MENU

Wednesday, 9 de September de 2015 - 16:35Automobilismo brasileiro

A MÔNACO BRASILEIRA

SÃO PAULO (nem acredito) – Talvez o vídeo mais inacreditável dos quase dez anos deste blog. Foi o brother Dudu Monsanto que mandou. São imagens raríssimas de uma corrida de rua em Petrópolis, “a Mônaco brasileira”, o que de mais próximo tivemos, em termo de charme, visual e glamur, de Monte Carlo.

Não sei o ano. A primeira parte, com imagens excelentes, me parece de alguma prova para estreantes e novatos: um enxame de Fuscas, DKWs, Gordinis e uma ou outra Berlineta. Tudo com para-choque, coisa típica da molecada que pegava carro de rua e punha para andar. Na segunda parte, imagens piores, aparecem carros de corrida de verdade. Acho até que vi um Malzoni de capô preto passando atrás de um desfile de caminhões Chevrolet que, possivelmente, participavam de alguma ação promocional.

Petrópolis foi palco da que considero a maior tragédia do automobilismo brasileiro, a corrida de 1968 que resultou nas mortes de Cacaio e Sérgio Cardoso — escrevi sobre isso em 2007. A partir dali, as provas de rua foram proibidas no Brasil, a patota de Interlagos, da Barra e do Fundão caiu na real, correr de carro era perigoso.

Fiquei doido de ver esses carros, de tentar imaginar o traçado, as dificuldades, o público, o ronco desses motores… Preciso reler o livro do Paulo Scali sobre os circuitos de rua brasileiros. É obra indispensável.

22 comentários

  1. Roberto Fróes says:

    Eu estava lá, bem em frente à Catedral, com minha amiga Maria Célia (Por onde andará ela?).
    E no ano seguinte também. Infelizmente.
    Mas não assisti a tragédia, foi em outro ponto da pista.
    Um engano seu, Flavio:
    Os carros com parachoques não eram coisa dos “garotos”, era uma determinada categoria que assim o exigia.

  2. Martim says:

    Olha aí, Flavio, encontrei este blog com vídeos curtos de corridas da década de 40, no Rio de Janeiro.,

    http://riodeoutrosjaneiros.blogspot.com.br/search/label/Corridas

  3. Jefferson says:

    Flávio, o link para o post e comentários do Sidney Cardoso está errado, segue o link ativo: http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2007/01/olha-a-guia-ou-seria-meio-fio/#comments (Ctrl + F para Sidney Cardoso).

    Lindo relato, mesmo não conhecendo nenhum dos envolvidos acabei marejando os olhos.

  4. Virgo says:

    Lembro que o irmão do Sérgio, o Sidney Cardoso, uma referência no automobilismo tupiniquim porque corria com um legítimo Ford GT40 e que foi farneleiro também algumas vezes, escreveu um relato emocionado aqui no blog sobre esse dia e a morte do irmão.
    Saudade dos farnéis…

  5. João Niemeyer says:

    Eu assisti essa corrida,era garoto e passava férias em Petropolis.
    O Malzoni que aparece é o 96 de Norman Casari e tinha ainda uma Ferrari,se
    não me engano 250 GTO de um sujeito chamado Paulo Newlands que aparece de traseira no final do video
    A corda fatal para o Cacaio e Sérgio Cardoso foi no ano seguinte.Ainda machucou sériamente Carol Figueiredo.
    O circuito era muito rápido com grandes retas como A Ipiranga e XV de Novembro.

  6. João Niemeyer says:

    Eu assisti essa corrida,era garoto passando férias em Petropolis.
    O malzoni que aparece junto aos caminhões é o 96 de Norman Casari e ainda tinha uma Ferrari se não me engano GTO de um sujeito chamado Paulo Newlands que aparece de traseira no final do video.
    A corrida fatal para o Cacaio e Sérgio Cardoso foi no ano seguinte.Ainda machucou séria mente o Carol Figueiredo.

  7. Brito says:

    Lindos carros, lindo lugar, linda época, linda trilha sonora! Belo vídeo!

  8. Felipe Freire says:

    Quer dizer que eu ando todos os dias em um autródromo ?!

    :D

  9. Denis says:

    Incríveis imagens!!! E o mais incrível era que alguém filmou isso na época. Muito show! Sou de Blumenau/SC e quando soube que aqui também tiveram essas corridas entre 67 e 68, quase chorei. Nasci em 80 e não vivi essa época (infelizmente), mas me emociono com os depoimentos de amigos que assistiram essas belezas rasgando as ruas e claro, com as fotos que aparecem de vez em quando.

    https://aboina.wordpress.com/2015/08/19/antigamente-corridas-em-blumenau-do-centro-ao-bom-retiro-a-200-kmh/

    Alguém podia fazer o levantamento e postar o desenho do circuito de Petrópolis? Seria legal…

  10. Rafael Ribeiro says:

    Sou de Petrópolis, até hoje a cidade tem alguns resquícios dessa época. Por exemplo, muitas equipes de Stock Car estão sediadas na cidade, como a de Andreas Mattheis por exemplo (apesar de não haver mais autódromos no estado). Alguns bons pilotos se formaram na cidade naquela época, como Mário Olivetti e os irmãos Varanda, por exemplo, que disputaram corridas a nível nacional com sucesso. Juan Manuel Fangio chegou a correr por aqui com um Chevrolet, em 1941 (vi a foto no Facebook dias atrás). Mas era algo insano mesmo, uma tragédia era só questão de tempo, e foi o que aconteceu em 1968, infelizmente… Aliás FG, vi uma carreta com 4 Malzoni sair daqui 2 semanas atrás, teriam participado do Blue Cloud deste ano?

  11. Paulo Fonseca says:

    Prezado F&G :

    Imagens simplesmente maravilhosas que corrida:

  12. Joca says:

    O histórico de corridas de Ruas no Brasil, logicamente não se limita a cidade de Petrópolis. Se a pesquisa for ampla veremos que já houve corridas de Rua a nível internacional. E tragédias foram muitas.

    • Edward Fernandes says:

      Em Goiânia, várias; em Anápolis (GO) algumas e em Inhumas (GO)outras.
      A maioria nos festejos de aniversário de inauguração ou fundação das cidades.

    • luigi says:

      Um dos mais famosos era o Circuito do Chapadão em Campinas/SP mas tem muito poucas referências sobre as suas corridas.Se alguém souber como era o traçado na época e como esta a região hoje seria interessante saber.(pelo menos eu gostaria de saber).

  13. Fabiani C Gargioni says:

    FG, por acaso tu sabe me dizer onde consigo um exemplar do livro do Paulo Scali??? S e souber me informar ficarei muito agradecido !!!

  14. Heitor says:

    Quantos carros!!! Era da quantidade que saia a qualidade… o esporte era mais popular…

  15. Alessandro Neri says:

    Vídeo espetácular. Lindo documento.

  16. Alexandre Bento says:

    Flavio,

    Achei este blog com algumas fotos de corrida em Petrópolis e também de um Brasinca de corrida.
    http://blogdojovino.blogspot.com.br/2014/10/do-bau-de-jose-augusto-varandas.html

  17. Paulo F. says:

    Mas a mentalidade de corrida de rua continua.
    E não estou falando das oficiais…..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *