MENU

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 - 13:32Indy, IRL, ChampCar...

SEM SP

SÃO PAULO (menos gastos) – Sai hoje à noite o calendário da Indy para 2014. Serão 18 corridas, com três rodadas duplas — Detroit, Houston e Toronto. O Brasil está fora. A única viagem para fora dos EUA será para o Canadá, para as duas provas em Toronto. Indianápolis terá, como já se sabe, duas etapas: uma no misto, outra no oval.

O trânsito na região do Anhembi, que é sempre ruim, ficará menos pior por alguns dias no ano que vem.

50 comentários

  1. Al disse:

    Já vai tarde.
    Baita desrespeito ao povo paulistano complicar ainda mais o caótico trânsito de lá para mais um evento privado, ainda mais podendo ter a prova em outro lugar, como Interlagos.
    Ainda por cima, a cobertura ridicula da Band e pistas ridículas como a do Anhembi me fizeram simplesmente abandonar a Indy, por mais que goste de corridas.
    A respeito, não gosto de corridas em ovais, mas se usarem o mesmo circuito misto de Indianápolis que usavam na F1, deve dar uma corrida e tanto. Se a Band deixar, talvez eu assista.

  2. eduardo disse:

    Desinteresse da Bandeirantes,pistas ruins,regulamento confuso,pilotos brasileiros em fim de carreira sem renovação e corridas ruins demais.Não sou saudosista mas a F Indy não chega aos pé da F Cart

  3. Reynaldo disse:

    Interlagos é da prefeitura, equipamento público, portanto. Deveriam ser realizadas todas as corridas e foda-se.

  4. Fernando Monteiro disse:

    Acho que a melhor corrida de F Indy que eu vi ao vivo foi em Jacarepaguá, a Rio400 de 96 que o André Ribeiro venceu, não só pelo brasileiro ter vencido, mas pelo ritmo frenético da prova, foi emocionante aquele dia. A edição de 98 também foi de tirar o folego com a disputa de Greg Moore e Zanardi. Com certeza os melhores momentos da Indy no Brasil. Essa corrida no sambódromo paulistano, me desculpem, mas parece comédia pastelão, se bem que a categoria perdeu muito do sua força. Estava crescendo bem nos anos 90, sendo vista por muita gente mundo afora, corridas interessantes, carros rápidos, enfim estava ganhando popularidade, mas acho que alguns de seus dirigentes não queriam internacionaliza-la. Depois veio o racha…

  5. Christian Alves (@chrisalves88) disse:

    uma pena!

  6. Barreto disse:

    Não irá fazer falta o itaipavasaopaulonestlécarrinhodepipocadoseuamarildoindy300.
    O S do samba muito menos e ainda não correremos a chance de ouvir o Hino Nacional cantado e coreografado em ritmo de batidão/ostentação/pornô.

    Barreto.

  7. willian disse:

    pelo menos agora ninguém mais vai abandonar guard rails nas adjacências do Anhembi…

  8. Eduardo costa disse:

    Perdoe- me a ignorância: por que a indy não poderia correr em Interlagos? Grana? Restrição da FIA? Da Globo?

  9. Rodrigo Moraes disse:

    Uma pena mesmo. Um bom evento, bem organizado. Muito mais confortável e de fácil acesso que a F-1. Mas a pista é ruim e a visibilidade, como em qualquer circuito provisório, é pobre. Se fosse num circuito permanente, com a estrutura que montam, seria excelente.

  10. Mauro Andres disse:

    Uma pena… A idéia podia parecer maluca de fazer corrida na Marginal e Sambodromo, mas tinha potencial para ser algo bom. Agora que o evento estava amadurecendo não tem mais.

    Com a Bandeirantes valorizando o produto da forma como faz (cortar a vitória do Tony na Indy500 para um jogo da segunda rodada do Brasileiro é de uma burrice sem tamanho), não chega a ser surpresa.

