O VENTO E O VÁCUO

SÃO PAULO (cholem mais) – Dia desses Dilma Rousseff fez um discurso na ONU, e quando falou sobre fontes limpas de energia, mencionou os parques eólicos e a dificuldade tecnológica que ainda se encontra hoje em dia para estocar vento.

Claro que a ignorantzia brasileira, representada pela malta paneleira das varandas gourmet, imediatamente tirou o pescocinho para fora do balde de merda no qual vive para caçoar da presidenta. Montaram vídeos, memes e gifs — são os guerrilheiros do Whatsapp, do Twitter e do Facebook, que imaginam estar fazendo algum tipo de revolução.

Como tenho alguma formação científica — trabalhei com isso por anos no meu início de carreira como jornalista –, óbvio que entendi do que se tratava. Cansei de entrevistar gente sobre o assunto, e faz bastante tempo, inclusive. Mas comecei a receber muitos desses vídeos, memes e gifs, o que só fez reforçar minha percepção de que a falta de conhecimento sobre qualquer coisa da maioria das pessoas é o grande mal da humanidade — o que chamo de burrice endêmica.

Pois bem.

iowa-stored-energy-park-1Na Inglaterra, já se estoca vento. Não vou descrever o processo, é bem simples, apenas leiam o link indicado que dá para entender.

Na Noruega, um projeto parecido foi implantado numa pequena ilha e está funcionando bastante bem.

Nos EUA, uma tecnologia mais trabalhosa (com o uso de rochas em camadas porosas de arenito bem profundas para armazenar o vento com o uso de compressores na superfície) estava fase de implantação em Iowa, mas não sei se a usina ficou pronta. O esqueminha de funcionamento dela é esse aí do lado, bem interessante, inclusive.

Na Alemanha, estuda-se muito seriamente o assunto e uma usina do tipo CAES (Compressed Air Energy Storage) funciona há quase 40 anos em Huntorf, estocando vento em cavernas de sal — tem uma irmã gêmea americana em McIntosh, Minnesota, inaugurada em 1991.

Portanto, meninos e meninas, estocar vento é algo que cientistas especializados em energia vêm estudando faz tempo — e é disso que a presidenta falou na ONU.

O problema não é falar em estocar vento. O problema é falar em estocar vento para portadores de vácuo cerebral.

Comentários

  • “Na Alemanha, estuda-se muito seriamente o assunto e uma usina do tipo CAES (Compressed Air Energy Storage) funciona há quase 40 anos em Huntorf, estocando vento em cavernas de sal — tem uma irmã gêmea americana em McIntosh, Minnesota, inaugurada em 1991.”

    Vamos a parte em que há toda a confusão: Compressed Air Energy Storage

    Que traduzindo ficaria: Armazenamento de energia de ar comprimido

    O que se armazena “estoca” é a energia do vento.

  • Dilma não sabe ligar uma frase na outra. Ela saúda amandioca e quer estocar o vento. Me desculpe, mas não tem como defender uma pessoa que está no cargo mais alto do país dizendo que ela se confundiu ou se expressou mal.

  • “Armazenar vento” é uma coisa e armazenar energia do vento é outra coisa completamente diferente.

    Exemplo 1: Seu uso a energia elétrica fornecida por uma hidrelétrica para carregar baterias. Então estou armazenando água nas baterias?

    Exemplo 2: Seu uso células solares para carregar baterias, então estou armazenando o Sol nas baterias?

    Obs.: Não sou e nunca fui coxinha!

  • “Armazenar vento” é uma coisa e armazenar energia do vento é outra coisa completamente diferente.

    Exemplo 1: Seu uso a energia elétrica fornecida por uma hidrelétrica para carregar baterias. Então estou armazenando água nas baterias?

    Exemplo 2: Seu uso células solares para carregar baterias, então estou armazenando o Sol nas baterias?

    Obs.: Não sou e nunca fui coxinha! Emoticon smile