“GP ÀS 10”: JÁ DEU PRO FELIPE

&

Sobre o Autor

Flavio Gomes

Flavio Gomes é jornalista, mas gosta mesmo é de dirigir (e pilotar) carros antigos.

42 Comentários

  • Massa sempre foi mediano. Sempre foi meio de grid.
    Ele é bom, mas não mais que isso. E na F1, para se destacar, não basta ser bom.
    O problema do Massa foi, é, o mesmo do Rubinho (e dos outros brasileiros pós-Senna): O Galvão e a Globo. Galvão insiste em substituir Senna e acaba queimando o coitado do piloto.
    Massa, a quem eu carinhosamente chamo de “Enceradeira” (roda roda roda e não sai do lugar), fez sua parte satisfatoriamente, ganhou sua grana (muita!) e só.

  • O Felipe Massa é um autêntico segundo piloto na F-1 que teve o privilégio de lutar pelo título em 2008 pela Ferrari devido ao relaxamento do campeão de 2007 Kimi Räikkönen. Em 2009 sofreu dois golpes duros sendo primeiro o rebaixamento da Ferrari devido a mudança de regulamento que colocaram a Brawn e a Red Bull lá na frente, e depois foi a molada na cabeça que levou saindo do carro do Rubinho no treinos do GP da Hungria 2009 deixando fora daquele campeonato. Em 2010 já tendo o Maquiavélico Alonso como parceiro na Ferrari selou o fim da sua carreira abrindo mão da luta pela vitória naquele GP da Alemanha 2010 dando passagem pro Alonso e aceitando ser seu segundo piloto sem discussão, Na Williams a partir de 2014 foi um completo freguês do aluno Valtteri Bottas tendo poucos momentos de alegria. Em 2016 fez a festa da despedida por onde passava depois do anúncio na Itália, mas acabou voltando pra 2017 depois da Fuga do Campeão Nico Rosberg tendo agora um aluno milionário (Lance Stroll) como parceiro que aos poucos vai subindo sua escada lentamente. Realmente já passou da hora dele cair fora da F-1, em outros tempos o Massacrado já teria saído antes, e se colocarmos sua performance de hoje nos tempos de Emerson, Piquet e Senna; ele só teria dois pontos no campeonato até agora vindo de dois sexto lugares.

  • Boa tarde.
    Desculpem os comentaristas de plantão, mas, para mim, comentários dessa ordem, tipo “deve parar”, “ja deu”, etc. são uma grande falta de respeito e consideração, principalmente por quem pouco ou nada sabe de pilotar ( a maioria dos aqui postam opiniões). Como estes blogueiros sabidamente não são os melhores do ramo que exercem, creio que o mesmo devem dizer deles nas suas profissões tipo “para logo” “não sabe de nada” etc. Pô, que falta de respeito zicar a vida dos outros, se fosse alguém comentando o mesmo do próprio FG, este soltaria um palavrão bem grande. Não creio que esse tipo de observação engrandeça qualquer profissional, mas, se o intuito é polemizar, desculpe, mas é uma forma sorrateira de proceder.

    • Entendo, mas seu comentário segue a mesma linha do “Só pode criticar se fizer melhor”.
      Com todo o respeito, é um comentário medíocre.
      Não preciso saber pilotar para criticar ele.
      Basta compará-lo com quem sabe pilotar, no caso, os concorrentes de profissão dele.
      Uma dica: seja menos torcedor…}
      Massa não ganha de um companheiro desde 2008… aliás, ele só ganhou de um companheiro em 2008.
      E você querer considerá-lo um excelente ´piloto…..

      • Pois é, vc não entendeu o que eu disse. Se ele não é o melhor do mundo não é por isso que deve parar. Se vcs não são os melhores do mundo no que fazem, seguindo o raciocínio de vcs, devem parar também. Em vez de zicar os outros ziquem-se a si próprios.

  • Sabe quando a Williams vai ser campeã com motor Mercedes?
    Nunquinha. Nem ela e nem outra que não a equipe oficial.
    A oportunidade de fazer uma aposta vencedora passou. Parece que a Toro Rosso foi mais experta. A Honda não tem equipe própria e uma hora acerta a receita. Era a opção para equipe não fabricante de motor ser campeã. Alonso terminará a carreira com os títulos e vitórias que já tem. Maclaren Renalt contra a equipe oficial? Faz-me rir.
    A Williams dormiu no ponto. No máximo vai conseguir brigar com a Force India.
    Melhor o Felipe cair fora.

    • Discordo.. ele pode ganhar corridas sim, como a Red Bull ganha…. A mclaren tem condições de fazer um chassis bom. E Alonso pode perfeitamente brigar por pódios e, num dia ruim para uma mercedes e uma ferrari, beliscar um pódio ou até uma vitória. Será ótimo para a F1.
      Pessoal tem raiva dele por conta do “faster than you”.
      Alonso é mais rápido que o Massa mesmo.
      O que a Ferrari deveria fazer?

  • e quando a gente criticava o massa a galera ficava brava!
    já fez muito sim, não achei ruim sua volta mas ficou provado que já deu..ficou todo ansioso que o carro novo era seu estilo de pilotagem etc…sempre aquela expectativa e NADA, já começou tomar pau do Stroll!!!!! melhor sair antes que vire chacota!
    e não é só ele….senhor Kimi tb, meu dels….ta fazendo mais extra que o Massa
    Pilotos dizem que só faz sentido correr se forem competitivos, Massa sempre disse isso e esta cada vez mais longe

  • Concordo com tudo, mas nao esqueçam: Todos os possiveis candidatos a uma vaga na Williams (Sainz, Perez, o proprio Alonso) jà renovaram seus contratos.
    Haveria a possibilidade, por imposiçao do Toto Wolff de encaixar o Werhlein, mas a Martini nao o quer.
    Portanto, è quase certo que Massa renova por mais 1 ano, atè porque a familia Stroll o adora.

  • Muito bom, FG, concordo totalmente. O Massa venceu corridas, fez pole positions, disputou de verdade um título (que escapou por muito, muito pouco)… Além disso, ninguém fica tantos anos na F1 se não tiver qualidades técnicas e mesmo pessoais. Mas tudo na vida tem um começo, meio e fim e já deu. Ele hoje está alguns bons degraus abaixo dos melhores e mesmo de parte da molecada que surge e surgiu. Não há demérito algum nisso. Que seja feliz em outras praias, com a família, aproveitando e investindo o dinheiro que (honestamente e merecidamente) ganhou etc. Valeu, Massa! Abs

  • Massa diferente do Barrichello nunca foi um piloto chorão e nunca foi na onda de Galvão e cia que é um piloto sacaneado por ser Brasileiro. Massa sempre teve uma carreira decente e uma trajetória muito bonita como o vlogueiro cita no vídeo, mas na realidade dos fatos o Massa nunca teve aquele algo a mais de campeão, um piloto que teve sua última vitória a quase 9 anos está a vários degraus abaixo de Hamilton, Alonso, Vettel e essa molecada que surgiu nos últimos anos, mas fica a lição que é o piloto que deve saber e reconhecer a hora de parar e deixar que novas gerações surjam, infelizmente demorará alguns anos para vemos um Brasileiro pilotando no pelotao de frente da F1, talvez nunca mais.

    • Sábias palavra , Bruno, mas todos devem lembrar que a Itália, que contribui bem mais para o automobilismo, tem um bom automobilismo doméstico, e trata com respeito e reverência a memória de todos seus grandes pilotos, desde 1954 que, como o Brasil, vive de promessas que não se cumprem.Portanto , os brasileiros não deveriam ficar tão indignados com a falta de pilotos top 3 no grid.Afinal, não poucos assistidores de corridas brasileiros respeitam e reverências o nome daquele piloto brasileiro que é respeitado e reverenciado por povos muito mais conhecedores de automobilismo,como um país que trata tão mal seus poucos ídolos no esporte deveria ter um representante no top 3 da categoria mais reverenciada do automobilismo.

  • Acho que o acidente afetou seu desempenho. Não na velocidade e sim numa performance geral. Mas acho que ele tem vontade de correr ainda e gana. Não tem um carro decente, com um projeto ultrapassado, sem mudança no conceito do carro. Ficou desmotivado. Mas taça fazendo corridao em Baku, se não quebra , dava pódio. Li numa coluna dele sobre Cingapura, fizeram uma escolha errada de tática , ele e equipe , que não funcionou. Mas se andar bem daqui pra frente, pode ganhar motivação.

  • Pois é quando o Rubinho tentava arrumar um contrato para continuar na F1 o Massa vivia dizendo que era hora dele parar, arrumou essa conversa de aposentadoria pra não dizer que a Williams não iria renovar e que nenhuma equipe o queria e ele ficar por baixo, acho que seria digno ficar calado e tentar ganhar seu belo salário, apenas isso, agora vem com esse papo pra idiota acreditar que não fica se sentir que não é a primeira opção da equipe, se não era antes pq agora vai ser ?

  • o massa parece ser gente boa mas vai cair no esquecimento assim como o button que ninguem nem lembra mais um foi campeão o outro não mas são equivalentes espero que seja o fim da dinastia dos pilotos que são legais gente boa coisa e tal mas ficam decadas ocupando espaço sem relevância nenhuma

  • Legal esse novo formato (conforme escola FG: palavra horrível) mas, por favor, não deixe de escrever. Vc tem o dom da escrita.
    Felipe Massa não tem mais espaço na F1 porque a nova geração está aí, e tem um monte de moleque bom aí como aposta de gdes patrocinadores e montadoras.
    Abraço e parabéns!!!!

  • Gostei do format, curto e informative, como deve ser….a observar:
    – telephone show de bola la atras, eh functional ?
    – o cart de voo tambem eh muito bacana
    – nada, nadinha da Lusa na decoracao ?
    abracos e otima adaptacao e vida no RJ….

  • O ponto alto da carreira do Massa foi 2008 e, de lá pra cá, principalmente depois do acidente da mola do Rubinho, ele se estabeleceu confortavelmente na face descendente da curva da vida. Não sei se daria certo na F-e. Não se ensina truque novo a cavalo velho. Sei lá talvez WEC ou até a Stock brasileira sejam bons lugares pra ele. Se a LMP2 ainda fosse competitiva com o incentivo das montadoras de uns 2 ou 3 anos atrás, sem dúvida ele conseguiria uma baita contrato. Na F-1 ele está cumprindo contrato e queimando o filme…

    Ainda acho que o Massa vai virar dirigente. pelas tentativas de viabilizar a Fórmula Futuro e o Trofeo Linea, tem condição de dar uma arrumada nas federações.

  • Muito bom. Concordo na íntegra. O Massa já não faz grandes temporadas desde 2009 — ali mesmo com um carro ruim ele estava dando um pau no Raikkonen até se acidentar. Em 2010 voltou okay, chegou a liderar o campeonato depois da corrida da Malásia, mas depois desapareceu. Sucumbiu após a ordem de equipe na Alemanha e virou saco de pancadas do Alonso. Em 2014 na Williams foi bem em algumas corridas, fez uma pole e quase venceu em Abu Dhabi, mas depois só decaiu. E da metade da temporada passada pra cá parece um ex-piloto em atividade, me lembra um pouco o Coulthard nos seus últimos anos.

    E sobre pilotos que tiveram uma única chance, acho Button e Villeneuve mais talentosos que o Massa. A meu ver o caso do Massa lembra mais o do Irvine, embora o brasileiro seja melhor que o irlandês, que em 99 teve uma janela de oportunidade excepcional e perdeu o campeonato. O Massa teve isso em 2008.

  • Tem o detalhe da vertigem que ele sofreu esse ano . Já não é um bom sinal , já que pode acontecer a qualquer a hora sem aviso prévio . Se decidir encerrar a carreira vai ser estranho ver de novo a despedida dele em Interlagos .

  • Ótima ideia! O leitor vem ao blog todo dia, mesmo sem comentar. Em relação ao Felipe Massa não há como discordar do “vlogueiro”, dá até raiva, pois se procura uma coisinha que seja para discordar e nada. O enquadramento em close também é legal, reforça segurança e credibilidade. Muito bom! Mais um motivo para visitar o blog, todos os dias. Bravo!

  • Passou da hora. Virou um burocrata do esporte. Parece estar ali só pelo dinheiro, o que torna suas atuações patéticas. Talvez a última corrida, em Singapura, onde tomou um passeio do “pia de prédio” com quem divide o box, o convençam a se aposentar DEFINITIVAMENTE da F1.

  • Já deu.

    A “volta” dele até que foi justificada pela urgência da situação..

    Mas está claro que não há mais o que ele fazer na F1. E a justificativa dada ano passado para a aposentadoria era justamente não ter mais o que fazer de relevante.

    Que seja coerente e não insista em continuar a qualquer preço na F1.. como um certo cidadão..

  • Desde 2010, foram poucos os lampejos do Felipe. Forçando a memória, alguns momentos em 2010, o final da temporada 2012 (quando esteve ameaçado de demissão na Ferrari), e a primeira temporada na Williams. Muito pouco em 8 temporadas.

Por Flavio Gomes

Perfil


Flavio Gomes é jornalista, dublê de piloto, escritor e professor de Jornalismo. Por atuar em jornais, revistas, rádio, TV e internet, se encaixa no perfil do que se convencionou chamar de multimídia. “Um multimídia de araque”, diz ele. “Porque no fundo eu faço a mesma coisa em todo lugar: falo e escrevo.” Sua carreira começou em 1982 no extinto jornal esportivo “Popular da Tarde”. Passou pela “Folha de S.Paulo”, revistas “Placar”, "Quatro Rodas Clássicos" e “ESPN”, rádios Cultura, USP, Jovem Pan, Bandeirantes, Eldorado-ESPN e Estadão ESPN — as duas últimas entre 2007 e 2012, quando a emissora foi extinta. Foi colunista e repórter do “Lance!” de 1997 a 2010. Sua agência Warm Up fez a cobertura do Mundial de F-1 para mais de 120 jornais entre 1995 e 2011. De maio de 2005 a setembro de 2013 foi comentarista, apresentador e repórter da ESPN Brasil, apresentador e repórter da Rádio ESPN e da programação esportiva da rádio Capital AM de São Paulo. Em janeiro de 2014 passou a ser comentarista, repórter e apresentador dos canais Fox Sports no Brasil. Na internet, criou o site “Warm Up” em 1996, que passou a se chamar “Grande Prêmio” no final de 1999, quando iniciou parceria com o iG que terminou em 2012. Em março daquele ano, o site foi transferido para o portal MSN, da Microsoft, onde permaneceu até outubro de 2014. Na sequência, o "Grande Prêmio" passou a ser parceiro do UOL até maio de 2019, quando se uniu ao Terra por um ano para, depois, alçar voo solo. Em novembro de 2015, Gomes voltou ao rádio para apresentar o "Esporte de Primeira" na Transamérica, onde ficou até o início de março de 2016. Em 2005, publicou “O Boto do Reno” pela editora LetraDelta. No final do mesmo ano, colocou este blog no ar. Desde 1992, escreve o anuário "AutoMotor Esporte", editado pelo global Reginaldo Leme. Ganhou quatro vezes o Prêmio Aceesp nas categorias repórter e apresentador de rádio e melhor blog esportivo. Tem também um romance publicado, "Dois cigarros", pela Gulliver (2018), e o livro de crônicas "Gerd, der Trabi" (Gulliver, 2019). É torcedor da Portuguesa, daqueles de arquibancada, e quando fala de carros começa sempre por sua verdadeira paixão: os DKWs e Volkswagens de sua pequena coleção, além de outras coisinhas fabricadas no Leste Europeu. É com eles que roda pelas ruas de São Paulo e do Rio, para onde se mudou em junho de 2017. Nas pistas, pilotou de 2003 a 2008 o intrépido DKW #96, que tinha até fã-clube (o carro, não o piloto). Por fim, tem uma estranha obsessão por veículos soviéticos. “A Lada foi a melhor marca que já passou pelo Brasil”, garante. Por isso, trocou, nas pistas, o DKW por um Laika batizado pelos blogueiros de Meianov. O carrinho se aposentou temporariamente no início de 2015, dando o lugar a um moderníssimo Voyage 1989. Este, por sua vez, mudou de dono em 2019 para permitir a volta do Meianov à ativa no começo de 2020.
ASSINE O RSS

Categorias

Arquivos

TAGS MAIS USADAS

Facebook

DIÁRIO DO BLOG

setembro 2017
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930