MENU

sábado, 8 de novembro de 2014 - 15:52F-1

S DA SALVELINA (14)

SÃO PAULO (todos gostam daqui) – Trinta e três milésimos de segundo. Foi a diferença de Rosberguinho, nossa Vênus Platinada, para Comandante Amilton, o Deus de Ébano das pistas. Foi a décima pole de Nico no ano, 14ª na carreira. Igualou alguns monstros nas estatísticas, como Alberto Ascari, James Hunt e Ronnie Peterson. E Barrichello, também.

Sua volta de agora há pouco em Interlagos foi perfeita. Cravou 1min10s023 na segunda tentativa do Q3, um tempo espantoso, contra 1min10s056 de Lewis. “Mas só vai ser perfeito se eu ganhar amanhã”, falou o alemão. Faz sentido, a cautela. Porque Petit Rosberg tem tido alguns problemas com as poles neste ano. Só conseguiu ganhar duas das nove em que largou em primeiro — em Mônaco e na Alemanha.

A última lapada foi na semana passada, em Austin. “Lá eu aprendi o que tenho de fazer melhor.” Lá ele aprendeu que Hamilton, quando lhe dão a chance, engole sem dó, nem piedade.

Teremos mais uma vez, se as condições de temperatura e pressão forem normais, um GP da Mercedes e um GP dos Outros amanhã aqui neste circuito que fica entre lagos — na verdade, duas represas, por isso poderia se chamar Interrepresas, o que seria horrível. E que tem também os seus lagos próprios, que incrivelmente não secaram. As nascentes ficam dentro do autódromo, pelo que andei lendo, e a água tem sido bastante útil para lavar a pista, abastecer banheiros e cozinhas e tudo mais.

O pole dos Outros foi Felipe Massa, que teve um sábado bem legal.

Felipe sempre anda bem em Interlagos, já venceu aqui duas vezes, e realmente ganha uma motivação modelo “plus a mais” cada vez que sai dos boxes na pista de sua cidade. Agora, então, que os motores não fazem barulho, ele consegue até ouvir a torcida, que o aplaude e incentiva efusivamente. “Foi muito emocionante, estou muito emocionado. É sempre bom ter um carro competitivo aqui, fico muito feliz de ouvir a torcida, a energia deste lugar é única”, disse.

Essa energia fez com que Massa, desde ontem, mantivesse uma performance muito sólida em todos os treinos, suficiente para bater seu companheiro Walter Sapattos na hora em que era a sério, a classificação. Companheiro que de bobo não tem nada, pelo contrário. No Q3, Felipe ainda teve um problema que o deixou aflito, para dizer o mínimo. Depois de fazer sua primeira volta em 1min10s247, quase não conseguiu sair do box para a segunda tentativa. A equipe não conseguia ligar o carro. “Tentaram três, quatro vezes, e aí ligou. Mas quando saí, peguei tráfego, um monte de gente do lado.”

Por conta disso, nem completou sua volta. Na metade, viu que não ia dar e abortou. A sorte do brasileiro foi que Bottas, depois de virar 1min10s305, também errou na sua segunda tentativa. Mesmo assim, na pesagem pós-treino, Massa estava com cara de quem tinha perdido um campeonato.

Nem era para tanto. Primeiro, porque não conseguiria bater os tempos da Mercedes. Ele mesmo admitiu. “Mas dava para chegar um pouco mais perto, não usei tudo que meu carro tinha”, disse. Segundo, porque terceiro no grid, a pole dos Outros, estava de ótimo tamanho.

Na disputa mercêdica, Rosberg era o favorito, por ter andado na frente em todos os treinos até então. Também foi o mais rápido no Q1 e no Q2. Se não ficasse com a pole, teria de sair daqui e procurar um pai-de-santo. No primeiro round da briga interna, Hamilton meteu 1min10s195 e Nico, na sequência, enfiou 1min10s166. O inglês saiu de novo para chegar a 1min10s056, mas aí… Lá vem o Nico! Descendo o morro do S do Senna! Rosberguinho imediatamente respondeu com 1min10s023 e encerrou o papo.

sabadosalve4

Como se vê pela tabelinha absorvida da TV, Massa e Bottas chegaram mais ou menos perto dos prateados e o resto ficou a um ano de distância. Bonitton, Tião Alemão, Magnólia Arrependida, El Fodón de La Oitava Posición, Ricardão e Kimi Dera Já Fosse Segunda-feira fecharam os dez primeiros. Alonso, aliás, ficou na frente de Raikkonen pela 16ª vez em 18 grids no ano. Quando saiu do carro, um repórter espanhol se aproximou dele e perguntou, com toda delicadeza:

– Señor Alonso, o señor logró terminar na frente de su compañero de equipo pela 16ª vez en el año. La Ferrari no está se livrando del piloto errado?

Ao que Alonso parou, cofiou a enorme barba, olhou para o jornalista e respondeu:

– Não é uma decisão da Ferrari.

Uia! Tóin! Chupa, Ferrari! Aguardamos o anúncio oficial, já está passando da hora.

Nestes posts pós-Qs (Q1, Q2 e Q3, preciso explicar tudo), costumo reservar algumas linhas às duas primeiras partes da classificação, mas hoje elas não merecem muito, não. Como temos ridículos 18 carros no grid, cada Q degola apenas quatro, e assim não há surpresas. Ou, ao menos, nada muito relevante. Hoje, por exemplo, o Q1 deixou de fora, pela ordem, Grojã (que errou miseravelmente em sua volta rápida), Verme (muito mal, no mesmo Q1 K-Vyado ficou em oitavo), Maria do Bairro (que perderia sete posições no grid, mesmo, punição trazida dos EUA) e Maldanado. Na ausência das nanicas de verdade, Caterham e Marussia, a tendência era ver Lotus e Sauber nas quatro últimas posições. A Lotus confirmou. A Sauber até que se saiu bem e levou seus dois pilotos adiante.

Mas lá ficaram, porque no Q2 deu a lógica e avançaram as duplas das cinco grandes — Ferrari, Red Bull, Mercedes, McLaren e Williams. Assim, empacaram Gutierros, Hulk, Fútil e K-Vyado — este nem saiu dos boxes, porque tinha uma punição de sete posições no grid para pagar, por troca de motor em Austin. Ricciardo escapou por pouco. A equipe o liberou para uma única volta quando faltavam apenas 2min30s para o fim da sessão. Mas o sorridente australiano se virou bem.

Não caiu uma gota d’água durante as atividades de pista hoje. A temperatura esteve muito mais agradável que ontem, na casa dos 25 graus e sem sol. Agora, no momento em que escrevo, nuvens muito carregadas pairam sobre o autódromo e está na cara que vai chover. Amanhã, não sei.

O GP do Brasil será legal, como costuma ser, porque há uma perspectiva muito boa de pódio para Massa e de briga metro a metro entre Hamilton e Rosberg. Interlagos é um circuito ótimo para ultrapassagens. Elas vão acontecer aos borbotões, ainda mais com esse botão do ERS e com a asa móvel.

Falando em ERS, volto à Ferrari. Vocês devem ter notado a hora em que Alonso disse um “ai, ai, ai, mas será o Benedito?” no rádio. Pois é. Ele havia acabado de ser informado de que tinham-no mandado para a pista sem carregar totalmente as baterias do ERS.

Haja paciência com essa equipe.

33 comentários

  1. Ferrarese disse:

    O Alonso è um mala, isso sim. Nao poupa de reclamar do ERS, enquanto a maquina toda eh um lixo, mas a culpa è sempre primeiro da batteria.
    Interlagos tem um lancamento de 1100m antes da volta rapida, se voce usa a bateria li perde a maior parte que pode usar na volta rapida. Ele dormiu na hora de trocar, mete a culpa na bateria e foi pego de surpresa com o Maldonado vaca braba. Mas infelizmente o que vai contar è o que ele fala… ja vai tarde!

  2. eduardo disse:

    Vendo a torcida se comportar como tivesse num estadio de futebol só aumenta minha impressão que o brasileiro medio não gosta de automobilismo,ele esta atraz de um Super Heroi para torcer aquele que gosta de verdade e vai ver onde o piloto esta freando,como esta contornando o laranjinha não chega a mil,o resto quer ver se aparesse na teve quando a Globo mostra a arquibancada.Se o Massa abandonar ou fizer uma corrida mediocre sera que metade do publico ira embora na metade da corrido como aconteceu outros anos

  3. Zé Maria disse:

    (No dever de um “mea-culpa)
    Para quem, como eu, vive esculachando o cara, faz-se necessário reconhecer que a performance do Massa foi uma ótima novidade!
    Áustria não conta, por uma série de fatores. . .
    Torcendo de verdade para que amanhã a história se repita e possamos assistir a uma exibição que nos deixe com a sensação de “dever cumprido” tipo “ainda mereço fazer parte dessa turma”.

  4. Luis Felipe disse:

    A cidade dele é Botucatu

    • Zé Maria disse:

      Tens toda a razão. .,.
      O correto seria o escriba ter grafado “de seu país”. . .
      Mas este pequeno é perdoável deslize não invalida o teor do post. . .
      Zé Maria

      • Flavio Gomes disse:

        Massa nasceu em São Paulo e foi criado em Botucatu. Eu não erro.

      • Zé Maria disse:

        Não erra nem tampouco se confunde!
        E é rápido de gatilho que vou te dizer uma coisa!
        Valeu!
        Agora, seguinte:
        Pega a turma do GP e vai comer aquela pizza que o VM diz ser “de outro planeta”. . .
        Mas por favor, sem mais furos do Ameriquinho para não assustar os outros clientes. . .
        Além do mais, vão ser forçados a esperar a “grobo” dizer ser a “mãe da criança”!
        (Sarcasmo modo “Ativado”)

      • Robertom disse:

        Não erra, mas às vezes galvaneia…

  5. Felipe Masr disse:

    Torcendo, e muito, para o Felipe! Quero que ele esteja no pódio!
    Alegrar-me-ei em sua alegria, e quero que ele termine o ano bem, para que no próximo esteja confiante de sua performance – e tomara que tenha um novo ano com menos problemas de estratégias e equipe; é essencial (além de boa sorte para não envolver-se em acidentes ou mal função do equipamento).

    “Tá Massa” a corrida amanhã! Pelos tempos apresentados na classificação, parece-me que vai ter muita disputa entre os destas 10 primeiras posições.

    Até amanhã GP!

  6. Adilson de Souza Lima disse:

    Se ainda sei fazer conta, a diferença do Junior para o Comandante, é de 33, trinta e trêis, milésimos, hehehe

  7. Allez Alonso! disse:

    Vettel que se prepare… Vou rir muito quando ele não fizer metade do que Alonso fez na scuderia. Como disse o Berger, quando se está de fora da Ferrari, se pergunta porque ela não ganha tudo. Quando se está dentro, a pergunta é como ela já ganhou alguma coisa!
    O Alonso fez a segunda perna do esse do Senna com uma mão só no volante, a outra tava fazendo “tutti” e dando piti! Fodonso deve ter perguntado o que o carregador tava fazendo na bunda do Mattiacci e não carregando a bateria do carro. Tão fazendo de tudo pra colocar o Kimimi na frente do espanhol.
    Na sexta, somente Kimi e Magnussen testaram com pitot e floviz, o que indica que somente estes tiveram peças novas.
    E mesmo assim Alonso na frente do Kimi e Button na frente do Magnussen!
    Ricciardo, que confessou nunca ter acertado uma volta em Interlagos (pode isso?) não acertou a volta de novo, mas não terá dificuldade pra terminar na frente do Vettel.
    Hamilton vai pra cima, se bater, pior pro Nico!
    Kvyat vai mostrar pro Vettel como que pressiona o Ricciardo, ano que vem segue a queda das máscaras!

  8. Sanzio disse:

    Tanto não há mais paciência, que Alonso já se mandou de lá.
    O Kimi só fica porque tem sorvete à vontade e o salário é pago em dia.

  9. Allez Alonso! disse:

    Voltaça do Nico, mas Lewis perdeu um décimo fácil no bico de pato.
    Erro crasso da péssima transmissão do Sr. Bueno. Guardar pneus do Q3 pra corrida? Esse ano, uma das novas regras é usar o pneus do q2 na corrida e não o do q3. O cara não estuda, vai simplificar as regras da MPU pra “caixinhas” e dá nisso, não sabe as regras! Penúltima prova do ano e me solta essa pérola. Sérgio e Wilson bastam para fazer uma transmissão que preste, o Lito é o pior de todos…

    • Felipe disse:

      Sergio Mauricio erra nome de piloto, ano dos títulos conquistados de pilotos antigos, chamou diversas vezes Mercedes de McLaren, tem muitas pérolas do Sergio Mauricio…

      • Roberto Mota disse:

        No terceiro treino livre, Sérgio Maurício disse: “estamos aqui, direto de Jacarepaguá”…desliguei a TV….rs

      • Antonio Seabra disse:

        Locutor e comentarista podem errar. O Sergio Mauricio, além de uma boa voz e razoável conhecimento, tem a louvável característica de aceitar seus erros e se auto corrigir. Considero o Sergio o melhor locutor de automobilismo do momento.
        Não concordo com as criticas ao Lito. Embora não concorde com ele todo o tempo (e quem concorda com alguém todo o tempo ?) acho ele bastante preciso nos comentários.
        Formam uma boa dupla.

    • Robertom disse:

      Simplesmente nenhum dos narradores que a Globo/Sportv utiliza mostra a competência necessária.
      É um pior que o outro, e vice versa…

    • Allez Alonso! disse:

      É, é triste mesmo, que coloquem o Wilson e o Burti, rs! Se bem que o Max não sacou o chilique do espanhol:
      http://youtu.be/9ziuy1qHg3I
      Ele achou que foi um eventual vácuo da Lotus, acontece.
      Tem o narrador que esquece o nome da equipes e fala do “carrinho vermelhinho” esse também é de doer…

  10. Carlos disse:

    Hamilton deu sorte que o Rosberg errou a primeira volta pq na soma das melhores parciais de cada um, Rosberguinho podia fazer 1.09.8 contra 1.10.0 de Lewis.

    O Rosberg é mais rápido em uma volta que o Hamilton, em pista seca. Sempre foi, desde o ano passado. O duro é ter que ficar aguentando a mala do cheerleader que é Lito Cavalcanti, torcedor apaixonadíssimo de Hamilton e que adoraria que ele fosse o mais rápido da F1, como ele gosta de ficar repetindo..

    • Antonio Seabra disse:

      Concordo com o primeiro paragrafo, mas não concordo que o
      Rosberg seja mais rápido que o Hamilton, sobre uma volta.
      O Rosberg é mais tecnico, ajusta o carro muito melhor, por isso “parece” ser mais rapido que o Hamilton.
      Mas veja:
      1 – Nos inicio dos treinos o Hamilton é quase sempre mais rapido. Depois o Rosberg vai ajustando o carro e muitas vezes (lembre, está 10 x 7, não é uma goleada…) acaba batendo o Hamilton. E quando bate, é por fraçao de pentelho…
      2 – Bastam as condições de acerto mudarem (desgaste de pneus, asfalto umido, mudança de peso do carro por consumo de combustivel, etc) o Rosberguinho deixa de ser pareo pro Hamilton.
      3 – Em geral Nico acaba sendo melhor nas pistas mais tecnicas(Monaco, Interlagos, etc), e perdendo naquelas que permitem abuso e priorizam a habilidade. Mais uma vez se eu não estiver errado,, a exceção esse ano foi SPA.
      3 – Interlagos (o lamentável traçado atual, ao contrario do maravilhoso traçado antigo) é muito tecnico, e é muito importante NÃO ERRAR pra fazer tempo. E´um traçado que dá vantagem aos pilotos mais tecnicos em detrimento dos mais habilidosos/rapidos. Veja ´so esse treino: Nico na frente de Lewis, Massa na frente de Bottas, Vettel na frente de Riccciardo, Button da frente de Magnussen. A excessão fooi Alonso, commuita dificuldade…

      Agora a titulo de curiosidade, e mais uma vez com a ressalva de “se a memoria não me trai”. Quando testaram jutnos a Williams, Nelsinho estava sendo consistentemente mais rapido que Nico, Até que no final Nico ajustou o carro e conseguiu igualar a parada. E a escolha foi feita em favor de Nico – expliccação da equipe – pela maior consistência, melhor feedback para os engenheiros e melhor capacidade de ajustar o carro do alemão-finlandes. Considerando que essa informação, veiculada na epoca, seja verdadeira, isso já diz muito sobre o assunto.

      Na minha modesta opinião, e momento atual, o unico que se rivaliza com Hamilton em velocidade pura é Alonso, Na epoca que correram juntos, A parada foi dura, com ligeira vantagem para o ingles. Ele foi o unico companheiro de equipe que chegou as raias de desestabilizar o super confiante Alonso…

  11. Clayton Moura Belo disse:

    É bom lembrar duas coisas: (01) Massa largará em casa, pelo lado limpo da pista e (2) Como dizia J.M. Fangio “El Maestro”: “Acá gañio yo”. Isto posto, reverenciando a Mãe Dináh das pistas, quero ver a primeira freada amanhã no “S” do Senna! Em outras palavras, a vingança do pipoqueiro…

  12. Celião disse:

    FG acho que se Hamilton não tivesse errado , na ultima volta lançada,
    abaixava o tempo para casa de 1.09 alto., assim como Massa que no primeiro setor foi mais rapido que Nico, e no terceiro setor tambem
    era o mais rapido , mas como êle disse , o trafego atrapalhou ( ou errou).
    Mas para a corrida acho que as Williams vais dar um calor na Mercedes,
    emquanto os pneus aguetarem.

    • Carlos disse:

      Não, o Rosberg que errou a Junção na primeira volta e por isso ficou tão próximo de Hamilton.

      Com a terceira parcial da segunda volta, ele tem 1.09.86 que é 1 décimo e meio melhor que as melhores parciais de Hamilton.

      O Rosberguinho consegue extrair mais do carro, em qualifyings.

  13. Alan disse:

    “Walter Sapattos” foi muito bom kkkkkkkk

  14. Chupez Alonso disse:

    Chupa, Alonso!

  15. Paulo Pinto disse:

    A resposta mais coerente que o ilusório repórter espanhol poderia receber, seria:

    - A Ferrari está se livrando do piloto certo. O finlandês ainda é o mais recente campeão da “rossa”. E é isso que vai ficar registrado na história da equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>