MENU

domingo, 8 de julho de 2012 - 8:23Bus Stop, Futebol

BUS STOP

SÃO PAULO (escrotos) – Filhos da puta. É o que tenho a dizer aos torcedores do São Paulo e do Corinthians que no sábado queimaram o ônibus da Portuguesa, um Caio Squalo 1985. Ele estava diante de uma oficina. Filhos da puta é o que vocês são, são-paulinos e corintianos. Filhos da puta.

124 comentários

  1. Gabi disse:

    Parabéns pelo blog e pela iniciativa!

    Você saberia me informar qual o nome da fonte que a LUPO usa nas camisas?

    Agradeço desde já

  2. Getulio LHP disse:

    Às vezes passo aqui no teu blog pra ler um pouco sobre corridas porquê também gosto. Mas gosto mais de futebol e sou da torcida Gaviões da Fiel. O que foi feito com esse onibus aí é realmente lamentável, o Mosqueteiro ( onibus de propriedade do Corinthians ) também já foi apedrejado quando ficava estacionado perto da grade do Pq. S. Jorge. E era um onibus antigão também, era do mesmo modelo daqueles antigos da viação Cometa, saca? Mas voltando, porquê todo ato de vandalismo que uma agremiação sofre tem que ser necessariamente praticado por torcedores de times adversários? Na minha forma de ver, foi um ato de vandalismo que, até que se prove o contrário, pode ter sido feito por qualquer um. A história recente tem demonstrado diversas manifestações de violência gratuíta contra pessoas e propriedades que vou só citar algumas aqui: segundo se apurou, quem ateou fogo no indio Galdino, que dormia num ponto de ônibus não foi torcedor. Não foi torcedor que esmurrou uma empregada doméstica que esperava a condução pra ir trabalhar às cinco da manhã. Não acho que seja torcedor que poe fogo e espanca morador de rua. Na livraria Cultura, não foi um torcedor que matou um rapaz com golpe de taco de beisebol. Ano passado não foram torcedores que agrediram um carinha na Paulista com lâmpada fluorecente, nem agrediram pai e filho que andavam abraçados e foram confundidos com casal homossexual. Na USP não foram torcedores que depredaram todo o predio da reitoria. Eu moro em periferia e infelizmente vejo quase que diariamente lixeiras sendo queimadas, orelhões derrubados na porrada, e não são torcedores que fazem isso. Não tiro aqui as responsabilidades que os torcedores, sejam do Timão ou de qualquer outro time tem sobre atos de violência, que em grande parte das vezes tomaram uma proporção de guerra, tem mesmo que rever isso aí, só que sair acusando e chingando sem nem saber quem foi é injusto.

  3. Acarloz disse:

    Torcida Organizada: Bando de cuzões, que sozinhos não aguentam um bom tapão na cara, mas que quando se juntam acham-se os imortais, e saem barbarizando pelas ruas.
    Solução: Extinção, Cadeia pros líderes, Proibição permanente de divulgar qualquer coisa que seja (inclusive escolas de samba) e de entrar em Estádios.
    Simples.

    • Getulio LHP disse:

      Eu fui da Gaviões da Fiel e te digo: tapão na cara, homem nenhum aguenta, nem você. A diferença é a reação que se tem pra esse tapa, tá certo? Não se inflama com as idéias de outra pessoa não, rapaz. Você parece aqueles pitt bull que o dono atiça depois solta pra avançar nos outros. Fica na coleira, procura saber quem foi, o que foi que a polícia apurou pra depois dar tapinha na cara dos outros, beleza? E outra, extinguir torcida não impede que os mesmos elementos frequentem os estádios, tem que rever a política de permissões da secretaria de segurança, inclusive com relação entre clubes e torcedores. E pra finalizar, que torcedor iria se preocupar em queimar um onibus da Lusa? A torcida da Lusa é uma espécie de café com leite, é neutra, não faz barulho e portanto não incomoda. Não que isso credencie alguém à detonar o patrimônio dos clubes de maior expressão, eu apenas estou tentando te mostrar como pensa o torcedor, quais os motivos pelos atos de uma torcida, sejam eles corretos ou não.

  4. Burrinho Batiquebra disse:

    Inocência é achar que a Gaviões da Fiel e a Torcida Independente se uniriam para destruir um ônibus da… Portuguesa!

    Será que seria muito ciníco achar que essas pixações são para tirar o foco dos verdadeiros autores do vandalismo? Ademais, creio que leve um bom tempo até que seja possível se aproximar de uma carcaça em chamas para fazer uma pixação. Obviamente são eventos não simultâneos.

    Me desculpe, mas crer em um cenário onde duas torcidas que se odeiam mortalmente aguardam calmamente ao lado da cena do crime (quem sabe tomando uma cerveja?), correndo o risco de serem presas e sem se queimar mutuamente é um tanto quanto improvável. E, para completar: já foi comprovado que o incêndio foi criminoso?

  5. Fernando Santin disse:

    Qual a possibilidade de restauro do ônibus???

  6. André disse:

    Incendiaram a troco do q?
    Esse pais tá ficando besta demais…
    Ops, já o é há 512 anos!

  7. Gabriel C disse:

    Sou torcedor da Lusa, e acabei chorando ao ver essa foto do nosso ônibus destruído. Não era um simples meio de transporte era um Patrimônio Histórico da cidade de São Paulo. Esses bandidos organizados do SP deveriam ser extintos para sempre.
    Onde estão as autoridades do Brasil???
    Abraços Flávio!!! Continue sendo esse cara super gente boa que leva seus filhos ao Canindé, já até conversei com você. Vida que segue

  8. TSC disse:

    Deveriam queimar os patrimonios dos politicos corruptos,não a historia do futebol!

  9. Sandro Macedo disse:

    São filhos da puta mesmo os que queimaram este ônibus, sou corintiano e não me senti xingado.
    Seria ótimo se pegassem quem fez isso, não deve ser tão difícil, hoje tem camêras em qualquer canto.

    E pensar que esse ônibus pode ter transportado entre outros o Edu, que fez uma jogada histórica na final do Paulista de 1985, eu torci demais para aquela bola não ter batido na trave e ter entrado.

    É impressionante a falta de respeito com o que é histórico neste país.

  10. Nê Lemos disse:

    Flávio, sou corinthiano e sou totalmente contra estas coisas . . . na reportagem vemos que o onibus foi pixado . . . mas isso nao quer dizer que foi incenciado por corinthianos ou são paulinos . . . . http://onibusbrasil.com/blog/2012/07/08/criminosos-destroem-um-patrimonio-do-futebol-e-da-historia-dos-transportes/

  11. Cassius Clay Regazzoni disse:

    É Flávio, a galera anda precisando de umas aulas de português…

    Afinal, eu também diria AOS torcedores do São Paulo e do Corinthians que queimaram o ônibus da portuguesa: Filhos da puta é o que vocês são, são-paulinos e corintianos. Filhos da puta. Sacaram???

    Mobral na galera!!!

  12. Eduardo Daniel disse:

    Filhos da puta!

  13. Do Pandeiro disse:

    Enquanto isso, sr. Flávio Gomes, o país vai bem, obrigado. Embalado por uma bestialidade chamada UFC, com picos de audiência, mesmo na madrugada. Eu não posso admitir que uma nação civilizada permite uma coisa como essas. E, ao mesmo tempo, proíbe brigas de galo, cachorros, e quer proibir rodeios. Nesse momento, me lembro de uma marchinha famosa dos tempos da ditadura: “esse é um país que vai pra frente…”

    • Guilherme disse:

      Comparar luta (praticado por pessoas treinadas e conscientes do que estão fazendo) com rinha de animais (seres irracionais obrigados a brigarem entre si) é de tamanha preguiça mental…

      • Do Pandeiro disse:

        Respeito o seu direito de discordar de minha opinião, sem precisar ofendê-lo. Mas o que para alguns é uma luta (talvez numa tentativa de legitimar essa barbárie), para mim é simplesmente uma briga, assim como cães, gatos e galos o fazem. Quanto à questão de treinamento, lembro aos desavisados que galos de rinha também passam por muito treinamento, alguns têm até treinadores, basta ler sobre isso. Mas entendo o direito que algumas pessoas têm de gostar daquilo que para mim é apenas uma ode à violência gratuita, o que configura um culto à inteligência daquele que, já que estamos no reino, animal que zurra.

  14. Alexandre - BH disse:

    Um bando de tabaréus que não têm a mínima noção de respeito, civilidade e de valor histórico das coisas. Escória da sociedade. Mas consola saber que é no lombo desses filhos da puta que o cassetete da PM chia em dia de jogo. É a linguagem que essa manada entende. E eu acho ótimo.
    Os putos queimaram não só um patrimônio da Lusa, mas uma parte importante da história da indústria brasileira de ônibus. Esse busão é raríssimo, vi poucos rodando por aí. Era estiloso e super moderno para a época. Aliás, chama a atenção até hoje.
    É isso aí, Flavio. Nosso país está brincando com coisa perigosíssima. Estamos combinando falta de educação com afrouxamento das leis, que já não assustam ninguém. Nitroglicerina pura.

  15. Ricardo Pignatelli disse:

    Flavio, sou são-paulino, mas quem faz uma barbaridade dessas é um tremendo de um filho da puta como você mesmo disse.

  16. Nelson disse:

    Hoje em dia se procura gente séria com lanterna na mão e se usa óculos escuros para se proteger do clarão da escória!!

  17. Pedro Guerra disse:

    Agora que já foi feita a bosta, não adianta ficar brigando. Até porque imagino que somos civilizados. Legal seria se alguem soubesse de outro modelo como este em estado para reformar e quem sabe, um patrocinador resolvesse investir. Daria um belo case para a marca e com certeza teria um final feliz publicado aqui.

  18. Guilherme disse:

    Filho da puta é pouco para quem queima o bem alheio. Se a Portuguesa fizer uma campanha para angariar recursos para comprar um ônibus novo, eu, mesmo torcendo para o Santos, faço questão de participar.

  19. Alfredo Junior disse:

    Na verdade isso é coisa de bandido que usa o nome dos clubes para poder usar seu poder diabolico de ser um marginal, descontar sua ira em nome de um clube de futebol, o que ta estragando o futebol , isso é pior que doença.

  20. V. Maghetti disse:

    Flávio, esses putos (as mães podem não ter culpa) não são torcedores coisa nenhuma, são simplesmente criminosos covarde, vândalos, pessoas frustradas por não serem ninguém, meros imbecis cujo desaparecimento não faria a menor falta.

    Que queimem no Inferno!!!

  21. Eduardo Lázaro disse:

    Lamentavel ! , quem fez isso já tinha a certeza da impunidade.
    Vejo neste ato a derrota dos pais desses vandalos que não tem capacidade de educar seus filhos.

  22. Hiperfanauto disse:

    Prezado Sr. Flavio Gomes

    Não concordo e jamais concordarei com todo e qualquer tipo de violência e desrespeito ao semelhante independentemente da sua raça, nacionalidade e credo e muito menos com vandalismo e barbarie perpretados contra a “propriedade alheia”
    Agora querer generalizar, que uma “aberração” destas, é fruto do comportamento de todos os demais torcedores que não sejam da Portuguesa, é praticar o mesmo “sandismo” daqueles que queimaram o onibus.
    Acho que V.Sa. deveria medir um pouco mais as suas palavras, pois assim como V.Sa., que com muita razão sentiu-se ofendido e indignado com o lamentável ocorrido, nos demais torcedores que por indole e educação jamais concordaremos com estas “bestiais” ações, também estamos nos sentindo tão ou mais ofendidos e indignados com que V.Sa. que num ato de “destempero” generalizou todos NÓS como honrados FDP.

  23. Bruno disse:

    Absurdo mesmo! Não só por destruírem um veículo que por si é uma raridade, mas também por desrespeitarem a Portuguesa, acabando com um patrimônio! Deviam respeitar pelo menos o time!

