MENU

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015 - 16:41Automobilismo internacional

VEM, NISSAN

SÃO PAULO (e vem forte) Foi num dos intervalos do Super Bowl que a Nissan apresentou, com o comercial acima, o carro que entra no WEC este ano. Mais uma equipe de fábrica para brigar com Toyota, Audi e Porsche em Le Mans.

É simplesmente sensacional o que acontece nesta categoria, na contramão da fuga de tantas montadoras das pistas.

E o carro é bem diferente dos demais, com a porção dianteira bem maior, e o cockpit deslocado para trás. Isso porque o motor é central, mas montado na frente. E a tração é dianteira. Os pneus dianteiros são maiores que os traseiros. Uma completa novidade em relação ao que se vê hoje na categoria. Um estouro. Marc Gené já foi anunciado como um dos pilotos oficiais do time japonês.

Segundo a Nissan, o carro, híbrido, pode chegar a 1.250 hp com seu motor V6 biturbo aliado ao sistema de recuperação de energia que abastece o motor elétrico.

Mais vídeos espetaculares estão abaixo, enviados por um dos que assinam esse brinquedo, nosso amigo e guru Ricardo Divila.

Não perco Le Mans neste ano por nada.

21 comentários

  1. Pedro disse:

    Duvido que essa produção tenha lhe empolgado realmente. Mas é o que tem para o almoço.

  2. Marcelo disse:

    Sensacional esse carro, o projetista assistia muito Speed Racer… Mach 5 em primeiro, Shooting Star em segundo e Nismo em terceiro!

  3. Victor disse:

    O grande problema do WEC (na minha opinião é a duração das provas…principalmente as mais longas (não entendam que quero acabar com Lemans, de maneira nenhuma), mas acho que deveriam ter + etapas com duração inferior a 4 horas, onde os caras poderiam sentar o pé sem se preocupar com o consuumo do carro, seria otimo para aumentar a audiencia e iria ter mais brigas na pista.

  4. Junior disse:

    o WEC vai na completa contra mão da F1, liberdade tecnológica, mas com igualdade dentro da pista, carros de 900Hp até 1200Hp correndo juntos com suas particularidades e disputando diretamente na pista entre si, não é a toa que ganha mais exposição a cada ano, 4 montadoras na LMP1 e 5 na GT com a chegada da Ford.

  5. Fernando Pessoinha disse:

    Confesso que quando o tal WEC ou “uéqui”, como se diz por estas bandas, foi criado não botava muita fé, não. Achava que seria mais uma daqueles categorias que teria alguma brilhareco no começo e depois morreria, malfadada que era, sem choro nem vela. Me enganei. O troço é cada vez mais legal, a corrida em Interlagos ano passado foi sensacional, carrões potentes e bonitos ( Viu Dona F1? Viu Dona FIA? Dá para ser ecologicamente correto sendo potente e fazendo barulho ), pilotos muito bons, como o Mark Webber, marcas de prestígio, enfim, Um show. A entrada da Nissan, que faz parte da Renault, só confirma a coisa toda. O “Uéqui” veio para ficar e a tendência ( toc-toc-toc na madeira ) é só crescer. Acho que mais marcas conhecidas vão aparecer como a Peugeot, a Hyundai ou até alguma chinesa metida a besta, como a Geely, proprietária da Volvo Cars, por que não? Diferentemente da F1 de hoje, chata, lenta, anódina e custando os olhos da cara, o WEC tem se transformado naquilo que a F1 já foi e jamais voltará a ser: uma plataforma para as montadoras do mundo exporem e desenvolverem tecnologia para os seu modelos de rua a um preço pagável. Muitos pilotos já sacaram que existe oxigênio fora da vidinha da F1 e que podem projetar carreiras de sucesso fora dela. Mark Webber, como já citei, é um deles. Vida longa, pois, ao WEC!

  6. Paulo Travaglini disse:

    1) O filme em que o menino assiste o porrão do pai passou a 1 mm do mau-gosto.
    2) Já que não quiseram continuar com o DeltaWing, o Divila inverteu o conceito e disse “vamos em frente”.
    3) Vou torcer a favor, mas os pneus dianteiros não vão aguentar.
    4) Se fizer pódio, eu ponho tala-larga só no eixo dianteiro do meu Nissan Versa.

  7. Mateus Oliveira disse:

    Imagina se vence as 24h de Le mans? Show de carro da Nissan!

  8. Regis disse:

    Gomes, já pensou se a Peugeot ainda estivesse? 5 montadoras! Essa categoria é demais mesmo!

  9. Allez Alonso! disse:

    Lembrou o Marcos LM 600
    http://en.m.wikipedia.org/wiki/Marcos_Engineering#/image/File:MarcosLM600_CorEuser_HH2011.jpg
    Na chuva não deve ser legal ser tração dianteira, se fosse largada parada também seria um problema. Como será o power steering de um animal desses??

  10. André Micheloto disse:

    Esqueceu de comentar que ele grita como um carro de corridas. Não é como o E-tron…

  11. Fernando Lima disse:

    Me ataca a azia saber que o WEC não vem para cá este ano e, condicionado às reformas de Interlagos, talvez – TALVEZ – volte ano que vem como a etapa de abertura…

  12. Rafa disse:

    Uau…uau….uau!

    E pra quem gostou da música de fundo:

    https://www.youtube.com/watch?v=mXQVKx0IKN4

  13. perna quebrada disse:

    Alguém sabe o nome da canção do comercial With Dad?

  14. Minoru disse:

    Dizem que carro que é bonito, anda… esse vai ter que me convencer disso, em face a sua “beleza”!
    A conferir.

  15. Gustavo Oliveira disse:

    Muito legal, tanto a ousadia técnica de Ben Bowlby e cia quanto pela magistral jogada de marketing, afinal o carro fez mais barulho que todos os novos F1s juntos.

  16. Marcos disse:

    Tô morrendo de orgulho do meu Sentra kkkk

  17. antonio stricagnolo disse:

    Pelo jeito montaram volante,pedaleira e banco ao contrario e resolveram deixar assim mesmo somente invertendo a coroa e pinhão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *