P14 + 5

SÃO PAULO (valeu tudo) – Talvez tenha sido minha corrida mais legal na Classic Cup, essa de hoje em Interlagos. Eu geralmente esqueço todas, pode ser que nestes quase dez anos correndo de clássicos (sim, dez!), quase 100 provas, considerando uma média de dez por temporada, tenha tido alguma parecida, mas duvido.

Já imaginaram metade e mais um pouco de uma corridinha brigando com mais seis ou sete pilotos o tempo todo, trocando de posição, passando e sendo passado, fritando pneu, até uma rodada que quase me mandou para o inferno de vez? Não capotei por pouco. Mas foi legal pacas.

A começar do grid, 30 carros, sinal claro do renascimento da categoria. E olha só a distribuição de marcas: 11 Passats (uma praga!), três Pumas, um Bianco, três Chevettes, um Karmann-Ghia, um Gol quadrado, um Escort, cinco Fuscas, um Opala, um Lada, um Uno e um Prêmio. Nada menos do que 12 modelos diferentes.

E tudo começou de madrugada com uma classificação com pista úmida e ensaboada, um horror, por causa da chuva da madrugada. Cirello (Puma) fez a pole com 2min20s909. No seco, ele vira 2min00s. Consegui, às duras penas, um valoroso 24° lugar com o Meianov, 2min43s566.

Mas na largada, felizmente a pista estava seca. Eu sempre gostei de chuva, mas o Meianov, não. Um carrinho de tração dianteira, no piso molhado, é legal. Um tanque de guerra com blocante e tração traseira não curte muito.

Não usamos a ridícula chicane que a CBA tinha mandado usar. Diante das reclamações dos pilotos, adotaram uma bandeira amarela no local. No fim, eu e o rapaz do Uno tivemos de brecar, quase parar, para não passar um Fusquinha que estava muito lento. Acho que todos respeitaram a bandeira, afinal.

Larguei bem, como de costume. Passei uns seis ou 20 carros, não sei bem. E já no fim da primeira volta lá estávamos sete alucinados colados: eu, Henry (Escort), Cristiano (Fusca), Carreiro (Opala), Zé Azevedo (Fusca), Luiz (Chevette) e Fernando (Uno).

Putz, foi demais. Até a entrada do safety-car, na volta 7, foi um passa-repassa dos diabos, e pena que eu esqueço tudo assim que acaba uma corrida — engraçado, não guardo detalhes, deve ter algo a ver com adrenalina, cafeína, tubaína, algo assim. Sei que fiz umas ultrapassagens bonitas em todos os cantos da pista. E fizeram sobre o Meianov, também. E sei que na relargada eu estava em 18°, porque me contaram. E que nesse bolo insano, uma hora eu estava atrás de todos. Logo depois, liderava o grupo. Para quem viu de fora, deve ter sido sensacional.

Mas na décima volta, como de hábito, fiz minha cagadinha costumeira. Muito pressionado pelo Cristiano, entrei no Laranjinha todo torto e perdi a frente, a traseira, os lados e o juízo, rodando miseravelmente. Cristiano quase abriu a porta do Fusca para ajudar a frear com a sapatilha. Não bateu por decímetros. Apontei para o lado de dentro da curva e me preparei para capotar no despenhadeiro.

Dizem, os que estavam de fora, que o Meianov decolou como um Tupolev e aterrissou como um Ilyushin. Como, após a aterrissagem, eu estava de frente para a pista, ainda que no meio do mato, taxiei e voltei para a corrida.

Perdi seis posições nessa brincadeira, mas passei o Uno e ainda cheguei no Chevette do Luiz na última volta. Ele me passou no Mergulho, dei uma espalhada, mas na subida do Café seria fácil passar, eu tinha mais motor. Só que a besta aqui errou uma marcha e acabei chegando 0s221 atrás dele.

Na minha categoria, o prejuízo foi de uma posição, para o Opala do Carreiro, que andava precisando de um trofeuzinho. Ele chegou em segundo, e aproveito para abraçá-lo virtualmente, porque não pude ir ao pódio receber meu troféu — eu precisava ver o treino da F-1 que estava começando. Na geral, acabei chegando em 19°, atrás de cinco dos caras que estavam atrás de mim antes da rodada. Moralmente, diria Cláudio Coutinho, fui o 14°.

Melhor volta do enlouquecido soviético: 2min14s901. Melhor da corrida: 2min00s878 do Paulo Sousa, com o lindo Puma verde #7 que venceu na geral, pela primeira vez, deixando para trás o quase imbatível Puma prata #19 do Cirello. Legal demais, o Paulão é da minha equipe, que inaugurou um lounge com sofás de design, TVs de LCD, WiFi, aquecimento central, simuladores, máquina de café expresso e manequins e atrizes para entreter nossos convidados. Além da comida de primeira. Teve até camarão e caldo de palmito.

Quando é chato, eu digo. Quando é legal, digo também. Hoje foi muito legal. Comecei o dia meio macambúzio, cheguei até a cogitar quase secretamente um início de despedida do Meianov, a considerar algumas opções para fazer outro carro para o ano que vem, mas depois dessa, vamos ficar juntos mais um tempo. Tem gente chegando na categoria andando no mesmo ritmo, e é isso que importa.

Não sei quando tem corrida de novo. Parece que o autódromo fecha daqui a um mês, sei lá. Mas aviso aqui.

Ah, as fotos são do impagável Rodrigo Ruiz.

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Nelson
Nelson
9 anos atrás

Flavio:A maioria não tem idéia como é gostoso tocar no meio de carros desiguais,uns tração dianteira,outros traseira,reações e tomadas diferentes,velocidades diferentes,uns freiando muito mais dentro como deve ser o caso do belo bianco(furia) que tem muito mais estabilidade que o seu.Ou seja,espectadores GROBAIS,pilotos de sofá.Parabens por ter saco de conseguir por um lada para correr.Naõ deve ser facil manter um carro destes.Aos que gostam de mono marca,azar deles.

Rodrigo D.
Rodrigo D.
9 anos atrás

E aquele Gran Torino que pingou por aqui há um tempo, não está correndo mais? O Clint tomou de volta?

Jammal
Jammal
9 anos atrás

Vendo as fotos me toquei que vocês usam capacete nessas corridas… Pra que? Esses carros passam dos 20 km/h? Se vocês sofrerem um acidente é mais fácil morrer de tétano … ehehehe

Nelson
Nelson
Reply to  Flavio Gomes
9 anos atrás

Boa Flavio.Este deve ser igual aos taxistas de J.de Fora,super apressados,são super rapidos até os 60 por hora!!!!!!!!

Ze Pedro
Ze Pedro
9 anos atrás

Muito legal a prova de sábado!
A essencia dessa diversao, esta na cara de cada um dos “garotos”que saem das suas maquinas e vão comentar, com os olhos brilhantes, cada uma das suas manobras no patio fechado.
Quem ainda não foi,deveria ir!
Hoje voltei. Fui ver meu brother, de Fusca, com o brilho nos olhos de um garoto, feliz da vida!

Zé Alonso
Zé Alonso
9 anos atrás

Muito legal o relato da prova, dá até vontade de ir sempre ver a Classic, especialmente para ver os Fuscas. Não moro em SP e fica complicado, mas um dia vou. Parabéns aos pilotos e equipes.

Mário de Floripa
Mário de Floripa
9 anos atrás

Flávio, adoro ler teus relatos, consegues passar com muito humor o que é uma corrida.
Se eu morasse em Sampa, com certeza iria assistir a estas corridas.
E parabéns pelo teu blog, para mim uma visita diária e deliciosa.

Flavio Bragatto
Flavio Bragatto
9 anos atrás

Gostei muito deste Cicatriz prata.

Gosto muito de Escort. Vê-los correndo é demais!

Edu H@rmel
9 anos atrás

Também curti muito a minha prova… péssimo-sexto na tomada de tempos graças ao erro na escolha dos pneus e último na minha categoria! Pensei com meus botões: tô largando em último mesmo, os outros é que têm de se preocupar…na largada fiquei um pouco p. da vida com o piloto do UNO pois ele avançou na posição do Cury (ou seja queimou a largada!) e trouxe toda a fila da esquerda para a frente. Mas ele não me atrapalhou e apenas tive um ligeiro contratempo ma subida da junção por causa da amarela fixa, pois precisei tirar o pé para não ultrapassar o Gol 13 do Rafinha. Já tinha passado o presidente, depois passei o Chaud (ligeiríssimo na relargada!) e fui benficiado pelas quebras do Trovão e do Coelho. P7 na geral e P4 na categoria ficaram de booom tamaanho.. agora é esperar pela próxima…

Edu H@rmel
Reply to  Edu H@rmel
9 anos atrás

Um videozinho de parte da minha corrida…

http://www.youtube.com/watch?v=H80tWOo5LLU

Cristiano Canto
Cristiano Canto
9 anos atrás

Flaviao, vou te mandar o video para vc ver o “culionesimo” de distancia que nos separou da batida -hahaha.