  24. renato alves disse:

    Adoro Flávio Gomes, está sempre no Canindé, porém, mesmo torcendo para a lusa, tenho que concordar com Saulo Caram……generalização é um equívoco.

  25. ney prates disse:

    Filhos da puta mesmo, os vãndalos. Sacanagem, e covardia! Mas o leite tá derramado, não adianta ficar chorando. Porque vce não pega o que sobrou e recupera, prum encontro de onibus antigos?

  26. Christian Alves (@chrisalves88) disse:

    po isso foi um completo absurdo! flavio tem todo direito de ficar puto!

    mas desculpa ai! eu sou corinthiano e não perco meu tempo botando fogo em ônibus nem fazendo merda por ai. adoro ônibus, carros aviões e esse é um exemplar raro e histórico, nem era usado pelos profissionais e não se tem a mínima rivalidade entre portuguesa e spfc – sccp. não tinha nem jogador e nem torcida dentro, tava simplesmente parado numa oficina. nao tem motivo nenhum pra isso. não faz sentido.

    isso é coisa de bandido, drogado, de retardado, de sem noção, e podem nem ser dessas torcidas. gente assim tem em todos os clubes.

    e é muito estranho aparecer pixado inscrições do timão e do spfc juntas nesse onibus queimado da lusa. e atentem que tem na foto a inscrição “157” o famoso art do assalto a mão armada. é coisa de marginal, drogado, filha da puta mesmo. torcedores ou não..

    E como isso foi tão lamentável, se eu fosse presidente do timão, falava com o pres do spfc, pagaríamos a scania ou a VW, q forneceu o onibus do timão para que fizesse outro ônibus melhor ainda, moderno, novo, do q se tem no clube acho e batizado de “LUSA SQUALO”, pra provar que não existe nada de ruim, de rixa entre nossos clubes.

    mas claro q não ia ser, nem ter a história do onibus destruido, isso vai ficar apenas na memória do clube e do torcedor.

    e saliento, se fosse assim, o onibus antigo do vasco, reliquia, que serve pra levar os jogadores de categorias menores ja teria sido queimado tmb a muito tempo pelos flamenguistas, botafoguenses ou até os do flu. é um absurdo do mesmo jeito. mas vai saber a nóia de alguns caras!

  27. Telegrafista disse:

    Belo exemplo de sofisma de composição!!

  28. Luiz Filipe disse:

    Sempre digo que tem torcedores e que tem doentes. Torcedor é aquele que torce pelo seu time, sofre pelo seu time, mas respeita todos os outros. Doente é aquele que acha que só o seu time deveria existir e todos os outros deveriam desaparecer. Por ser doente, não encherga que se os outros não existirem, o seu também não existirá. Sou torcedor do Internacional, mas jamais me passou pela cabeça queimar o ônibus do Grêmio, ou achar que o estádio do Grêmio deveria ser implodido, pelo contrário, é lá que eles sofrem…
    E tem mais, queimar uma raridade dessas, independente de ser da Portuguesas. Só sendo um doente…

    • Christian Alves (@chrisalves88) disse:

      concerteza! é um doente mesmo!

      assim como o retardado riquinho que jogou o carro importado do pai, bebado e sem carta de direção, pra cima dos outros torcedores do mesmo time nas comemorações do corinthians, que é o meu time tmb!

      e mesmo que eu fosse do flamengo , eu jamais ia perder meu tempo depredando patrimonio do time do madureira, do América do rio por exemplo!

      fanáticos, doentes sem noçao, veste qualquer camisa de clube, de religião, de pele, de lugar de escolas, de empresas, de qualquer coisa, de qualquer país!

  29. Saulo Caram disse:

    Flávio, o ônibus era usado pelos profissionais. A informação foi dada pelo Diretor da Portuguesa em uma entrevista na Jovem Pan. Achei um absurdo esse ato de vandalismo, mas não aceito ser chamado de FDP. A generalização é um equívoco dos idiotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *