DIÁRIO DA CRISE

SÃO PAULO (é assim, agora) – Vamos lá, às últimas desta F-1 em crise. Primeiro, a Marussia. Fez um pedido ao Grupo de Estratégia para correr com o carro de 2014 com algumas modificações. O Grupo vetou, aparentemente baseado em questionamentos da Force India. A equipe saiu do processo de recuperação judicial, mas segue sendo um mistério a fonte de renda dela. E a fábrica, não tinha sido vendida para a Haas? Tudo muito esquisito. Ainda assim, o time tem esperanças de correr.

Sério, isso?

Já a Force India, que não esteve nos testes de Jerez, não estará na primeira bateria de Barcelona, e talvez nem na segunda. Pérez e Hülkenberg terão um ano daqueles. Será que chega a Barcelona? A equipe está sem grana, ponto. Sem grana não se faz F-1.

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
CBDF
CBDF
7 anos atrás

Uma solução para o tio Bernie….
Criar uma categoria paralela de novatos (não pode ter participado de nenhum GP de F1) com terceiro carro das equipes…. só assim para aumentar o grid….
Seria bem interessante um iniciante, com contrato de apenas 1 ano, tendo que mostrar serviço para ter chance de tomar a vaga de um titular.
Acredito que teria uma ótima disputa dentro da própria equipe entre titulares e novato.

roberto
roberto
7 anos atrás

A f1 esta deixando de ser uma categoria popular. O oposto da f-e. Os seus chefoes ja velhos e desgastados nao dao oportunidade para novas ideias. Nao dividem bem a receita entre as equipes.

sandro
sandro
7 anos atrás

O tio Bernie não tinha autorizado a Catherman correr com o carro de 2014? Porque a marussia não pode? Tem que passar por essa votação?

Marcio Vieira
Marcio Vieira
7 anos atrás

O Carlos Slim poderia por mais grana na equipe, principalmente porque este ano terá GP do México

Ron
Ron
7 anos atrás

“A equipe saiu do processo de recuperação judicial, mas segue sendo um mistério a fonte de renda dela. E a fábrica, não tinha sido vendida para a Haas? Tudo muito esquisito. Ainda assim, o time tem esperanças de correr.”
Ajudinha do Tio Bernie?

Nikolas Spagnol
Nikolas Spagnol
7 anos atrás

O problema na Fórmula 1 é que os pequenos, ao invés de se unirem, se digladiam pelas migalhas. É o que estamos vendo a Force India fazer com a Marussia. Está claro que, correndo com o carro de 2014, a Marussia não vai ser ameaça para ninguém, e ganharia um tempo para se reestruturar (com esse dinheiro que apareceu não se sabe de onde) e montar um carro no decorrer da temporada. A Force India está pensando nas migalhas, mas não vê que, sendo a última das 9 equipes restantes, provavelmente terá o mesmo destino da Marussia e da Caterham logo logo…

Paulo F.
Paulo F.
7 anos atrás

Deixa correr com o carro de 14, só que sequestra as rendas devidas, preventivamente, correu bonitinho o ano todo, libera em Outubro, lá no final da temporada.

Claudio Aun
Claudio Aun
7 anos atrás

Alinhar Marussia ou não, muda nada , é só para completar grid,

Cláudio F1
Cláudio F1
7 anos atrás

É apenas achismo meu, mas penso que a Marussia quer tanto alinhar de qualquer um carro no grid apenas pra retirar a grana pendente pelo nono lugar do campeonato de construtores do ano passado, após isso rapidinho a nova gerência retira definitivamente o time de campo e, claro, a Force India não quer que isso aconteça, ela tá numa pindaíba danada e qualquer naco desta grana seria muito bem-vindo.

Cláudio F1
Cláudio F1
Reply to  Cláudio F1
7 anos atrás

Correção: “… a Marussia quer tanto alinhar de qualquer maneira um carro no grid…”.

Fernando Pessoinha
Fernando Pessoinha
7 anos atrás

Putz… Mas o Vijay Mallya não é bilionário, segundo a Forbes? Não tem mais nem algumas míseras rúpias sobrando? Ou é mais uns daqueles bilionários à la Eike Batista? De qualquer modo, é uma baita pena para a Force India. Um time que deu certo, surgido dos escombros daquilo que já foi a Jordan. Espero que alinhe os carros em Melbourne.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
7 anos atrás

Vamos repassar: Ferrari, RedBull, Mclarem, Mercedes, Williams, Toro Rosso, Lotus e Sauber.

16 carros?!? É muito pouco para uma categoria. O pior de tudo é que são poucos carros que nem barulho fazem na pista.

Tio Bernie tem um grande problema na mão. As regras da atual Formula-1 não estão alinhadas com a disponibilidade de grana que as montadoras e patrocinadores estão dispostos a pagar. Com as atuais regras é impossível um “garagista” sobreviver na F-1.

Por quanto tempo a Williams, Sauber e Lotus vão resistir? A Toro Rosso também corre sério risco, basta a RedBull ter umas três a quatro temporadas sem sucesso que a filial irá pro vinagre rapidamente.

josé marinho
josé marinho
Reply to  Ricardo Bigliazzi
7 anos atrás

Me impressiona a Willians sobreviveu estes anos todos sem grandes resultados inclusive sendo esculachada pelo Montezemolo ” A equipe que não ganha nada faz tempo” e agora ressurge das cinzas!

Paulo
Paulo
Reply to  josé marinho
7 anos atrás

Sobreviveram porque apesar do orçamento curto, sempre souberam gastar. dentro dos limites.

Allez Alonso!
Allez Alonso!
Reply to  josé marinho
7 anos atrás

Na verdade sobreviveu porque foi esperta, diversificou sua área de atuação e colocou seus papéis na bolsa, assim com a Mclaren.

gigi siciliano
gigi siciliano
Reply to  Ricardo Bigliazzi
7 anos atrás

Caro Ricardo , no meu entendimento estes 16 carros possivelmente a maioria deles sejam formula 1 realmente, mas aqueles faltantes só eram figurantes que nada influenciariam em qualquer resultado de corrida,e a bem da verdade no máximo eram F 2 plus. E outra coisa que me causa estranheza é o fato de todo ano as equipes terem que partir para um projeto totalmente novo,na verdade o discurso de contenção de gastos por parte da direção da categoria é completamente falso e enganoso. Nas décadas de 50 e 60(que se treinava muito) ainda corriam carros de uma ou duas temporadas atras, mas atualizados , Fangio foi campeão em 1957 com uma Maserati 250 F que fez sua primeira corrida em 1954 , Emerson ganhou sua primeiro campeonato com o Lotus 72 D em 1972 e vice em 73 com o 72 E, atualmente sem treinos e todo ano com um projeto partindo do zero ,só sendo louco ou gostar de jogar dinheiro fora não tendo o aporte de uma grande montadora.para se manter nesta categoria que esta perdendo em importância , visibilidade, retorno de mídia para o WEC que tem um regulamento muito mais inteligente e menos engessante para os projetista,o único pecado é usarem alguns Tiltilkodros como palco também .( ME DESCULPEM AS GALINHAS ,POIS SUA TITICAS SÃO MAIS UTEIS QUE UM TILTILKODROMO)

josé marinho
josé marinho
7 anos atrás

Mas a Force India nã ficou em sexto no mundial de construtores? Isso já não dá uma boa grana?

Paulo Pinto
Reply to  josé marinho
7 anos atrás

O abençoado dono da equipe está todo enrolado na justiça.