Marcelo dos Anjos
Marcelo dos Anjos
9 anos atrás

Parabéns! E obrigado… Tenha certeza que me divirto, lendo seus posts, tanto quanto você se divertiu nesta prova. Keep them coming!

Élinton E. Bartniak
Élinton E. Bartniak
9 anos atrás

Não rola improvisar uns videos on board?
Iria ser legal ver detalhes desta corrida de dentro do Meianov, ainda mais para a galera que mora longe, como eu, ter ideia de como são as provas.

bernardo
9 anos atrás

Flávio, ótimo relato. Cada vez que leio esses textos sobre a classic, da vontade de montar um carro para participar. Seria bacana se houvessem corridas como essa no AIC (Pinhais). Abraços

Telegrafista
Telegrafista
Reply to  bernardo
9 anos atrás

Seria mesmo!!!!!!

fernando carvalho
9 anos atrás

e a trapizonga achou que era um MIG 19 e que podia voar ? Insano este escriba mor…..

Telegrafista
Telegrafista
9 anos atrás

Belo texto. Saboreei. Pela segunda vez quase deu certo minha ida a S. Paulo. Eu ainda vou assistir uma corrida dessas. Neste ano. Juro! Hehehe

maurício morais
9 anos atrás

Meu amigo FG faça logo um Passat e pare de sofrer. Mete um logotipo AUDI, fale que é um AUDI 80 e pronto está montada a brincadeira. Abs.

fernando carvalho
Reply to  maurício morais
9 anos atrás

Trapizonga Fake de Audi 80 ?Ok!!! …Sugiro então :porque não vai de KG TC, que “acreditava” que era um Porsche 911….???
Importante é a diversão!!!

fabiogp5
fabiogp5
9 anos atrás

Me perdoe, você já tinha mencionado as carangas bacanas, eu é que fiquei emocionado com tão belo grid.

fabiogp5
fabiogp5
9 anos atrás

Flavio, não podemos esquecer dos carrinhos guerreiros Chevettes e Karman Ghia. Essa categoria é a mais legal de todas. Só foi pra lembrar de todos, tudo vale a pena neste lindo grid.

Brasa
Brasa
9 anos atrás

Flavio, como ver a classificação final por marcas?? Creio que seria interessante, afinal você cita: –> “A começar do grid, 30 carros, sinal claro do renascimento da categoria. E olha só a distribuição de marcas: 11 Passats (uma praga!), três Pumas, um Bianco, três Chevettes, um Karmann-Ghia, um Gol quadrado, um Escort, cinco Fuscas, um Opala, um Lada, um Uno e um Prêmio. Nada menos do que 12 modelos diferentes.”

Marcelo Melo
Marcelo Melo
9 anos atrás

Legal de se ler. Pode-se perceber o brilho nos olhos e o sorriso levemente indisfarçavel no semblante.

Bem legal.

João
João
9 anos atrás

Parabéns pela prova, Flavio.

Esse Escort da LF é aquele do Brasileiro de Marcas e Pilotos que vc comentou no blog há um tempo?

Luc Monteiro
9 anos atrás

Como assim, “impagável” Rodrigo Ruiz? Eufemismo pra fazer um jabá nas fotos?

Michelle
Michelle
9 anos atrás

Foi super legal!

Marcelo
Marcelo
9 anos atrás

“…cinco Fuscas, um Opala, um Lada, um Uno e um Prêmio”

Piloto do Lada é agente infiltrado da KGB, disfarçado de jornalista…

Roberto Martinez
Roberto Martinez
9 anos atrás

Muito legal mesmo , corri na Puma branca 27 do Waldevino Jr , que correu no Fusca 131 . Me diverti bastante com aqueles pneus duros de velhos, principalmente na chuva, mas que vão ser trocados para próxima. 30 carros, turma boa, relargada na reta oposta adrenada ! Foi minha segunbda prova de Classic, a primeira foi em 2007 com um Passat 75 dourado meio poder de lata, na estréia dele !Valeu !

Dú
9 anos atrás

Foi muito legal, e todos no cobertinho do heliponto ( que ñ mais usado para estacionar carros de convidados e vips, pois custa agora 3 conto de réis) lembravam Nelson Piquet:
Este é o pelotão da merda.
Paulão ganhar foi show. Merece.

Faruko
Faruko
9 anos atrás

O mais legal de tudo isso é fazer exatamente isso que tu faz Gomes…CURTIR…Parabéns, segue assim,nos presenteando com coisas legais…