para por a cara a tapa nisso, mas que está totalmente fora da realidade financeira brasileira, isso tá. Por quase o mesmo preço você tem a possibilidade de correr de F3 na Inglaterra. Mas, convenhamos, o PIB per/capita de lá (com crise e tudo) é muito, mas muito maior do que o daqui. Infelizmente, enquanto nao surgir uma categoria onde se gaste pelo menos metade disso, não teremos “escolinha” nenhuma aqui no Brasil. E ainda assim seria um “esporte” de ricos…

Moncho
Moncho
Reply to  Ladis
12 anos atrás

Ora, nem lá fora teremos “escolinha”, já que VC nos informa que o preço na Inglaterra é o mesmo, certo? Pior, na Inglaterra o peão vai ter que amargar com moradia; cama, mesa e banho; frio; barreira da língua e dezenas de outros custos resultantes da vida em geral em um país onde tudo custa muito caro. Então, não seria só o custo do “pacote” a se levar em conta…

Ademais, você fala da “realidade financeira brasileira”, como se ela fosse uma só. Ora, há ricos para os quais esse custo é irrisório. Não vejo por onde achar que o “esporte” devesse ser socializado. Só faltava agora pretenderem também dar bolsa-piloto para os “excluídos”…

Corridas são um esporte caro em todo o mundo. Isso não quer dizer que alguém sem meios econômicos não possa ter sucesso nesse meio. Tudo uma questão de o sujeito ser excepcional desde criança nos karts, ter um caráter centrado e até maníaco com suas metas e, com sorte, será financiado por alguém, ou por alguma empresa…

Ah!…, mas karts também são caros?… Bem, Alex Dias Ribeiro ganhava o seu dim dim trabalhando como mecanico nos carros dos outros. Já vi catador de bola virar professor de tênis em minha cidade…

E para quem nenhuma habilidade técnica tem, que aceite a realidade e contente-se com a opção de ficar só no gargalo – torcendo, como a maioria…

Leonardo de Souza
Leonardo de Souza
12 anos atrás

A Fórmula Renaut que era um evento de 9 a 10 fins de semana (com uma ou outra etapa sendo simples por ser na rua ou no GP Brasil), com um carro 2.0, com equipes ao invés de todos os carros sendo de apenas um “dono” tinha um custo por temporada em torno de R$ 300.000 a R$ 400.000 (neste segundo caso em equipes com enormes possibilidades de criar o campeão da temporada).
Então R$ 280.000 por 6 eventos em um carro 1.8 sendo que não existe equipes, está caro, deveria ser mais barato porque a Formula Palmer que têm uma organização parecida e um carro bem mais potente custa 59,500 libras (em torno de R$ 160.000). A F-Future deveria ser mais barata para possibilitar aos pilotos sairem do kart sem ter o impacto de custos muito maiores, podendo errar e aprender aqui sem terem que “queimar o filme” na Europa.
E o câmbio semi-automatico só irá criar vícios, mesmo que a F1 seja assim não quer dizer que todos irão apenas pilotar carros com este tipo de câmbio em toda a sua carreira.

eu
eu
12 anos atrás

e digo mais …3 anos no maximo pra isso sair do ´´ar

eu
eu
12 anos atrás

mew …300 mil tem equipe deixando fazer o campeonato de F3 …comparar f3 com esse f-futurelixo , é sacanagem …

Dudu Sartor
Dudu Sartor
12 anos atrás

Parabéns, Felipe, Dudu, Titonio e Carlinhos
O trabalho de voces, traz de volta os bons tempos de Formula Ford e Chevrolet, sem contar o Linea, que com certeza sera uma categoria muito competitiva, como foram a formula Uno e Palio, sucesso absoluto nos anos 90.

Ronaldo Santos
Ronaldo Santos
12 anos atrás

Li um comentário elogiando a familia Massa, menos pessoal, ninguém está fazendo nada de graça,mesmo porque um Linea top na rede FIAT custa em torno de R$ 65.000,00. Os caras estão vendendo um Linea de competição com o apoio entre aspas da montadora a R$ 150.000,00 um absurdo e depois ficam cantando de galo que estão ajudando o automobilismo nacional, conversa para boi dormir, sem contar no FG que só porque é amigo da turma foi comprado com uma voltinha no carro. Na verdade o que acontece é que meia duzia pilotos vão pagar a conta para o Cacá, Popó e outros da ESTOQUE brincarem no evento do amigo Massa.

Acorda gente….

Daniel Gomes
Daniel Gomes
Reply to  Ronaldo Santos
12 anos atrás

Meu deus…. é cada um que me aparece. Pelo menos pense um pouco antes de cuspir merda.
Comparar o preco de um carro stock feito na linha de producao de uma fabrica gigante com o preco do Modelo feito para competicao , com motorizacao diferente, caixa de marcha sequencial , gaiola , amortecedores de competicão, mais a assistencia tecina durante esse periodo de 1 ano, é ridiculo.
Siceramente, ta achando ruim… faz igual o Flavinho, va andar de Lada em interlagos.. AHUAHUAHUAH

Foi mal Flavio.. :)

Ronaldo
Ronaldo
Reply to  Ronaldo Santos
12 anos atrás

Resposta para o Daniel,

Não estou achando ruim apenas dando uma opinião que os caras não estão fazendo nada de mais para tanto barulho. Antes de vc sair falando vá se informar quanto ao preços dos equipamentos e vai constatar que se saida os caras já estão a exemplo de todos os demais promotores aqui no Brasil querendo ganhar tudo na primeira temporada. Para que se tenha uma ídeia o carro não o tal do Linea não é tudo isso, mal consegue andar mais rápido que um carro do Campeonato Paulista de Marcas. Por isso tudo é muito caro e também não faço a mínima questão de andar por este preço 360.000 a temporada se eu tivesse andava de GT3

rubem rodriguez gonzalez
rubem rodriguez gonzalez
Reply to  Ronaldo Santos
12 anos atrás

Ronaldo , ninguém é obrigado a fazer nada de graça. Ainda mais quando se trata de automobilismo, se fosse um ginásio para atletismo ou outro esporte popular ainda vá lá….
Quem é duro tem o seu lugar cativo no automobilismo: Arquibancada!!! ou quem sabe descolar uma vaga como funcionário ou mecânico de equipe, pois notadamente o esporte automotor dá muito emprego.
Se a familía Massa está ganhando algum é mais do que justo, afinal aquilo alí não é uma ONG – se bem que 90% das que existem aí no “mercado” são meros caças níqueis para meia dúzia de pilantras – e não tenha dúvida que algum dinheiro ou até o seu prestígio está em jogo, poderia optar por investir em algumas lanchonetes de fast-food aonde o retorno é garantido.
Louve-se a atitude do piloto em investir no esporte que lhe deu visibilidade e fortuna, se todos agissem assim o automoblismo nacional não estaria neste buraco e tendo como unico destaque essa bosta de stock car que custa milhões e nada mais são do que uma gaiola torta e mal feita com uma bolha de fibra por cima, a tecnologia embarcada em um Stock corresponde grosseiramente a tecnologia de um kart ( dos ruins) e para encerrar , no automobilismo nada é barato, e quanto mais tecnologia mais dinheiro, 280 mil por 12 corridas até que é bem razoável, afinal de contas a lei Rouanet (será que se escreve assim?) pode cobrir mais de 80% destes custos com renúncia fiscal, o resultado é mais facilidade em arrumar patrocínio, patrocínio essse que só se arruma para uma categoria que tenha um minimo de visibilidade e solidez, mas quem vai dizer se está caro ou barato vai ser o mercado de pilotos e a estruturas que serão montadas nessas equipes

E.Martinez
E.Martinez
12 anos atrás

Legal esse Linea, mas melhor ainda seria se fosse uma categoria multi-marcas…

Por falar em multi-marcas, abaixo as bolhas ridiculas da Stock!

Neto Guido
12 anos atrás

Que maravilha…fico muito feliz e espero que este seja um começo de uma longa e bela história. Para nós amantes de automobilismo, precisamos e muito deste tipo de iniciativa.
Massa, agora se tornou um idolo maior ainda e faz muito mais pelo automobilismo brasileiro que muitos campeões de formula 1.

Valeu familia Massa!! Obrigado!

Emerson
Emerson
12 anos atrás

Realmente promete essa categoria.

Estava assistindo outro dia no Speed Chanel uma prova da tc 2000 ( se não me engano) na Argentina, é uma prova muito bacana, correm os linea, civic, corolla, focus e mais uma ou duas marcas que eu não me lembro agora…

Emfim uma corrida de verdade, onde correm carros de verdade… Lembra os opalas da stock, carros de verdade e não tubulares com bolhas de sei lá o que…

pedro
pedro
Reply to  Emerson
12 anos atrás

p/ seu conhecimento, a tc 2000, usa para TODOS os carros e marcas, o MESMO motor, MESMO cambio e MESMA suspensao.
so os monoblocos (muito retrabalhados/modificados) sao diferentes, bem como respectivos set-ups.
mass como dizem: a grama do vizinho e mais green…

Ronaldo Brahmeiro
Ronaldo Brahmeiro
Reply to  Emerson
12 anos atrás

Pedro, vc não estaria confundindo não? Tem sim uma categoria igual à nossa Stock, com chassis e motores iguais para todos e bolhas para diferenciar. Mas, que eu saiba, não seria a TC 2000, e sim a Top Race (ou Racing).

Moy
Moy
12 anos atrás

Vai ser televisionada?

Maran
Maran
12 anos atrás

Barato pra quem ?

Moncho
Moncho
Reply to  Maran
12 anos atrás

Barato em relação às opções outras. Que tal bancar a carreira no automobilismo inglês? Será que sai mais… “barato”?…

Sérgio Siqueira
Sérgio Siqueira
12 anos atrás

Desculpe, mas não creio que uma “categoria-escola” custe barato por R$ 280.000,00.
Contando que os poucos pilotos que restam no kart gastam no máximo R$ 10 mil por mês, é um salto muito grande.
Ainda mais para um campeonato repleto de patrocinadores: Shell, Fiat, etc…
Tem alguém colocando muito dinheiro no bolso nessa coisa…

Moncho
Moncho
Reply to  Sérgio Siqueira
12 anos atrás

De graça só bolsa família. Barato aqui, quer dizer relativamente. Automobilismo não é pelada de fim de semana, jogo de botão. Até surf tem que ter patrocínio…

André Scud
André Scud
Reply to  Sérgio Siqueira
12 anos atrás

Para fazer uma caminhada legal no mínimo você precisa de um tênis de R$ 400,00 e quer pagar R$ 2,00 para correr de carro?

Fabio de deus
Fabio de deus
12 anos atrás

Td muito bom, to torcendo dimais para q ambas as categorias vinguem, especialmente a de formula, mas… sem autodromos decentes, onde estas categorias vão correr???
POdiam aproveitar e reformar ao menos uns 5 autodromos brasileiros, deixando-os decentes, ou construindo uns 3 novos, pra ficar bom mesmo..

Gabriel Marques
Gabriel Marques
12 anos atrás

Flávio, R$ 46.670,00, por fim de semana, categoria escola, é um absurdo. Mesmo absurdo os valores do Linea. è caça Níquel, as fábricas no Brasil só fazem esse tipo de m….Coloca pessoas que querem ganhar muito com os eventos até a categoria ficar insustentável e acabar. Elas fogem da concorrência e nunca apoiam um Brasileiro de marcas com medo de tomarem ferro. Usam o automobilismo quando e como querem, são extorquidos, aceitam, não ligam, pois dá retorno, e vão embora…. NAda diferente do que já ocorre……

Alexandre Baseggio
Alexandre Baseggio
Reply to  Gabriel Marques
12 anos atrás

Isso aí,

Vamos fazer uma categoria escola que custa duas tubaína e um pastel (de carne) por final de semana…

MALDITOS PORCOS CAPITALISTAS…

André Scud
André Scud
Reply to  Gabriel Marques
12 anos atrás

Legal! Me arruma um carro preparado com eletrônica de ponta, segurança, infra e etc por R$ 80,00 a “corrida”.

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Gabriel Marques
12 anos atrás

Amigo, concordo plenamente com você! infelismente nesse ponto de vista manda sabe o que? dinheiro!! todos essas caras que me perdoe, são todos corneteiros e baba ovo de pilotos! quando tem uma boquinha? ja cai pra dentro! eu vou a anos na F1, entro no box pagamos uma nota, se você ver esses jornalistas como ficam em cima dos pilotos, literalmente babandoooooooooooo aquele ovo.. são essas categorias que vem para o Brasil e o din din fica no bolso de alguns até acabar…

Valmir Passos
Valmir Passos
12 anos atrás

Todos os envolvidos estão de parabéns, principalmente a Familia Massa, que está cumprindo com o que prometeu no ano passado. É muito bom para nosso automobilismo. Muito sucesso a todos!!!

igor vellascher
igor vellascher
12 anos atrás

aí q eu acho muito legal é o F-Future, pq vai revelar novos talentos competitivos neh. achei manero q o campeão vai fazer pro programa da Ferrari. E Deyvilson, tu q falow de patrocínio essas coisas, olha tb q a Shell tava lá, li que os carros vao usar o etanol v power novo deles.

Alberto
Alberto
Reply to  igor vellascher
12 anos atrás

Quem deve “educar” os filhos são os Pais.

Diogo
Diogo
12 anos atrás

Uma excelente iniciativa da família Massa. Porque se depender da CBA, estamos ferrados. A Fórmula 3 agoniza há anos. Agora, com carros novos, novos organizadores e apoio da Petrobras, é que parece que vai melhorar.

GERALDO CASSELLI JÚNIOR
GERALDO CASSELLI JÚNIOR
12 anos atrás

Pai de piloto proibido nos boxes ??? Interessante ……

Fernando
Fernando
Reply to  GERALDO CASSELLI JÚNIOR
12 anos atrás

É para evitar casos como o do Piquet pai acertar o carro para o Piquet filho.

Alexandre Baseggio
Alexandre Baseggio
Reply to  GERALDO CASSELLI JÚNIOR
12 anos atrás

Antes “sesse” Fernando…
Acertar carro é tranquilo, o Duro é os pais azucrinando os filhos…

Fowler
Fowler
Reply to  GERALDO CASSELLI JÚNIOR
12 anos atrás

Foi a melhor parte da nova categoria. Nada de “corneta” nos boxes. Pai de piloto é pior do que mãe de miss.
Quem já trabalhou em boxes sabe do que eu estou falando.

moacir
12 anos atrás

Doido pra ver os Lineas aqui no Velopark!

Assis
Assis
12 anos atrás

Sucesso as categorias !

Acho fantásticas categorias onde se correm com carros de verdade, de rua ! mesmo se for de baixa potencia, são os carros que agente “pode” comprar pow !!!

E a escola monoposto tb, muito boa proposta, espero que vingue !!

Pergunta: Na raiz do site do Grande Premio, sempre tinha toda a programação da TV do fim de semana relacionada a velocidade, e seus respectivos canais, isso está em algum outro lugar ?

[ ]´s

RCRG72
RCRG72
12 anos atrás

O Rubinho quer ensinar basquete, na instituição dele com o Tony Canaan. Só basquete, se não me engano. Nada de automobilismo. Não me lembro bem onde li isso.

Por que será???

Fred
Fred
Reply to  RCRG72
12 anos atrás

Talvez porque automobilismo seja algo bastante caro…

André Scud
André Scud
Reply to  RCRG72
12 anos atrás

Automobilismo em instituição de caridade? Nem rico corre de karto todo final de semana!

Al Unser Jr.
Al Unser Jr.
12 anos atrás

Acho que só pela iniciativa já deveriam erguer uma estatua para a familia Massa, já fazia tempo que ninguém se mexia nesse pais terceiro-mundista.

Moncho
Moncho
Reply to  Al Unser Jr.
12 anos atrás

Fiquei imaginando uma estátua com toda a “família Massa”. Cacête, se fosse de bronze ia sair bem caro! Só o Titônio…

Paulo Marcos
Paulo Marcos
12 anos atrás

Muito legal ter mais uma categoria no circuito. Tomara que revele muitos talentos aí, li que são 3 em 1 ne, tem moto também, achei legal tb q a categoria vai usar etanol.

Deyvison
Deyvison
12 anos atrás

Parabéns a familia Massa pela ótima iniciativa e parceria com a FIAT promovendo o automobilismo nacional. Coisa que percebi nas fotos é o patrocínio do Santander nos carros, é certo isso? Então o Felipe não é exatamente deixado de lado pela patrocinadora da Ferrari, como poderia ser. É um banco ganhando espaço no Brasil que é um importante mercado e pode ver no Felipe alguém para parcerias e marketing bem interessante. É uma boa relação para o piloto.

Renan Brait
Renan Brait
Reply to  Deyvison
12 anos atrás

a shell tbm
até porque isso deve ser 100% bancado pelo ferrari afim de achar o seu hamilton!!

Chico Camargo
Chico Camargo
12 anos atrás

FG, porque não radicalizar com o 69. Pode inscrever o bólido nas Mil Milhas 2011!!!

Aí é só ir atrás de patrocínio de uma boa vodka e tá tudo certo, é só acelerar.

Rafael Schettini Dantas
Rafael Schettini Dantas
12 anos atrás

Muito bom!! Muito bom!! Tomara que, com essa nova categoria, o automobilismo brasileiro volte a revelar grandes pilotos, como nas décadas de 80 e 90.
Parabéns ao Felipe Massa e as pessoas que acreditaram e investiram nessa nova categoria.
O que agora precisa ser feito é a divulgação e tornar essa categoria conhecido do público que acompanha automobilismo no Brasil, como antigamente tínhamos a F-Ford e F-Chevrolet.

Luiz Augusto
Luiz Augusto
12 anos atrás

Tomara que dê certo !!! Precisa haver algo a mais para o automobilismo no Brasil …. a categoria escola precisa vingar, não temos mais nenhuma que possa ser assim designada !!!
Qto a proibição de pai nos boxes, cofesso que morri de rir !! Imagina o que deve rolar para ter esse “item” no escopoda categoria !!!! rsrsrs
Elaine, pai de piloto de F1 é beeeeem diferente de pai de piloto de kart, pode ter certeza disso !!! rsrs
Abs

jefferson buitrago
jefferson buitrago
12 anos atrás

Acho que a iniciativa da familia Massa vai dar certo.Parece um projeto bem feito,que possibilitará a molecada participar de uma categoria escola de boa qualidade. Muito legal a decisão de proibir pai de piloto nos boxes.Pai de piloto,de maneira gera,l é um pé no saco!

Lente de Aumento
Lente de Aumento
12 anos atrás

“Felipe Massa já fez mais pelo automobilismo brasileiro do que Ayrton Senna” (Flávio Gomes, em 2008, no anúncio da criação de tal categoria)

RCRG72
RCRG72
Reply to  Lente de Aumento
12 anos atrás

É verdade!!![2]

Diego Schuh
Diego Schuh
Reply to  Lente de Aumento
12 anos atrás

Senna pilotou muito, mas todos os ganhos se resumiram ao seu bolso. Claro, falando de automobilismo, pois na área social a fundação Ayrton Senna tem um grande trabalho.
Falta mais gente fazendo isso para valorizar o esporte e fazê-lo crescer, já que são raros os casos por aqui. Na real, tem algum outro além do Felipe?

Ripax
Ripax
Reply to  Lente de Aumento
12 anos atrás

Criar uma fundação com o seu próprio nome não é fazer caridade, mas sim propaganda. Quem quer fazer caridade de verdade cria uma fundação com nome “generico”. Ai sim é fazer algo por alguém sem esperar retorno.

Moncho
Moncho
Reply to  Lente de Aumento
12 anos atrás

Seu Ripax, se o nome for “genérico” da Instituição, não auferirá dividendos da fama do benemerente. Cadernos Senninha vendem porque as pessoas querem ajudar “o Senna”. É uma marca. De novo esse conceito de que sempre há culpa na fama e no dinheiro…

Subordinado
Subordinado
12 anos atrás

“Felipe Massa já fez mais pelo automobilismo brasileiro do que Ayrton Senna” (Flávio Gomes, em 2008, no anúncio da criação de tal categoria)

RCRG72
RCRG72
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

É verdade!!!

Leonardo Costa - DF
Leonardo Costa - DF
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

E fez mesmo.

Moncho
Moncho
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Acho míope esse tipo de comparação. cada um faz o que sua personalidade e o seu momento permite. Não fosse Fittipaldi, Moco e todos os outros, em especial Piquet e Senna, talvez não houvesse hoje o Massa. A fama do piloto brasileiro cresceu no meio da F1 porque todos eles se mostraram superiores. Ótima idéia da família do Massa – e nem se espera que isso seja “de graça”. É um negócio. Mas se Massa só fizesse o que já faz como piloto, já seria muito bom.

Estranha essa mania de brasileiro ficar sempre esperando que quem faz sucesso tenha “obrigação” de fazer benemerência, trabalho social, “dar apoio” à clubinhos associações e Ong’s.

No fundo disso está aquela prevenção disseminada contra “os rico”, contra quem faz sucesso. Se ganha bastante, essa gente já acha que tem que distribuir “pros qui num tem”…

RCRG72
RCRG72
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Estranho esse seu comentário, já que eu, por exemplo, não disse que era mais que obrigação.
Você gosta mesmo é de espezinhar.

É verdade, essa iniciativa, que é um negócio, lógico, é muito boa para o esporte que gostamos. Tomara que de certo!

Moncho
Moncho
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Me referia evidentemente ao conceito emitido de “fazer” mais ou menos “pelo automobilismo”. Não basta o piloto pilotar, nesta terra. Tem que ser necessariamente altruísta, “pensar no social”. Devolver o que “o país” lhe deu…

Ora, um cara como o Senna colocou o nome do Brasil no mundo. Isso não tem preço. Já fêz muito bem feito o trabalho a que se dedicou. E ainda que ficasse por aqui e tivesse sido só mais um empresário – como são os da família Senna – estaria pagando impostos, dando empregos e cumprindo o seu papel.

RCRG72
RCRG72
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Não acho que ninguém tem que ser altruísta. Só faço os elogios a quem resolve seguir este caminho de algum modo. Ou que resolva devolver algo que pode usufruir, se puder.
Estávamos falando que, esta iniciativa do Felipe é especificamente para o automobilismo. Pelo automobilismo, desta forma que o Felipe está fazendo, Senna não fez.
A comparação é que se tudo der certo, mesmo Senna tendo sido muito grande, Massa mesmo se não conquistar nenhum título de F1, acabará por se tornar bem grande aqui também. Imagine se como empresário, Massa se tornar um dos responsáveis por revitalizar o automobilismo nacional. Como não colocá-lo no mesmo patamar de Fittipaldi, Piquet e Senna? É claro que muita coisa ainda tem que acontecer, mais esta iniciativa, dando certo, quem sabe se não trará outros benefícios.

RCRG72
RCRG72
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Também acho que, se fosse vivo, Senna também estaria fazendo algo neste sentido.

RCRG72
RCRG72
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

A propósito, seu comentário foi parar no lugar errado. Veja os comentários no Lente de Aumento e, talvez, você concorde comigo.

Moncho
Moncho
Reply to  Subordinado
12 anos atrás

Mas nem precisava dessa iniciativa para Massa ser tão grande como os demais pilotos brasileiros. Como disse, cada um faz seu papel. Não discordo de suas assertivas RCRG72; meus comentários eram em relação ao tópico inicial do nosso amigo Flávio Gomes e outros aqui no blog. Essa coisa de “devolver” o que “recebeu”. Como se houvesse sempre uma culpa a expiar quando alguém faz sucesso e fica rico.

Mercedes
Mercedes
12 anos atrás

Nem pra colocar apelido o Galvão presta, horroroso mesmo esse “papa”. Lembra quando o Galvão começou a chamar o Hamilton de “Robinho”??? Tenha dó…

Humberto Corradi
Humberto Corradi
12 anos atrás

Quanto vale essa iniciativa do Massa? Quantos frutos poderão render para o automobilismo brasileiro?
Ele poderia ser mais um piloto brasileiro passando pela F1, mas, vai fazendo diferença usando seus contatos e o peso do seu nome para algo produtivo.
Diferente de outros por aí que só usam o nome para fazer algo em benefício próprio ou de sua prole.

Robert Abe
Robert Abe
Reply to  Humberto Corradi
12 anos atrás

Concordo contigo,Humberto,mas lembre-se que o Senna tbem fez muito para as instituicoes de caridade sem querer se aparecer na midia como o Massa faz.nada contra,afinal,o Massa sabe fazer um bom uso do seu nome e influencia. na verdade,as pessoas soh ficaram sabendo das coisas que o Senna fazia de bom,apos a sua morte.mas penso em outros pilotos e concordo contigo.

ALEX B.
ALEX B.
12 anos atrás

Com certeza absoluta, virou mais lento que no MEDIANUEV! Cuidado com o ciúme, tovarich!

Fábio Amparo
Fábio Amparo
12 anos atrás

Muito bom, espero que dê certo.

E tomara que a luz (no fim do túnel) não seja um trem na contra-mão.

Abs

Bruno A.
Bruno A.
12 anos atrás

Joca, qual o problema do preço? achei bem razoável.

gostei da frase do dudu “pai de piloto está proibido nos boxes”. fato. Pai e piloto e mãe de miss são as duas piores raças que existe.

Elaine Cristina
Elaine Cristina
12 anos atrás

(ironia…..) As vezes sou . Pai de piloto proibido nos boxes, e o que a familia do Felipe vive fazendo nos boxes da Ferrari………

Robert Abe
Robert Abe
Reply to  Elaine Cristina
12 anos atrás

Nos boxes da Ferrari pode…nesta nova categoria eh q naw pode,como bem explicou o Flavio.ainda bem,pq aguentar o mala do Galvao nos boxes eh dose…rs

Alexandre
Alexandre
Reply to  Elaine Cristina
12 anos atrás

Você não entendeu nada né Elaine!
Você acha que o Felipe dá ouvidos para o pai dele, ou o pai dele vai lá buzinar na orelha dele como ele tem que fazer tal curva?
Pai de piloto da “CATEGORIA ESCOLA” está proibido de entrar nos boxes, afinal lá só vai ter moleques que estão começando no automobilismo e muitos pais acabam buzinando demais na orelha da molecada que ainda é imatura para lidar com isso.

Marcos Reis
Reply to  Elaine Cristina
12 anos atrás

Elaine,

Ninguém quer ver o que aconteceu no Brasileiro de Kart em Goiânia…

Acho que os pais malucos de pilotos de categoria de base (principalmente o kart) brigam mais entre si que os guris na pista ou fora dela…

Certíssimo!

Quer dar conselho, pai? Faça de cuca fresca em local apropriado, ou eduque corretamente seu filho…

Wagner
Wagner
Reply to  Elaine Cristina
12 anos atrás

Na Fórmula 1 é completamente diferente, o piloto já está formado. Agora até em kartodromo pai enche o saco de piloto, muito boa a atitude, inicio de carreira, piloto tem que ouvir profissionais do ramos, que analisam dados friamente, ao contrário dos pais.

Fábio Carlos
12 anos atrás

já achei no site a programaçao

vou estar lá na etapa carioca

abraço

Estevão, de Curitiba
Estevão, de Curitiba
12 anos atrás

Tesãoooooooooooo!!!!!
Torço, e muito, para que dê certo!
A FIAT já tem história no ramo. Na Argentina a Copa Linea – chamada Linea Competizione – é bastante competitiva e o grid é lotado em toda etapa.
O Linea, aliás, também corre no TC2000 da mesma Argentina, uma Stock muito melhor que a nossa. Aliás, tem Mégane, Civic, Focus, Corolla.
Aqui no Brasil a hegemonia da FIAT se mostra nos Rallys. Na categoria N2, não tem prá ninguém. Só dá Luis Tedesco, que tem 17 títulos brasileiros. Desses um monte a bordo do FIAT PALIO.
Abraços.

marcelo
marcelo
Reply to  Estevão, de Curitiba
12 anos atrás

Caro, acho que essa hegemonia que vc fala deve-se mais pelo talento do luis tedesco do que pelo carro, vc deve estar de brincadeira achar que essa carroça de palio ganharia alguma coisa na mao de qualquer mortal, eu respondo claro que nao carroa como os fiat deveriam ser banidos, pois sao bonitinhos mas ordinario.

Fábio Carlos
12 anos atrás

quando vai começar?

claudio aun
claudio aun
12 anos atrás

parabens pela iniciativa, em meio a um agonizante automobilismo ncional,qualquer iniciativa é para ser comemorada

Joca
Joca
12 anos atrás

Tudo muito bonito. mas categoria escola por R$ 280.000,00 é uma piada de mau gosto.

Zézinho
Zézinho
Reply to  Joca
12 anos atrás

Automobilismo não é barato…….infelizmente se o “cabra” talentoso não tiver patrocinio, ou “pai-trocinio” está perdido

Luis Albertyn
Reply to  Joca
12 anos atrás

Cara, não tem jeito. Correr de carro custa dinheiro e 280 mil por ano pra uma temporada é bem barato, pode acreditar. Melhor que isso, só se fosse 100% subsidiado, mas aí a coisa complica.

Oba, vai ter corrida no Rio! Estou indo a tudo o que rola em Jacarepaguá, sempre achando que vai ser a última…

Wagner
Wagner
Reply to  Joca
12 anos atrás

Está muito barato, pra correr de Stock Junior , nos mesmos moldes (carro alugado, e manutenção por conta da estrutura) cada estapa sai R$5,6 mil, quase R$60mil no ano, agora compare os carros, categoria e estrutura… tá de graça.

Moncho
Moncho
Reply to  Joca
12 anos atrás

Não é escolinha de futebol de jogador aposentado…

André Scud
André Scud
Reply to  Joca
12 anos atrás

Equipamentos e infra mínimos para preparar um piloto de ponta tem custo, senão é melhor alugar um kart para brincar no final de semana.