    • Valente disse:

      O “corte” foi certamente por problemas comerciais. Grade comercial fechada e patrocinadores pagando para anunciar durante aquele jogo. Anuncio não vai ao ar, há quebra de contrato, emissora paga multa. Não tem jeito e a fila anda…

  11. kiko disse:

    E toda grana que foi investida ali foi para o LIXO.
    Esse pais ainda tem jeito???

  12. Coisinha disse:

    FG, não entendi pq então vc não colocou Indianápolis entre as cidades com rodada dupla (vc colocou Detroit, Houston e Toronto).

  13. Albert disse:

    Quando os organizadores estavam pegando o jeito da coisa, deixando a bola redondinha, cortam a verba. Uma pena.

  14. Paulo Emilio disse:

    Uma prova da Indy em Interlagos isto sim seria interessante ! Francamente aquela pista do Anhembi era muito ruim e o evento sempre foi marcado por falhas , o tempo nunca ajudou , estava realmente fadado ao fracasso !

    • Ivandro Correa disse:

      O evento que você viu foi diferente do que eu vi esse ano. Prova muito bem organizada, inclusive no entorno do circuito, contando com condução para quem tinha problemas de mobilidade, diversas opções de alimentação, excelentes lugares para assistir a corrida, tempo excelente, enfim, acabou quando estava no auge.

  15. Wagner disse:

    Amigo Flávio,

    O trânsito poderá até melhorar.

    Mas o automobilismo e seus fãs, perderam um belo evento.

    Abraços

  16. Lucas Carioli disse:

    O campeonato começa tarde (quase em abril) e termina cedo (antes de setembro). Sinal de que a saúde da Indy vai mal.

  17. Kaike disse:

    Qual o motivo de não fazer a prova em Interlagos?

  18. Ivandro Correa disse:

    E de novo a Indy esteve presente no Brasil e deixou de estar, isso é lastimável. O trânsito que se lasque, são apenas alguns dias.
    Ainda bem que fui esse ano, senão ficaria só na vontade.

  19. Davi disse:

    Éh! Em vista que o nosso automobilismo esta cada vez mais em baixa pelo menos poderia começar a olhar com mais atenção para o nosso kart, as competições de monoposto e turismo (como a DTM) para ao menos, nos brasileiros possamos ter atrações locais haja vista que em poucos anos os nossos representantes nas principais competições internacionais não existirão mais.

  20. Thiago disse:

    E culpar a quem? O público? A BAND? Governo Federal, Estadual ou Municipal?
    Na verdade, acho que a culpa é de todo mundo. Desinteresse geral pelo esporte.

  21. Seinfeld disse:

    A F-Indy passando fome no almoço pra ter o que comer no jantar.

  22. Bellissimo disse:

    Poxa é uma pena mesmo.. Com nosso automobilismo interno praticamente morto, esses eventos eram bem vindos..

  23. Tava me programando para ir a SP ver a corrida também.

    Mas enfim. O que mata nessa Indy são essas rodadas duplas. Coisa sem graça, fica parecendo categoria de acesso como GP2, F3, Kart, essas coisas…

  24. Alan disse:

    Que pena. Tava querendo ir.

    • Lucas S.A. disse:

      Pessoalmente, nao acho ruim. Nunca vi sentido nessa corrida de Sao Paulo. Duas cidades do mundo tem autodromo na sua regiao metropolitana e ainda assim fazem corrida de rua: Valencia e Sao Paulo. Nos dois casos, o que se viu foram pistas desinteressantissimas, historias de falcatruas e abandono precoce do evento.

      • Valente disse:

        O circuito em Valência foi projetado para motociclismo, a pista é estreita. A F1 testa lá no inverno, mas a pista não comportaria uma corrida devido a esse fator da largura do traçado.

      • Lucas S.A. disse:

        É mais barato alargar (palavra horrível) um traçado do que estabelecer um novo, que foi alargado de qualquer jeito (afinal eram ruas, e antigas, já que no centro da cidade). Como se isso não bastasse, circunstâncias políticas suspeitas (leia-se acordos de viabilização secretos entre o Partido popular, à frente da prefeitura de Valência à época, e a FOM) ocorreram para que se realizasse o GP. E a pista além de tudo era uma bosta! Igual a do Anhembi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *