MENU

terça-feira, 19 de agosto de 2014 - 20:16Gira mondo

O OUTRO MURO

SÃO PAULO (e outro mundo) – Em 19 de agosto de 1989, um piquenique agendado para as 15h na fronteira entre Áustria e Hungria começou a derrubar o Muro de Berlim — que cairia de vez em 9 de novembro daquele ano.

A história toda começou quando o governo húngaro, reformista, resolveu desmontar a cerca que separava o país da Áustria. Como aos alemães-orientais era permitido viajar para a Hungria, os que ficaram sabendo da abertura da fronteira aproveitaram para tentar conhecer o Ocidente. Muitos não voltaram. A história toda está aqui, no “Opera Mundi”, em excelente texto de Rafael Targino — que só escorregou na descrição dos Trabants, mas está perdoado.

Quem mandou o link foi o Sérgio Santana, pelo Twitter, a quem agradeço pela lembrança de algo que quase passa batido. É episódio considerado menor na história do fim da Cortina de Ferro, mas que está repleto de lindas e emocionantes imagens (vejam o vídeo no “Opera Mundi”). Há um memorial no local, a cidade de Sopron, na Hungria. Está aí embaixo.

Mais um destino a ser visitado.

8 comentários

  1. Luciano disse:

    Pô! Parece que a Alemanha Oriental era muito legal! Com tanta gente saindo fora, imagino!

  2. Sérgio Santana disse:

    Puxa, você me citou! Fiquei muito feliz, já que na sua correria, nem sempre você consegue guardar o nome do sujeito que te enviou alguma coisa.

    Como sou professor de História, achei muito legal esta recordação sobre este período tão recente, tão conturbado e tão importante, para o destino da Europa e, consequentemente, para o resto do mundo!

  3. Sopron fica logo ali, ao lado de Viena, portanto…

  4. Gus disse:

    Sensacional; belo documentário com as imagens de 1989 – episódio bem pouco conhecido por aqui!

  5. alan disse:

    Valeu FG, obrigado pelo textp, podemos discordar e muito de voce, mas pelo menos voce tem ombriedade de publicar estes textos, que embora possam ser considerados reveladores da ilusao/desilusao esquerdista foi tratado com dignidade de sua parte, parabens, grande profissionalismo de sua parte reconhecer o valor daquilo que na verdade lhe opem. Siga sempre assim Flavio, o Brasil precisa!!!!

  6. proletariors disse:

    E com a queda do Socialismo Real, veio a queda dos direitos trabalhistas no Ocidente, e com a queda da guerra fria, veio o aumento das guerras quentes … :(
    maia atual do que nunca: SOCIALISMO ou barbárie !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *