MENU

sexta-feira, 4 de setembro de 2009 - 15:05Antigos em geral, ESPN Brasil

MAVECOLAND

SÃO PAULO (estou me especializando em pedir desculpas) – Sorry, macacada. Isso não é hora de começar a blogar. Mas só quem vive nesta selva de asfalto entende como a cada dia que passa está mais difícil fazer mais do que… uma coisa por dia! Trânsito dos infernos, horas perdidas na rua de novo. Blergh.

Hoje fui gravar matéria para o “Limite” da semana que vem na oficina do Rodrigo Lombardi. O Rodrigo é presidente do Maverick Clube do Brasil. A pedidos da turma que vê o programa, o astro da vez será esse Maverick GT 1975, que pertence ao Leandro Parra. A dupla foi de uma simpatia ímpar e me deu uma aula de mavecões. Tinha mais três na oficina, na restauração. Coisa linda. A matéria vai ao ar na terça que vem.

Cheguei agora, deixa eu ver se o mundo ainda não acabou.

22 comentários

  1. Sérgio Castro disse:

    Um maveco em bom estado de conservação, restaurado ou não, gira em torno de R$50 mil, e será muito difícil de se achar, demonstrando o bom investimento que é o carro clássico antigo.

  2. Clezio Soares da Fonseca disse:

    E pensar que queriam botar o nome de Pinto! Num filme pornô
    seria um Long Dong. Great Machine !!!

  3. victor freire disse:

    velho, por essas e outras que, se morasse em sp, carro pra mim seria meramente um veículo de recreio. durante a semana, usaria busão ou metrô mesmo, com tudo o que implica. pelo menos não contribuiria com mais um carro nesse trânsito dos infernos.

    pra falar a verdade, até recife me inspira a fazer esse tipo de coisa. não se trata de uma cidade ruim pra pegar ônibus.

  4. Leandro Caruso disse:

    Aleluia…. Até que enfim o FG se rendeu aos “carrões”.
    Pode ter certeza que terça vai ser recorde de audiencia e comentarios.

  5. Vaaalney disse:

    Limite nesta terça vai bater recorde de audiência

  6. Jeferson Dascanio disse:

    Flavio, não esquece de postar a matéria depois, porque não tenho a ESPN em casa e essa do Maveco não quero perder de jeito nehum.
    Me responde uma coisa, voce já fez alguma sobre os Charge RT?
    Tive um amarelo, com teto de vinyl preto em sociedade com mais tres brothers… enchiamos o tanque do carro (100lts) e saíamos no sabado a noite pra dar um rolê até sobrar um pouquinho de gasolina pra poder leva-lo pra casa, ficar a semana toda parado e voltar a rodar no outro sabado…
    Ô saudade daquele tempo!
    Obrigado pelo espaço e sucesso!

  7. Carlos disse:

    Quando eu nasci, o meu pai tinha um, vermelho, do mesmo ano!

  8. João Batista C. Pires disse:

    meu pai teve uma perua maverick. Ele tinha adaptado a mecânica do V8, e o bicho era um espetáculo. Infelizmente foi roubado nas imediações do estádio do Canindé, no começo dos anos 80. Até hoje temos saudades e nunca mais vi um exemplar desses.

  9. Mário Mesquita disse:

    Vem morar no RIo (2).

    Vongoli tem razao. Tava pensando sério em morar em Niteroi, a cidade é uma delícia, mas o transito… A Barra, não gosto. Vida de condominio, argh… Acho que vou ficar na Ilha mesmo. Tive dois Mavericks, seis cilindros os dois. Um V8 me caía bem…

  10. Geraldo Mesquita disse:

    O mais delicioso automóvel fabricado no Brasil! Tenho 1 e já tive outros 11. Não é a toa o meu email conter “302 V8″. Carro de “macho”!

  11. Guerwin disse:

    Só um toque: apaga a placa dos próximos.

  12. Guerwin disse:

    Um dos carros mais cobiçados do Brasil.

  13. Jason Vôngoli disse:

    Vem morar no Rio e aproveite melhor as horas de sua vida (só não invente de ir para a Barra ou Niterói nas horas de rush).

  14. ALEX B. disse:

    Cheers, Indy Gomov! Dá-lhe Mavera “galochão”! O João canalha que engula! ;)

  15. Maveco é o carro dos meus sonhos!!! Espero que essa matéria seja de 10 minutos, hehehe.

  16. Tiago disse:

    Nem me fale em trânsito, FG. Hoje foi uma hora e meia de trânsito logo cedo, pra percorrer uma distância de 12 Km. E hoje a noite promete ser pior… sexta, véspera de feriado, com chuva. SP tem muita coisa boa, é verdade, mas haja paciência pra aguentar esse trânsito…

  17. Wladimir disse:

    Rogério BH

    A coisa de 3 anos vendi meu Opala Comodoro 1978 com 200 mil Km rodados, o carro tinha 4 portas, 6c, bancos altos e câmbio no chão de fábrica. O carro estava na minha família desde 0Km, quando meu pai comprou eu tinha 17 anos.

    Carro de sonho e muitas histórias, mas como as coisas na vida tem seus ciclos, ele um dia partiu para um novo lar.

  18. Wladimir disse:

    Flávio,

    Definitivamente a solução para os seus problemas está sobre duas rodas, se aqui no RJ na maioria das vezes “só uma motocicleta salva”, ai em Sampa isso deve ser uma regra.

  19. O capo está desalinhado! hehe, tive q achar um defeito…. LINDO demais, saudade do meu

  20. Peixe disse:

    Olha só,meu carro dos sonhos!
    Vou até ver se o video cassete funciona hoje pra gravar a matéria!

  21. Rogerio BH disse:

    Um dia ainda…
    vou conseguir ter um destes..
    ou um Opala Coupe teto de vinil 1978…

    quando achar um Opala destes rodando..
    coloca no blog por favor FG.
    Valeu!

  22. Reinaldo Silveira disse:

    Belo Maverick GT, Amarelo Tarumã, dos primeiros. Se eu soubesse ofereceria para contribuir com a reportagem o meu, Laranja Mandarim 74, placas pretas, que apareceu em fevereiro de 2007 na seção “Meu Calhambeque”.
    Fica para a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>