AUDI, VW ETC.

SÃO PAULO (tudo muito rápido) – Hoje a Audi deu uma chacoalhada no mundo do esporte a motor. Primeiro, anunciou que vai participar do Dakar de 2022 com um carro “eletrificado” — Depois, que vai retomar seu programa de endurance no novo regulamento LMDh (Le Mans Daytona hybrid), o que significa que a marca voltará a Le Mans e correrá também em Daytona. Por fim, avisou que a aventura na Fórmula E, onde está desde o início, acaba ao final da próxima temporada, a de 2021. Em 2022, Lucas di Grassi estará desempregado. Ao menos na F-E.

Por fim, a mãe Volkswagen também fez um anúncio hoje. Mais simples e direto. Encerrou todo seu programa de motorsport. Os 169 funcionários do departamento, que fica em Hannover, serão deslocados para outras funções. Todos elas ligadas à eletrificação dos carros da marca.

Só se fala nisso no mundo dos automóveis. Elétricos, elétricos, elétricos. Um porre.

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Chato pacas… nem o Elon Musk aguenta mais… tanto é que só olha para o espaço.

Victor Penteado
Victor Penteado
1 ano atrás

Será que o DiGrassi vai ser o escolhido pra essa equipe do Dakar? A Audi nunca entra pra brincar. Teremos chances de ter o primeiro brasileiro vitorioso com os carros na prova.

Agnaldo
Agnaldo
1 ano atrás

Eu não entendo essa insistência em carro elétrico. Até parece que energia elétrica cai do céu. Quando os carros elétricos estiverem, se um dia estarão, em uso maciço, o mundo ligará suas não poluentes usinas nucleares e térmicas para suprir a demanda. Como já disseram no passado, nada se cria, tudo se transforma.

Victor Penteado
Victor Penteado
Reply to  Agnaldo
1 ano atrás

Realmente… Gasolina não pode, tem que ser elétrico. Mas não pode ser energia de termelétrica, nem de hidroelétrica porque alaga, nem eólica porque mata os pássaros, nem nuclear porque não.

Temos que proibir os veículos a combustão e permitir só os caríssimos elétricos produzidos nas fábricas “sustentáveis” da China, movidos com a caríssima energia solar.

Rogério
Rogério
1 ano atrás

O carro da Audi, no Dakar será 💯% eletrico ou híbrido?

Tem reportagens falando que a bateria será recarregada enquanto o carro é conduzido. Usando um conversor em forma de motor TSFI.
Pelo que eu encontrei sobre o assunto(e entendi): são motores de combustão interna de gasolina ou diesel. O turno trabalha deamneira diferente e a turbina dura uns 10 anos ou algo do tipo.

Rogério
Rogério
Reply to  Rogério
1 ano atrás

Correção:turbo trabalha de maneira diferente

Sanzionovisk
1 ano atrás

É pra dar uma surra nos dirigentes da Audi ou não é?
Tinham um projeto fantástico e vitorioso no WEC, jogaram tudo no lixo porque “o futuro é elétrico”, agora jogam tudo fora na FE e voltam pro WEC.

Victor Penteado
Victor Penteado
Reply to  Sanzionovisk
1 ano atrás

A saída do WEC foi muito por causa do Dieselgate. Agora parece que esse assunto já está “superado”, inclusive pro marketing. Aliás, dá pra notar uma tendência das montadoras abandonando as ideias de carros 100% elétricos e indo em direção aos híbridos

diego
diego
Reply to  Sanzionovisk
1 ano atrás

Nem tanto quanto à isso: conquistaram muito no WEC, foram pra outra área, venceram, agora volta ao WEC em novo regulamento… Mais um desafio em termos de desenvolvimento.

Júlio Lima
Júlio Lima
1 ano atrás

Camarada, com a quantidade de carbono que o ser humano já jogou na atmosfera esses anos todos, não tem muita margem para qualquer coisa que não seja reduzir drasticamente, de todas as maneiras possíveis, as emissões.

Só não acho que isso vá ser um movimento coordenado por todos os países do mundo. Os ricos provavelmente vão nessa direção rapidamente, enquanto os mais pobres (ou comandados por idiotas, como é o nosso caso) vão continuar queimando petróleo como se não houvesse amanhã.

Rodrigo
Rodrigo
1 ano atrás

Me parece que o futuro dos carros é elétrico, nos de baixa e média gama, e híbrido nos de alta.
Será interessante ver o desenrolar de tudo isso.