MENU

Wednesday, 25 de February de 2015 - 18:50Autódromos

SENNA SALVO

SÃO PAULO (ufa) – Seria presunção da minha parte achar que a nota publicada hoje de manhã neste modesto blog gerou a reação da tal de Agetop, Agência Goiana de Transportes e Obras, órgão do governo estadual de Goiás.

Mas o fato é que a agência, aparentemente responsável pelo autódromo de Goiânia, que leva o nome de Ayrton Senna, negou que o equipamento vá mudar de nome para Ary Valadão, ex-governador do Estado. Motivo: uma lei (não sei se federal, estadual ou municipal) que proíbe que logradouros públicos tenham o nome de pessoas vivas.

A intenção de rebatizar o autódromo foi declarada em carta do atual governador, Marconi Perillo, ao ex-governador Valadão. A missiva foi publicada no jornal “Diário da Manhã”, que ao que parece aprecia muito a administração do Estado.

Mas serei presunçoso. Essa ideia esdrúxula começou a morrer aqui, graças a vocês.

84 comentários

  1. O Brasil está tão esculhambado que esses políticos impunes fazem o que querem na hora que quiser e como bem entender. A Voz do Povo no Brasil tem que ser Além de Deus!

  2. Leo says:

    Tipo, isso aqui tá virando a Veja, não apura nada, não sabem nada de leis e despejam bobagens ilegais só por causa de “audiência”. Estamos muito bem…

  3. Paulo Junior says:

    Parabéns pela iniciativa, salvou nosso lindo autódromo. Apesar dos pesares foi pintado (seria coincidência) nas cores do partido do governados. Mas isso, infelizmente, não é exclusividade dele, ou deste partido, mas ele é bem cara de pau, e basta fazer uma breve consulta pelo Google mesmo, que verão (aliás vc deve saber). Enfim, mesmo que pudesse dar nome de pessoa viva, ou se a lei é federal ou estadual, com respeito aos nobres colegas que comentaram, a discussão apesar de válida acerca da abrangência da lei, é inócua do ponto de vista moral. Ary Valadão foi (apesar do último) um governador do período militar em que nada acrescentou ao meu (nosso, do brasil) belo estado de Goiás. Obrigado Flávio, creio que se não fosse vocês, bem como, claro quem apoiou a causa, isso poderia dar merda, afinal, não cumprir lei não é um problema pra ele.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *