MENU

sexta-feira, 7 de novembro de 2014 - 18:41F-1

S DA SALVELINA (8)

SÃO PAULO (vida dura) – Marcus Ericsson, ex-Caterham e futuro Sauber, está usando uma credencial emprestada por um jornalista da TV sueca. Motivo: quando a equipe avisou formalmente que não viria a São Paulo, todas suas credenciais foram canceladas. Ou seja, como diria Luciano Burti, se algum integrante da equipe quisesse dar um pulinho no Brasil para aproveitar a folga forçada, comer um churrasco e tomar uma caipirinha, na hora em que batesse seu passe na catraca de Interlagos iria tocar uma sirene e ele seria abatido a tiros de escopeta por agentes escondidos atrás de pilhas de pneus.

A FIA e a FOM não perdoam. Ericsson não pôde entrar com sua credencial de piloto, o que é ridículo. É capaz de punirem o pobre diabo com dez posições no grid da primeira corrida dele pela Sauber se descobrirem que está com passe de outra pessoa.

8 comentários

  1. Paulo Travaglini disse:

    Imagina se ele filmar alguma coisa dentro do paddock e postar no youtubi, tá acabado, tadinho…

  2. Fontana o poderoso disse:

    Absurdo total. Ericsson é piloto de Fórmula 1 profissional, inclusive está garantido no próximo ano, pela Sauber. E só está fora do grid neste momento devido a sua equipe que não teve condições técnicas e financeiras para alinhar. Na verdade, defendo que todos os pilotos e ex-pilotos tenham o direito de entrar em qualquer autódromo em dias de corrida, de forma vitalícia. Se o Katayama e o Mazzacane quiserem entrar em algum circuito para assistir uma corrida numa área cuja credencial seja obrigatória, eles deveriam ter o direito também. Eles já foram pilotos profissionais, é isso que vale.

  3. Paulo Pinto disse:

    Sejamos sensatos. Se a equipe não está participando do GP, os seus integrantes não podem ter acesso ao autódromo com as mesmas credenciais de quem está trabalhando.

    Vocês não perdem a velha mania do “jeitinho brasileiro”.

  4. Luis disse:

    Seria o Marcus Ericsson a identidade secreta do “marco véío”? De qualquer forma, ele é o primeiro piloto sueco na F1 depois do Stefan Johansson, embora não seja o mais empolgante (esse continua sendo o Slim Borgudd, baterista do ABBA), então é previsível que os suecos façam algo por ele.

  5. Felipe Masr disse:

    Tem que pagar a carteirinha da CBA!

  6. Marcio Sarot disse:

    Nada sueco é o jeitinho que ele está dando para entrar. Pensava que emprestar credencial era coisa de brazuca.

  7. Chupez Alonso disse:

    Dizem que o Bernie fica vigiando pelo monitor:

    - Lá vem o Marcus descendo o morro da Vó Salvelina…

  8. Roberto disse:

    Que situação ridícula essa, hein? Em um dia, o cara é piloto da categoria mais nobre do planeta, ou seja, é “o cara”. No dia seguinte, vira um “Zé Ninguém”! É esse tipo de postura e mentalidade que norteiam esses caras da FOM e da FIA. Por isso que a categoria está indo de mal a pior. Mas eu tenho esperança de que alguém, vendo o fundo do poço, possa mudar toda essa palhaçada aí e trazer a F1 de volta àqueles que realmente sempre fizeram a categoria ser o que é: os fãs e os pilotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>